Mês: janeiro 2011



Uma guinada na política externa

Do Estadão de hoje:

Por ordem do ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, os principais departamentos do Itamaraty, as embaixadas e a missão do Brasil na Organização das Nações Unidas preparam uma reavaliação da política externa brasileira. Esse trabalho, com conclusão prevista para março, tratará de temas como os direitos humanos em países de regimes autoritários, o papel do Brasil nas questões relacionadas ao Irã e o relacionamento com os Estados Unidos.

O Estado obteve informações sobre o despacho confidencial enviado por Patriota aos diplomatas brasileiros com representantes do País na Europa e no Oriente Médio. Essa ordem teria partido depois de uma conversa entre o ministro e a presidente Dilma Rousseff, que já fez declarações na contramão de seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, por exemplo, em relação à condenação da iraniana Sakineh Ashtiani. Para Dilma, os direitos humanos não são negociáveis.

Arrisco um palpite sobre a reação dos petralhas, que defederam o indefensável durante o governo Lula, caso o Itamary promova uma guinada em sua política externa: dirão amém!

Sem categoria
Comente aqui
  

O larápio e o elogio à polícia

O larápio parabeniza publicamente a polícia por ela ter impedido o furto. Suponhamos que o valor do furto pretendido atinja 60 milhões de reais.

O que imaginar dessa situação?

Algo semelhante, guardadas as devidas proporções, embora os valores sejam os mesmos, ocorre em Londrina: o secretário de Gestão Pública, Marcos Cito, cumprimenta a ONG  Observatório de Gestão Pública por suas intervençoes, que impediram que licitações mal encaminhadas resultassem, no ano passado, no gasto de 60 milhões de reais ao município. Uma delas – de 53 milhões – referia-se a um mais que suspeito projeto de iluminação pública.

O Observatório, segundo Cito, “faz um trabalho louvável”.

O vice-presidente da entidade, Fábio Cavazotti, diz que o acompanhamento das licitações – que atingiram 700 milhões no ano passado – é feito por amostragem.
Daí se deduz que, se as licitações fossem examinas uma a uma, a “economia” ao município seria muito, muito maior.

Portanto, ou a prefeitura não dispõe de funcionários com competência para realizar licitações corretas ou…

Parabéns à polícia por seu “trabalho louvável”.

Política
Comente aqui
 

A sinceridade dos homens públicos

O que mais admiro num homem público moderno, além da entrega incondicional ao bem comum, com enormes sacrifícios para a sua vida pessoal e bens particulares, é a sinceridade.

José Sarney se encaixa plenamente no preâmbulo acima.

Pois eis que ele fez hoje o seguinte comentário, segundo a Folha de S. Paulo, que quase me leva às lágrimas:

“Não desejava ser presidente do Senado. Estou fazendo com grande sacrifício, mas apenas porque busquei que encontrassem outra solução e, em face do partido não ter encontrado, comuniquei ontem que ele podia e tinha concordância para submeter meu nome à bancada.”

E arrematou:

“É uma convocação. Nunca fui presidente do Senado senão por convocação. Nunca por vontade própria”.

Vou pedir para a minha mãezinha inserir uma foto dele no altar de santos que ela cultua em sua casa.

São Sarney, rogai por nós.

 

1 Comentário


O protesto (procedente) de um leitor

Um leitor protesta por eu ter informado que ex-presidentes da República têm direito a pensão. Ele tem razão: ex-presidentes não recebem remuneração, privilégio criado durante o regime militar e extinto pela Constituição de 1988. Mas têm direito a dois veículos com motoristas, quatro seguranças e dois assessores pessoais. A folha de pagamento desse pessoal era, no ano passado, de aproximadamente 40 mil reais.

Isso não atenua o privilégio que o PT está concedendo ao ex-presidente Lula, que recebe o suficiente para viver como anisitiado político e pensionista por ter perdido o dedinho de coçar o nariz quando foi metalúrgico. E se prepara para ser o megapalestrante, já tendo estipulado honorários de 200 mil.

 

 

 

Sem categoria
Comente aqui


Lula, o ex-presidente marajá. Ou vice-versa

O PT vai pagar um salário mensal de R$ 13 mil a Lula, que será empossado “presidente de honra” do partido no próximo dia 19.

“Não tem por que não pagar. Ele é um importante dirigente político, está se dispondo a trabalhar junto com o PT”, diz o presidente do partido, Eduardo Dutra, segundo a Folha de S. Paulo.

Lula já recebe pensão como anistiado político e por invalidez. E receberá como ex-presidente da República (equivalente ao salário de presidente, que supera R$ 20 mil), mais assessores, segurança, mordomias inerentes à sua condição etc.

E, a partir do mês que vem, o ex-presidente, que passou o mandato inteiro fazendo comício todos os dias, pelo quais recebia o salário mensal de oito mil reais, mais palácio, banquetes, vinhos, charutos e transporte, receberá $ 200 mil por palestra…

(I)moral da história: Nunca antes na história deste país tivemos um ex-presidente-marajá. Ou vice-versa.

PS: O Estadão desta sexta-feira informa que o salário que o PT vai pagar a Lula poderá ser de R$ 21 mil pois o partido estuda o reajuste de seus dirigentes aplicando o índice concedido aos congressistas, que é de mais de 60%.

 

 

Política
11 Comentários
 

Belo Monte. Monte de… (que cada um interprete à sua maneira)

Menos de duas semanas depois de o presidente do Ibama Abelardo Bayma pedir demissão, o órgão deu licença parcial – fato inédito na história do universo – para o ínico da construção da usina de Belo Monte, aquela que o ex Lula, então em campanha eleitoral para eleger a Dilma, queria tocar fosse como fosse, mesmo que morressem milhões de bagres – grandes, pequenos e médios…

A obra está avaliada em 30 bilhões de reais.

A Norte Energia, consórcio vencedor (formado com o esforço do governo), já pode colocar a mão no 1 bilhão emprestado pelo BNDES para dar início à construção. Ou seja, ela não tem capital para o empreendimento que propõe realizar…

 

(PS: divirtam-se, petralhas!)

 

Política
Comente aqui