Mês: fevereiro 2016



PT quer se livrar de Dilma. É golpe! É golpe!

Dilma não foi convidada para a festa dos 36 anos do PT, que aprovou documento condenando sua política econômica e tem sua ala majoritária, alinhada a Lula, mobilizando-se para afastá-la do partido.

Estou delirando?

Antes fosse, pois assim seria um caso individual, mas ao que assistimos é uma manobra alucinada do partido dominante, o mais rejeitado pela opinião pública, tentando se livrar da responsabilidade por ter conduzido o país ao desastre econômico, administrativo e moral.

O PT, que rotula de “golpismo” as ações no Congresso e TSE contra o mandato de Dilma – todas fundamentadas em crimes praticados pela dita cuja ou por sua equipe durante a campanha -, se alinha à oposição para dar um golpe branco na presidente.

O PT quer tirar Dilma do partido para se apresentar à opinião pública, mais uma vez, como vítima. Agora, de uma [email protected] da República que, para se reeleger – e para isso teve o apoio incondicional do partido – arrasou o país e praticou o maior estelionato eleitoral da história.

O PT quer se livrar de Dilma. É golpe! É golpe!

Sem categoria
Comente aqui


Lula, o PT e o epitáfio da desonra

Como pode um ex-presidente da República, que pretende voltar ao governo (“terei 72 anos mas com tesão de 30”), falar tanta asneira mesclada com palavrões na festa de aniversário de seu partido?

Em se tratando do Lula, sabemos (os que têm lucidez) que dele não se pode esperar elegância e muito menos grandeza (exceto os superlativos relacionados à corrupção institucionalizada em seu governo e no da sucessora e nos ganhos que teve como “palestrante” do que há de mais elite no Brasil – as empreiteiras). Menos ainda sinceridade.

O conteúdo foi ainda mais repugnante do que a forma, pois Lula se limitou a atacar o Ministério Público e a imprensa, que, para ele, são os que agora lideram o complô para que não volte ao poder. Sítio? Tríplex? Essas duas pontes do iceberg não são, jamais foram e nunca serão dele!

“Eles pensam que fazendo essa perseguição vão me tirar da luta”, disse, referindo-se à enxurrada de denúncias contra ele (fartamente documentdas, por sinal).

E, assim, a “viva(ldina) alma mais honesta deste país” vai escrevendo o epitáfio da desonra pessoal e do partido que comanda.

Sem categoria
Comente aqui


Saída de Cardoso desmascara (mais uma) mentira do PT

José Eduardo Cardozo deve deixar o Ministério da Justiça esta semana. Não suportou a pressão dos companheiros para travar as investigações sobre Lula e o envolvimento do PT no Petrolão.

A pressão era liderada por Lula, que, desde que pressentiu que a Lava Jato bateria à sua porta (do sítio ou do tríplex?) e à sua conta bancária robustecida pelas “palestras” contratadas por empreiteiras da Lava Jato, etc., começou a jogar pesado contra o ministro. Chegou a propor até nomes para ocupar seu lugar – nomes de peso, com acesso ao STF, como Nelson Jobim.

A gota de água para a saída de Cardozo, segundo os jornalões (não desmentidos) foi a reunião que teve semana passada com um grupo de dez parlamentares do partido, que exigiram que ele bloqueasse o ímpeto da Polícia Federal contra Lula e a jogasse com furor no rastro das remessas ao exterior de FHC a sua ex-amante (o dinheiro era dele, reconhece até a dita cuja).

A saída de Cardoso desnuda mais uma mentira do PT, propalada com frenesi após a deflagração da Lava Jato – inclusive por Lula, reiteradas vezes, em discurso para a companheirada -, de que “nunca antes na história deste país” um governo dera “total autonomia” ao MP e à PF.

E consolida o conceito, demonstrado com profusão, de que, para o PT, a Justiça somente deve ser aplicada a seus adversários, considerados culpados pelo simples fato de serem adversários.

Sem categoria
2 Comentários


Se Lula teme o promotor, imagine o juiz Moro…

aa

Pois é. A “viva alma mais honesta deste país” continua fugindo do promotor Cássio Conserino, do Ministério Público de São Paulo, que investiga a conexão do caso Bancoop, a cooperativa que o PT faliu depois de assaltá-la, e o tríplex no Guarujá que NÃO PERTENCE ao ex-presidente.

Lula conseguiu, alegando uma questiúncula procedimental, cancelar o depoimento que ele e esposa fariam na semana passada, mas o tiro saiu pela culatra: o promotor foi mantido no caso. Novo depoimento foi marcado, desta vez para quinta-feira que vem – e inclui o filho mais velho do casal, Fábio -, e a “viva alma mais honesta deste país” o que fez? Recorreu ao STF para congelar as investigações até que se decida quem deve leva-las adiante: o promotor ou a Lava Jato, que também entrou no caso por encontrar rastros que levam as reformas do tríplex – e também o sítio em Atibaia, que NÃO É DE LULA – aos desvios do PeTrolão.

