“Sou feliz, por isso estou aqui…”

Você já deve ter se acostumado a isto: pelo menos uma vez por semana, abro o meu baú e o convido para fazer o mesmo.

A inspiração desta vez veio de um episódio corriqueiro: já faz exatamente 01 ano que ganhei, como lembrança do aniversário de 1 aninho da minha sobrinha, um CD com músicas infantis.

Depois da festa, guardei-o junto com outros e, desde então, ele apenas “habitava” o porta-luvas do meu carro.

Mas ontem, desesperada com as opções oferecidas pelas rádios,  “reencontrei-o”.

A primeira música não me causou maiores emoções, mas fui ao delírio com a segunda. Meu Deus! Simplesmente o “hino” da minha infância! E acredito que seja também o dos “experientes” – como eu – que visitam este blog.

Fiquei com vontade de aumentar o volume no máximo possível, abrir os vidros, colocar a cabeça pra fora e sair cantando pela cidade. Mas é claro que essa cena poderia macular minha reputação e talvez você não me desse mais credibilidade. 

Por isso me contive e apenas meus filhos testemunharam minha euforia.

Mas sabe o que foi mais “fantástico” nesta história toda? Eles gostaram!!! E pediram “bis”!!!!

Vou colocar o vídeo aqui. Caso tenha um tempinho, feche os olhos e se deixe levar pela maravilhosa viagem que nossa memória é capaz de fazer.

Mas se você estiver em um lugar onde fechar os olhos possa sugerir que está ficando biruta, faça a experiência com os olhos abertos; não tem problema.

Há quem diga que abrir o baú causa “alergia”, afinal, muito pó está acumulado nele.

Pode ser… Mas do meu, pelo menos, o único cheiro que sinto quando o abro é o doce aroma das boas lembranças.

Se o seu “hino da infância” for outro, por favor, conte pra mim e para todos os que se aventuram por aqui, ok? Se puder,  coloque o link da música. Recordar é bom demais; partilhar nossas recordações é melhor ainda!

O \”hino\” da minha infância!!!

 

 

35 comentários sobre ““Sou feliz, por isso estou aqui…”

    • Lu Oliveira 17 de março de 2011 07:58

      Oi, querido! Acredita que esta música também está no cd sobre o qual falei na postagem? Tudo de bom!!! Também curtia muito o Trem da Alegria. Aliás, “curtia” não, curto!!! Abraço!

  1. Denison Carlos 16 de março de 2011 01:36

    Rá! Aqui estamos nós outra vez para revirar o baú. Então, que façamos isso com classe, afinal, ninguém precisa espirrar por aqui com tanto pó acumulado no cérebro.

    Lembro em especial de uma música de desenho animado infantil, chamado “Nossa Turma”, que ia ao ar todas as tardes no SBT. Se não me engano, era no programa da Mara Maravilha… Puts! Agora realmente eu revirei bastante pó hein!!! … Não que este tenha sido o meu desenho animado preferido, mas a música me fazia querer assistir os desenhos. Em suma, era bacana porque a amizade e o trabalho em equipe eram sempre muito frisados nos episódios, e de certa forma, minha mãe sempre que tinha chance de assistir comigo, me dizia como aquilo era importante na vida da gente.

    Da “Nossa Turma” em particular minha mãe gostava. Mas em compensação, ela odiava os “Muppet Babies” por causa do Gonzo, um ser azul de nariz comprido cuja dublagem era feita, segundo ela, por uma voz irritante. Ele era apaixonado pela Pig e sempre dava um jeito de estar ao lado dela. Lembro ainda que tinha o Fozzy, um urso metido a humorista que ficava sem graça porque ninguém ria das piadas infames dele.

    Deixo a seguir o vídeo para que vocês assitam e matem a saudade de um feliz e inocente tempo que não volta mais:

    01 – Nossa Turma
    Música de Abertura: “Get Along Gang”
    http://www.youtube.com/watch?v=LBpU5bv7u1w

    02 – Muppet Babies
    Sátira de Jornada nas Estrelas – Dublado
    http://www.youtube.com/watch?v=jMBqv2Gon6k&feature=related

    • Lu Oliveira 16 de março de 2011 08:35

      Também adorava – adoro! – os dois, Denison! Obrigada por colaborar com a minha sessão “Túnel do Tempo”!!! Abraço!

  2. Bruno 16 de março de 2011 02:02

    Oi Lu. Balao Magico é muito bom. Tenho também uma coleção em mp3 daqueles disquinhos coloridos de historinhas infantis lembra? Meus filhos também adoram ouvir. Beijo

    • Lu Oliveira 16 de março de 2011 08:34

      Se lembro, Bruno… Tinha um verde… Meu Deus!!! O que era a nossa imaginação ouvindo aquelas histórias… Penso que, como pais, tenhamos o compromisso de oferecer aos nossos filhos algo diferente do que o mundo oferece. Obrigada por comentar!

