Mês: março 2015



E o “grande agito” que os petistas fariam hoje? Deu chabu!

E o “grande agito” convocado para hoje pelo presidente do PT, o inefável Rui Falcão (foto), para – em contraposição aos “golpistas” que inundaram as ruas do país em 15 de março – reafirmar o apego do partido à democracia, seu zelo pela probidade e lisura no trato da coisa pública?

“Nós vamos nos mobilizar em todas as cidades, fazer pequenos atos, plenárias, panfletagem. PT na rua em defesa da democracia, da Petrobras, dos direitos dos trabalhadores e contra a corrupção e reforma política”, disse Falcão.

Pois é: cadê?

Vasculhei os portais de notícias, os blogs financiados pelo partido e enfim, achei, e achei no site do PT a transmissão ao vivo da “plenária da CUT” realizada em São Paulo, à qual compareceram Lula e Falcão.

Conjuntos musicais foram contratados para animar a plateia e… se 200 pessoas compareceram é muito!

Sem categoria
Comente aqui


Beto se livra de Cattani. Mas seu calvário continua

O jornalista Marcelo Cattani demitiu-se hoje do cargo de secretário de Comunicação do governo Beto Richa.

É a primeira baixa no primeiro escalão do governo do Paraná, do qual se esperavam alterações depois da Páscoa.

Cattani trabalhava com Beto desde que o tucano era vice-prefeito de Curitiba. As relações de ambos estavam azedadas desde o primeiro mandato de Beto como governador.

Segundo Rogério Galindo, da Gazeta do Povo, um dos motivos que podem ter levado Cattani a se demitir é a contrariedade com a linha de defesa de Beto em relação ao “parente distante’ Luiz Abi Antoun, acusado pelo Gaeco de fraudar uma licitação para manutenção de veículos do governo por meio de uma empresa em nome dos filhos.

Nenhum profissional de comunicação com alguma experiência e bom senso, de fato, aconselharia o governador a proceder como procedeu: primeiro negando parentesco, o que é irrelevante (são primos em quarto ou sétimo grau, conforme a avaliação), depois – e principalmente – a proximidade com Abi, que todas as paredes do Iguaçu sabem que, até a ação do Gaeco, tinha livre acesso ao gabinete do governador.

Fotos e depoimentos mostram que eram íntimos.

Na sexta-feira, em entrevista à Veja TV, Beto saiu em defesa do “parente distante”, alegando que Abi havia procedido corretamente ao assinar o contrato com o governo e, assim, endossando a acusação do Gaeco de que era o dono da empresa contratada, apesar dos desmentidos da defesa do acusado. E, erro dos erros, o governador afirmou estar sendo perseguido pelo Gaeco, transformado em “braço da oposição”.

Beto endossou, assim, tudo o que negava antes, já que, se não tivesse intimidade com Abi, não o defenderia de forma tão enfática. E pôs sua cabeça a prêmio, antecipando-se à manifestação da Justiça sobre a acusação ao “parente distante”.

Beto se livrou de um secretário incômodo. Mas seu calvário se estenderá para muito além da Páscoa.

Sem categoria
Comente aqui


E Dilma sobe nas tamancas com Levy

E a [email protected] Dilma, que se considera “inerrante” – eis o PIBinho de 0,1% para confirmar a tese -, está p. da vida com seu principal ministro, Joaquim Levy, que ousou, em palestra nos EUA, dizer que ela, apesar do “genuíno desejo de acertar”, nem sempre “escolhe o caminho mais eficaz”.

Madame mandou seu mordomo Aloizio Mercadante transmitir, por telefone, sua “irritação”. E sabe-se lá mais o que foi dito…

Esta é a quarta ou quinta vez que Dilma sobe nas tamancas com Levy, que, como nas demais, divulgou nota explicando que não é bem assim… até quanto ambos se suportarão?

Levy terá de explicar o conteúdo de sua fala em depoimento esta semana à comissão de Assuntos Econômicos do Senado.

