MPF



MPF conclui que recibos de Lula são falsos

Um dos recibos de aluguel do apartamento em São Bernardo do Campo entregues pela defesa do ex-presidente Lula

O Ministério Público Federal (MPF) pediu que o juiz Sérgio Moro reconheça como falsos os recibos de pagamento de aluguel apresentados pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em ação da Operação Lava Jato. Os documentos foram entregues pelos advogados do petista para comprovar a locação de um apartamento que pertence a Glaucos da Costamarques em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. O MPF diz que o imóvel foi colocado à disposição do ex-presidente pela Odebrecht como contrapartida à atuação de Lula a favor da empreiteira.

Em alegações finais da acusação entregues à Justiça na noite dessa quinta-feira (11) no âmbito do processo de incidente de falsidade acerca dos recibos , os procuradores que atuam em Curitiba afirmaram haver “clamorosas evidências” de que os documentos apresentados pelos advogados de Lula são Continue lendo

1 Comentário


Perigos de compartilhar a internet por `wi-fi`

O compartilhamento de sinal de internet por meio do `wi-fi` se tornou uma prática muito utilizada pelos consumidores, especialmente os das clásses média e baixa.

Estima-se que em torno de 7 milhões de brasileiros lançam mão do `wi-fi`compartilhado para acessar a internet, é o que demonstra estudo divulgado segunda-feira (16) pelo instituto de pesquisas Data Popular.

No entanto, esta prática apesar de não ser vedada por um dispositivo legal que a proiba expressamente, contudo oferece riscos mútuos em relação aos usuários compartilhadores do sinal, em virtude de não se saber exatamente que tipo de atividades o “parceiro” de sinal vai realizar na internet. Este risco deve ser ponderado pelos usuários, ainda mais em época de crimes virtuais, pedofilia, dentre outras marginalidades que são praticadas no ciberespaço e que a mídia vem mostrando constantemente.

Este assunto está sendo debatido na Justiça pelo Ministério Público Federal (MPF), por meio de ação em que o MPF sustenta Continue lendo

Comente aqui