Lula



Novo pedido no STF

Novo pedido de liberdade de Lula entra hoje na pauta da 2a turma do STF .

É o enésimo pedido dos advogados de Lula visando a sua soltura, agora sob o argumento de que a indicação do ex-Juiz Sergio Moro para assumir o Ministério da Justiça teria gerado a nulidade das decisões condenatórias de Lula face a suposta parcialidade do ex-Juiz.

O pedido de liberadade de Lula será julgado hoje (4) pela 2a turma do STF, às 14 horas.

1 Comentário


Palocci exprime o que é ser “petralha”

A delaçāo de Antônio Palocci, que teve a sua sigilosidade levantada ontem, é nitroglicerina pura e o fato que melhor define o sentido da expressão “petralha”.

Não adianta os adeptos do lulismo criticarem Sérgio Moro pela liberação do sigilo da delação de Palocci, pois o Juiz tão somente se viu obrigado a fazê-lo em razão do indeferimento de um pedido da defesa de Lula para que outro processo fosse suspenso. Como este processo está com prazo para alegações finais pela defesa de Lula, o Juiz teve que juntar a delação de Palocci nos respectivos autos – quebrando o sigilo – a fim de que a defesa de Lula pudesse exercer amplamente o seu direito ao contraditório (defesa). Portanto, petistas e esquerdopatas, reclamem com o Zanin, advogado de Lula.

Mais, informa o O Antagonista que Palocci a  fim de comprovar a sua delação fez juntar na sua delação 800 páginas, isso mesmo 800 páginas de PROVAS.

Depois da delação de Palocci o termo petralha se constitui, definitivamente, na melhor definição de Lula, Dilma e sua corja.

Comente aqui


HADDAD descumpriu 9 de cada 10 promessas que fez na saúde

O candidato à presidência Fernando Haddad (PT) descumpriu 9 de 10 promessas que fez para área da saúde no período em que foi prefeito de São Paulo, sendo este um dos fatores que o levou a perder para João Doria a sua tentativa de reeleição em 2016.

Estes dados foram coletados pela Folha de São Paulo junto ao Tribunal de Contas do Município.

Que conclusão pode tirar o eleitor consciente e que realmente pensa no futuro do Brasil ao analisar as propostas feitas agora por Haddad ao constatar os dados preocupantes sobre as promessas não cumpridas pelo candidato do PT quando este esteve a frente da chefia do Poder Executivo de São Paulo?

Afinal, uma análise ponderada sobre a performance de Haddad no quesito “cumprimento das promessas que faz” não recomenda confiança do eleitor no que o candidato promete, ainda mais quando se vê este prometendo um governo semelhante ao de Lula, numa conjuntura econômica mundial atual totalmente diferente daquela que foi a grande responsável pelo impulsionamento da economia brasileira nos governos Lula/Dilma, e que ajudou a dar lastro econômico para que Lula/Dilma mantivessem programas sociais, muitos inclusive populistas e nitidamente com fins eleitoreiros, ancorados na elevada carga tributária arrecadada com base no resultado de uma economia então aquecida mundialmente e que atualmente se encontram retraída na maior parte do planeta e aos frangalhos internamente.

Em poucos rabiscos é possível afirmar que a promessa de Haddad de que “estará trazendo de volta o Brasil de Lula” tem de tudo para ser mais uma das promessas que o candidato está a fazer para não ser cumprida, a não ser que ele esteja se referindo à reinstalação no poder das mesmas facções criminosas que deitaram e rolaram desviando recursos públicos nos governos dos seus mentores.

2 Comentários


Haddad quer soltar Lula. Acuado volta atrás, mas não engana.

O candidato à presidência da República Fernando Haddad (PT), após perceber a repercussão negativa das reiteradas afirmações que fez recentemente sobre a sua intenção de soltar Lula, se viu acuado e de ontem para cá passou a afirmar de modo diverso, que caso eleito “não soltará Lula”.

Muito difícil acreditar em que se declara discípulo de quem havia prometido retirar os privilégios dos banqueiros e acabou se aliando a eles e aos esquemas das grandes empreiteiras do país.

O reposicionamento no discurso de Haddad equivale ao chamado “pega trouxa”.

