Mês: fevereiro 2015



Ato do PT reunirá os (maiores) ladrões do Brasil

aaO ex-presidente Lula será a estrela do ato “em defesa da Petrobras” que a CUT e Federação dos Petroleiros – o PT, portanto, – programam para esta noite na sede da Associação Brasileira de Imprensa, no Rio.

“Defender a Petrobras é defender o Brasil”, é o slogan do encontro.

Nunca antes na história deste país se recorreu tanto à hipocrisia como faz o PT e Lula!

Se “defender a Petrobras é defender o Brasil” – e é! – roubá-la e provocar prejuízo bilionário por má gestão e interesse político equivalem, portanto, a roubar o Brasil.

E quem praticou esse desfalque e rombo – o maior de nossa história republicana – foi o PT!

Os (maiores) ladrões do Brasil estarão reunidos esta noite a pretexto de defendê-lo…

Chamem o Bope, a PF, o Exército: prendê-los é libertar o Brasil!

LEIA MAIS INFORMAÇÕES E COMENTÁRIOS DE JOSÉ PEDRIALI EM josepedriail.blogspot.com

Sem categoria
Comente aqui


Para o PT, delator mente mas fala a verdade. Dá para entender?

O PT apresentou ontem duas interpelações judiciais ao ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco, que denunciou que o partido se beneficiou de 90 contratos da estatal, acumulando, no período de dez anos, US$ 200 milhões em propina – ou R$ 580 milhões no câmbio comercial de hoje.

O intermediário da propina, segundo Barusco, foi o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto.

O PT está fulo com o delator. É compreensível. Mas, ao mesmo tempo, usa um trecho de sua delação para apontar os dedos sujos pela corrupção para o ex-presidente FHC. Barusco disse que passou a receber propina em 1997… mas não disse que a dividia com o partido dominante, o PSDB ou seus aliados.

A ressalva não tem importância. Esse trecho do depoimento – que o PT considera autêntico, sem pestanejar – pautou as desastrosas declarações da [email protected] Dilma sexta-feira passada – as primeiras em 60 dias. Ela disse que se FHC tivesse investigado Barusco o PeTrolão, que é o esquema de propina que beneficia o PT e seus cúmplices, não teria existido…

As declarações também deram motivo ao partido para exigir que a CPI da Petrobras, que será instalada quinta-feira, retroaja as investigações ao governo do tucano.

Muito coerentes esses petistas, muito… mas muito mesmo!

Sem categoria
Comente aqui


Lula, o patrocinador de facínoras

ab

É compreensível, e bem-vinda, a polêmica sobre o patrocínio de R$ 10 milhões à campeã do carnaval carioca deste ano, a Beija-flor. Inicialmente atribuído à ditadura da Guiné Equatorial, agora é transferido – depois de pronunciamento oficial daquele governo – a empreiteiras brasileiras que possuem obras naquele país.

Obras – anote-se – bancadas pelo BNDES e mediadas pelo ex-presidente Lula, o grande negociador brasileiro na África e outros rincões onde há de tudo, menos prosperidade e democracia…

Se o patrocínio de uma ditadura sanguinária a uma escola de samba causa justificado alvoroço, por que o silêncio sobre o patrocínio do governo brasileiro, por meio de recursos fartos e secretos do BNDES, a esses facínoras como Obiang, da Guiné? É por que são amigos do rei Lula?

Se for confirmado o patrocínio terceirizado pelas empreiteiras, levanta-se a inevitável pergunta: se ajudam escolas de samba, por que não o partido do rei?

(Na foto, Obiang e Lula)

Sem categoria
1 Comentário


O drama (e a ameaça) dos caminhoneiros

Caminhoneiros de quatro estados bloquearam rodovias na semana passada e ameaçam estender o movimento a todo o país.

Eles terão reunião nos próximos dias com o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, para expor suas queixas e pedir que o governo as atenda – o quanto antes.

O que querem? Que o valor do frete salte de R$ 1,70 para R$ 3,20 por quilômetro. Alegam que, com a tarifa atual, têm prejuízo de R$ 0,30 por quilômetro.

E o que os levou a esta situação impraticável? Aumento do diesel, do IPVA (governo do Paraná) e o alto custo do pedágio (extorsivo no Paraná). Tudo subiu, mas o frete caiu…

E, como complemento malévolo, estão pendurados nos bancos, porque foram na onda, levantada pelo governo, do empréstimo barato e se endividaram até o pescoço.