Mas, atenção: o ex-presidente pede que a investigação fique no âmbito do MP e não da Lava Jato, sob a alegação de que não há motivo para a Polícia Federal se debruçar sobre o caso porque a Petrobras é uma empresa de economia mista e, se desviou houve, o dinheiro não era exclusivamente público (kkkkk)

Se a tese for aceita pelo STF, toda a Lava Jato pode ser anulada, já que os bilhões desviados da Petrobras não eram exclusivamente públicos…

O caso está em mãos da ministra Rosa Weber (tóc-tóc-tóc).

Sem categoria
Comente aqui


PT, 36 anos: sem Dilma, mas à sombra do Japonês da Federal

aaO PT comemora hoje – e o Brasil vela essa efeméride lúgubre – 36 anos de fundação, em encontro no Rio, com a presença de Lula, “a viva alma mais honesta deste país”.

Dilma, a [email protected] que o partido reelegeu ao custo de arruinar o país e por meio do maior calote eleitoral de que se tem registro, sequer foi convidada e prolongará sua permanência no Chile, viagem que arrumou de última hora para apresentar um álibi menos desonroso para essa ausência.

Ela não irá, mas lá estará, assombrando os petistas e seu líder, o espectro do Japonês da Federal, símbolo da punição que os brasileiros esperam a este partido que se transmutou na maior organização criminosa de nossa história (ou vice-versa).

Hoje será apenas o espectro. Amanhã ou depois, o agente federal de corpo e alma estará cumprindo a missão mais aguardada de sua vida – e do Brasil que não se curvou à quadrilha.

Sem categoria
Comente aqui


Planilha da Odebrecht é o tiro de misericórdia no mandato de Dilma

1aA descoberta de uma planilha de pagamentos, no Brasil, da Odebrecht a João Santana no final da campanha que reelegeu Dilma, no valor de R$ 4 milhões, equivale, se o documento for acompanhado de comprovantes da movimentação financeira, ao tiro de misericórdia no mandato da [email protected] e do vice.

O documento – que embasa o pedido para que a prisão provisória de Santana e sua mulher e sócia sejam prorrogados – foi revelado hoje pela revista Época (tinha que ser de um membro da imprensa golpista!)

É, por enquanto, a prova mais contundente de que dinheiro sujo irrigou a campanha da petista, pois, para a PF, esses recursos foram desviados da Petrobras por meio de contratos superfaturados.

O total de repasses da empreiteira a Santana relacionados à campanha de Dilma é de R$ 24 milhões, segundo a planilha.

Não se trata, portanto, de mero caixa 2, já que a campanha de Dilma não contabilizou esses pagamentos (e nem teria como, já que a operação foi feita diretamente entre o marqueteiro e a empreiteira). Trata-se de comportamento eleitoral sem perdão, com desdobramentos na esfera criminal.

Sem categoria
2 Comentários


João Santana e a mulher: só a “cannabis sativa” é capaz de explicar

aaAgora entendi porque João Santana e a esposa e sócia Mônica chegaram à carceragem da PF em Curitiba sorrindo e mascando chicletes: tinham exagerado no consumo da cannabis sativa e precisavam disfarçar o “barato”.

Mas exageram tanto no consumo da ereva que o banho frio, a cama de concreto e o cobertor corta-febre não foram capazes de devolver-lhes a lucidez.

O efeito os perseguiu durante o depoimento: disseram tanta besteira, se contradisseram tanto, foram enfáticos onde deveriam ser omissos e omissos onde deveriam ser enfáticos… que se condenaram! Viajaram tanto na maionse que declararam ter trabalhado “de graça para o PT” – que lhes pagou mais de R$ 100 milhões – porque isso “lhes dá prazer”

Parêntese: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!

João e Mônica precisam, com urgência, mais do que um advogado – que parece tão lelé quanto eles! Precisam de um marqueteiro, e dos bons, para retocar a imagem que eles próprios comprometeram. Para sempre.

Podem procurar à vontade. Não há marqueteiro capaz de arrumar o estrago.

Estrago que impõe a pergunta: como conseguiram iludir milhões de pessoas sobre a honestidade e capacidade de Lula, Dilma e o PT e não conseguem convencer ninguém sobre a licitude do dinheiro que receberam em contas secretas no exterior?

João Santana e Mônica encerram a carreira. De forma tão inglória quanto aqueles a que serviram e pelos quais foram remunerados regiamente.

