E agora, petralhas, vão incendiar o país?

“Resistência”, “armas na mão”, “trincheiras nas ruas”, “incendiar o país”, “não reconhecer”, “recorrer a organismos internacionais” (medida absolutamente inócua, pois nenhum órgão internacional tem ascendência sobre a Justiça brasileira).

Estas são algumas das expressões utilizadas por líderes petistas e de entidades congêneres, como a CUT, MST e MTST diante de uma provável condenação de Lula – que acaba de acontecer hoje, por decisão do juiz Sergio Moro (o ex-presidente responde ainda a mais quatro processos por corrupção, lavagem de dinheiro, obstrução da Justiça e tráfico de influência).

Passada uma hora e meia de a condenação se tornar pública, a “presidenta” do PT Gleisi Hoffmann ainda não se manifestou e o portal do partido traz apenas, e sem destaque, uma nota de protesto do… PCdoB!

Lula é mais um dos líderes petistas a ser condenado na Lava Jato (deixemos o mensalão de lado). Já o foram: José Dirceu, Antonio Palocci, João Vaccari, André Varga, Delúbio Soares e Delcídio do Amaral (ex-líder do partido no Senado, que deixou o PT e fez acordo de delação privilegiada).

Ousará a senadora petista, ré na Lava Jato por corrupção (era a “Amante” nas planilhas da Odebrecht), liderar, como fez ontem como Senado, uma “ocupação” da Justiça Federal em Curitiba?

Sem categoria

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.