Faltou visão ou coragem para Lula e Dilma avançarem com a Lei de Meios?

Costuma-se ainda dizer que a imprensa é o quarto poder da república. Hoje, a expressão imprensa não faz muito sentido quando se quer referir à comunicação de massa. Imprensa vem de prensa, de jornal impresso, um conceito lá do século XV, quando Johann Gutenberg inventou a máquina de impressão tipográfica.

Com o avanço da web e a sofisticação da mídia eletrônica, o jornalismo impresso perde espaço e tem seu futuro ameaçado. Não foi por outra razão que o visionário Franklin Martins, nomeado Secretario de Comunicação Social da Presidência no primeiro governo Lula, pensou em legar ao país uma Lei de Meios.

Não seria uma lei para tratorar as redes de televisão como se andou especulando, mas para proibir monopólios e oligopólios, pulverizando as verbas publicitárias federais para emissoras regionais, com o objetivo bem claro de minimizar os efeitos maléficos da pastiorização da notícia e a padronização de conceitos, emitidos a partir do eixo Rio-São Paulo.

Martins defendia que nenhuma empresa deveria ter o direito ilimitado de acumular canais de TV e prefixos de rádio como ocorre hoje, quando há uma grande concentração das concessões, que beneficiam poucas famílias. Essa concentração beneficia particularmente uma família , a família Marinho, que há anos dita no país regras de comportamento, por meio de um poder descomunal de manipular a opinião pública.

Mas o projeto de Franklin Martins não foi adiante. Não se sabe se por falta de interesse ou de coragem do presidente Lula e mais tarde, da presidente Dilma, que acabou mandando o projeto da Lei de Meios para o arquivo morto do Palácio do Planalto.

O tempo foi passando e a presidente, o ex e o próprio PT, foram se transformando em vítimas da sua incapacidade de promover a transformação preconizada pelo jornalista Franklin Martins, por coincidência, ex-comentarista político dos principais telejornais da Rede Globo de Televisão.
A falta de regulação (não confundir regulação com censura) facilitou a oxigenação do discurso de ódio que a elite brasileira armou contra a esquerda, embora o grande empresariado tenha se beneficiado de maneira absurda de recursos públicos via, principalmente BNDES, nos governos Lula e Dilma. Não foi por acaso que , numa tosca comparação com Getúlio Vargas, Lula foi considerado uma espécie de pai dos pobres e mãe dos ricos.

Hoje , a ex-presidente Dilma Rousseff, que foi ministra da Casa Civil de Lula, admite : “Fomos ingênuos ao não perceber que a mídia seria usada como o principal instrumento do golpe contra nós”. Pois é, como advertia Franklin: “O PT imaginou que o leão era manso. Mas não era , não”. Pagou o preço da falta de coragem, principalmente de Lula, de enfrentar a fera no momento em que chegou à presidência com um respaldo popular jamais visto por aqui na era das pesquisas de opinião.

Sem categoria

15 comentários sobre “Faltou visão ou coragem para Lula e Dilma avançarem com a Lei de Meios?

  1. Antonio 15 de junho de 2017 11:52

    Tenho certeza que Lula ao assumir a presidência para seu terceiro mandato em janeiro de 2019 vai colocar esta Lei na ordem do dia para aprovação, não dá mais para aguentar tamanha covardia da mídia nacional.

  2. Jair Champion 15 de junho de 2017 12:59

    Na verdade, foi Deus que nos protegeu!!! Se isso acontecesse, hoje seríamos uma Venezuela….

  3. Sandra Leal 15 de junho de 2017 13:09

    Não nos esqueçamos que esta tal Lei de Meios foi idealizada no governo do PT, como você bem disse, por Franklin Martins, um convicto comunista participante da luta comunista armada no país. Seria apenas o primeiro passo para o controlo total da mídia que se daria depois com leis mais contundentes numa estratégia de contrôle “conta-gotas”, como o comunismo ou bolivarianismo está acostumado a fazer por onde passa.

    Vejam o caso da Venezuela (governo bolivariano apoiado pelo PT) que começou com leis tênues de contrôle da imprensa e deu no que deu, atualmente com a imprensa totalmente no “cabresto” do Maduro.

    Na verdade o que o Lula e a Dilma estão arrependido de não ter feito antes, é o cabresteio total da mídia com antecedência, assim toda a indecência e maracutaias do governo petista na viriam a tona. Imprensa livre para estes senhores, como ocorre em todo o país sério, equivale ao diabo que corre da cruz.

    • Jorge 15 de junho de 2017 17:07

      Aecio do PSDB que participa e apoia o governo Temer vai ser preso e você Sandra que apoia os vampiros não vai aposentar pois a reforma da previdência vem ai para te pegar.

    • Jorge 15 de junho de 2017 17:11

      Beto Richa surrupiou o dinheiro da previdência dos servidores(Parana Previdência, um órgão cheio de corruptos ), a bomba vai explodir no colo dos servidores, CADEIA PARA BETO RICHA

  4. Luiz Carlos 15 de junho de 2017 15:06

    Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou nesta quarta-feira (14) a abertura de dois inquéritos para investigar o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), e o conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia Mário Negromonte (ex-ministro das Cidades e ex-deputado federal).

