Mês: outubro 2014



Outra mentira petista é desmascarada

Blogs e jornalistas simpáticos e/ou financiados pelo PT por vias transversas inundaram as redes sociais com a informação de que Alberto Youssef não confessou no dia 21 (uma terça-feira) à Polícia Federal e Ministério Público que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras.

A denúncia foi o tema central da revista Veja, que foi às bancas (em São Paulo) na sexta-feira e, no dia seguinte, a Folha de S. Paulo a esmiuçou, acrescentando que, segundo Yousseff, o PeTrolão foi iniciativa do deputado José Janene (falecido em 2010) para compensar o fim do mensalão. E teve o aval de Lula.

O que houve, segundo os petralhopetistas, foi uma “retificação” feita no dia seguinte por “um dos advogados” do doleiro, na qual Lula e Dilma são apontados genericamente. “Dada a dimensão do esquema, era impossível que não soubessem”, teria escrito o tal advogado.

A versão petista visa a tirar o impacto da denúncia e envolvê-la num contexto de conspiração contra a reeleição de Dilma por não ter partido do réu e sim de “um de seus advogados”.. Ah, sim, tais jornalistas e blogueiros dizem que os advogados de Youssef são ligados aos tucanos…

Muito bem. Mais uma tramoia petralhopetista é sepultada. Para o bem da verdade, das investigações e do país. E para o mal dos corruptos, que têm, além de advogados regiamente pagos (às vezes com fundo partidário, que é dinheiro público), defensores zelosos na mídia. Muitos também regiamente pagos…

Eis o que informa O Globo:

BRASÍLIA – O advogado Antonio Figueiredo Basto negou nesta quinta-feira que tenha ocorrido um segundo depoimento de seu cliente, o doleiro Alberto Youssef, no âmbito da delação premiada. Segundo Basto, na semana passada ele foi ouvido apenas na terça-feira, dia 21, sem qualquer retificação no dia seguinte, diferentemente do que publicou O GLOBO na edição de quarta-feira. Em sua última edição, a revista “Veja” informou que Youssef dissera no depoimento de terça-feira que a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula sabiam dos desvios de dinheiro de obras da Petrobras para partidos políticos.

Antes disso, Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, afirmara em depoimento à Justiça Federal de Curitiba que o esquema beneficiava três partidos políticos — PT, PMDB e PP.

Basto explicou que participam dos depoimentos a Procuradoria Geral da República, delegados da Polícia Federal e agentes, além de um advogado de defesa, que não faz perguntas. Segundo ele, o advogado apenas confere os documentos produzidos e as assinaturas.

— Não existiu depoimento (de Youssef) na quarta, não existiu retificação, e os advogados não se manifestam — afirmou.

O advogado disse que os depoimentos de Youssef têm sido valiosos para a Justiça e que há muitos interesses, econômicos e políticos, para que a investigação não dê certo. Lembrou ainda que no depoimento à Justiça Federal de Curitiba seu cliente havia afirmado que não era o responsável pelo esquema, que estava muito acima dele e do ex-diretor Costa. Ele defendeu investigação sobre os vazamentos.

Sem categoria
1 Comentário


Dilma sai de férias depois de 40 dias sem trabalhar!

Fôssemos um país sério, e teríamos um motivo a mais para pedir o impeachment da president@ Dilma 2: ela passou 40 dias longe do trabalho, só fazendo campanha e com dinheiro público, e tem a desfaçatez de sair de férias.

Sim, ela usou dinheiro público para fazer campanha. Em primeiro lugar, não renunciou ao salário. Em segundo, casou despudoramente sua agenda de candidata com a de pretensa chef@ de Estado e, assim, teve direito ao AeroLula, séquito e todas as mordomias que nossa vil imaginação é capaz de conceber.

Fôssemos um país sério, e os partidos de oposição exigiriam que o Tribunal Superior Eleitoral abrisse uma investigação.

Fôssemos um país mais sério ainda, e nem seria preciso o tribunal ser acionado – ele faria a investigação por contra própria, o que, aliás, é sua obrigação.

Não satisfeita com o abuso do poder político e econômico demonstrado durante a campanha, madama Dilma manterá durante as férias sua remuneração e.. mobiliza a estrutura da presidência para ir e vir e as confortáveis instalações da Marinha em Aratu, Bahia.