O aumento do frete vai repercutir no preço dos produtos, claro que vai.

Mas como deixar de atender essa categoria da qual o país depende para funcionar?

Um dos motivos que levaram à deposição de Salvador Allende, em 1973, foi a paralisação dos caminheiros – eles estrangularam o país, já convulsionado política e economicamente (nem tanto quanto cá, mas estamos nos aproximando vertiginosamente da instabilidade que marcou os momentos finais do socialista chileno).

Os caminhoneiros estão com a faca e o queijo nas mãos. Ou melhor: com as rodovias sob seus pés.

Aumento do frete ou morte!

(Os caminhoneiros bloqueiam nesta segunda-feira rodovias de sete estados…)

Sem categoria
Comente aqui


Ah, se Madame Dilmá ficasse de boca fechada…

abTreze quilos mais magra (treze: o número fatídico!), a Madame Dilmá ressurgiu ontem, depois de 60 dias em clausura. Reapresentou o terninho padrão do mandato passado – cor escura com frisos brancos, tipo assim governanta de casa de bacana – e os olhos mais expressivos.

Não apenas emagreceu: submeteu-se a nova cirurgia plástica – na verdade, estava na hora de uma recauchutagem mesmo! Que número teria essa nova intervenção estética desde que, em 2009, começou a se submeter a uma série infindável de correções corpóreas e dentárias? Jamais saberemos.

Ficamos, assim – eis a moral da história -, sabendo que o motivo do sumiço aconteceu por razões estéticas. O Palácio do Alvorada foi transformado em spa de luxo, bancado com dinheiro público.

(Bom dia, otários e otárias que votaram nela…)

A receita do emagrecimento? “Um pouco de exercício e boca fechada”, explicou a madame. Profundo…

De fato, ficar de boca fechada (para a comida) fez muito bem à sua silhueta.

Se Dilma adotasse o procedimento de agora em diante, em relação às palavras, faria um grande favor à sua biografia e, principalmente, aos cidadãos que bancam a renovação contínua de sua aparência.

Sem categoria
Comente aqui


A visão volta gradualmente aos ocupantes do Iguaçu

Escrevi na sexta-feira que o Palácio Iguaçu, sede do governo do Paraná, ouvia o clamor dos opositores, acampados no Centro Cívico, ao seu pacote de medidas de austeridade mas não enxergava de onde vinha. Atribuía-o a “baderneiros” orquestrados pelo PT ao invés de interpretá-lo como reação a uma sequência desastrosas de erros do governo que redundaram na retirada dos projetos na semana passada, depois da ocupação e bloqueio da Assembleia Legislativa. Confira

Ontem, após a segunda rodada de negociações com representantes dos professores, que mantêm a greve, o governo anunciou que desistia, por enquanto, de reapresentar o projeto relativo ao funcionalismo. E que enviará à Assembleia – para apreciar em ritmo normal, não da forma do “pacotaço” pretendido na semana passada – somente as medidas fiscais.

Escrevi em meu artigo que o governo teria toda a Quaresma pela frente para recuperar a visão.

Errei o diagnóstico, como comprova a decisão de ontem. A visão volta, mesmo que aos poucos, aos ocupantes do Iguaçu. Oxalá não tenhamos que esperar tanto tempo para que a recuperem integralmente.

LEIA MAIS OPINIÕES E INFORMAÇÕES DESTE BLOGUEIRO EM josepedriali.blogspot.com

Sem categoria
Comente aqui


Os cegos do Palácio Iguaçu

Uma semana e um dia depois do “derrotaço”, que foi a retirada dos projetos de lei com medidas fiscais e restritivas ao funcionalismo – o “pacotaço” – por causa da ocupação e bloqueio da Assembleia, e o governador Beto Richa e sua assessoria continuam não enxergando o buraco que cavaram sob seus pés.

Para eles, tudo não passou de ação de “baderneiros” manipulados pelo PT, Requião & Cia. para se vingar da derrota fragorosa que sofreram em outubro, quando Beto se reelegeu em primeiro turno.

A invasão da Assembleia foi liderada pela APP Sindicato e afins – CUT, MST, etc. – todos comandados pelo PT? Os requianistas se juntaram a eles, tentando dividir a paternidade do filho briguento?

