À minha amada mãe…

Hoje, como já fiz em outras postagens, usarei este espaço para homenagear uma pessoa muito especial em minha vida. Neste dia 18 de janeiro, minha querida mãe completa 70 anos e eu não poderia deixar de manifestar aqui meu imenso amor e gratidão a ela.

Em nossa família, aniversários nunca são apenas “comemorados”; são “celebrados”. Afinal, o vida é um dom de Deus e precisamos reconhecer, a cada ano, esse presente que Ele nos oferece.

Há pouco mais de dois meses, a mãe de um dos meus cunhados, a qual tinha 90 anos, faleceu. Ele e seus irmãos choraram copiosamente, como se a vida tivesse sido tirada dela precocemente.

Natural. Por mais que haja mulheres por aí que nem mereçam ser chamadas de “mãe”, a figura materna em geral é uma peça fundamental nesse grande quebra-cabeças que é a nossa vida.  Eu peço a Deus que possa ter a minha por perto por muitos anos ainda. 

Caso eu chegue aos 70, dificilmente terei a sua disposição. Com uma saúde invejável, ela mantém sua rotina de dona de casa há 42 anos. É claro que o peso da idade traz consigo um pouco mais de cansaço, mas nada que a faça desanimar. E sua pele? Nunca ficou um só dia sem seus cremes. É vaidosa na medida certa.

Quando meus pais se casaram, minha mãe já tinha 27 anos. Imagine! Para uma mulher da sua geração, era praticamente uma “titia”. E não foram poucas as situações difíceis que precisou enfrentar ao lado do marido.

Ao contrário do meu pai, ela não gosta de ficar contando histórias de “antigamente”. Aliás, às vezes até se irrita quando ele repete pela 37º vez a mesma, com riqueza de detalhes, inclusive. Mas há uma que me contou e da qual não me esqueço.

Como meu pai foi motorista de caminhão durante muito tempo, ele ficava semanas fora de casa e não havia como se comunicar com a família. Uma vez, sem dinheiro para comprar o gás, minha mãe esquentou o leite para minha irmã mais velha em cima de uma vela. Fico imaginando a cena e pensando em como deve ter sido difícil enfrentar tudo isso sozinha.

Também me lembro dela fazendo estojos para nós com sobras de barras de calças jeans.  E se não havia dinheiro para as bonecas da “Estrela”, não faltavam imaginação e vontade para a fabricação das bonecas de pano.

Recordo-me da sua assinatura nos meus boletins. Uma letra simples, típica de alguém que frequentou a escola por poucos anos.  Mas mesmo sem ter tido uma formação escolar, minha mãe sempre fez questão de que minhas irmãs e eu estudássemos e chegássemos ao curso superior.

Quando quis me casar ao 20 anos, ela me disse: “Você pode casar, mas eu quero o diploma da faculdade“. Eu cumpri minha promessa e me formei quatro anos depois do casamento.

Bem, histórias e lembranças não faltam. Futuramente farei mais postagens sobre minha infância e voltarei a escrever  sobre minha mãe.

Mas, hoje, quero parabenizá-la especialmente pelo seu aniversário. Um mulher que zela pelo seu marido, pela sua casa, pelas suas filhas, pelos seus genros e pelos seus netos.

Quero parabenizá-la por ter sido sempre para nós um exemplo de fé e de honestidade.

Quero agradecê-la por todo cuidado, por todo carinho, por toda atenção, por cada vez que me carregou no colo (mesmo depois de adulta…).

Seu ventre foi minha morada nos meus primeiros meses nesta vida terrena. Sou grata a Deus por isso.

Nas linhas da história da minha vida há seu cheiro, seu gosto, seu toque, seu som, sua presença. Por isso, impossível terminar sem “dizer”:

TE AMO, MÃE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

39 comentários sobre “À minha amada mãe…

  1. Danielle Sibin 18 de janeiro de 2011 09:12

    Parabéns para sua mãe … que ela possa estar presente em sua vida por muitos anos !!

    E por conhecidencia amanha tb é niver da minha mamys de 50 anos =D

    =***

    • Lu Oliveira 18 de janeiro de 2011 09:22

      Obrigada, Dani! Amanhã mando um recado para ela pelo Twitter. Beijo, querida!

  2. Lucia Sibin 18 de janeiro de 2011 09:45

    Bom dia Lu… Desejo a sua querida mãe um feliz aniversário que Deus a ilumine hoje e sempre… Beijos ótima terça.

