Representante do Convention de Maringá visita o CVB de Medellin

A comitiva maringaense formada por representantes dos setores público e privado que encontra-se em Medellin, na Colômbia, para conhecer o Projeto Medellin Ciudad Cluster, visitou nesta quarta-feira instituições públicas e privadas com o intuito de conhecer alternativas que possam ser úteis para Maringá.

 

Iraclézia conheceu as ações desenvolvidas pelo Convention Bureau de Medelin

A representante do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, Maria Iraclézia de Araújo, que integra o grupo também na qualidade de presidente da Sociedade Rural de Maringá (SRM), visitou o Medellin Convention Bureau, onde falou do trabalho do Convention de Maringá e conheceu projetos que estão em andamento da cidade colombiana.

 

José Carlos Valêncio, da Associação Comercial e Codem, participa das discussões a respeito de segurança pública

Os coronéis Antonio Rodrigues, presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), e Antonio Roberto dos Anjos Padilha, secretário municipal de Segurança, conheceram as estratégias empregadas por Medellin no combate à criminalidade. A cidade é tida como modelo mundial na área de segurança pública, tendo acabado com uma guerra de traficantes de drogas que fazia dela uma das cidades mais violentas do mundo.

 

A viagem foi organizada pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem) e conta com representantes do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), Câmara de Vereadores, Secretaria Municipal de Segurança Pública, Associação Comercial, Instituto Cultural Ingá, Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, Sociedade Rural e do próprio Codem.

Sem categoria
Comente aqui


Convention e outras instituições vão a Medellin conhecer experiências que deram certo

A cidade colombiana já foi uma das mais violentas do mundo e hoje é referência em segurança, desenvolvimento e cultura

 
Uma comitiva formada por representantes dos setores público e privado de Maringá inicia nesta segunda-feira uma visita a Medellin, na Colômbia, para conhecer o Projeto Medellin Ciudad Cluster, que transformou uma das cidades mais violentas do mundo em uma referência na América Latina em segurança, cultura, mobilidade urbana.
A comitiva permanece na Colômbia até sexta-feira, dia 23.

 

A viagem é organizada pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem) e conta com representantes do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), Câmara de Vereadores, Secretaria Municipal de Segurança Pública, Associação Comercial, Instituto Cultural Ingá, Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, Sociedade Rural e do próprio Codem.

 

 

A diretora do Convention e presidente da Sociedade Rural, M;aria Iraclézia, diz que Maringá tem muito a aprender com a experiência de Medellin

O Convention, instituição voltada para o fomento ao turismo, será representado pela sua vice-presidente para Assuntos Institucionais, Maria Iraclézia de Araújo, também presidente da Sociedade Rural de Maringá (SRM).

 

Segundo Iraclézia, “Medellin hoje é um exemplo para o mundo de como fazer as coisas darem certo no serviço público e privado, transformando a qualidade de vida da comunidade”. Ela acredita que “os bons exemplos de lá podem ser empregados em qualquer outra cidade e certamente a comitiva de maringaenses encontrará experiências que ajudem solucionar alguns dos problemas atuais de Maringá”.

 

A representante do Convention lembra que desde que baixou os números da criminalidade, Medellin transformou-se em um dos mais importantes polos de turismo da América Latina.

 

Ciudad Cluster

 

Medellin, que foi sede do famoso cartel de Medellin, rede de traficantes de drogas que, sob o comando de Pablo Escobar, chegava a faturar cerca de 60 milhões de dólares por dia, já foi uma das cidades mais violentas do mundo, especialmente devido às guerras de quadrilhas de traficantes.

 

Desde que as entidades representativas se juntaram ao poder público, criando o Projeto Medellin Ciudad Cluster, o município vem adotando a tecnologia na solução de seus problemas de segurança pública, transporte, geração de renda e meio ambiente. É um esforço que transformou a vida da população e também a reputação internacional da cidade.