  3. Willyan 16 de março de 2011 08:51

    Bom dia Lu!

    Nossssa!!! eu tinha esse LP!!! hahaha, me lembro perfeitamente! quase gastava de tanto ouvir. O problema era quando quebrava a agulha, a interminável espera até o pai comprar outra!!!

    E o seu disquinho, se era verde, era do patinho feio, certo?

    Abraços!

    • Lu Oliveira 16 de março de 2011 08:59

      Você “tinha” esse LP??? Eu ainda tenho!!!!!!!!! Guardo como uma relíquia! Ganhei no Dia das Crianças de 198….???. Quanto ao disquinho verde, não era do patinho feio: havia 3 histórias: do saci-pererê, do veado e da onça e de um pássaro chamado “Araquan”. Que saudade!!! Abraço, querido!

  4. Danielle Sibin - @danisbin 16 de março de 2011 08:53

    Nossaaaaaaaa eu vivia ouvido balão mágico eu tenho o vinil guardado aqui em casa … quem dera as crianças de hoje ouvissem músicas para crianças como as do balão mágico e não ficarrem agredindo o seu ouvido ouvindo funks e afins !!

    =****

    • Lu Oliveira 16 de março de 2011 09:00

      Verdade, Dani! E estou tão feliz que os meus filhotes gostaram! Ontem ficamos um tempão vendo vídeos no Youtube! Nossa! Fiquei realizada! Beijo, querida!

  5. Juliana 16 de março de 2011 09:29

    Bom dia!!!!
    Ai Lu balao magico muito bom,melhor otimo!!eu amava .Trem da alegria eu gostava tbm ,fui no show deles aqui em Mga.Nossa infancia com certeza foi mais saudavel nem se compara c hj,mais fico triste porque hj criança nao é mais criança e sim adultos anaos!!!Bjo0s

    • Lu Oliveira 17 de março de 2011 08:01

      Ah, eu não tenho histórias pra contar sobre shows… E o único disco que tive foi o do Balão Mágico, com esta música maravilhosa; está guardado até hoje! Mas penso que podemos mostrar esses tesouros para nossas crianças, Ju; no início talvez elas rejeitem, mas, quem sabe, depois, acabem se apaixonando como nós!!! Beijo!

  6. Adrianopdu 16 de março de 2011 09:55

    Não sei nem o que comentar deste post. kkkkkkk Eu gostava muito de quando era criança, mais agora que sou adulto tbm to gostando. provavelmente quando eu estiver velhinho vou me lembrar de quando era jovem na flor da idade e me recordar dos bons tempos. Mais recordar é viver, e muito prazeroso releembrar de bons momentos.

    • Lu Oliveira 17 de março de 2011 08:03

      É ótimo relembrar, Adriano! Só sentimos saudade do que foi bom; a saudade pode até machucar às vezes, principalmente por causa da lembrança das pessoas queridas que já se foram, mas, na medida certa, recordar faz um bem danado pra gente! Abraço!

  7. Welington 16 de março de 2011 09:57

    Oi Lu. Legal revirar nosso baú. Mas sabe, me deu uma certa tristeza ao ouvir o Balão Mágico. Porque dá uma saudade danada, dos tempos idos, que não voltam mais… “Eu era feliz e não sabia..”, acho que é bem isso. E outra: por ver hoje em dia crianças tão perdidinhas, usando drogas e fazendo coisas absurdas, em outras épocas inimagináveis a tal idade.

    • Lu Oliveira 17 de março de 2011 08:05

      Oi, querido! Sabe o que eu acho? Éramos felizes sim… e sabíamos!!! Se foi um tempo bom o que você viveu, não se sinta “triste”; eu te entendo porque também viajo no tempo com essa músicas. Mas… saudade sim; tristeza não!!! Abraço!

  8. Mayara 16 de março de 2011 10:07

    Lú, que fantástico relembrar essa época! Isso me fez lembrar de uma história e tanto. Quando eu tinha uns 7 ou 8 anos, eu queria muito um toca-fita para poder ouvir as minhas fitas prediletas. Dentre elas tinha Xuxa, Sandy & Junior e, acredite você ou não, Elis Regina. Só que como esses aparelhos eram caríssimos, o meu tio e padrinho me preparou uma surpresa inesquecível. Ele conseguiu um som de carro com toca fitas e duas caixas de som e pediu para um amigo marceneiro dele montar o som em um caixote de madeira. Posso dizer, com toda a certeza desse mundo, que esse será o eletrônico mais maravilhoso que eu poderia ganhar em toda a minha vida (os IPods e IPads que me perdoem!).

