Mês: janeiro 2019



Maringá é confirmada como sede dos Jogos Universitários 2019

Os Jogos Universitários do Paraná (JUPs), que foram dos maiores eventos esportivos do ano passado em Maringá, trazendo à cidade cerca de 1,5 mil atletas de universidades de todo o Estado, terão uma nova edição em Maringá neste ano. Será de 17 a 23 de maio, dentro dos festejos alusivos ao 72º. aniversário do município.

A confirmação foi feita pela Superintendência de Esportes e Turismo do Paraná, organizadora da competição, ao divulgar o calendário esportivo de 2019. O evento é realizado em conjunto com a Federação Paranaense de Desportos Universitários (FPDU), Secretaria Municipal de Esportes e Lazer e as universidades de todo o Estado.

Maringá e Região Convention & Visitors Bureau apoia a captação dos jogos e diz que a confirmação deve-se muito à estrutura esportiva que a cidade dispõe e à boa organização e acolhida aos participantes na edição de julho do ano passado.

“O secretário Valmir Fassina, de Esportes, foi um batalhador, teve o apoio do prefeito Ulisses Maia e pode contar com a parceria do Convention”, diz o professor Agnaldo Baldo, do Escritório Regional da Secretaria Estadual de Esportes e vice-presidente para Assuntos de Captação de Eventos do Convention Bureau de Maringá.

Segundo Baldo, tão logo terminaram os JUPs do ano passado, Fassina já apresentou a candidatura de Maringá para este ano.

O vice-presidente do Convention para Assuntos de Empreendedorismo e Captação de Recursos, Cláudio Crepaldi, destacou que é importante que a cidade traga eventos esportivos do porte do JUPs para movimentar a economia local. “São cerca de 1,5 mil pessoas de fora que se hospedarão nos hotéis de Maringá, frequentarão lanchonetes, casas noturnas, enfim, vão sair para conhecer a cidade e consumir em diferentes tipos de estabelecimentos. O Convention apoia a captação de eventos assim porque sabe da importância que eles têm para a economia do município”, diz.

Sem categoria
Comente aqui


Biodiversidade de árvores reúne espécies de aves na UniCesumar

O campus sede da UniCesumar, instituição mantenedora do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, se destaca pelas modernas estruturas, com amplos espaços e, principalmente, pelo grande fluxo de alunos, professores, colaboradores e membros da comunidade que visitam diariamente a instituição.

 

Entre as ações oferecidas pela instituição, estão os trabalhos de serviço à comunidade em clínicas da área da saúde, que abrangem a fonoaudiologia, psicologia, fisioterapia, nutrição, estética e a veterinária.

 

Neste último caso, são atendidos pets da comunidade, animais de pequenos portes e aves, oriundas de apreensões feitas pela Polícia Ambiental. No hospital, recebem todo o atendimento para reabilitação e posteriormente são levadas de volta para a natureza.

 

Porém, nos últimos meses um casal de Tucanos-Toco, tem se abrigado em uma das árvores plantadas no campus da instituição. A espécie não é a única a realizar visitas, como explica a professora do curso de Medicina Veterinária da UniCesumar, Jussara Maria Leite Oliveira. “É comum encontrarmos diversas espécies de pássaros em nosso campus, já temos mais de 20 registradas, entre elas espécies raras, como o Tucano-Toco, Tucano-Araçari, Gavião-Carijó e Carcará. Isso acontece principalmente porque temos uma grande monocultura em nossa região e as aves acabam encontrando abrigo e alimento nas árvores”.

 

Para o vice-reitor da UniCesumar, Wilson Matos Filho, a presença das espécies no campus demonstra o quão importante é a preservação nativa. “Temos mais de 12 mil árvores e arbustos plantados em nosso campus e a visita dessas aves também fortalece o incentivo que fazemos à comunidade acadêmica para o espírito de preservação e o respeito à natureza”.

Sem categoria
Comente aqui


Vitória do profissionalismo em um ano que não foi para amadores

O profissionalismo dos parceiros do Convention fez a diferença e ajudará a cidade a captar novos e maiores eventos

 

Dirceu Gambini*

 

Como tem sido bastante comentado por empresários, profissionais liberais e trabalhadores de diversos setores, enfim, por quem faz a roda da economia girar, 2018 não foi um ano para amadores.

 

Lembremos que ele já começou na esteira de um dos piores períodos das últimas décadas para a economia do País, a política vivia um momento de grande descrédito, tivemos uma Copa do Mundo em que nossos representantes deixaram no ar um clima de decepção e, por fim, vivemos uma eleição em que, no âmbito estadual, perdemos vários políticos tradicionais, a representante de Maringá na disputa pelo governo do Estado não logrou êxito e, no que se refere à Presidência da República, tivemos uma polarização entre duas ideologias extremas, onde o que menos estevuveram em pauta foram os temas básicos para os brasileiros, como a economia, relações externas, saúde, educação.