 

Continuamente, comitivas de diferentes partes do mundo chegam praticamente todos os dias em Medellin para ver de perto como o projeto funciona. Hoje ela é exemplo de como os investimentos em segurança pública podem transformar a economia local. A cidade equipou a polícia, investiu em inteligência e ampliou a presença do Estado nas comunidades pobres.

Sem categoria
Comente aqui


Medalhista de ouro Aurélio Miguel visita sala de judô que leva seu nome no Colégio Platão

O medalhista falou às crianças sobre a determinação que faz campeões no tatame e na vida

O primeiro medalhista olímpico brasileiro a ganhou ouro no judô, Aurélio Miguel, esteve na semana passada em Maringá, falou de sua experiência aos judocas que participaram dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) Fase Final e visitou o Colégio Platão, onde a sala de judô leva seu nome. No colégio, o campeão “enfrentou” os pequenos judocas, falou da disciplina necessária para quem quer ser atleta de alto rendimento e se deixou fotografar ao lado de cada um.

A visita do medalhista de ouro ao Platão foi acompanhada pelo presidente da Federação Paranaense de Desportos Universitários (FPDU), Ney de Lucca Mecking, que foi mestre e é amigo particular de Aurélio Miguel, representantes da Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), especialmente do Programa Bem Receber, e diretores do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau. Também a Secretaria de Esportes do Paraná, a Secretaria de Esportes e Lazer de Maringá, Secretaria Municipal de Educação e o presidente do Sindicato das Academias, o nadador Gilmar Mezzaroba, prestigiaram a visita.

O Convention foi representado por seu vice-presidente para Assuntos de Captação de Eventos, Agnaldo Baldo, e pela superintendente Executiva Yara Linschoten.

Segundo o diretor do Platão, professor Toninho Leonel, a sala de judô ganhou o nome de Aurélio Miguel devido à admiração que ele tem por Aurélio desde o dia em que, ainda jovem, viu pela televisão a conquista da medalha de ouro nas Olimpíadas de Seul, em 1988.

Quando o colégio decidiu homenagear Aurélio Miguel como nome da sala de judô, ninguém imaginava que um dia o próprio homenageado ia lutar no seu tatame.

Diretores do Convention e representantes da CBDU acompanharam a visita do campeão ao Colégio Platão

Para Toninho, até aquele 30 de setembro de 1988, o judô do Brasil acumulava quatro medalhas na história olímpica, mas nenhuma de ouro. “O feito de Aurélio colocou o judô brasileiro em posição de destaque, influenciou jovens e de lá para cá tornou numa das modalidades que mais ganham medalhas em competições internacionais, inclusive nos Jogos Olímpicos”, disse.

A coordenadora e professora de Educação Física do Platão, Lucimar Scapinello Baldo, comandou a cerimônia na quadra coberta da escola e falou do quanto era importante para as crianças estarem frente a frente com um atleta que tornou-se referência para os amantes do judô e para o esporte brasileiro.

O campeão olímpico, ganhador de três medalhas do Campeonato Mundial de Judô e medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de Indianápolis 1987, falou às crianças sobre a disciplina e desempenho necessários para bons resultados em qualquer área da vida.

Comente aqui


Jurídico acabou com as dores de cabeça da burocracia no JUBs

O advogado Marcelo Lima é o encarregado de ajudar os hoteleiros na parte documental do JUBs, facilita as prestações de contas e dá maior transparência ao maior evento do desporto universitário

Gerentes de hotéis que hospedaram delegações que vieram a Maringá participar dos 66º. Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) Fase Final elogiam a capacidade da Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), realizadora da competição, de organizar todos os setores de modo que tudo funcione como um relógio. Os hoteleiros experimentaram esta organização especialmente no que se refere à hospedagem aos cerca de 3,5 mil participantes que vieram de todo o Brasil.