    Não me esqueço que no dia que eu ganhei esse super presente, fiquei fechada no quarto ouvindo todas as minhas fitas. Eu estava tão realizada que não queria nem saber de dormir…

    Foi ótimo poder relembrar essa passagem da minha vida! Nossos “baús” são mesmo repletos de boas lembranças!

    Mega beijo,

    May.

    • Lu Oliveira 17 de março de 2011 08:09

      Oi, querida! Nossa, que criança “chique” você, hein? Elis Regina… Acho que isso é prova de que, se o adulto oferece, a criança pode aceitar. Fui “fã” da Xuxa muito tempo; até hoje curto as músicas dos bons tempos da “rainha”; só acho que ela já devia ter se aposentado; insiste muito em resgatar um reinado que já passou. Quanto a Sandy & Junior, deixe-me te contar uma: já tinha 20 anos, mas gostava deles; estava animada porque iriam fazer um show em Maringá e minhas irmãs e eu já tínhamos até comprado as entradas. Não me lembro exatamente o que aconteceu, mas o show foi cancelado. Pegamos o dinheiro de volta e ficamos muuuito frustradas… E dá-lhe baú!!!! Beijo, May!

  9. J. V. O 16 de março de 2011 10:31

    Ah.. Lu não sou da epoca do balão magico, mais já ouvi falar muitos neles, mais os meus hinos de infancia são as musicas da xuxa, e olha ainda sou apaixona por aquelas musicas (arco irís, abecedário da xuxa, eu apredendi o abecedário com essa musica, brincar de indio, lua de cristal e claro ilariê. Que saudades imensas!! Eu fiz estagio na ANPR, foi maravilhoso, além de conviver com aqueles seres perfeitos e queridos me esbaldei com essas musicas. E Quando eu tiver uma filha vou colocar para ela ouvir!! beijos

    • Lu Oliveira 17 de março de 2011 08:11

      Faça isso, Ju! Você crê que meu filho mais velho, um “pré-adolescente”, está pedindo o Balão Mágico toda vez que entra no carro? É o máximo!!!! Também curto as músicas que citou… Bons tempos da “rainha”… Beijão!

  10. Jemima Pompeu 16 de março de 2011 12:15

    Lu, este CD que vc menciona me arrepia. Toda lembrança que tenho da infância com minha irmã é que ouviamos muito no sitio da minha tia no interior de SP, onde passavamos as férias escolares. Mas, recentemente encontrei uma música linda no site http://www.kamilleraupp.com e amei. Gostei tanto que coloquei no 2º video do VU.

    Música: You are my Sunshine – Elizabeth Mitchell
    http://www.youtube.com/watch?v=J-uCeu-1a4k

    Você mexeu com minhas lembranças mais fortes, porque foi na infancia que eu e minha irmã gêmea viviamos grudadas! Eita nostalgia boa! Bjo, Jê.

    • Lu Oliveira 17 de março de 2011 08:13

      Nem me fale, Jemina… Sabe o que acho interessante: qualquer um de nós escreveria um livro só contando as histórias do baú, concorda? Não precisamos passar por experiências excepcionais; nossas peripécias de pessoas “comuns” já dão “pano pra manga”… Beijo!

  11. André Fonceca 16 de março de 2011 17:30

    Oi Lu, informação importante
    creio inclusive ser relevante, lembrar que a música “Super Fantástico” fazia parte da programação das FM’s em Maringá, me lembro que a Radio Cidade tinha um programa que tocava as 20 melhores músicas da semana no sábado a tarde, não estou muito certo se era sábado ou domingo, e eu me lembro bem, essa música estava entre as mais pedidas da emissora, hoje é bem difícil ouvir música de qualidade no FM, principalmente entre as mais pedidas.

    • Lu Oliveira 17 de março de 2011 08:14

      Oi, querido! Bom te ver, quer dizer, “te ler”! Imagino mesmo que a música tenha tocado nas rádios; naquela época, não foram só as crianças que curtiam; os adultos também! Abraço!