    • Lu Oliveira 18 de janeiro de 2011 13:22

      Obrigada, Lúcia! Amanhã é a sua vez, hein? Beijo, querida!

  3. Nelci 18 de janeiro de 2011 10:08

    OI Lu,
    Como é bom ter uma mãe para poder abraçar em seu aniversário, principalmente uma mãe tão maravilhosa como a sua .Lu aproveite mesmo para festejar esta data e todas as outras que você puder junto com ela.Só eu sei como é difícil não poder mais fazer isso.
    Muitas felicidades para essa família querida e que Deus possa conservá-la para sempre nesta união tão linda. abraços

    • Lu Oliveira 18 de janeiro de 2011 16:11

      Obrigada, Nelci! Você também faz parte da minha família e mora no meu coração. Beijo, querida!

  4. Santista 18 de janeiro de 2011 10:21

    Parabéns e cuide bem dela, eu sei bem a falta que faz, aproveite e curta muito esse momento.

    • Lu Oliveira 18 de janeiro de 2011 16:11

      Obrigada, Ricardo!

  5. NETO 18 de janeiro de 2011 11:53

    MAES
    Lu, muito bom o post, esta ai um assunto que creio, tenhamos todos os mesmo pensamento. Parabens a sua mãe, e que ela possa estar com voce comemorando por muitos e muitos anos, e com saude.
    Se me permite um breve relato, farei para apenas confirmar tudo o que voce escreveu, com relação do sentimento mãe e filhos.
    Minha mãe completa 70 anos dia 2 de fevereiro desse ano, portanto, viveu a mesma época que a sua, em anos dificeis para se criar filhos e cuidar da casa, fazendo verdadeiros milagres que só o amor dela pode fazer.
    Bom, uns 4 meses atraz consegui fazer o implante dentario dela, o que fez com que ela tivesse uma melhor qualidade de vida, mas teve pessoas me questionando, porque eu ia gastar tanto dinheiro, se minha mae ja tinha 70 anos de idade, e nao teria muito tempo para aproveitar tanto investimento. Minha resposta foi e é curta, ela é minha mãe, e se for para faze-la feliz, por 5 minutos, um ano, dois, dez anos, o investimento semre será pequeno, pois nada paga o sorriso e bem estar que proporcionamos a ela, agora que podemos.

    MORTE E LAGRIMAS
    A dois dias sonhei que a mãe de alguem havia partido, mas não consegui ver, nem o rosto e nem de quem a pessoa era mãe, acordei assustado e com lagrimas nos olhos, ja pensando na minha mãe. Não sei como reagirei quando ela partir, sei que a amo, assim como voce e seus amigos do blog amam suas mães e tudo que fizer por ela, será pouco.

    • Lu Oliveira 18 de janeiro de 2011 16:13

      Que bonito, Neto! Obrigada pela participação! Que Deus proteja a sua mãe também! Abraço!

  6. Ivanildo Dr 18 de janeiro de 2011 14:38

    Amável Lu, boa tarde!

    No texto exprime a gratidão, o carinho, a sublimidade e os mais profundos sentimentos de amor e fidelidade de uma filha (você) para homenagear o aniversário de sua mãe. Muito belo o que fez das palavras. Valem por mil presentes. Portanto, sem mais nada a acrescentar, a não ser minhas felicitações por mais essa graça alcançada, peço à Virgem Maria, Mãe Imaculada, que interceda junto ao Pai pela guarda e proteção dela por muitos e muitos anos de vida, sempre com saúde e muita felicidade. Carinhosamente, um beijo “di cuore”. Eco.

    • Lu Oliveira 18 de janeiro de 2011 16:17

      Obrigada, Ivanildo! Orações são sempre bem-vindas. E todos nós aqui de casa temos um amor imenso por Maria. Sei que ela intercede por nós junto a Jesus. Abraço, querido!

  7. Juliana 18 de janeiro de 2011 14:47

    PArabens p ela e que Deus abençoe a cada dia mais !!!!bjo0s

    • Lu Oliveira 18 de janeiro de 2011 16:18

      Obrigada, Ju!!!!!!!!!!