Equipe do Bem Receber no Hotel Deville,com Gisele Shintani

“Para o hotel que atende um evento deste porte, não é só atender bem o atleta hospedado, tem também a parte burocrática, que muitas vezes acaba sendo a mais complicada”, diz o gerente do Hotel Golden Ingá, Cláudio Crepaldi, que é também vice-presidente para Assuntos de Empreendedorismo e Captação de Recursos do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, que apoiou a captação do JUBs. “O Programa Bem Receber, da CBDU, que é o elo entre a entidade e a hotelaria, trabalhou conosco todo o tempo, facilitando toda a parte documental, como a regularização de certidões, fechamento de contas e orientação quanto aos impostos que o evento rendeu para a prefeitura, Estado e governo federal”.
É nesta parte que entra o trabalho do advogado Marcelo de Sousa Lima, um brasiliense que mora em Salvador há mais de 11 anos, sócio do escritório Barreto, Leite & Lima Advogados Associados, encarregado de toda a parte jurídica do Setor de Hospitalidade. “Adoro esportes, estou no centro de um dos maiores eventos esportivos do Brasil, mas não consigo assistir às partidas porque estou todo o tempo correndo de um hotel para outro e às vezes ficando até tarde de noite ajeitando a papelada”, diz.

 

 

 

O advogado Marcelo de Lima com o gerente do Hotel Sleep Inn, Alexandre Ubaldo

No JUBs de Maringá o trabalho de Marcelo começou muito antes da batida na primeira bola das quadras da Vila Olímpica. Desde que o coordenador de Hospedagem da CBDU, Paulo Souza, e o Convention Bureau iniciaram as primeiras visitas técnicas para definir os hotéis de Maringá que hospedariam atletas, técnicos, chefes de delegações e árbitros, no início do ano, papéis e mais papéis começaram a ser separados para o Jurídico. Todas as propostas de hotéis, análises técnicas e outros documentos foram analisados pelo advogado dentro de seu longo check list de atividades relacionadas ao evento. Assim, ao chegar a Maringá ele já sabia quase tudo de cada hotel: quantos leitos estavam disponibilizados para os atletas, tipos de camas, se o hotel dispunha de academia, o tamanho e estrutura da área de lazer, se tinha piscina.
“Em um acontecimento que traz milhares de pessoas a uma cidade, se a hospedagem não funcionar bem, no final o evento também não terá ido bem”, diz o advogado, destacando que, além da parte documental executada pelo Jurídico, o trabalho dos demais gestores do Bem Receber, o compromisso dos hotéis e suas equipes e o acompanhamento do Convention são fundamentais para o êxito.

 

 

Com o gestor Manoel Conceição durante vistoria no hotel do Ody Park

“No caso de Maringá, o setor da hotelaria é bem organizado e unido e isto facilitou muito o trabalho do Jurídico, mas nem sempre acontece de encontrarmos a parte burocrática do atendimento tão em dia”, explica.
Com o fim da competição, os gestores do Bem Receber já podem voltar para suas casas, mas o Jurídico do Setor de Hospitalidade ainda continuou junto aos hoteleiros para fechar as contas para a emissão das notas fiscais. Depois ainda continuará acertando a papelada por alguns dias em casa até que toda a parte documental esteja pronta para análise da CBDU. “Este fechamento vai facilitar a prestação de contas da Confederação junto ao Comitê Olímpico do Brasil (COB) e ao Tribunal de Contas da União (TCU)”.

 

Colaboração com hoteleiros
resultou na criação do setor

 

Marcelo no Escritório Barreto, Leite & Lima Advogados Associados, em Salvador, com o sócio Flávio Barreto e o renomado juiz e jurista Rodolfo Pamplona Filho

O setor Jurídico nasceu praticamente junto com o Programa Bem Receber da CBDU. Em 2015, Marcelo de Lima integrou a equipe da CBDU durante os Jogos Universitários em Goiânia (GO) como gestor da hotelaria, porém, seus conhecimentos de advogado fizeram a diferença quando ele se dedicava a ajudar os gerentes de hotéis com análises de contrato, regularização de certidões negativas, questões dos impostos referentes ao evento e até mesmo o fechamento para a emissão de notas. Este trabalho chamou a atenção do coordenador de Hospedagem, Paulo Souza, que no JUBs seguinte convocou Marcelo, não mais para ser gestor de hotelaria, mas para assumir a parte jurídica. Segundo Souza, após a realização deste trabalho jurídico prévio, equívocos  contratuais comuns foram sanados.

