Mês: março 2011



Há três semanas

Há três semanas, o prefeito de Londrina, Homero Barbosa, disse que faria “revelações bombásticas” sobre uma suposta “máfia do lixo”.

E então se calou para a entrada em campo de seu secretário de Ambiente, José Faraco, que não foi além de xingar os membros do Conselho de Meio Ambiente.

Para um homem público que está se notabilizando por forjar provas contra os desafetos pessoais e encaminhá-las ao Ministério Público ou ao delegado do Gaeco, é estranho que ele ainda não tenha feito, em nome do bem público, tais “revelações bombásticas”.

O que está acontecendo?

Política
Comente aqui


Dois pesos, duas medidas

O deputado federal Bolsonaro trocou os pés pelas mãos e deu pretexto a uma polêmica nacional. Primeiro porque teria ofendido a Preta Gil, ofensa que foi interpretada como um ato de racismo. Depois, tentando se corrigir, sua declaração foi interpretada como um ato de homofobia.

Enquanto isso, a [email protected] Dilma Vana viaja a Portugal com o AeroDilma e tudo o que tem direito em mordomias para assistir à entrega, pelo Universidade de Coimbra, de um título honorífico ao ex-presidente Lula, seu padrinho. Ambos circulam em Coimbra com o carro cedido à [email protected] e Lula volta ao Brasil (ou também teria ido?) no avião presidencial.

E a imprensa, a classe política, os defensores dos direitos humanos… todos se calam!

Política
4 Comentários


Os petralhas e a lógica

O governo federal está de olho na Vale do Rio Doce – jogou pesado até conseguir a demissão de seu presidente, Roger Agnelli – porque ela começou a dar lucro, e muito lucro, após ser privatizada.

E está disposto a privatizar os aeroportos, porque não tem dinheiro para ampliá-los até a Copa do Mundo.

São os petralhas, em eterno conflito com a lógica!

Sem categoria
Comente aqui


Contradição

do site odario.com:

A prefeitura de Londrina anunciou um contingenciamento de R$ 9 milhões na verba de custeio das secretarias. O secretário municipal da Fazenda, Lindomar Mota dos Santos, decretou a necessidade de economia, pois acredita que a redução das despesas, uma das metas de governo do prefeito Barbosa Neto, não vem sendo bem executada.

E, mesmo assim, a prefeitura vai gastar, para atender à pretensão eleitoral do senhor do senhor prefeito, 7,2 milhões este ano para subsididar a passagem de ônibus urbano.

Impressionante!

Política
1 Comentário


Vem você também, vem!

Meu amigo, minha amiga, se você for um derrotado nas últimas eleições, se você não consegue emprego na iniciativa privada, se você não tem perspectiva profissional, se o horizonte político está turvo para você, não perca as esperanças: inscreva-se no mais dinâmico e amplo programa da Caixa Econômica Federal, o “meu cargo, minha doce vida”.

Você é incompetente?
Não tem importância.

Você está enrolado com a lei?
Não tem importância.

Você é preguiçoso?
Não tem importância.

Você é amigo do rei ou da rainha?
Isso tem importância.

Derrotados de todos os quadrantes – desde que amigos do rei e da rainha, enfatizamos – venham, venham pra Caixa vocês também. Venham!

Política
Comente aqui
 

Minha casa… minha dívida

Começam a ser comercializados em Maringá apartamentos do programa “Minha Casa, Minha Vida”, financiado pelo governo federal.

Os apartamentos, distribuídos por vários bairros, têm de 50 a 67 metros de área construida e seus preços variam de 64 mil a 128 mil. Ou 1,2 mil e 1,9 mil o metro quadrado, respectivamente.

E isso é um programa “popular”?

Minha casa… minha dívida!

 

Política
2 Comentários


Apelando para o morto

Da Reuters:

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, ao chegar nesta quarta-feira à Universidade de Coimbra, em Portugal, para receber um título de doutor honoris causa, que o seu ex-vice, José Alencar, ficaria “muito feliz” por ele se estivesse vivo.

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Ué, o Lula virou porta-voz de defunto?!

Política
Comente aqui


Afronta a um símbolo nacional

A bandeira é um dos símbolos nacionais – os demais são o hino, o selo e o brasão.

Nossa bandeira foi criada em 19 de novembro de 1889, quatro dias após a proclamação da República. É derivada da bandeira do Império e foi desenhada por Décio Vilares. É desnecessário descrevê-la e informar seu significado.

Foi alterada uma única vez, em 1992, quando foram introduzidas mais estrelas, simbolizando os novos estados.

Sua disposição e utilização são regulamentadas pela lei 8421/92.

A bandeira pode ser utilizada em sinal de luto, desde que obedecidas as determinações da lei. Em situações assim, ela pode ser colocada sobre o caixão, ser hasteada a meio mastro e, quando conduzida em marcha, “indica-se o luto por um laço de crepe atado junto à lança”.

Alterar o símbolo NÃO É PERMITIDO EM HIPÓTESE ALGUMA.

Qualquer alteração equivale a uma profanação.

A utilização da bandeira para expressar o sentimento de pesar pela morte do ex-presidente José de Alencar é, portanto, uma afronta ao símbolo nacional.

Foi o que fez a senadora Gleisi Hoffmann, em seu site (http://gleisi.com.br/blog/), distribuindo essa violação através de e-mails.

Mais uma vez, um representante do PT demonstra não saber distinguir o que é público – a bandeira – e o privado, o sentimento de pesar, mesmo que dirigido a um ex-presidente.


A lei 7.700 pode ser consultada em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L5700.htm

Política
Comente aqui


E a dobradinha continua

Um dos mais acintes eleitorais cometidos por Lula foi casar sua agenda de presidente com a de sua candidata, Dilma Vanna.

A operação foi tão perfeita, apesar da ostensividade do propósito, que não teve como o TSE mostrar o cartão vermelho.

Dilma foi eleita, e agora retribui, casando sua agenda de presidente com a do ex-presidente Lula.

Ambos se encontraram em Portugal. Ela em visita oficial como chefe de Estado, ele como homenageado da Universidade de Coimbra.

Coincidência, mera coincidência?

Sem categoria
Comente aqui