Momento de tensão pré-eleitoral em Maringá

O julgamento da candidatura do prefeito Roberto Pupin  (PP), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), leva as lideranças políticas da cidade a uma tensão equivalente à espera pela apuração das urnas. Sim, porque não é novidade que em julgamentos tudo é possível.

Qualquer resultado será festejado por algum grupo, como uma vitória. Caso Pupin seja mantido no cargo, será um alívio para ele e seu grupo, com novo gosto de vitória. Há a possibilidade de mudar tudo, com Enio Verri (PT) sendo declarado prefeito – e claro que seus partidários e opositores do atual governo não deixarão de fazer uma festa. Dizem ser menos provável, mas também pode até acontecer de marcarem uma nova eleição – e dá-lhe festa para os candidatos que almejam a prefeitura.

Será um julgamento histórico para Maringá, com clima de eleição assim que sair o resultado. O dia que os ministros do TSE definirão esse caso ainda não foi definido, mas agora o tempo é curto. Pode ser nesta quinta-feira, o que é pouco provável. É possível que seja na próxima semana.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


6 + = 14