Sem categoria
Comente aqui


Dilma, Gleisi e Requião: que vexame! E merecido

A decisão do Senado, tomada quarta-feira à noite, de retirar a obrigatoriedade de a Petrobras participar com 30% de todo lote a ser explorado do pré-sal é uma dura derrota para a [email protected] Dilma, a petista Gleisi Hoffmann e o peemedebista Roberto Requião (fiquemos com os parlamentares do Paraná).

O regime de partilha que exige a presença da Petrobras foi concebido pela genial Dilma quando chefe da Casa Civil (ela é também a genial criadora d o tal “conteúdo nacional”, que obriga a empresa a contratar empresas e produtos brasileiros, o grande combustível do PeTrolão).

Requião brandiu o velho e desgastado argumento de que a aprovação da lei permitiria a privatização das jazidas do pré-sal (ora, hoje 70% dos novos lotes já são explorados por empresas privadas) e Gleisi o surrado “o petróleo é nosso” – que deveria ser atualizado, para fazer jus ao procedimento do seu partido, para “o PeTrolão é nosso”. Petrolão que, aliás, financiou sua campanha, segundo a Lava Jato…

Quando sentiu que a vaca ia para o brejo (oopss), Dilma mandou seus ministros entrarem em campo para incluír no projeto que a ela, a [email protected], seria facultada a última palavra sobre a participação ou não da Petrobras nos lotes a serem licitados.

Um absurdo, que enterrou de vez a vaca no brejo!

A decisão do Senado (o projeto é de autoria do tucano José Serra), que terá de ser ratificada pela Câmara, é mais que sensata. A Petrobras está exaurida, vendendo patrimônio (“desinvestindo”, no idioma petista) e sem capacidade para investir em novas jazidas do pré-sal.

Dilma, Gleisi e Requião foram derrotados. A Petrobras em particular e o Brasil em geral venceram. Afinal, o petróleo é nosso – e não fonte de financiamento criminoso do PT e seus cúmplices!

(O terceiro senador paranaense, Alvaro Dias (PV), votou pela mudança no Pré-sal)

Sem categoria
Comente aqui
 

O PT enlouqueceu. E quer enlouquecer o Brasil

aaO PT teve ontem mais um programa no rádio e tevê, focando dessa vez as denúncias que recaem sobre o partido e principalmente sobre seu líder Lula.

O PT e Lula não rebateram as acusações. Não têm respostas a elas, por isso recorreram ao velho e desgastado chavão de que são vítimas de uma “campanha de calúnia” motivada pelo “preconceito” por terem promovido a ascensão social de milhões de pessoas.

Em primeiro lugar, essa “ascensão” foi conjuntural e não estrutural, além de superfaturada pela propaganda do partido (bom dia, João Santana), tendo esboroado no final do primeiro mandato de Dilma. Inflação, carestia e desemprego jogaram uma pá de cal sobre as conquistas das classes C e D e comprometeram seriamente o padrão de vida a classe média. A crise das companhias aéreas comprova que até os ricos tiveram que cortar despesas.

O PT não reconhece também ser o causador da grave crise econômica por que passamos. Seus agentes na internet expõem uma das mais alucinadas versões sobre a origem dessa crise. Os culpados, segundo eles, são os tucanos, que, inconformados com a derrota nas urnas, uniram-se a Eduardo Cunha, provocando uma crise política que, superdimensionada pela imprensa “monopolizada”, afastou os investidores. A interpretação, de tão doentia, nem merece ser contestada (mas quem estiver disposto a se aprofundar, basta consultar a deterioração dos indicadores econômicos a partir de 2013, ano que precedeu as eleições, portanto…).

O PT, “vítima de nossas próprias virtudes”, e Lula, “a viva alma mais honesta deste país”, não se conformam de estar sendo investigados. Eles, logo eles, que promoveram o maior saque dos cofres públicos de que se tem registro! E então se esquecem de mais uma mentira – a de que foi o governo do PT que, pela primeira vez na história deste país, deu os meios e a autonomia para o Ministério Público e a Polícia Federal investigarem – e se lançam, raivosos, contra os investigadores. Até a cada vez menos [email protected] Dilma se incorpora a esta cruzada inglória, ladeada pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e dizem que Lula, “vítima de uma grande injustiça”, tem “um comportamento ilibado”.

“Quos volunt di perdere, dementant prius”. “Os deuses enlouquecem primeiro os que querem destruir”, sentenciou Eurípedes. O uso irrestrito do poder, a corrupção e a falsidade empurram para a morte política com desonra o PT, que, pressentindo a proximidade do fim, enlouqueceu. E quer enlouquecer o Brasil com suas mentiras e agressões. E alucinações.

Sem categoria
2 Comentários