Fachin vai relatar recurso de Lula ao STF. Já sabemos o que dirá…

E não é que o autor do voto mais esdrúxulo, sem pé nem cabeça, doidão mesmo da história recente do Judiciário brasileiro, o ministro Edson Fachin – aquele que atribuiu ao Comitê de Direitos Humanos da ONU prevalência sobre o ordenamento e instituições jurídicas do Brasil, autorizando a candidatura de Lula apesar da Lei da Ficha Limpa – é quem relatará o recurso do presidiário no STF para disputar a presidência da República?

Se Deus é brasileiro, como muitos acreditam, então o diabo é petista, pois não poderia haver coincidência maior. A causa afrontosa do corrupto não poderia ter caído em melhores mãos, mãos sujas após aquele voto que contrariou todos os demais seis ministros do TSE na sessão histórica que barrou a ameaça do presidiário. Vot oque contrariou a legislação brasileira e afrontou a autonomia do Judiciário, concedendo poder soberano a um comitê subsidiário da ONU, meramente administrativo e que apenas “recomendou” a candidatura do corrupto sem sequer analisar o mérito do julgamento que o condenou a 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

E qual a tese a que Lula se agarra para pedir ao STF que abra as porteiras para ele e a mandada de petistas alucinados com a perspectiva de retomar o comando do país que dilapidaram? A determinação daquele comitê…

Portanto, Fachin vai relatar sobre o que já decidiu.

Resta esperar que os demais membros do STF, mesmo o trio LGT – Lewandowski, Gilmar e Toffoli – insuspeitíssimo por não resistir à tentação de libertar bandidos, especialmente os petistas, não se deixe contagiar pela estupidez de Fachin.

Sem categoria

4 comentários sobre “Fachin vai relatar recurso de Lula ao STF. Já sabemos o que dirá…

  1. Javan 6 de setembro de 2018 17:38

    Escrevi. Não publicou. Por isso que a imprensa agoniza e está em estado terminal.Mas pelo menos seremos testemunhas das causas que levaram o fim dessa indústria de negociatas que sempre se vendeu a quem paga mais. Aí nasceu a corrupção.

  2. Pedro 7 de setembro de 2018 15:32

    E aí, como foi mesmo o voto do ministro?

  3. José Pedriali 10 de setembro de 2018 8:17

    Sr. Javan, acontece que a coluna de comenbtários não é vaso sanitário…

  4. José Pedriali 10 de setembro de 2018 8:17

    O voto dele comprova que é imprevisível e, portanto, uma ameaça ao Estado de Direito.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.