  8. Luciane Baratela 18 de janeiro de 2011 16:30

    Lu querida, que dia especial!!! Confesso que me emociono ao celebrar os 70 anos da nossa amada mãe! Que bênção para esta senhora que dificilmente reclama de alguma dor ou algum incômodo! Só temos que agradecer a DEUS pela vida e pela saúde da nossa mãe que, dá licença, não aparenta ter as 70 “primaveras”. Mas tem e, com gratidão, pede a DEUS ainda mais proteção e zelo para que possa viver ainda muito tempo conosco. Acho lindo o testemunho de vida e de fé desta grande mulher; também fico feliz quando, em shows do Pe. Reginaldo Manzotti, ela levanta os braços para cantar e para louvar ao SENHOR – é lindinho demais!!! Beijos e toda minha admiração, gratidão e orações, amada e preciosa mãe!!! Ah, e obrigada também por ter me presenteado com três lindas pérolas: Lucilene, Adriana e Andréia. São tantas emoções…

    • Lu Oliveira 18 de janeiro de 2011 16:43

      É verdade… Ela é tudo que você e eu escrevemos e muito mais! Daqui a pouco estaremos juntas para comer o bolo, hein? Beijo, mana!

  9. Babye 18 de janeiro de 2011 23:56

    Lu, q linda homenagem!
    parabéns à sua mãe e vc pelo texto.
    bj*

    • Lu Oliveira 19 de janeiro de 2011 10:11

      Obrigada, Babye! De verdade! Beijo, querida!

  10. AGNALDO 19 de janeiro de 2011 01:05

    BOA NOITE, LUCILENE, QUE EXEMPLO O SEU, TRISTE É SABER QUE TEM UNS FILHOS, QUE COLOCAM OS PAIS EM ASILOS. PARABÉNS A SUA MÃE QUERIDA, A ELA O NOSSO ABRAÇO E CARINHO, POR TER CRIADO UMA FILHA ABENÇOADA E QUE DEUS A ILUMINE SEMPRE!
    UM ABRAÇO!

    • Lu Oliveira 19 de janeiro de 2011 10:13

      Obrigada!!!!

  11. Deia 19 de janeiro de 2011 13:24

    É… celebrar 70 anos com nossa mãe é simplesmente maravilhoso!
    Simplesmente Única!
    Ela é MÃE, ESPOSA, AVÓ, AMIGA,COMPANHEIRA,DEDICADA 100% A SUA FAMÍLIA. Um exemplo de Mulher…
    Que Deus continue derramando bençãos sobre ela, para que possamos celebrar por muitos e muitos anos essa data especial…
    Como é maravilhoso ter uma mãe como a que nós temos, não é???

    Grande Bj..

    • Lu Oliveira 19 de janeiro de 2011 22:02

      É verdade, Deinha. Nós quatro fomos privilegiadas por ter esta grande mulher ao nosso lado desde o nosso nascimento. Que Deus conceda a ela ainda muitos e muitos anos! Beijo, querida!

  12. Cristiane Freitas 19 de janeiro de 2011 15:20

    Oi prima,
    Muito bonito e carinhoso o seu texto p tia Cida… realmente não parece q ela já está com 70 anos! Parabéns p ela e q Deus abençõe cada vez mais!
    Bjs, Cris Freitas.

    • Lu Oliveira 19 de janeiro de 2011 22:05

      Oi, querida! Que alegria tê-la aqui comigo! Faz tempo que enviei um e-mail para sua mãe, mas acho que ela não recebeu. Quero muito que você e todos por aí continuem participando, viu? Ah, por acaso já leu a postagem “Saudade dos meus avós”? Nela eu “falo” sobre o vô João. Dê uma passadinha por lá e depois me diga o que achou, ok? E vou dar o recado pra mami! Beijão, prima!

  13. suelen 19 de janeiro de 2011 15:25

    Luuuuuu..
    estou atrasada, mas p dar os parabéns, pq p falar da tia Cida nunca é tarde né, uma mulher batalhadora, nem sabia de algumas histórias que comentou acima, uma mulher de garra, p criar 4 filhas não é nada fácil né…rsrs. Sem contar que esses 70 anos estão só na idade mesmo, pq no rosto passa longeeee..hahah. Que Deus coninue abençoando vcs…beijooo

    • Lu Oliveira 19 de janeiro de 2011 22:07

      Obrigada, Su! Vou dar o recado! Ela vai ficar feliz com os elogios! De fato minha mãe tem uma pele invejável… Tenho até vergonha da minha… E olhe que nem cheguei aos 40 ainda. Também, ela tem um ritual diário desde muito jovem. Beijo da Dinda!!!