Ousado esse ministro! Nem Lula, o doutor Victor Frankstein da era pós-moderna, ousaria se referir assim à sua criatura…

Confira em
http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,mercadante-manifesta-insatisfacao-de-dilma-com-declaracao-de-levy,1660295

LEIA MAIS INFORMAÇÕES E OPINIÕES DE JOSÉ PEDRIALI EM josepedriali.blogspot.com

Sem categoria
1 Comentário


Um petista no comando da Secom. Tudo a ver

aaSociólogo, ex-prefeito de Araraquara por dois mandatos, ex-deputado estadual, presidente do PT paulista, tesoureiro da campanha da reeleição de Dilma, na qual, segundo vários delatores, manipulou à fartura dinheiro desviado da Petrobras. E, por isso, está “preocupadíssimo”, na avaliação de Ricardo Pessoa, diretor da UTC, uma das empreiteiras que caíram na rede da Operação Lava Jato.

Eis as credenciais do novo ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da presidência, que tomará posse na semana que vem no lugar de Thomas Traumann. Traumman caiu em desgraça após vir a público relatório reservado de sua responsabilidade em que apontava que o país vivia o “caos político”, admitia o uso de robôs e de uma rede financiada pelo partido para a reeleição de Dilma, aconselhava sua reativação e uma campanha publicitária massiva em São Paulo, epicentro da rebeldia popular, para tirar a [email protected] das cordas.

A escolha de um petista “preocupadíssimo” com o desdobramento da Lava Jato é coerente com um governo que não sabe distinguir os interesses do Estado dos do partido dominante. E uma indicação de que Dilma está disposta a acatar o conselho de Rui Falcão, presidente do PT: enfatizar a publicidade oficial para os meios de comunicação “amigo$” e tratar a pão e água os que não são.

A Pestapo – rede de difamação e terrorismo político montada pelo PT na internet – terá um comandante à altura.

LEIA MAIS INFORMAÇÕES E OPINIÕES DE JOSÉ PEDRIALI EM josepedriali.blogspot.com

Sem categoria
Comente aqui


Dilma e o combate à corrupção. Que combate?

dilma-corrupção
“Outros não fazem isso, silenciam. Nós agimos. O Brasil de hoje combate a corrupção”.

A frase acima é da [email protected] Dilma e foi dita no dia 18, quando lançou mais um “pacote anticorrupção”. Desta vez, para simular estar respondendo aos protestos de rua contra a corrupção praticada em seu governo e no do antecessor Lula por membros de seu partido, o PT.

Pois bem.

O sucessor de Graça Foster no comando da Petrobras, que sofreu o maior assalto da história e praticado por petistas, é Aldemir Bendini, até então presidente do Banco do Brasil, que se celebrizou por três ações: emprestar R$ 2,7 milhões a uma “socialite” que não apresentou garantia alguma e por coincidência é sua amiga; pagar uma multa de mais de R$ 200 mil por ocultar informações ao Fisco e pagar em dinheiro vivo um apartamento comprado em São Paulo.

E agora mais essa: Dilma nomeou hoje para presidir o Conselho de Administração da Petrobras Luciano Coutinho. Ele preside o BNDES, que está na mira do Congresso, do TCU e do MP por causa dos empréstimos bilionários e sigilosos a ditaduras latino-americanas e africanas governadas por amiguinhos do Lula. E se nega terminantemente, mesmo já tendo sido multado pelo TCU, a revelar o conteúdo desses contratos…

“Nós agimos.”, disse Dilma. Estamos vendo como…

LEIA MAIS INFORMAÇÕES E COMENTÁRIOS DE JOSÉ PEDRIALI EM josepedriali.blogspot.com

Sem categoria
Comente aqui


Traumann, a segunda baixa do ministério de Dilma

O ministro de Comunicação Social do governo federal, Thomas Traumann, se demitiu hoje, uma semana depois do vazamento do documento reservado em que seu departamento classificava a situação do país de “caos político”, dizia que o governo está sendo massacrado na internet e recomendava a retomada da “guerrilha política”, financiada pelo Planalto, para recuperar-se, o que “não será nada fácil”.

Traumann não tinha mais ambiente no Planalto porque cometeu um crime imperdoável para o PT: falou a verdade!

Comentei sobre a postura de Thomas no final de semana, sob o título “O judeu Traumann se converte em discípulo de Goebbels”. Confira. É uma das postagens abaixo.

Sem categoria
1 Comentário


Paranaense ligado ao PT é cogitado para a vaga no STF

A Casa Civil fez na terça-feira ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-PR), uma consulta informal sobre um nome que a presidente Dilma Rousseff pretende indicar para a vaga no Supremo Tribunal Federal aberta com a saída de Joaquim Barbosa: o advogado e professor universitário Luiz Edson Fachin.