Só nos resta o consolo de que durante alguns dias não teremos notícias nem imagens dela.

Que nenhum paparazzo, per l’amore di Dio, fure o bloqueio naval e aéreo!

(Em tempo, ela passou ontem pelo Palácio do Planalto para ver se suas coisas estavam em ordem…)

Sem categoria
2 Comentários


Impeachment de Dilma tem 1,42 milhão de assinaturas

A petição pública pelo impeachment da president@ Dilma 2.0 atingiu às 15h20 de hoje 1.422.007 adesões.

O abaixo-assinado é iniciativa de Rogério Teixeira M. E seu enunciado é anacrônico. Diz: “O PT, Partido dos Trabalhadores, hoje representado pela presidente Dilma, trouxe o mal estar para nação. A presidente Dilma, que foi eleita pelo povo brasileiro, está nos traindo e dando continuidade ao idealismo esdrúxulo do PT. A copa do mundo comeu bilhões de reais que poderiam ter sido aplicados na saúde, na educação e em infraestrutura. Nós brasileiros, estamos cansados dessa hipocrisia.”

Ele não menciona fatos recentes, e ainda mais escandalosos, como a citação de Dilma como ciente das maracutaias promovidas na Petrobras em benefício do PT e seus cúmplices no Congresso. A menção foi feita pelo doleiro Alberto Youssef.

O autor da proposta pretende reunir 5 milhões de assinaturas para, então, formalizar o pedido ao Congresso.

O site Avaaz é administrado no Brasil pelo militante petista Pedro Abramovay, que, depois de congelar por quase um dia a contagem automática do site, quando ele estava no 1,3 milhão de assinaturas, postou essa observação: “Esta petição (…) pode não representar a visão da comunidade da Avaaz.”

Tá explicado.

(O rapaz deve estar levando puxões de orelhas dolorosos…)

Para assinar clique em https://secure.avaaz.org/po/petition/Impeachment_da_Presidente_Dilma_1/

Sem categoria
16 Comentários


Oposição honra os votos que obteve

A oposição honrou ontem a expressiva votação que obteve domingo nas urnas, liderando a avassaladora derrota do decreto de Dilma que instituía os “conselhos populares” como órgãos decisórios da esfera federal.

A mobilização começou durante almoço de caciques do PSDB, que decidiram obstruir toda e qualquer votação até que o decreto fosse votado. O presidente da Câmara, o peemedebista Henrique Alves, que tentara submeter o dito cujo ao plenário três vezes sentiu-se estimulado a dar o golpe final.

E este veio com o apoio massivo do PMDB, principal sócio do PT no Congresso e que saiu engrandecido das urnas, elegendo a maioria dos congressistas e governadores.

Antes de o tema ir a votação, e só chegou à etapa final depois que a oposição sufocou todas as manobras protelatórias do PT, o senador tucano Aloysio Alves, vice de Aécio Neves, soava o diapasão que deverá orientar de agora em diante: nada de diálogo, como propôs Dilma em seu discurso de vitória (naturalmente escrito por seus assessores). “Ela não tem autoridade moral para isso”, esbravejou Nunes, lembrando que a campanha petista foi sórdida com os adversários. O próprio senador foi vítima de uma sucessão de calúnias nas redes sociais controladas por petistas.

A oposição – agora reforçada pelo PSB – vai para o ataque. Se mantiver a determinação ensaiada ontem, a maioria da população, que não votou em Dilma, terá, enfim, vez e voz no Congresso.

Sem categoria
2 Comentários


PT se torna (ainda mais) refém do PMDB

1bA oposição honrou ontem a expressiva votação que obteve domingo nas urnas, liderando a avassaladora derrota do decreto de Dilma que instituía os “conselhos populares” como órgãos decisórios da esfera federal.

A mobilização começou durante almoço de caciques do PSDB, que decidiram obstruir toda e qualquer votação até que o decreto fosse votado. O presidente da Câmara, o peemedebista Henrique Alves, que tentara submeter o dito cujo ao plenário três vezes sentiu-se estimulado a dar o golpe final.

E este veio com o apoio massivo do PMDB, principal sócio do PT no Congresso e que saiu engrandecido das urnas, elegendo a maioria dos congressistas e governadores.