  14. daniele 19 de janeiro de 2011 15:45

    A Suelen me contou e eu vim correndo para dar os parabéns… 7000000000000, ou seja, 70 com muitos louvores! Parabéns para sua mãe e minha tia…mulher de grandes valores, mulher de família, mulher de fibra, mulher guerreira…só tem um único defeitoooooo…querer ganhar todas as partidas de bingo em família…hahahahah
    Enfim, curta sua mãe e seu pai, porque família é e sempre será o porto seguro de qualquer ser humano, até daqueles que muitas vezes renegam o próprio “berço”!!!

    beijos pra toda a família Baratela Ribeiro

    • Lu Oliveira 19 de janeiro de 2011 22:08

      Gostei da piada, Dani!!! De fato a disputa entre a minha mãe e o Rafa durante os nossos bingos são hilárias! E vamos voltar a vê-las, em nome de Jesus! Beijão, querida!

  15. Dri 20 de janeiro de 2011 00:42

    Finalmente consegui!!!
    Depois de muitas trocas d fraldas e mamadeiras feitas, estou aqui partilhando e celebrando os 70 aninhos de nossa sempre autêntica mãe.
    Sabe o que é bonito? Nossa mãe mesmo sem ter um grau de escolaridade avançado está sempre nos ensinando com seu jeito simples de viver . Ela luta contra as diversidades da vida acreditando sempre q Deus está ao nosso lado, e isso nos fortalece, além disso, consegue ter bom humor fazendo-nos rir sem muito esforço.
    Ela evangelizou até no momento em que nos regrou a ajudar, por exemplo , no lavar de uma louça, pois com esse gesto estaríamos fazendo a diferença no tempo de dencanso de alguém mais velho. Como diz Pe. Fábio o respeito aos pequenos detalhes pode mudar a ordem das coisas.
    Nossa Mãe tem um cheiro tão bom, não é só de pele, mas também exala amor, carinho, aconchego,enfim é lugar para descansar.

  16. Jaça 20 de janeiro de 2011 00:51

    Quero parabenizar a minha sogra por mais esta conquista de vida, não é para qualquer um fazer 70 anos com tanta disposição e vontade de viver.
    Isso é que é exemplo de vida.
    Esta é a melhor sogra do mundo.

    Felicidades dona Cida e desejo que esta data se repita por muitos anos.

    • Lu Oliveira 20 de janeiro de 2011 09:09

      Pois olhe só… E não é que a “D.Pita” conseguiu a façanha de que o meu querido cunhado viesse me visitar?! Agora que aprendeu o “caminho”, apareça mais vezes,viu? Sabe que amo você como a um irmão! Beijo, querido!

  17. Dri 20 de janeiro de 2011 01:23

    Finalmente consegui!!!
    DEpois de fraldas trocadas e mamadeiras feitas, vamos compartilhar e celebrar os 70 aninhos de nossa amada mãe.
    Sabe o que é bonito? Mesmo sem ter um grau de escolaridade avançado, ela sempre conseguiu nos ensinar com seu modo simples de viver. Enfrenta as diversidades da vida sempre confiando na misericórdia de Deus e isso nos fortalece e encoraja. Além disso, evangelizava quando nos regrava, por exemplo, a lavarmos as louças, pois com esse gesto faríamos a diferença no tempo de descanso de alguém mais velho. Como diz Pe. Fábio o respeito aos pequenos detalhes é capaz de mudar a ordem das coisas.
    Nossa mãe tem um cheiro tão bom, não é só de pele, ela exala amor, carinho, aconchego….enfim é um lugar para se aninhar.
    Ainda é possível aprender amá-la e respeitá-la , porque são esses sentimentos q nos são apresentados todos os dias, basta exercitá-los.

    • Lu Oliveira 20 de janeiro de 2011 09:07

      Finalmente! E, na falta de um comentário, vieram dois!!! Acho que você estava “testando”, mas publiquei ambos. Nossa mãe merece todo replay do mundo! Estou tão feliz que nós quatro conseguimos externar nosso amor por ela por aqui!!! Amo vocês, mulheres da minha vida!!!

