Maringá ganha 20 Praças da Família em bairros periféricos

A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer iniciou um estudo para definir as áreas da cidade em que serão implantadas 20 Praças da Família, que pretendem oferecer condições para esporte, lazer e convivência social. As praças serão construídas com recursos do governo do Estado, liberados ontem, quando o prefeito Ulisses Maia (PDT) esteve em Curitiba para assinar o convênio.

A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer iniciou um estudo para definir as áreas da cidade em que serão implantadas 20 Praças da Família, que pretendem oferecer condições para esporte, lazer e convivência social. As praças serão construídas com recursos do governo do Estado, liberados ontem, quando o prefeito Ulisses Maia (PDT) esteve em Curitiba para assinar o convênio.

“Nossa preocupação é escolhermos áreas em que atualmente haja poucos aparelhos públicos para a prática esportiva”, disse ontem o secretário de Esportes, Valmir Fassina. “Embora o projeto conste o nome “praça”, na verdade qualquer espaço público poderá sediar uma Praça da Família”.

De acordo com Fassina, uma das propostas da administração Maia é levar esporte e lazer a toda a cidade e as Praças da Família são consideradas baratas, mas atingem o objetivo de proporcionar espaço para as famílias.

“Serão construídos pequenos campos de futebol, com grama sintética e toda estrutura, como iluminação, para atividades durante a noite, e alambrado”, diz o secretário. Junto ao campo será construído um parquinho infantil e uma área de convivência, com mesas e cadeiras onde as pessoas possam converar ou participar de jogos de mesa.

O prefeito Ulisses Maia antes de embarcar para Curitiba falou a O Diário que considera o projeto das Praças da Família um grande ganho para a população. “Temos hoje em Maringá muitos aparelhos públicos para a prática de esportes e lazer, mas temos também bairros mais novos que ainda não têm esses benefícios. Com estas praças, que são de construção rápida e barata, vamos oferecer espaço para que os jovens possam se ocupar com a prática esportiva, as crianças terão aparelhos para brincar e as famílias, principalmente os idosos, terão espaço para a convivência”, disse.

Segundo o prefeito, o governo liberou R$ 10 milhões e não há necessidade de contrapartida da prefeitura.

2 comentários sobre “Maringá ganha 20 Praças da Família em bairros periféricos

  1. Claudio Lima 11 de maio de 2017 15:29

    precisamos de uma área de Lazer no jardim Sumaré!!!!

  2. robson 12 de maio de 2017 8:43

    podiam criar um parquinho na frente do parque do inga, tem um espaço otimo para crianças.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.