Comente aqui


Hotéis de Maringá surpreendem participantes dos JUBs

CBDU considera que os hotéis de Maringá estão desenvolvendo mais ações do que as previstas no Programa Bem Receber

 

O grupo dos gestores do Programa Bem Receber no Whatsapp está repleto de elogios de chefes de delegações e atletas aos hotéis que os hospedam durante os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) Fase Final e dos gerentes de hotéis aos competidores. Segundo os gestores, todos os hotéis se empenharam em cumprir integralmente o programa e estão realizando ações a mais do que as que foram solicitadas.

 

O Bem Receber é o programa da Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), organizadora dos JUBs, que define detalhes para a hospedagem dos milhares de atletas vindos de todos os Estados Brasileiros para participar dos jogos. Em Maringá, o programa começou a ser definido nos primeiros meses deste ano e começou a ser implantado em julho, quando o Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, que apoia a captação do evento, promoveu treinamentos em hospitalidades para funcionários dos hotéis e várias reuniões foram feitas com gerentes de hotéis, tanto em grupo quando individualmente, para definir o atendimento às delegações.

 

“O que estamos vendo agora é resultado do compromisso da hotelaria maringaense com o bom atendimento aos atletas, árbitros e comissões técnicas”, disse a superintendente do Convention Bureau, Yara Linschoten, que esteve pessoalmente em contato com os gerentes de hotéis durante os meses de preparação. “Desde hotéis de alto padrão até os mais econômicos mostram o mesmo empenho em agradar e estão conseguindo com uma série de ações”.

 

Recepção calorosa

As delegações de Goiás e Ceará foram saudados na porta ao chegarem ao Hotel Golden Ingá, no Centro da cidade. Faixas e cartazes de boas-vindas, bandeiras de seus Estados, balões coloridos, brindes e toda a atenção dos funcionários fizeram parte da recepção, mas a hospitalidade continuou quando os gerentes Cláudio Crepaldi e Sueli Yarê colocaram todos recursos do hotel à disposição dos atletas e dirigentes, como academia, piscina, sala de jogos.

 

“É tradição no Golden Ingá tratar da melhor maneira possível qualquer cliente, mas neste caso estamos oferecendo um atendimento diferenciado porque sabemos que estamos recebendo clientes diferenciados, jovens universitários que vieram para representar seus Estados e é importante que levem uma boa imagem de Maringá. Esta boa imagem começa com a acolhida dada pelo hotel”, diz o gerente de Hospedagem do Golden, Cláudio Crepaldi.

 

“A qualidade no atendimento precisa continuar durante todo o período da hospedagem, mas além do hotel contar com uma equipe bem treinada, tivemos o apoio dos gestores do Bem Receber da CBDU e o acompanhamento do Convention Bureau, através da Yara (Linschoten, superintendente Executiva do Convention)”, completou a também gerente Sueli Yrie.

 

“Nosso Bem Receber acontece todos os dias. Obrigada Sibele e seu adorável Hotel Astória”. A frase foi publicada em uma rede social pela chefe da delegação do Pará elogiando a recepção e atendimento oferecidos pelo Hotel Astória, onde a proprietária, Sibele Sola, coordena pessoalmente o atendimento aos atletas.

