prisão



Haddad quer soltar Lula. Acuado volta atrás, mas não engana.

O candidato à presidência da República Fernando Haddad (PT), após perceber a repercussão negativa das reiteradas afirmações que fez recentemente sobre a sua intenção de soltar Lula, se viu acuado e de ontem para cá passou a afirmar de modo diverso, que caso eleito “não soltará Lula”.

Muito difícil acreditar em que se declara discípulo de quem havia prometido retirar os privilégios dos banqueiros e acabou se aliando a eles e aos esquemas das grandes empreiteiras do país.

O reposicionamento no discurso de Haddad equivale ao chamado “pega trouxa”.

Comente aqui


Richa fala do viés político da sua prisão

No primeiro horário eleitoral depois dos acontecimentos da semana passada, Beto Richa reafirmou a candidatura e tratou dos assuntos espinhosos para sua eleição: “O que aconteceu comigo, com a minha mulher Fernanda e meu irmão José Richa Filho, constitui, como reconheceu o próprio Supremo Tribunal Federal, um ato de violência cujo viés político é muito claro. Queriam atingir a minha candidatura ao Senado. Queriam liquidar a minha trajetória política. Queriam me destruir moralmente há muito tempo. Fomos presos sem nem sermos ouvidos. Fui vítima do estado policial que alguns querem implantar no Paraná”. O candidato também disse que compreende a “desconfiança dos eleitores” e que vai provar sua inocência na Justiça.

“Primeiro eles querem nos humilhar para depois nos destruir. Invadiram a minha casa. Aterrorizaram a minha mulher. Invadiram a casa da minha mãe de 78 anos”.

Comente aqui


Governador do PT confirma que se Haddad for eleito libertará Lula

Fernando Pimentel (foto), governador de Minas Gerais pelo PT, disse neste sábado, a líderes políticos e simpatizantes, em Teófilo Otoni (MG), ter certeza de que se Fernando Haddad for eleito, vai assinar um indulto a Lula no primeiro dia de governo, registra o jornal Estado de Minas.

Fernando Pimentel (PT)“Vamos eleger Haddad presidente da República, e eu tenho certeza que, eleito, o Haddad irá assinar no seu primeiro dia de governo um indulto para o presidente Lula, irá tirá-lo desta prisão injusta e arbitrária”.

Em outras palavras, votar em Haddad significa atropelar a Justiça votando também na libertação de Lula. Votar em Ciro Gomes significa o mesmo risco, tanto que este já declarou publicamente que “Lula deveria ser ‘sequestrado’ da prisão”.

Dois autoritários confessos, que admitem pública e antecipadamente desprezarem a lei e o Poder Judiciário (com informações de O Antagonista).

2 Comentários


Prisão de Richa teve fundo político, diz ministro do STF

O Blog do Rigon informa que em sua decisão pela soltura de Beto Richa e de todos os outros 11 presos na Operação Rádio Patrulha por determinação do juiz Fernando Fischer, o ministro Gilmar Mendes destacou que “há indicativos de que tal prisão tem fundo político”.

Para ele, a investigação foi “destituída de qualquer fundamento” e “impacta substancialmente o resultado do pleito e influencia a opinião pública”, uma vez que o ex-governador é candidato ao Senado.

V
Segundo o ministro do Supremo Tribunal Federal, “os fatos que deram ensejo à prisão ocorreram durante os anos de 2010 a, no máximo, 2013, ou seja, há longínquos 5 anos da data da expedição da ordem de prisão, o que afasta a contemporaneidade dos fatos e a demonstração da atuação da organização criminosa nos dias atuais. Além disso, a ausência de fatos recentes evidencia que o risco de que o requerente e os demais investigados possam atrapalhar as investigações é meramente retórico, genérico e conjectural”.

Entre os advogados que ingressaram com a arguição de descumprimento de preceito fundamental 444 está o criminalista Juliano José Breda, ex-presidente da OAB Paraná, que no ano passado derrubou, no STF, a condução coercitiva de investigados pela Polícia Federal, ao tratar do ocorrido com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

v
Confira a íntegra da decisão de Gilmar Mendes aqui.

Comente aqui


STF: defesa pede soltura de Richa por descumprimento de preceito fundamental

Catarina Scortecci, via Gazeta do Povo

“A defesa do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) pediu a revogação de sua prisão ao ministro Gilmar Mendes do Supremo Tribunal Federal (STF). Richa e sua esposa, Fernanda Richa, estão presos temporariamente em Curitiba desde terça-feira (11), no âmbito da Operação Rádio Patrulha, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), braço do Ministério Público do Estado do Paraná (MP-PR).”

“O pedido da defesa ocorre dentro da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 444 (ADPF 444), na qual o STF proibiu as chamadas conduções coercitivas. A defesa do tucano alega que a prisão de Richa foi decretada para burlar o veto à condução coercitiva.