Segundo a coluna apurou, Renan foi evasivo, dizendo que não teria como prever se seria de fato aprovado pela Casa. Os ministros do Supremo são indicados pela Presidência da República, mas precisam passar pelo Senado.

Fachin conta apoio de peso hoje no PT e no governo e já foi cogitado para uma cadeira no Supremo anteriormente. Apoiam o nome de Fachin o ministro José Eduardo Cardoso (Justiça), a senadora Gleisi Hoffmann e seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, ambos do Paraná, e o ex-deputado petista Sigmaringa Seixas.

Fachin tem ligações históricas com a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e o PT. Em 2010, assinou um manifesto, juntamente com outros juristas, em defesa do direito do então presidente Lula de opinar sobre as eleições. Fachin integrou a Comissão Estadual da Verdade do Paraná indicado pela CUT. (Leonardo Souza – Folha de S.Paulo)

Sem categoria
Comente aqui


O erro de Beto Richa em relação ao “parente distante”

Por que a insistência do governador Beto Richa em negar a proximidade com o empresário Luiz Abi Antoun, que classifica de “parente distante”? Abi esteve uma semana preso sob a acusação de fraudar um contrato do estado para beneficiar uma empresa de sua família.

Os vínculos familiares apontam para um parentesco em quarto ou sétimo grau, conforme a interpretação. O governador crava a marca do sétimo, para assim se desvencilhar da consanguinidade incômoda

Mas é o que menos importa. O que importa é a proximidade entre ambos.

O governador alega ter apenas “relacionamento social” com Abi. Ora, ora, “relacionamento social” todo ser humano mantém em relação a outro, seja próximo ou distante.

Beto quer afastar o cálice da suspeita de ter tido alguma participação no ilícito atribuído ao “parente distante”. É compreensível. Sua linha de defesa, no entanto, a estimula.

Há fotos de Abi no gabinete de Beto que a assessoria de imprensa manipulou tarde demais – já havia sido divulgada e depois a imagem de Abi foi apagada. Há fotos de ambos na festa do Réveillon deste ano, em Foz do Iguaçu. Há a doação de R$ 100 mil de uma empresa da família de Abi para a campanha da reeleição de Beto. Há a assessoria que Abi lhe prestou quando era deputado estadual…

Se, ao invés de negar o parentesco e a proximidade pessoal, Beto tivesse se declarado perplexo com a acusação que recai sobre Abi, teria se apresentado como vítima. E não, como dá a entender, omisso ou, na hipótese mais dura, cúmplice. E, ainda, não reforçaria a acusação de que o “parente em sétimo grau” realmente cometeu um ilícito.

Sem categoria
Comente aqui


O novo destino dos presos da Lava Jato

ab

Este é um dos corredores do Complexo Médico-Penal, em Pinhais, para onde serão enviados 12 dos réus da Operação Lava Jato que estavam confinados na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba – que já não comporta mais tanta gente. E está para receber nova leva de acusados.

Eles usarão uniformes, terão direito a receber visita uma vez por semana, uma hora de sol por dia. Banheiros coletivos, três camas cada cela.

Boa estada!

Sem categoria
Comente aqui


Mangabeira Unger, o arquiteto da “Pátria Educadora”

A incompetência do (desse)governo Dilma é pública e notória. Mas ela não precisava assinar o atestado!

Pois foi o que fez ao encarregar o ministro Mangabeira Unger (foto), e um tal “Desenvolvimento Estratégico”, para elaborar o plano de reforma da Educação.

Isso mostra que: 1. O lema “Brasil, pátria educadora”, que ela disse seria a força motriz do seu segundo mandato, não passava disso – de um lema. Não havia projeto nenhum que o embasasse.

E 2. Que seu governo é tão caótico, que o projeto de reforma da Educação será elaborado por outro ministro que não o da… Educação! Ora, se o Ministério da Educação é incapaz dessa tarefa, que seja fechado!

Por fim, 3: quando a gente pensa que o Festival de Besteiras que Assola o País dos Petralhas (Febeapapê) – obrigado, Stanislaw – está para acabar, novo e surpreendente capítulo nos é apresentado.

De Mangabeira espera-se tudo. Sua maior realização na passagem anterior pela Pasta foi a proposta de solução definitiva da escassez de água do Nordeste: que se construísse um canal ligando o Amazonas a essa região. Que tal o programa “Mais professores”, importando-se cubanos para ensinar nossas crianças e jovens a amarem a “Pátria educadora”?

Sem categoria
Comente aqui