Brasil



Copa do Mundo na pauta do turismo de Maringá

Foi realizada na manhã de ontem (dia 6 de fevereiro), na Prefeitura, a reunião mensal do Conselho Municipal de Turismo de Maringá (CMTUR). Um dos assuntos em pauta, foi a série de esforços que estão sendo realizados para que a cidade seja escolhida como Centro de Treinamento (CT) para uma das seleções que disputarão a Copa do Mundo da Fifa de 2014, no Brasil.

No encontro, o presidente do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau (MRC&VB), Fernando Rezende, um dos representantes do comitê formado para assuntos da Copa, apresentou as ações que estão em andamento.

O presidente do CMTUR, Marcelo Bergamo, avaliou positivamente o fato de Maringá ter formado com antecedência um comitê e já ter, inclusive, um material pré-aprovado para divulgar o potencial de Maringá para seleções estrangeiras. “As 32 entidades que compõem o Conselho se mostram otimistas com a possibilidade de nossa cidade receber uma equipe”, afirma.

Maringá mais limpa

Outro tema discutido pelo CMTUR foi a necessidade de Maringá dispor de mais iniciativas educativas e combativas em favor de uma cidade mais limpa.

“O discurso que foi consenso de todos durante a reunião é que onde há lixo não há turista. O trade turístico precisa levantar esta bandeira e pode contar com total apoio do CMTUR”, ressaltou Bergamo.

Comente aqui


Gasto mensal de famílias brasileiras com viagens é de R$ 50,16

O transporte e a alimentação foram os itens que mais pesaram nas despesas com viagens das famílias brasileiras. A participação média das duas variáveis no conjunto de gastos é de 48,7% e de 22,6%, respectivamente. A despesa média mensal com viagens dos grupos familiares chegou a R$ 50,16 – de acordo com a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2008-2009, divulgada nesta sexta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nesta abordagem inédita sobre gastos com viagens, o IBGE mostra que quanto maior a renda e o nível de escolaridade, mais as famílias gastam. Para aquelas com rendimentos superior a R$ 3.015,00 mensais, a despesa média foi de R$ 147,63. O valor é equivalente a quase o triplo da média nacional e quase dezoito vezes maior que o gasto das famílias com renda mensal de até R$ 910,00.

Quando o recorte é o nível de escolaridade, observa-se que quando o representante da família tem, pelo menos, nível médio incompleto, a despesa média mensal familiar é de R$ 187,61. Isso representa quase quatro vezes a média nacional (R$ 50,16) e mais de oito vezes a estimativa das famílias cuja escolaridade da pessoa referência era o nível fundamental ou menos.

A pesquisa constatou também que a maioria dos gastos, 37,9%, está associada a viagens de lazer, recreio e férias. Em segundo lugar, aparece visita a parentes e amigos (22,3%), seguido de negócios e motivos profissionais (15,8%) e de tratamentos médicos (8%). Depois do transporte e da alimentação, os itens de maior peso nas despesas das famílias são os pacotes turísticos (12%) e alojamento e aluguel de imóveis por temporada (11,6%).

Disponível em: http://www.turismo.gov.br/turismo/noticias/todas_noticias/20120914-3.html

Comente aqui