    As duas investigações foram pedidas pelo vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Andrada, com base nas delações premiadas de ex-executivos da contrutora Odebrecht.

  5. Domingos Aparecido 15 de junho de 2017 15:33

    O PECADO MAIOR DO LULA
    Aconselhado pelo Professor Marcos Cintra (FGV) a fazer uma reforma tributária o ex-Presidente deu de ombros e virou as costas. Resultado: os brasileiros continuam a pagar 30% a mais nos produtos por conta da enorme burocracia, os empresários continuam a serem vítimas de fiscais achacadores, a nação perde mais de 400 bilhões anuais com a corrupção. E, mais de 20 milhões de miseráveis vivem nas favelas e cortiços.
    Assine e divulgue a petição. acesse:
    https://secure.avaaz.org/po/petition/Congresso_Nacional_Votacao_imediata_da_PEC_47401_Imposto_Unico/?trPjdmb
    ***Em breve Jesus voltará.

  6. Luiz Carlos 15 de junho de 2017 15:38

    Enquanto desvia milhões da educação paranaense, Beto Richa persegue professores retirando duas horas atividades, sacando cerca de cento e cinquenta milhões do fundo de previdência todo mês para ajustar as contas do governo, deixa de pagar a reposição da inflação do funcionalismo e penaliza o funcionário que fica doente! Aqui no Paraná também estamos sendo governados por abutres políticos.

    • Jorge 15 de junho de 2017 17:04

      E de que adianta? QUEM do PSDB está, de fato, respondendo na justiça? Nem o Aécio, que continua recebendo do Senado e vivendo tranquilamente… É a velha justiça parcial desse país Tupiniquim. Parcial e hipócrita, como os paneleiros da “República de Curitiba”, que se diziam tão indignados com a corrupção e se calam, inexplicavelmente, diante de tantas PROVAS de corrupção dos governos Temer e Richa. Vai entender…

  7. Caio 15 de junho de 2017 15:51

    O GOLPE
    Os golpistas de sempre estão de volta. São os mesmos que atacaram Getúlio, os mesmos que atacaram Jango, os mesmos que financiaram as mortes e torturas durante duas décadas sem serem punidos. Sem punição eles estão livres para mais uma vez descerem as trevas sobre o Brasil.
    Acobertados, apoiados e incitados por uma imprensa golpista estão de volta. Os mesmos que usaram o fascista Lacerda e depois o assassinaram, os mesmos que usaram JK e depois o mataram, os mesmos que colocaram Castelo Branco no poder e depois o mataram.
    Financiados por associações de empresários e por capital norte-americano eles estão de volta representados por Michel Temer e seus capangas do PSDB, DEM, PMDB.. Os mesmos que financiaram a aventura de Fernando Collor e P. C. Farias.
    Os golpistas de sempre estão de volta para terminar com as Leis Trabalhistas, com os Direitos Humanos e a Constituição, para acabar com o direito de aposentadoria dos trabalhadores e como sempre apoiados pela mídia golpista.

  8. André 15 de junho de 2017 16:24

    Sou a favor LEI DOS MEIOS, e o principal alvo deve ser a rede Globo, ou o povo brasileiro F*** a p**** da Rede Grobo, ou a Rede Grobo F*** o povo brasileiro.
    Os brasileiros vao ter que fazer essa escolha enquanto ainda ha o que salvar…tudo que não presta neste país foi apoiado pela Globo, DITADURA MILITAR, ELEIÇÃO DO COLLOR, PRIVATIZAÇÕES DO FHC, GOLPE CONTRA DILMA E AGORA REFORMA TRABALHISTA E PREVIDÊNCIA E GOVERNO TEMER.

    FORA REDE GLOBO!!

  9. Marisa Moraes 15 de junho de 2017 21:17

    Só mesmo mentecapitos para defender lei de controle de mídia. Coisa de ditaduras tipo cubana, russa ou venezuelana.
    Os comunistas petistas, que tanto alegam defenderem a democracia, na verdade o que querem mesmo é controlar a mídia para que as suas sujeiras não venham ao conhecimento público e assim se eternizarem no poder.
    Se não fosse a imprensa livre e independente o Collor corrupto não teria saído do poder e as podriqueiras do PT na Petrobras estariam ainda em baixo do tapete.

  10. Hudson 19 de junho de 2017 17:54

    Não, vamos deixar 5 famílias mandando em toda mídia do país e esperar que sejam imparciais. Ora façam o favor, regular não é censurar, quem tem essa visão obtusa não merece sequer entrar na discussão. Precisa regular a mídia sim, democratizá-la, tirá-la do controle de poucos para que não se veja mais essa manipulação nojenta e grosseira que dia pós dia inunda os jornais com pós verdades.

  11. Hudson 19 de junho de 2017 17:58

    Em tempo, faltou coragem mesmo, O PT enfiou um monte de dinheiro na velha mídia como outros governos fizeram, o PT salvou a globo da falência e em retribuição recebeu o que recebeu. Foi um dos piores erros do governo petista, salvar a velha mídia (nenhuma delas vive sem dinheiro do governo). Só um pouco antes de sofrer o golpe é que Dilma cortou alguns contratos mas aí Inês já era morta!

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.