Jornalista é agredida por petistas e Gleisi (a coveira do PT) culpa a Globo

Entidades jornalísticas e profissionais de imprensa se solidarizaram com a colega Miriam Leitão que revelou ontem ter sido vítima de bullying por mais de duas horas ao viajar de Brasília ao Rio de Janeiro no final de semana.

Seus agressores eram militantes do PT, que haviam participado do congresso do partido em Brasília. Congresso no qual Lula afirmou que “nunca antes o Brasil precisou tanto do PT como agora”.

A indignação nacional forçou o PT a emitir uma nota oficial. Assinada pela senadora Gleisi Hoffmann, que se intitula “presidenta nacional” do partido, a nota aponta o responsável pela agressão dos petistas à jornalista: a Rede Globo!

Destaco dois trechos da nota:

“O Partido dos Trabalhadores lamenta o constrangimento sofrido pela jornalista Miriam Leitão no voo entre Brasília e o Rio de Janeiro no último dia 3 de junho, conforme relatado por ela em sua coluna de hoje. Orientamos nossa militância a não realizar manifestações políticas em locais impróprios e a não agredir qualquer pessoa por suas posições políticas, ideológicas ou por qualquer outro motivo, como confundi-las com as empresas para as quais trabalhem.

(…) Não podemos, entretanto, deixar de ressaltar que a Rede Globo, empresa para a qual trabalha a jornalista Miriam Leitão, é, em grande medida, responsável pelo clima de radicalização e até de ódio por que passa o Brasil, e em nada tem contribuído para amenizar esse clima do qual é partícipe. O PT não fará com a Globo o que a Globo faz com o PT.”

Suprassumo do cinismo e da cara de pau e expressão do universo paralelo em que vivem os petistas – incapazes de reconhecer qualquer erro na conduta do partido e de seus membros –, a nota endossa o que este blogueiro afirmou assim que Gleisi foi ungida por Lula “presidenta” do PT: que sua missão é a de ser coveira do partido, que estrebucha à beira da sepultura.

A nota é a primeira pá de qual que a “presidenta” coloca sobre o féretro do PT.

Sem categoria

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.