 

No Hotel Avalon, o management Erasmo Ramos acompanha de perto, pelas redes sociais, tudo o que acontece na hotelaria maringaense durante os JUBs e todos os dias publica elogios, tanto aos hotéis quanto à equipe do Bem Receber. Segundo ele, ao atender um evento do porte dos JUBs os hotéis maringaenses estão demonstrando que estão preparados para qualquer desafio.

 

Ações inéditas

 

Mesmo com a experiência de terem participado de incontáveis eventos da CBDU, os gestores do Programa Bem Receber se dizem surpresos com a hospitalidade dos hotéis maringaenses. Segundo o gestor Dorival de Pinho, o programa vem sendo melhorado a cada edição dos JUBs e neste ano trouxemos várias ações a serem implementadas pelos hotéis. O surpreendente é que cada hotel atendeu à risca o programado e ainda fez a mais, cada hotel implementou suas próprias ações.

 

O coordenador de Hospedagem da CBDU, Paulo Souza, diz que a cidade entendeu a importância de receber um evento do porte dos JUBs e está dando o seu melhor. “O programa orienta os hotéis sobre como proporcionar um ambiente olímpico, mas o que vemos é que, além das ações propostas pela CBDU, os hotéis estão fazendo a mais, apresentam suas próprias ações”, explica.

 

Segundo o coordenador, este sucesso é resultado da boa aceitação do programa pelos hotéis e ao acompanhamento que o Maringá e Região Convention & Visitor Bureau fez desde que Maringá se candidatou a sede dos jogos.

 

Ele entende que o exemplo dado pelos hotéis de Maringá vai servir de exemplo para outras cidades que sediarão os JUBs de agora em diante e também para as ações do Bem Receber.

 

“A hotelaria é o segmento que recebe os maiores investimentos da CBDU em um evento destes e precisamos que proporcione um ambiente de alto nível para os atletas, que são universitários e amanhã serão profissionais que vão falar da experiência e da cidade que os hospedou ou serão atletas de alto rendimento que representarão o Brasil em competições internacionais”.

Sem categoria
Comente aqui


Chega nesta sexta-feira o Fitness Food da Marco’s

Imagem ilustrativa

A qualidade da Marco’s Boutique do Pão, filiada ao Maringá  Região Convention & Visitors Bureau, a partir desta sexta-feira pode ser encontrada também nos produtos da Marco’s Fitness Food, que inicia suas atividades oferecendo refeições elaboradas com produtos naturais, frescos e de ótima qualidade, com diversas opções de marmitas congeladas, caldos, sucos, suchás, shakes e também uma linha de papinhas para bebês.

 

A linha fitness poderá ser encontrada na panificadora da Marco’s, na esquina das avenidas XV de Novembro e Duque de Caxias (em frente à prefeitura), mas poderão também ser entregues a domicílio.

 

“O carinho e o compromisso com a qualidade da Marco’s são referências em Maringá e estas qualidades estarão presentes também nos produtos da Marco’s Fitness Food”, diz o coordenador de eventos Miquéias Souza. “Estamos trabalhando com vários produtos terceirizados nessa proposta fit e em breve teremos diversas novidades no cardápio da nossa lanchonete, também nessa proposta”.

 

A direção do estabelecimento está convidando a clientela a conhecer a nova linha, tirar suas dúvidas e apresentar sugestões.

Sem categoria
Comente aqui


Estudantes de Fisioterapia do Unicesumar colocam ensinamentos em práticas nos JUBs

A realização dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) Fase Final em Maringá está sendo uma oportunidade para que os estudantes do Curso de Fisioterapia do Unicesumar coloquem em prática o que aprenderam até agora em sala e nos laboratórios. Tanto no Boulevard dos Atletas, no parque de exposição, quanto nos locais de jogos, os acadêmicos estão prestando assistência a atletas que sofrem qualquer tipo de lesão.

