Um sábado agourento para Lula e o PT

O PT realizou hoje em todo o país atos em defesa da candidatura de Lula à presidência como parte da estratégia de pressionar o TRF da 4ª Região a absolvê-lo no dia 24, quando julgará o recurso da defesa do ex-presidente contra sua condenação à prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

A mobilização do PT foi um fiasco de Norte a Sul, Leste a Oeste.

Em Porto Alegre, epicentro do movimento por ser a sede do TRF, a [email protected] nacional do partido, Gleisi Hoffmann, desfilando com seu modelito prêt-à-porter descontraído porém impecável e elegantérrimos óculos de sol, deu a senha: “A única solução do ponto de vista legal (para o recurso de Lula) é sua absolvição”. Ela antecipou, assim, que seu partido não reconhecerá a eventual (e certa) reiteração da condenação do ex-presidente.

O fracasso da manifestação em Porto Alegre foi registrado pela Folha de S.Paulo. O jornal não estimou o número de participantes do ato público, afirmando apenas que foi “esvaziado”, mas em Maringá, uma das principais cidades do Paraná, o PT passou vexame, registra o portal de O Diário. Ato realizado na Câmara de Vereadores reuniu 400 petistas & afins. Para marcar a dicotomia desse grupo em relação à sociedade, opositores de Lula promoveram uma manifestação a poucos metros dali, na Catedral. A PM estimou que 1,5 mil pessoas se manifestaram contra Lula – quase quatro vezes mais que seus apoiadores.

Moral da história: a “narrativa” mentirosa que o PT construiu sobre a “caçada judicial” a que seu líder se diz vítima só é aceita por seus obtusos seguidores. Este sábado, que o PT e Lula esperavam apoteótico, revelou-se premonitório do desastre que se aproxima…

Sem categoria

Um comentário sobre “Um sábado agourento para Lula e o PT

  1. maso 15 de janeiro de 2018 6:55

    A jararaca conta com poucas cobras-cegas dando apoio. Parece que o serpentario esta se esvaziando .Sem grana pra fazer o agito o PT nao compra ninguem pra bater palma.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.