Positivo operante.

Mas como explicar que a greve do professorado tenha tido adesão unânime no primeiro dia e que milhares de pessoas ocuparam o Centro Cívico para protestar contra o “pacotaço”?

Como explicar a adesão massiva dos servidores da saúde e dos professores universitários?

Como explicar o estado de prontidão das demais categorias de servidores?

Como explicar o endosso da opinião pública à mobilização dos servidores?

Beto precisava tomar medidas amargas para reequilibrar as finanças do Estado. E tomou. Aumentou do ICMS e IPVA determinado no final do ano (e lá se foi parte de sua popularidade), ordenou o contingenciamento de 30% das despesas de custeio, quer impor restrições drásticas aos servidores por meio do “pacotaço”, que também ameaça o Fundo da Previdência… e, nesse meio tempo, aumentou seus salários e dos secretários, combinando essa afronta ao regime de “comissão geral” que exigiu de seus aliados na Assembleia para aprovar seu projeto, a ferro e fogo, sem discussão.

Beto deu milho a bode faminto. E o PT, Requião & Cia. estão berrando de satisfação e se refestelando sobre a fartura de comida. O banzé retumba no Palácio Iguaçu. Mas seus ocupantes não enxergam de onde vem.

Que a Quaresma, período de recolhimento e penitência, lhes devolva a visão.

Sem categoria
2 Comentários


Os urubus do Centro Cívico

Os senadores Gleisi Hoffmann e Roberto Requião não perderam a oportunidade de desfilar no Centro Cívico, onde professores e sindicalistas estão acampados desde o início da semana passada, para se aproveitar do “derrotaço” do governador Beto Richa. Beto retirou, depois da ocupação e bloqueio da Assembleia, na quinta-feira, 12, os projetos de lei que compõem o “pacotaço” de medidas fiscais e restritivas ao funcionalismo.

A visita de Gleisi e Requião equivale ao revolteio dos urubus quando sentem o cheiro da morte – acontecida ou por acontecer. Beto continua sangrando depois do “derrotaço”, mas seu estado não é o de um moribundo. Para Gleisi e Requião, pouco importa. O que importa é pisar no pescoço de quem lhes impôs uma derrota humilhante nas urnas, em outubro.

Se tivessem um pouco de recato e respeito a seu passado e presente, evitariam o Centro Cívico. Pois a visita que fizeram aos acampados foi um ato explícito de hipocrisia e uma afronta aos fatos.

Gleisi – primeiro as damas – calou-se diante do estelionato eleitoral protagonizado por Dilma Rousseff, de quem se declara “soldada”. Calou-se diante do tarifaço e do aumento de juros imposto por Dilma logo após a eleição. Calou-se diante da tunga que ela promove nos direitos trabalhistas, contrariando sua profecia de que não o faria “nem que a vaca tussa”. A vaca tossiu e revelou sua identidade: é a própria [email protected] da República. Gleisi calou-se diante do corte de R$ 7 bilhões à educação, ordenado também por sua [email protected] Gleisi tem não dado nenhum pio diante de tudo isso e de todas as barbaridades cometidas por seu partido, o PT, e vem fazer cocoricó no terreiro do Centro Cívico! (Será que é por isso que sua blusa imitava as penas da galinha d’angola?)

Requião e o filho abraçam professores: o raivoso vira mocinho
E o Requião, o raivoso? Posando de mocinho ao lado do filho Maurício, recém-eleito deputado estadual! Pois ele promoveu a quebra do fundo previdenciário em seu primeiro mandato, avançou sobre ele, recomposto por Jaime Lerner, ao voltar ao Iguaçu, recorreu ao STF contra o piso salarial unificado do professor e novamente ao tribunal para barrar o reconhecimento dos diplomas da Vizivali, em poder de 35 mil docentes. E o calote que deu no Pasep dos servidores? E o prejuízo bilionário às finanças do Paraná causado pela transformação em estatutários dos servidores celetistas?

A presença de Gleisi e Requião no Centro Cívico revela que os urubus não sentem a própria carniça.