 

No Boulevard dos Atletas, a cada dia centenas de jogadores se submetem às mãos dos futuros fisioterapeutas

O Unicesumar, filiado ao Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, tem tradição de participar dos grandes eventos de Maringá com seus alunos, como é o caso da Expoingá, onde os estudantes de Veterinária e Agronomia respondem por boa parte da assistência ao produtor. “Os JUBs se constituem uma oportunidade rara para nossos alunos, pois trazem a Maringá milhares de atletas que estarão em ação nas quadras e podem sofrer algum tipo de lesão”, diz a professora Roberta Larissa Leonel. “A Fisioterapia do Unicesumar já participou de outros eventos, entre eles os Jogos Universitários Paranaenses (JUPs), mas os JUBs são bem maiores e trazem a Maringá uma estrutura inédita”.

 

A acadêmica Ayanne Cambiriba, do último ano do curso, enaltece o fato de os futuros terapeutas terem nos JUBs a oportunidade de lidarem com diferentes tipos de lesões e em um volume que possibilita aos estudantes praticarem o dia inteiro. “E temos a vantagem de estamos trabalhando, tanto no Boulevard quanto nas quadras, ao lado de profissionais muito experientes, que têm a boa vontade de passar seus conhecimentos para nós”, disse.

 

Danielle Vechiatto, também do 5º. ano, diz que esta semana de participação da Fisioterapia nos JUBs vale por meses de estudo “porque aqui é prática verdadeira, com pacientes no momento em que sofrem a lesão ou mesmo depois”. Segundo ela, outra vantagem é que os acadêmicos têm tempo para fazer o acompanhamento de seus pacientes.

Sem categoria
Comente aqui


Filiados do Convention se unem pelo sucesso dos Jogos Universitários Brasileirosw

Empresas de marketing e publicidade, segurança e pelo menos 18 hotéis estão diretamente envolvidas no evento que trouxe mais de 3,5 mil atletas a Maringá e vai impactar a economia em mais de R$ 10 milhões

 

Mais de 20 empresas filiadas ao Maringá e Região Convention & Visitors Bureau estão diretamente ligadas à realização dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) Fase Final, que acontecem na cidade desde segunda-feira e prosseguem até o dia 11. O evento é o maior do desporto universitário na América Latina e, com a participação de mais de 3,5 mil atletas, impactará a economia maringaense em mais de R$ 10 milhões.

O food truck do Boteco do Neco, filiado do Convention, está no Boulevard dos Atletas

A participação de empresas maringaenses vem desde que a prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer, e a Federação Paranaense de Desportos Universitários (FPDU) iniciaram o trabalho de captação dos jogos junto à Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), há mais de um ano. O Convention participou diretamente das negociações e ficou encarregado de viabilizar a rede de apoio para que a cidade pudesse receber um contingente tão grande de pessoas.

‘São a Confederação, a Federação e a prefeitura que decidem o evento, mas é o Convention Bureau quem  viabiliza as parcerias que fazem o evento acontecer”, disse o presidente da CBDU, Luciano Cabral.

Segundo ele, a rede hoteleira está entre os principais requisitos para que uma cidade pleiteie um evento deste porte, ao lado da estrutura esportiva. Praticamente toda a rede hoteleira de Maringá se dispôs a hospedar delegações e empresas de vários outros segmentos colocaram suas estruturas à disposição para trabalhar pelo sucesso do evento.

Segundo a superintendente Executiva do Convention, Yara Linschoten, desde o trabalho de captação junto à CBDU, o empenho das empresas filiadas ao Convention tem sido decisivo. “Algumas delas já estão trabalhando há tempos, como é o caso dos hotéis, que tiveram seus colaboradores preparados nos treinamentos em hospitalidade promovidos pelo Convention, muitos deles em parceria com a Cooper Card”.

Linschoten diz que algumas empresas trabalham pelo sucesso dos JUBs com o intuito de divulgar a cidade. É o caso, por exemplo, da Pajolla Mídia, especializada em mídia Out Off Home (OOH), que trabalha com busdoor; totens, placas e banners de rua ou terminais. A empresa que conta com painéis estáticos e pontos digitais em vários aeroportos, disponibilizou centenas de inserções nos aeroportos de São Paulo, Londrina e Maringá saudando os atletas que chegavam de todos os Estados brasileiros para a competição.

