Rachaduras causam interdição de escola de Sarandi

Todo um pavilhão da escola teve que ser esvaziado diante do risco de desabamento Foto: João Cláudio Fragoso

A Escola Municipal Mercedes Romero Panzeri, no Jardim Independência e uma das maiores e mais centrais de Sarandi, acaba de ser interditada pelo setor de Engenharia da prefeitura devido à grande quantidade de rachaduras nas paredes e piso. Com isto, os quase 500 alunos matriculados terão que ser remanejados para outras escolas municipais e, possivelmente, prédios a serem alugados pela prefeitura.

Diretores e funcionários da escola recorreram à Secretaria de Educação temendo que as rachaduras possam levar a um desabamento, colocando em risco a segurança de estudantes e funcionários. Uma casa em frente a escola desabou há alguns anos devido a uma infiltração de água e a cena serviu de alerta à equipe da escola.

A Engenharia informou que a interdição, por enquanto, é temporária, mas reuniões estão agendadas para os próximos dias para definir qual a melhor opção, fazer uma reforma ou demolir a escola para a construção de um novo prédio. Também será definido se a obra será realizada pela própria prefeitura ou se será contratada uma empresa por meio de licitação.

Outro assunto que preocupa a administração municipal é com relação ao dinheiro, já que a reforma ou construção não foi prevista no Orçamento de 2018.

Com a necessidade de reforma ou demolição, os alunos terão que ser transferidos para outros prédios de Sarandi

Também na próxima semana a Secretaria de Educação deverá apresentar um plano para acomodar os alunos durante este ano letivo, que certamente já está comprometido pelas obras. A preocupação maior é que o prédio ou prédios que servirão como escola terão que passar por uma adequação e não há tempo antes do início do ano letivo. As aulas na rede municipal de ensino começam na primeira quinzena de fevereiro.

A Mercedes Panzeri, próxima ao prédio da Secretaria de Saúde, foi construída há 25 anos e há muito tempo vinha apresentando problemas estruturais.