 

O turismo, que no nosso caso é basilar, nem sequer foi assunto para debate e possivelmente nem esteve na pauta dos candidatos.

 

Realmente, 2018 não foi um ano para amadores.

 

Mas, se no âmbito nacional o turismo não fez parte das grandes discussões, em Maringá o Maringá e Região Convention & Visitors Bureau fez a lição de casa. E nossos parceiros também.

 

Aqui tivemos o maior debate da história dos caminhos a serem tomados pelo poder público e pelo trade turístico com a realização da 1ª. Conferência Municipal de Turismo, organizado pela prefeitura; o Convention apoiou a captação e realização de diversos eventos que trouxeram gente e divisas para nossa cidade, lotando hotéis, movimentando restaurantes, lanchonetes, táxis, casas de eventos, agências de viagens, deram empregos temporários, enfim, mexeram para cima a economia do município, inclusive pela geração de tributos para os cofres públicos.

 

Mas, tão importante pelos eventos que aconteceram, 2018 foi um ano que abriu portas no setor do turismo. A Conferência Municipal de Turismo certamente terá seus primeiros reflexos já em 2019 e eventos que tiveram o apoio do Convention, como os Jogos Universitários do Paraná (JUPs) e os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), mostraram aos realizadores que Maringá é uma das melhores cidades do Brasil para sediar estes tipos de realização, o Congresso de Avião Agrícola, um dos maiores do mundo, encontrou em Maringá as condições, a estrutura e o apoio para que se torne ainda maior e melhor.

 

Se é verdadeiro que 2018 não foi um ano para amadores, ele deixou claro que o Convention de Maringá e seus parceiros não são amadores e conseguiram transformar um ano que tinha tudo para ser complicado em um ano de grandes realizações. Que venha 2019.

 

*Dirceu Gambini
é presidente do Conselho Curador do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau e presidente do Conselho Municipal de Turismo

Sem categoria
1 Comentário


2018 abriu portas para grandes eventos

O profissionalismo dos parceiros do Convention ao receber os participantes dos eventos apresentou a cidade ao Brasil como o local ideal para todos os tipos de promoções

 

Yara Linschoten*

 

Os organizadores de alguns dos mais importantes eventos sediados por Maringá em 2018, como o Congresso de Aviação Agrícola, os Jogos Universitários do Paraná (JUPs), IMIN 110, Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), se desmancharam em elogios à capacidade que Maringá mostrou de bem receber e apoiar as realizações. A isto soma-se a excelente estrutura para praticamente todas as modalidades esportivas, shows artísticos, congressos, consolidando nossa vocação para o turismo de eventos.

 

Estes elogios podem ser traduzidos em facilitação na captação de novos e ainda maiores eventos. Os organizadores, ao deixarem Maringá, não faziam questão de esconder o contentamento por terem encontrado tão valorosos parceiros locais e o interesse em voltarem. Assim, não será nenhuma surpresa se o Congresso de Aviação Agrícola, um dos maiores do gênero no mundo, escolher Maringá para uma de suas próximas edições. O mesmo podemos dizer da Confederação Brasileira de Desporto Universitário, a CBDU, que nos deu os JUBs com cerca de 3,5 mil participantes e virou parceira de primeira hora. Os diretores da CBDU não esconderam a surpresa com o profissionalismo e comprometimento dos parceiros do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, como hotéis, botecos, shopping centers, empresas de instalação, de publicidade visual, prefeitura, UEM, faculdades e a imprensa dando divulgação a tudo com competência e fidelidade.

 

Ficou claro o desejo de trazer suas competições a Maringá, não somente o JUBs Fase Final, mas também de modalidades específicas. Maringá apresentou ao Brasil em 2018 que aqui há profissionalismo no trade turístico. E este profissionalismo, este comprometimento de nossos parceiros, se aperfeiçoa a cada teste. Vemos o empenho de nossos parceiros na capacitação de seus colaboradores, na melhoria de instalações, no emprego do que há de melhor e mais eficiente em tecnologia.

 

Passamos no teste ao sediarmos grandes competições esportivas, mas mostramos capacidade para recebermos também outros tipos de eventos, como na área de tecnologia, de equipamentos, empresariais, de entretenimentos, social.

 

Não é demais repetirmos que o turismo de eventos tem elevada importância econômica para nossa cidade, incentivando o desenvolvimento socioeconômico, contribuindo para a geração de empregos, renda e criação de infraestrutura que beneficia não somente o turista, mas toda a população. E o que é melhor: ainda conta com um vasto campo a ser explorado.

 

Se 2018 foi um dos melhores anos, em termos de resultados, para o Convention Bureau de Maringá, com certeza ele abriu portas para que tenhamos resultados ainda melhores em 2019, 2020 e assim por diante.

 

 

*Yara Linschoten
é superintendente do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau

Sem categoria
Comente aqui