Hotéis e gestores do Bem Receber definem detalhes para a hospedagem de 4 mil participantes dos JUBs

Só na hospedagem e alimentação dos atletas a CBDU está investindo mais de R$ 2 milhões

 

 

Trabalhando contra o relógio, os gestores do Programa Bem Receber da Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU) concluíram em apenas um dia o trabalho de supervisão e orientação de todos os hotéis de Maringá que hospedarão atletas, dirigentes e árbitros dos Jogos Universitários Brasileiros – Fase Final (JUBs 2018), evento que tem o apoio de captação do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau e acontece em Maringá de 4 a 11 de novembro. Ao mesmo tempo, foi feita a parte documental entre cada hotel e a Confederação.

 

 

Equipe do Bem Receber é recepcionada no Hotel Sleep Inn

Durante toda esta semana e durante os 10 dias da competição os gestores continuarão em contato com os hotéis, servindo de elo entre os atletas e os gerentes.

 
A fase final dos JUBs é o maior evento do desporto universitário da América Latina e torna-se um dos principais momentos para a hotelaria de Maringá, devendo provocar um grande impacto na economia do município. Só a Confederação, responsável pelos jogos, vai investir aproximadamente R$ 6 milhões no evento, sendo mais de R$ 2 milhões com o pagamento de hospedagem e alimentação aos atletas e as comissões técnicas.

 
Ciceroneados por uma equipe do Convention Bureau, os gestores – que tinham chegado durante a madrugada – conversaram com gerentes de hotéis e apresentaram ideias do que deve ser feito para que o estabelecimento seja uma extensão da vila olímpica, onde os atletas possam interagir, conversar com seus técnicos e acompanhar pela televisão, ao vivo, tudo o que está acontecendo no momento nas praças em que acontecem competições.

 
A equipe é formada por ex-atletas, todos com experiência no projeto Bem Receber. “Os gerentes de hotéis têm a maior boa vontade de oferecer o melhor ambiente possível para os atletas e muitas vezes o que precisamos é apenas dizer a eles como os jogadores gostariam do ambiente”, explica o gestor Manoel Francisco Conceição, baiano que fez carreira no basquete.

 

 

Área com jardins, campo de futebol e piscinas do Hotel GAPH

O Hotel Gralha Azul (GAPH), filiado ao Convention, colocou à disposição dos atletas uma ampla área de jardins, com duas piscinas, jacuzzi ao ar livre, campo de futebol e equipamentos para exercícios físicos. O diretor do hotel, Jonas Demóstenes Ramos, diz que oferecer a melhor acolhida é uma forma de mostrar que Maringá é uma cidade que sabe receber bem seus visitantes.

 
O hotel Ody Park é o mais distante da área urbana, entre os que receberão delegações, mas os atletas que ficarem hospedados terão à disposição um dos melhores parques aquáticos do Paraná, com várias piscinas, piscina de ondas Tsumani, rio lento, bar aquático, toboágua, sala de jogos e academia de ginástica.

 
As delegações hospedadas no Hotel Golden Ingá terão uma das melhores vistas da cidade, o que é oferecido também pelo Hotel Deville.

 

 

O gestor Marcelo de Souza e o gerente do Hotel Metrópole, Willian Golfieri, acertam detalhes da documentação

Também hospedarão as equipes que disputarão os jogos os hotéis Sleep Inn, San Lucas, Thomasi, Caiuá, Ibis Budget, Astória, Touring, Araucária, Avalon, Harbor, Metrópole, Elo e Internacional.

Sem categoria

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.