Antes de o tema ir a votação, e só chegou à etapa final depois que a oposição sufocou todas as manobras protelatórias do PT, o senador tucano Aloysio Alves, vice de Aécio Neves, soava o diapasão que deverá orientar de agora em diante: nada de diálogo, como propôs Dilma em seu discurso de vitória (naturalmente escrito por seus assessores). “Ela não tem autoridade moral para isso”, esbravejou Nunes, lembrando que a campanha petista foi sórdida com os adversários. O próprio senador foi vítima de uma sucessão de calúnias nas redes sociais controladas por petistas.

A oposição – agora reforçada pelo PSB – vai para o ataque. Se mantiver a determinação ensaiada ontem, a maioria da população, que não votou em Dilma, terá, enfim, vez e voz no Congresso.

Sem categoria
1 Comentário


Câmara humilha Dilma e sepulta criação de conselhos populares

Dilma mal acaba de se reeleger e leva uma rasteira histórica da Câmara.

Foi esmagadora a derrota imposta hoje pelos deputados ao seu decreto que criava os tais “conselhos populares” – reencarnação tardia dos sovietes russos, passaporte para aderirmos de vez ao bloco bolivariano.

Decisão do PSDB de obstruir os trabalhos da Câmara até que o projeto fosse votado foi decisiva para que o presidente da Casa, Henrique Alves, o levasse à votação. E, depois de três meses de vai e não vai – sempre com o PT obstruindo a votação -, não adiantou todo o esforço dos petistas para manterem o ovo na choca.

O ovo gorou, e gorou de vez!. E com grande ajuda do PMDB…

Foi por água abaixo – felizmente! – essa tentativa de aproximar o Brasil do totalitarismo dito “popular”.

A votação foi um alerta para a president@ reeleit@: se a derrota foi dura hoje, outras ainda maiores se vislumbram, pois na próxima legislatura o PT terá menos representantes do que hoje. E o PMDB estará mais forte do que nunca…

Sem categoria
5 Comentários


José Dirceu pode ir para casa

1aO ministro Luiz Roberto Barroso, do STF, autorizou hoje o ex-ministro e considerado o mentor do mensalão o José Dirceu a cumprir o resto da pena de 7 anos e 11 meses em casa.

Ele cumpriu 11 meses de cadeia, no regime semiaberto, o que lhe confere o direito de passar o resto do tempo longe das grades, com direito a trabalhar fora durante o dia.

A autorização de Barroso coincide com a recusa da Justiça italiana de extraditar outro mensaleiro, Henrique Pizzolato, que deixou a prisão de Modena.

Todos os condenados petistas estão em liberdade. Enquanto isso, Marcos Valério, o operador financeiro do esquema, que guardou sigilo da trama (quando resolveu falar era tarde demais), cumpre pena de 40 anos em regime fechado…

É por isso que o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef resolveram abrir o bico enquanto é tempo.

Sem categoria
3 Comentários


Pizzolato, mais um mensaleiro solto

1aA Corte de Apelações de Bolonha negou hoje o pedido de extradição brasileiro para extraditar Henrique Pizzolato, petista e ex-diretor do Banco do Brasil que irrigou, com dinheiro do banco, o mensalão.

Mamma mia!

A recusa implica na imediata soltura de Pizzolato, preso desde o ano passado em Modena (terra de minha querida avó Malvina, que não merecia post mortem que sua linda cidade recebesse hóspede tão desqualificado). Ele fugiu do Brasil com identidade falsa. Uma fortuna foi encontrada encontrada em contas dele no exterior.

Mas, atenção, a Corte lavou as mãos sobre as acusações que pesam contra Pizzolato.

Nada de herói perseguido, injustiçado, coitadinho e coisa e tal, como fez o PT com seus mensaleiros ilustres. A corte negou o pedido porque Pizzolato tem cidadania italiana, devido ao seu estado de saúde fragilizado e ao péssimo – e nisso tem toda a razão – estado das prisões brasileiras.

As fotos das “prisões modelo” enviadas pelo Ministério da Justiça foram desconsideradas.

Os italianos têm muitos defeitos – um deles o excesso de generosidade -, mas não são bobos como milhões de brasileiros: não acreditam no que afirma o governo Dilma…

Pizzolato se une, assim, aos petistas José Genoino e Delúbio Soares, que cumprem prisão em liberdade. E logo terá um companheiro ilustre no dolce far niente: José Dirceu.