Comente aqui


Governador do PT confirma que se Haddad for eleito libertará Lula

Fernando Pimentel (foto), governador de Minas Gerais pelo PT, disse neste sábado, a líderes políticos e simpatizantes, em Teófilo Otoni (MG), ter certeza de que se Fernando Haddad for eleito, vai assinar um indulto a Lula no primeiro dia de governo, registra o jornal Estado de Minas.

Fernando Pimentel (PT)“Vamos eleger Haddad presidente da República, e eu tenho certeza que, eleito, o Haddad irá assinar no seu primeiro dia de governo um indulto para o presidente Lula, irá tirá-lo desta prisão injusta e arbitrária”.

Em outras palavras, votar em Haddad significa atropelar a Justiça votando também na libertação de Lula. Votar em Ciro Gomes significa o mesmo risco, tanto que este já declarou publicamente que “Lula deveria ser ‘sequestrado’ da prisão”.

Dois autoritários confessos, que admitem pública e antecipadamente desprezarem a lei e o Poder Judiciário (com informações de O Antagonista).

2 Comentários
  

A greve que se transformou em mico

A greve de fome dos militantes da seita xiita do PT , daqueles que são mais capazes de se ajoelhar perante Lula do que perante Deus, deu n’água.

Os inexperientes praticantes do jejum se viram batidos, não pela fome, pois dizem os observadores daquela cruzada em defesa do criminosos que os tais grevistas famélicos se alimentavam escondidos, enganando – como sempre fazem – a platéia dos seguidores cegos e surdos do Lulopetismo, mas pela indiferença da opinião pública em relação ao suposto sacrifício.

Ainda não aprenderam que o povo anda bem cansado das estratégias de vitimização da esquerda anacrônica.

Comente aqui


Instituto pede exclusão de Lula das pesquisas

Do Bem Paraná

O Instituto Democracia e Liberdade (IDL), entidade com sede em Curitiba presidida por Edson José Ramon, ingressou na quinta-feira (23) com pedido de liminar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo que os institutos de pesquisa – Datafolha, Ibope, Instituto Paraná de Pesquisas e Vox Populi – sejam proibidos de disseminar sondagens de voto que incluam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na corrida presidencial.

No documento, que tem à frente o IDL e o deputado Estadual Luiz Augusto Silva, os advogados alegam que tal procedimento introduz “na esfera de representação do eleitorado uma informação ideologicamente falsa, um dado ideologicamente falso, uma comunicação ideologicamente falsa”.

Em resumo, segundo a entidades, as pesquisas com Lula contribuiriam para a desinformação, “projetando uma pós-verdade”, reproduzindo “uma seriação de fake news”. No documento, é reiterado que se um instituto de pesquisa qualquer procede à divulgação de que um dado “ser imaginário” é candidato, evidente que haverá um nonsense incompatível com a Democracia, alega o IDL. Continue lendo

Comente aqui


Haddad, vice de Lula vira réu

Haddad vira réu em ação que apura prejuízo de R$ 5,2 milhões na ciclovia

Candidato a vice na chapa do PT à Presidência da República, o ex-prefeito Fernando Haddad virou réu em ação de improbidade administrativa na qual o Ministério Público de São Paulo pede a condenação do petista pelo suposto prejuízo de R$ 5,2 milhões aos cofres da Prefeitura com a construção de uma ciclovia pela sua gestão na capital (2013-2016).

A ação foi movida em fevereiro de 2016 pelos promotores Marcelo Milani e Nelson Sampaio e recebida no último domingo pelo juiz Kenichi Koyama, da 11ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo. Além de Haddad, também viraram réus os ex-secretários Jilmar Tatto (Transportes), candidato do PT ao Senado, e Ricardo Teixeira (Subprefeituras), um ex-assessor de Teixeira e a empresa Jofege Pavimentação e Construção, contratada para executar a obra.

Segundo a denúncia do MP paulista, a construção de um trecho de 12,4 km da ciclovia Ceagesp-Ibirapuera pelo valor de R$ 54,78 milhões foi feita sem a devida licitação, sem projeto executivo e com preço superfaturado. (Fonte: O Dia)

Comente aqui