Por que Janot excluiu Dirceu do “quadrilhão do PT”?

A denúncia do procurador-geral Rodrigo Janot de que Lula comandou uma “organização criminosa” que assaltou o país – denúncia seguida de outra, a de obstrução da Justiça -, envolve a [email protected] Dilma, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari e os ex-ministros Gleisi Hoffmann, Paulo Bernardo, Edinho Silva, Guido Mantenha e Antônio Palocci.

Segundo Janot, esse grupo se estruturou antes ainda da posse de Lula na presidência para utilizar o poder em seu benefício e do PT, desviando recursos públicos.

Janot calcula que o “quadrilhão do PT” embolsou pelo menos R$ 1,5 bilhão e exige, como compensação, a devolução de R$ 6,5 bilhões.

A denúncia, avassaladora para Lula e o PT, causa estranheza: por que foi feita no mesmo dia em que veio à tona a arapuca em que Janot caiu em relação aos criminosos confessos da JBS e a poucos dias do final do seu mandato.

Ora, se a organização criminosa comandada por Lula agia há tanto tempo, e seus crimes eram de conhecimento público a partir do mensalão, culminando com o petrolão, por que Janot esperou tanto tempo para denunciá-la?

Para encerrar seu mandato dando a aparência de ter agido com imparcialidade, comportamento desqualificado pelo açodamento com que acolheu delações furadas contra a cúpula do PMDB e o presidente Temer?

Não tem jeito: Janot reservou seu lugar na história como o procurador que tentou ocultar os crimes da organização criminosa chefiada por Lula por meio das denúncias contra os principais atores do afastamento do PT do poder – os chefões do PMDB.

Outra questão deve ser considerada – e ela não foi abordada até agora: por que Janot não incluiu José Dirceu no “quadrilhão do PT”? Ora, Lula e ele, quando chefe da Casa Civil, sistemarizaram o propinoduto, Dirceu chefiou o mensalão e, após deixar o governo, tornou-se um voraz arrecadador de propinas para si próprio. Dirceu foi condenado à prisão pelo mensalão e pela Lava Jato, que apurou que o “guerreiro do povo brasileiro” embolsou pelo menos R$ 40 milhões desviados de empresas públicas.

Então – eis a questão – por que Dirceu foi ser excluído do “quadrilhão do PT”?

Janot, Janot…

Sem categoria

Um comentário sobre “Por que Janot excluiu Dirceu do “quadrilhão do PT”?

  1. maso 8 de setembro de 2017 20:09

    …muito, muito estranho! a denuncia sem Ze Dirceu cheira mal. Ai tem!

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.