  18. ricardo 20 de janeiro de 2011 13:13

    Lu, que coisa boa ter a chance de falar da MINHA MADRINHA, alguns podem sentir inveja mas eu vou entender pq ser afilhado da Tia Cida é algo especial, e eu sou um dos premiados.
    eu nunca vi essa mulher desanimada !!!
    Sai ano entra ano e lá está ela sempre defensora da família até as ultimas conseqüências, dotada de algo cada vez mais raro que é o prazer em nos ver bem, preocupada com tudo e com todos, fazendo o que pode e o que não pode para sempre servir quem precisa dela.
    Me pego neste momento fazendo um passeio fotográfico mental e sempre me lembro dela séria, acho que sai igual a ela tb não gosto de fotografia…mas é só casquinha ela tem um coração de ouro…quando eu era pequeno confesso que tinha medo de tomar bronca da Tia Cida, mas acho que as vezes fazia algo só para irritar ela..rsrs !!! na verdade até hoje ainda gosto de tirar ela um pouquinho do sério pq ela é realmente divertida, sempre tem um história para contar, uma novidade, uma ‘fofoquinha”…bom demais estar ao lado dela.
    E falar da Tia Cida e não lembrar daquelas mesas fartas seria um pecado, tomar café na casa dela seja de manhã ou de tarde é um banquete e é só olhar para ela e ver o prazer dela em te ver comendo…ela adora todo mundo “gordinho”…rs.
    Me lembrei que no NATAL de 1983 ela me deu uma motoquinha eléltrica que tinha o Tom & Jerry…inesquecível, lembrar da Tia Cida é uma delicia pq ela sempre será para mim um sinônimo de estar em família, desde a década de 70 no sitio de meus avós até hoje estar perto dela é sentir-se querido, protegido e muuuito bem acolhido.
    Conheço poucas pessoas com a história de vida da minha Tia Cida que apesar das tantas dificuldades jamais deixou de buscar um dia melhor, desistir não faz parte do vocabulário dela e nesse mundo egoísta ela é a personificação de que se dedicar a quem vc ama vale a pena !!! ela tem um fã clube enorme de pessoas que a amam e admiram e me orgulho em dizer que eu faço parte.
    BEIJO enorme para essa MINHA TIA e mesmo que atrasado um FELIZ ANIVERSÁRIO e que Deus continue cuidando muito de vc MINHA MADRINHA.

    • Lu Oliveira 20 de janeiro de 2011 13:23

      Lindo relato, Ricardo! Como sempre! Acabei de ligar para a mãe e li alguns trechos. Ela me disse “Eu tinha mesmo pensado: será que o Ricardo não vai me mandar uma mensagem?” Vou imprimir todos os comentários e entregar para ela ler com calma. Obrigada pelo carinho, viu? Nós também amamos muito vocês! Beijo, primo!

  19. Katia 20 de janeiro de 2011 14:19

    OI LÚ! NÃO PODERIA DE DEIXAR UM PARABÉNS ESPECIAL PARA TIA CIDA, MESMO QUE ATRASADA, VIU?
    ADMIRO MUITO ESSA MULHER ACHO TÃO FORTE E TÃO CHEIA DE FÉ.SEMPRE COLOCA SUA FAMÍLIA EM PRIMEIRO LUGAR MUITO ADMIRAVEL, NOS ACOLHE EM SUA CASA COM MUITO CARINHO E COM MUITA COMIDA TBM (DIGA-SE DE PASSAGEM) MUITAS FELICIDADES E QUERO DIZER QUE FOI UM PRAZER CONHECER PESSOA TÃO BOA E COM MUITOS VALORES POSITIVOS PARA UMA VIDA TODA BJ GRANDE NO CORAÇAO. FICA COM DEUS SEMPRE…

    • Lu Oliveira 20 de janeiro de 2011 14:35

      Obrigada, Kátia! Estou imprimindo todos os comentários para entregar a ela. Tenho certeza de que ficará muito feliz com o seu também. Agradecemos demais o carinho de vocês todos! Beijo, querida!

  20. RAFAEL (O RIVAL DO BINGO) 25 de janeiro de 2011 15:57

    OPA LELE… TIA CIDA MEUS PARABÉNS ATRASADOS, MAS COM MUITA SINCERIDADE… CHUVA DE BENÇÃOS EM TODO KIT FAMILIAR…
    SAUDADES DOS NOSSO PEGAS NA JOGATINA…. RIVALIDADE SADIA…
    ESPERO LOGO LOGO VOLTARMOS A SE REUNIRMOS E PASSAR BELOS TEMPOS JUNTOS COM TODA FAMILIA REUNIDA…
    ABRAÇOS E BJS A TODO CLÃ
    RAFAEL

    • Lu Oliveira 25 de janeiro de 2011 16:01

      Ai, Rafa, você é uma figura!!! Quero ver esse desafio rolar pessoalmente, olhos nos olhos. Só no mundo virtual não vale, hein? Adorei!!! Beijo, querido!

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


9 + 8 =