Sem categoria
1 Comentário


Os aloprados atacam novamente

aaFiel à sua já desgastada tática de jogar caca no ventilador quando flagrado em caso de corrupção – desta vez o mais escandaloso, inescrupuloso e volumoso, o PeTrolão -, o PT está divulgando uma lista de “correntistas” do HSBC suíço beneficiados pelo ou participantes do PeTrolão – o crime de lesa-pátria que o PT jamais chamará de seu, apesar de todas as denúncias e evidências (por enquanto) em contrário.

No início da semana, O Estado de S. Paulo revelou que as autoridades suíças descobriram contas secretas no HSBC e investigam se têm ou não a ver com o PeTrolão. E então o PT entrou em ação, para confundir a cena do crime…

A “lista” é apócrifa, a fonte é atribuída a “um jornalista chinês de Hong King”, o link oferecido não conduz a nada além da mera repetição da “lista”, e endereços e nomes são precedidos de um código supostamente identificador da conta.

O despautério foi cometido por um dos porta-vozes mais desinibidos da incontida propensão petista para a difamação, Luiz Nassif. A “lista” foi publicada em um dos portais que ele mantém com dinheiro público, o Jornal GGN. Portais, sites e blogues alinhados e/ou financiados pelo PT o reproduziram. Não bastasse isso, o PT publicou a “lista” em seu portal, avalizando, portanto, sua autenticidade!

Nassif exorta seus leitores – além dos petralhas e inocentes úteis, quem o lê? – a identificar os “titulares” das “contas” pesquisando os endereços informados (por coincidência, um deles é num famoso bairro paulistano em que mora um ex-presidente da República, que os petistas xingam todos os dias).

Para mostrar o quanto a lista é vulnerável, apresento quatro endereços precedidos de um código e proponho a meus leitores – quem mais além de meus credores? – que tentem identificar os “titulares” dessas “contas”:

Brazil116490OFFICER Asdrúbal do Nascimento, 226 – Bela Vista – São Paulo – SP
Brazil170647ADDRESS Rua Silveira Martins, 132 São Paulo – SP CEP: 01019-000
Brazil280380ADDRESS Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo SP
Brazil238981ADRESS Avenida Francisco Prestes Maia, 1633, Sta. Terezinha São Bernardo Do Campo – SP, CEP: 09770-000

Quem se arrisca?


Confira a página do PT
http://www.pt.org.br/vaza-lista-de-brasileiros-envolvidos-em-escandalo-do-hsbc/

Sem categoria
Comente aqui


Até tu, Soros, abandonando o PT?

aaA petezada comemorou em dezembro o aumento das ações da Petrobras em poder de George Soros, interpretando-a como sinal de que a crise da estatal era coisa de girino tupiniquim, tucanalha maldoso, “pessimista” irredutível – todos juntos conspiradores contra o governo Dilma e inimigos dos pobres. Confira

Afinal, que outra explicação teria para o fato de o megainvestidor colocar seu precioso dinheirão nas ações da Petrobras senão a saúde financeira da empresa?

Informava o Estadão de 19 de dezembro:

Enquanto grandes fundos dos Estados Unidos reduziram nos últimos meses as apostas em papéis da Petrobrás, um grande investidor está indo na direção contrária, o bilionário George Soros. Desde o começo do ano ele vem aumentando as compras de ações da empresa brasileira e no último trimestre dobrou a quantidade de papéis em suas carteiras.

Soros fechou o terceiro trimestre com 5,1 milhões de ações e opções de compras da Petrobrás. No período anterior, ele tinha 2,4 milhões de papéis, também acima dos 2 milhões do primeiro trimestre, de acordo com dados enviados pela Soros Fund Management.

Pois é… a petezada não tem tido mesmo muita sorte ultimamente. Informa o Estadão de hoje:

A Soros Fund Management reduziu sua participação na Petrobrás em 60% para dois milhões de American Depositary Receipt (ADR, recibo que representa ações) no fim do quarto trimestre em comparação com o terceiro trimestre, de acordo com um documento apresentado na norte-americana Securities and Exchange Commission (SEC, que opera de maneira semelhante à CVM no Brasil).

Pois é…


Confira em

http://economia.estadao.com.br/noticias/negocios,megainvestidor-george-soros-compra-mais-acoes-da-petrobras,1609845

e

http://economia.estadao.com.br/noticias/negocios,megainvestidor-george-soros-diminui-em-60-a-participacao-na-petrobras,1636450

Sem categoria
Comente aqui