Congratulazioni a tutti i ladri!

Sem categoria
5 Comentários


Reeleição de Dilma é a vitória de Pirro para o PT

O PT encolheu no Congresso e nos estados, mas manteve a joia da coroa: a presidência da República.

Valeu a pena esta conquista?

Eis a questão.

Se tivesse sido derrotado agora, o partido – que sempre se opôs raivosamente ao governante de turno – retomaria a política do “quanto pior, melhor”, criando sérios embaraços a Aécio Neves, que teria que administrar uma autêntica herança maldita – o aparelhamento e corrupção do Estado, a inoperância administrativa, o descontrole das contas públicas e o retrocesso econômico.

E, então, fosse qual fosse o desempenho de Aécio – principalmente se fosse ruim – o PT se apresentaria como alternativa, jogando na mesa da eleição de 2018 o coringa Lula da Silva.

Mas, porém, contudo e todavia, é Dilma que, em nome do PT e de Lula, terá de administrar a herança maldita dela mesma!

Seja qual for o ministro que nomear para a Fazenda – o baiano Jacques Wagner desponta como o favorito –, a dificuldade que Dilma terá para aprumar a nau econômica será imensa. Seu maior inimigo se chamará Dilma. Pois, se ela mantiver a obsessão de continuar dando as cartas na seara econômica, na qual demonstrou total inaptidão, o barco, que hoje está à deriva, rumará inevitavelmente para o naufrágio.

Some-se a isso o enfraquecimento de sua base no Congresso, e o consequente fortalecimento da oposição, a diminuição do apoio de governadores e a divisão profunda do país (afinal, ela se elegeu com míseros 3% de votos de vantagem), e o caldo para o desastre está pronto. Será levado ao fogo a partir de hoje, pois a posse de Dilma em janeiro é mera formalidade. Seu segundo mandato teve início após o fechamento das urnas.

Dilma terá que vencer a si própria – e ela é a encarnação da obtusidade, arrogância, incompetência e prepotência – para manter vigo o projeto de eternidade do PT no poder. Dada a sua índole, a tarefa é impossível!

Lula, que terá 73 anos em 2018, é a única esperança do PT. Não há no partido outro que possa dar sobrevida a este projeto.

Lula foi fundamental para a vitória a Dilma mas, como ela e o PT, se apequenou, por causa de seu comportamento delituoso, diante da expressiva parcela da população que rejeitou sua candidata. Estará em condições físicas e mentais de se lançar a esta aventura?

Ou preferirá, como fez com Dilma há quatro anos e Fernando Haddad há dois, lançar um poste?

Os eleitores humilharam este ano TODOS os postes que Lula apresentou. Sua magia se esvaiu.

A reeleição de Dilma representa para o PT o mesmo que a batalhas de Heraclea e Ásculo vencidas pelo rei Pirro, de Épiro, contra os poderosos romanos, dois séculos antes de Cristo. Seu custo foi altíssimo e os prejuízos que acarretaram podem ser irreparáveis.

Valeu a pena conquistá-la?

LEIA MAIS OPINIÕES E INFORMAÇÕES DE JOSÉ PEDRIALI EM josepedriali.blogspot.com

Sem categoria
8 Comentários


Petralhas, go home!

“Então Sr. José Pedriali : Já arranjou o que chupar hoje ????”

“Quem nasceu pra Pedriali não chega a Ricardo Melo (Dilma 7 x 1 Mentira). A mediocridade não tem limite.”

“Prediali… Vai chorar na cama que é lugar quente. Você deve ser um playboy igual a seus candidatos a governador (eleito) e a presidente (não eleito).”

“Chora, tiozinho, chora…”

Pincei quatro entre as dezenas de comentários a minhas últimas postagens, que revelam – este é o motivo de tê-los publicado – a índole de filiados ou simpatizantes do PT. Incapazes de argumentar com civilidade, apelam para o xingamento. E às vezes à ameaça.

Estão à disposição dos leitores que queiram conferir.

A brincadeira acabou. Meu blog não é lata de lixo para receber as imundícies desses sectários, que têm à sua disposição blogs tão baixos quanto eles e, como muitos deles, financiados pelo PT.

Que desfrutem do espaço que lhes dão os companheiros. Go home!

Sem categoria
1 Comentário