telecomunicações



Consumidor usou menos celular e mais internet

celular-banco-paraty[1]Serviços como o de TV por assinatura e telefonia fixa também tiveram sua primeira queda no número de usuários, motivada pela crise econômica

Uma mudança de comportamento dos usuários de telefonia móvel fez com que, em 2015, o número de linhas de celulares caísse no país pela primeira vez. Serviços como o de TV por assinatura e telefonia fixa também tiveram sua primeira queda no número de usuários, motivada pela crise econômica. No entanto, os serviços de internet fixa e móvel, especialmente na tecnologia 4G, tiveram forte expansão no ano.

O setor de telefonia celular, que vinha crescendo a cada mês, apresentou uma queda de 2,8% no número de linhas ativas neste ano. Em janeiro, havia 281,7 milhões de linhas ativas no país e, em outubro (número mais recente da Anatel), o número havia caído para 273,8 milhões. A tendência de queda na telefonia celular era esperada só para daqui a dois ou três anos pelos agentes do setor, mas começou a ocorrer em junho deste ano. Continue lendo

Comente aqui


Telecomunicações: relembrando as novas regras em vigor

Radar do ConsumidorÉ muito comum que com o passar do tempo caia no esquecimento regras que beneficiam os consumidores nas diversas relações de consumo existentes.

No início do ano passado começaram a vigorar novas regras estabelecidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que beneficiam os consumidores na área das telecomunicações. Algumas delas passaram a vigorar efetivamente somente em marco deste ano.

Relembremos, então, na somatória das novas regras criadas, quais se encontram em vigor e em que cada uma delas pode beneficiar aos consumidores em geral: Continue lendo

4 Comentários


A Anatel e a sua lentidão em atender o consumidor

Na edição de hoje do jornal O DIÁRIO, pg. A2, foi veiculado artigo de minha autoria sobre a áreas das telecomunicações.

O artigo aborda sobre as novas regras estabelecidas pela Anatel para o setor e o problema crônico da telefonia móvel no país. Convido todos a ler abaixo.

0diario-Artigo

Comente aqui


Novos direitos de usuários de telecomunicações começam a valer em quatro meses

Radar do ConsumidorO número de usuários dos serviços de telecomunicações vem crescendo nos últimos anos, chegou a 356 milhões no ano passado, e com isso o número de reclamações também aumenta. O setor é um dos mais reclamados nos Procons e, no ano passado, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) recebeu mais de 3,1 milhões de reclamações contra operadoras de serviços de telecomunicações, a maioria delas relacionadas a cobrança indevida.

Para melhorar a relação entre usuários e empresas, a Anatel aprovou na semana passada novas regras que devem ser cumpridas pelas operadoras de telefonia fixa e celular, internet e TV por assinatura. A maior parte das mudanças deverá ser implementada em quatro meses, mas algumas mais complexas terão até 18 meses para começar a valer.

Para o presidente da Anatel, João Rezende, as operadoras não terão dificuldades para Continue lendo

Comente aqui