Paraná: Arruda tende a levar a disputa para o 2º turno

O deputado federal em segundo mandato João Arruda (MDB) entrou na corrida pelo governo do Paraná no vazio deixado pelo ex-senador Osmar Dias, que, na sexta-feira, véspera da convenção do PDT, renunciou à candidatura e à direção do partido. E à possibilidade de se candidatar a qualquer cargo.

Osmar estava na segunda colocação, e seu gesto – comparável à debandada de um cavalo xucro ao ver assombração – deixou seus companheiros atônitos. Foi necessária a intervenção do presidente nacional do partido, Carlos Lupi, para apaziguar os ânimos. À revelia do que pretendia o candidato-fujão, o PDT pegou garupa na montaria chamada Roberto Requião.

(Foto: Wikipedia)

Pois é o veterano senador, candidato à reeleição, que vai conduzir Arruda, seu sobrinho, pelas tortuosas trilhas de uma campanha eleitoral. Parte dos votos de Osmar devem migrar para o deputado – habilidoso no trato e na articulação -; a outra parte sabe-se lá a quem vai beneficiar, tendendo a ser compartilhada pela governadora Cida Borghetti (PP), candidata à reeleição e donatária da maior coligação, e pelo deputado estadual Ratinho Júnior (PSD), segundo no quesito mas na dianteira da corrida e lançando poeira na retaguarda.

A entrada em cena de Arruda na enésima hora – sua candidatura foi confirmada domingo à noite – acena para a definição da disputa em segundo turno, já que ele, além de receber parte dos votos do renunciante, será o caudatário dos votos do tio. E os votos do tio vêm da centro-esquerda e esquerda, que têm alguns pretendentes ao Palácio Iguaçu, mas sem chance alguma de vitória. Entre eles, e principalmente, o ex-deputado federal petista Dr. Rosinha, cuja rejeição ultrapassa 50% e as intenções de voto patinam nos 2% – podendo matematicamente ser negativas, se aplicada para menos a margem de erro de 3% da maioria das pesquisas.

A sorte – ou azar – está lançada: dos nove pretendentes ao governo do Paraná somente três são eleitoralmente viáveis: Ratinho e Cida – obedecendo-se à posição nas pesquisas – e o novato Arruda, ainda uma incógnita. Mas em tempos de sobressaltos como os que estamos vivendo, todo palpite é mero palpite.

CANDIDATOS

Cida Borghetti (PP, governadora)

Doutor Rosinha (PT, ex-deputado federal)

Geonísio Marinho (PRTB, presidente estadual do partido)

Ivan Bernardo (PSTU, professor)

João Arruda (MDB, deputado federal)

Jorge Bernardi (Rede, ex-vereador de Curitiba)

Professor Piva (PSOL, ex-vereador de Almirante Tamandaré)

Ratinho Jr. (PSD, deputado estadual)

Ogier Buchi (PSL, apresentador de TV e advogado)

Sem categoria

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.