Na petição, que tem quase 90 páginas, o advogado José Roberto Figueiredo Santoro alega que os fundamentos da prisão “se mostram absolutamente inidôneos e fora das hipóteses previstas na legislação aplicável”.”

Comente aqui
 

Piraquara: fuga de 28 presos aterroriza moradores

Dezenas de bandidos fortemente armados explodiram o muro do Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP I), na região metropolitana de Curitiba, na madrugada desta terça-feira (11). Em uma contagem inicial, a administração do presídio contabilizou que 28 presos fugiram. Durante a ação, ruas e rodovias de acesso ao presídio foram bloqueadas e houve uma intensa troca de tiros entre bandidos e policiais militares, segundo informações da Banda B.

Comente aqui


A brincadeira dos petistas durou pouco

Depois do tumulto e alvoroço desnecessário causado pela decisão liminar de soltura de Lula determinada pelo ex-petista e Desembargador do TRF4 Rogério Favreto, o Desembargador membro da 8a. Turma do referido Tribunal Pedro Gebran Neto acabou de cassar a decisão de soltura de Lula.

A brincadeira dos petistas envolvidos no caso durou pouco.

3 Comentários


A propósito….

A propósito da postagem anterior, não se vê nenhum “esquerdinha” socialista moralista e adepto do “politicamente correto” se indignando com o uso do dinheiro público para patrocinar o protesto contra a prisão de uma única pessoa (leia-se, criminoso condenado = Lula), o que comprova a afirmação de Margareth Thatcher de que o socialismo defende o uso do “dinheiro dos outros” para sustentar a sua ideologia.

Justamente estas contradições de discurso, “à lá” faça o que eu falo mas não faça o que eu faço, é que vem desnudando a verdadeira face e índole deste povo. Depois os esquerdinhas anacrônicos não conseguem entender ou se mostram revoltadinhos por que muita gente prefere hoje votar no Bolsonaro do que no marginal Lula.

E ainda há bem por perto daqui quem continue a defender a esquerda putrefata do país. Salvem as almas!!

3 Comentários


As demonstrações de “amor” e “cidadania” da esquerda

A decretação da prisão de Lula anteontem pelo Juiz Sérgio Moro e os movimentos de defesa e proteção a ele, que desde então vem sendo realizados pelos partidários e militantes dos diversos partidos do espectro da esquerda anacrônica do país, estão nos dando a oportunidade de, mais uma vez, testemunharmos as demonstrações de “amor”, “cidadania”e civilidade com que esta esquerda age quando as decisões institucionais contrariam os seus interesses ideológicos e estratégias políticas.

Vejam aqui alguns exemplos da expressão de “amor” e “cidadania” exercidos nos últimos dias pelos integrantes da referida esquerda. Vejamos:

– Homem agredido em frente ao Instituto Lula sofreu traumatismo craniano;

– Suspeito de agredir homem no Instituto Lula foi vereador do PT;

– Homem agredido no Instituto Lula segue internado;

Ainda, em “homenagem”  do Dia do Jornalista, que ocorre na data de hoje, vejam o que os militantes fizeram:

– Repórter da CBN é agredido por militantes no Sindicato dos Metalúrgicos;

– Jornalistas são ameaçados em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos no ABC;

– Entidades de classe repudiam agressões a jornalistas no Sindicato dos Metalúrgicos no ABC;

Estes são apenas alguns exemplos do que pode ser encontrado às dúzias nas mídias sociais sobre o assunto.

Como diz o velho ditado, “o diabo faz a panela mas não faz a tampa”.

Em outras palavras, a esquerda anacrônica do país, que tanto ejacta verborragias dizendo que o PT, o Lula e sua turma vem sendo vítimas da odiosidade, perseguição e violência provindos da direita fascista e “dazelites” do país, de tempos em tempos deixa vazar aos olhos da opinião pública as suas reais matizes históricas ligadas às lutas de classe (no sentido bélico) e as suas atitudes, também históricas, violentas, anti-democráticas e de intolerância.

No entanto, graças à perda do monopólio das mídias pelo Estado e pelas instituições políticas, com o que a esquerda anacrônica ainda não se assentou, atualmente é possível a população enxergar a realidade das entranhas ideológicas e das estratégias de quem continua a agir como se não estivesse sendo flagrado nas suas atitudes e intenções.

Enquanto esta turma/turba continuar agindo assim, continuará perdendo todas, especialmente os corações dos brasileiros.

A falta de capacidade de reflexão, autoanálise e de humildade, da esquerda do país está corroendo as suas raízes e assim continuará até o falecimento total dela. E os incautos que ainda teimam em dar guarida/apoio a estas inconsequências, gradativamente vão se desnudando ao rídiculo.

Comente aqui