  12. Pry 16 de março de 2011 21:08

    Oie Luuu so passando p desejar uma otima noite.. to meio na correria., trabalhando cubrindo horarios. mais tenho sdd daqui..e ja ja eu to postando de novo beijaoo.. fica com Deus

    É Tão Lindo
    Eliana
    Composição: Edgard Poças

    Se tem bigodes de foca
    Nariz de tamanduá
    Parece meio estranho,hein?!
    Também, um bico de pato
    E um jeito de sabiá .
    Mas se é amigo
    Não precisa mudar
    É tão lindo
    Deixa assim como está
    E eu adoro, adoro
    Difícil é a gente explicar
    Que é tão lindo.
    Se tem bigodes de foca
    Nariz de tamaduá
    E orelhas de camelo,né?!
    Mas se é amigo de fato
    A gente deixa como ele está.
    É tão lindo
    Não precisa mudar
    É tão lindo
    É tão bom se gostar
    E eu adoro, é claro
    Bom mesmo é a gente encontrar
    Um bom amigo.
    São os sonhos verdadeiros
    Quando existe amor
    Somos grandes companheiros
    Os três mosqueteiros
    Como eu vi no filme. É tão lindo
    Não precisa mudar
    É tão lindo
    Deixa assim como está
    E eu adoro e agora
    Eu quero poder lhe falar
    Dessa amizade que nasceu
    Você e eu
    Nós e você
    Vocês e eu
    E é tão lindo!
    - Tia é tão legal ter um amigo!
    - É maravilhoso! Mesmo que tenha bigodes de foca e até nariz de tamanduá
    E orelhas de camelo tia,lembra?
    - Orelhas de camelo!
    - É mesmo, orelhas de camelo, mas é amigo, né?
    Então não se deve mudar.

    • Lu Oliveira 17 de março de 2011 08:15

      Oi, Pry! Meus filhos e eu assistimos ao vídeo desta música no Youtube há poucos dias, mas o original, com o Roberto Carlos e a Simony. “Tão lindo” mesmo!!! Beijo!

  13. Thaise Roth 16 de março de 2011 23:03

    É sempre bom lembrar das coisas que nos fizeram felizes certo!.
    Certamente o que nos faz feliz hoje lembraremos daqui um tempo. Sou curiosa para saber o que irei lembrar do que fazia hoje? estranho isso neh, acho que nem sei conjugar o verbor para isso.
    É futuro perfeito professora? kkkkkk

    Mas a poeira rolando aqui é sempre bom! Lembro que tinha uma fita K7, de historias que eram narradas. Ouvia umas 10 vezes seguidas ! eheheh minha mãe achava mto estranho mas não contrariava, brigava um pouco só ehehehe.

    Se hoje em dia colocar uma criança de 5 anos em frente ao aparelho de som para ouvir histórias narradas. Ahhhhhhhhnnnnnnnnnnn, são poucas hein! que tem esse gosto de imaginar a história e viajar em tudo que tem de bom na cabecinha de uma criança ehehehe

    • Lu Oliveira 17 de março de 2011 08:21

      É uma tarefa árdua, Thaise, mas precisamos insistir. Como já contei por aqui, meus filhos não curtem os desenhos animados que fizeram parte da minha história, mas gostaram do cd que mencionei na postagem. Quanto ao “futuro”… a Deus pertence!!! Beijo!

  14. AGNALDO 17 de março de 2011 00:02

    PORQUE, NÃO COMENTOU O MEU?!

    • Lu Oliveira 17 de março de 2011 08:17

      Agnaldo, fiz uma postagem inteira só para responder a esse comentário! (“Afetividade virtual”)

  15. Aletér 17 de março de 2011 17:02

    oi Lu!!! amei relembrar o Balão Mágico, eu amavaaaaaa….. é como vc disse: dá uma vontade incrível de sair cantandoo bemm altooo… é maravilhoso… Valeu pela lembrança.

    Minha música preferida éra : É de chocolate do Trem da Alegria

    http://www.youtube.com/watch?v=TZ7pnRJUby0

    • Lu Oliveira 17 de março de 2011 17:57

      O Agnaldo postou a mesma música, Alê; ela também está no cd ao qual me referi na postagem; sem dúvida, outra grande marca da nossa geração. Obrigada pela colaboração!

  16. AGNALDO 17 de março de 2011 20:11

    OI, LUCILENE, VEJA SÓ, UM PEQUENO COMENTÁRIO, RENDEU UM POSTAGEM, NÃO ESPERAVA TANTO, É QUE COMO O MEU ERA O PRIMEIRO ACHEI QUA HAVIA PULADO, MAS COM TUDO ISSO, FIQUEI FELIZ, POR TER COLABORADO COM VOCÊ! MESMO SEM QUERER! UM ABRAÇO!

  17. Luciane Baratela 19 de março de 2011 15:45

    Direto do túnel do tempo:
    Colégio Duque de Caxias, anos 80, hora do recreio, pátio com pedrinhas e nós lá… dançando, pulando, rindo, coreografando a música “Superfantástico, do Balão Mágico”!!! “Mágico” também foi ser criança num tempo tão bom. Que postagem “mágica”!!! Bjs.

    • Lu Oliveira 19 de março de 2011 16:02

      Verdade… Lembro-me de que voltávamos pra sala “suando em bicas”… Mas era bom demais!!!

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


7 − = 5