A guerra dos caubóis do asfalto

A Feira Agropecuária de Londrina é a mais antiga e a maior do Estado – em número de expositores, animais, visitantes, faturamento etc.

Compreensível, portanto, que a Assembleia a inclua no calendário oficial do Paraná. A iniciativa foi de Hermas Brandão Jr.

Pena que, perto de completar 80 anos de vida, Londrina ainda faça dessa exposição seu principal acontecimento comercial, com ramificações no turismo e showbusiness.

Compreensível também a reação de desgosto com a Assembleia de cidades que promovem feiras agropecuárias.

O bairrismo, o ciúme, a dor-de-cotovelo e outros sentimentos naturais afloraram com a decisão dos deputados.

Os mais exaltados, porque até hoje não se conformam com a superioridade de Londrina, sua irmã mais velha, são os maringaenses: a Câmara promete uma nota de repúdio à Assembleia e o Cesumar, grande empresa de ensino superior, mandou desarmar a barraca que teria na feira londrinense.

É a guerra dos ciumentos caubóis do asfalto.

A eles dedico essa singela toada, “Nóis é caipira”, interpretada por Romeu & Renato.

Iauuuuuuuuia!

Nóis é caipira

Sem categoria

6 comentários sobre “A guerra dos caubóis do asfalto

  1. sergio 8 de abril de 2012 9:36

    Vc está certo, briga inutil, só divide a região.
    Quanto a instituição de ensino tomar partido, chega a e ser ridículo, pois a Expolondrina deve ter perdido uma de suas miores atrações que deveria se o estande da
    Cesumar.(Atitutde ridicula do filho do dono)

  2. Reginaldo 11 de abril de 2012 15:04

    “Os mais exaltados não se conformam com a superioridade de Londrina”. E depois perguntam porque os maringaenses reclamam.

  3. José Pedriali 11 de abril de 2012 17:55

    Sr. Reginaldo, obrigado por avalizar minha afirmação…

  4. Reginaldo 12 de abril de 2012 14:14

    Na verdade eu não avalizei, mas fui irônico. Me desculpe, mas é a verdade.

  5. José Pedriali 15 de abril de 2012 16:25

    Sr. Reginaldo, na verdade, o senhor avalizou, sim, com ou sem ironia, reagindo como um autêntico maringaense dor de cotovelo!

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


9 − = 7