Os vídeos que a Pajolla exibiu nos aeroportos e terminais rodoviários foram produzidos pela premiada Agência Amblard, que atua nas áreas de publicidade, design e digital

Parte da estrutura do Boulevard dos Artistas, no parque de exposição, foi feita pela Leyzer,  empresa com mais de 25 anos no mercado e considerada uma das três melhores do País no setor.

A presença das equipes da Safe Life nos locais de jogo era garantia de segurança para os atletas

A Safe Life Urgências Médicas, que dispõe de UTI’s móveis, equipadas com o que há de mais sofisticado em materiais e equipamentos além de equipes altamente qualificadas, está com equipes em locais de jogos para atender eventuais casos que necessitem de assistência médica.

A Go!Maringá, empresa de marketing, instalou equipamentos em determinados da cidade, principalmente hotéis que hospedam participantes dos JUBs, que possibilitam o acompanhamento, ao vivo, das partidas que acontecem em diferentes pontos de competições.

De acordo com o diretor da empresa e vice-presidente para Assuntos de Comunicação e Pesquisa do Convention, Alexandre Melo, a Go!Maringá tornou-se parceiro da Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), promotora dos JUBs, “por considerar a importância de um evento deste porte para nossa cidade”.

 

“Também outras empresas, como a Rossil Segurança, Shopping Avenida, Boteco do Neco e outras se envolveram diretamente e estão contribuindo para o sucesso dos JUBs”, diz Yara Linschoten. “E é a certeza de sempre podermos contar com estas parcerias que fazem com que o Convention de Maringá não tenham qualquer receio em apoiar a captação de eventos de grande porte, como é o caso destes jogos”.

Comente aqui


Presidente da CBDU diz que os JUBs em Maringá vão superar as expectativas

Um link especial criado pela prefeitura no Google vai ajudar os atletas a se orientar e encontrar pontos interessantes na cidade

 

O presidente da CBDU, Luciano Cabral, diz que Maringá oferece condições propícias para o sucesso dos JUBs 2018

“A minha expectativa é de que teremos em Maringá um evento histórico, não só pelos indicadores de ser um evento que mude a história do esporte universitário por meio de sua formatação técnica, mas também pelos conceitos que são implantados para o esporte educacional no País, sobretudo o esporte universitário”.

 

A opinião é do presidente da Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), Luciano Cabral, ao oficializar a abertura dos trabalhos relativos aos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) Fase Final, durante o Congresso Técnico Geral, nesta quarta-feira, no Hotel Golden Ingá, perante autoridades locais e os chefes das 27 delegações brasileiras que vão participar da competição.

 

Cabral disse que entre os fatores que certamente contribuirão para o sucesso dos JUBs está a estrutura esportiva oferecida pela cidade. “Há tempos a Confederação conhece bem Maringá e sua estrutura esportiva, melhor do que a de muitas capitais. É uma cidade que favorece bastante um evento do porte dos JUBs e vai servir de exemplo para as delegações que vêm participar”.

 

Os representantes das 27 federações chegaram antes para os ajustes antes do início da competição

Além do presidente da CBDU, fizeram parte da mesa das autoridades o presidente da Federação Paranaense de Desportos Universitários (FPDU), o judoca e professor Ney de Lucca Meking, o secretário municipal de Esportes e Lazer de Maringá, Valmir Fassina, e o representante do prefeito Ulisses Maia (PDT), o assessor de Gabinete Antonio Bartolomeu Frigo.

 

Cabral destacou o apoio que a Confederação recebeu para realizar os JUBs em Maringá, como o da prefeitura, por meio da Secretaria de Esportes, e do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, que apoiou a captação e se empenha em colabora com os representantes da CBDU que vêm a Maringá desde que houve a definição de que esta seria a cidade sede da competição.

 

Segundo ele, os JUBs trarão mais de 4 mil pessoas a Maringá, entre atletas, coordenadores das delegações, árbitros e a equipe da CBDU, impactando a economia do município em cerca de R$ 10 milhões.

 

Trabalhos iniciados

 

Os JUBs 2018 são uma realização da CBDU, em parceria com a Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura Municipal de Maringá e da Federação Paranaense de Desportos Universitários. A CBDU conta com o patrocínio dos Correios, apoio da Gympass e SuperBolla e a parceria institucional do Ministério do Esporte, Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e Comitê Paralímpico Brasileiro.

 

Com o congresso desta quarta-feira, foi dado o início ao trabalho de todas as equipes envolvidas no evento. Na noite desta quarta estava agendada nova reunião com todo o grupo de trabalho para ajuste de detalhes, na quinta ocorrem os ajustes documentais, além do repasse de informações técnicas, de modo que tudo esteja pronto até a chegada dos competidores a partir de domingo e segunda-feira.

 

Informações no celular

 

A prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer, criou no Google um mapeamento da cidade, com todas as informações sobre trânsito, locais das competições, restaurantes, bares, pontos turísticos e outras para que os participantes dos JUBs possam aproveitar bem a cidade durante o período que permanecerem.

 

Segundo a gerente de Esportes de Rendimento e Educacional da Secretaria de Esportes, Maris Stella Sencio Paes, não trata-se de um aplicativo, que poderia pesar nos celulares, mas um link do Google, que não ocupa espaço no aparelho, roda fácil e que pode ser usado por qualquer interessado.

Sem categoria
Comente aqui


Empresa de Maringá fará transmissão ao vivo dos Jogos Universitários

A Go!Maringá tornou-se parceira da CBDU considerando o impacto que o evento provocará na economia maringaense

 

Vários aparelhos preparadas para transmitir os jogos estão em locais estratégicos da cidade, principalmente nos hotéis que hospedarão os atletas

A empresa Go!Maringá – Marketing & Eventos vai possibilitar que as competições dos Jogos Universitários Brasileiros – Fase Final (JUBs) sejam acompanhadas ao vivo de diversos pontos da cidade, principalmente dos hotéis que hospedarão os cerca de 4 mil atletas que estarão na cidade para participar do evento.

 
Além da transmissão ao vivo dos jogos, a Go!Maringá, filiada ao Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, mostrará os ambientes da competição, entrevistas e mensagens aos participantes, além de mensagens comerciais de parceiros.

 
De acordo com o diretor da empresa e vice-presidente para Assuntos de Comunicação e Pesquisa do Convention, Alexandre Melo, a Go!Maringá tornou-se parceiro da Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), promotora dos JUBs, “por considerar a importância de um evento deste porte para nossa cidade”.

 
Segundo ele, os JUBs é um dos eventos mais importantes do ano para o turismo maringaense e vai provocar grande impacto na economia da cidade. “São cerca de 4 mil pessoas que virão a Maringá, se hospedarão em nossos hotéis, frequentarão nossos restaurantes, bares e outros ambientes e ao final cerca de R$ 10 milhões serão injetados na economia do município”.

 
Melo diz que sua empresa detém tecnologia para realizar a transmissão ao vivo, aproveitando as imagens que serão geradas pela TV da CBDU, e isto ajudará os atletas a acompanharem os jogos mesmo dos hotéis em que estarão hospedados. “Vamos contribuir para promover o clima olímpico que os participantes dos JUBs merecem”, diz.

 
Para realizar este trabalho, a Go!Maringá está instalando aparelhos televisores nos hotéis parceiros, cada um munido de Intel® NUC, um Mini PC que inclui uma placa personalizável que possibilitará a transmissão ao vivo com alto padrão de qualidade.

Comente aqui