Há algo em comum entre Temer, Beto e Adolf

Nenhum crime é mais grave de que o ataque à educação, principalmente dos jovens. Quando você vê governos desmontando universidades públicas como Temer faz no país com as federais e Beto Richa faz no Paraná com as estaduais, é sinal de que , já galado, o ovo da serpente choca no ninho de uma ave de rapina chamada fascismo.
O comentarista Bob Fernandes, da TV Gazeta, lembrou esta semana do livro que acaba de ser editado em Portugal , com textos escritos na década de 30. Um desses textos, escrito por Klaus Men, trata exatamente do fechamento de escolas acusadas de serem esquerdistas e da perseguição inicial a professores, jornalistas, artistas e escritores. Era a ascensão do nazismo.

Sem categoria

7 comentários sobre “Há algo em comum entre Temer, Beto e Adolf

  1. maso 14 de julho de 2017 6:09

    Ue Messias! Ate oce num ta comentando nada do polemico casamento da Maria Vitoria la no patrimonia historico de Curita. Pra se ler noticia de Maringa tem di procura a foia de londrina! A nossa frozem vai se casa, e pudia se la na disneilandia qui ia fica mais bunito ainda. Essa materia nao e pra tirinha. E pra capa!

  2. Hudson 14 de julho de 2017 15:39

    O governo Temer:
    Faz uma reforma que acaba com direitos dos trabalhadores, essa reforma foi escrita pelo mercado;
    Congela investimentos em saúde e educação por 20 anos
    Desvaloriza o salário mínimo
    Acaba com programas, mais médicos, farmácia popular, minha casa minha vida e todos os demais
    Reforma da previdência que acaba com os trabalhadores
    Entrega a Petrobras a preço de banana
    Deseja vender terras brasileiras a especuladores estrangeiro
    Manda projeto (hoje) reduzindo o tamanho da Amazônia (isso mesmo)
    Se reúne com bandido dentro do palácio para combinar crimes
    É alvo de chacota nos encontros entre chefes de estado
    Acabou com o Mercosul
    E diz na sua cara que é ladrão mas que não vai sair

    Enquanto isso, ninguém nas ruas, nem uma manifestação…

    Esse país merece cada um dos retrocessos que está passando e muito mais o inferno que isso vai virar

    • Joao Maria 15 de julho de 2017 8:17

      As pessoas so vao perceber a roubada que entraram, quando tiverem que almoçar em apenas trinta minutos. E ainda somos obrigados a aguentar os Regiani e Pedriali da vida, dizendo que isso é bom pro trabalhador.Viva o Brasil da Vitoria Barros.

    • Sergio 15 de julho de 2017 11:02

      Faça um curso de gramática urgente hudson, seu texto está cheio de erros de gramática, isto é o que dá só ficar tomando cachaça e não estudar, volte aos estudos meu caro, faz bem para a idiotice de vosmicê.

      • Hudson 17 de julho de 2017 8:27

        A proposta aqui não é a gramática e sim dizer algo, você como se sabe nada tem a dizer, se tivesse, diria. Algo mais babaca ?

  3. 15 de julho de 2017 14:22

    Ué Hudson porque você não foi na rua? falar que os outros não foram, não fazem isso, não fazem aquilo é fácil e covarde, porque você não faz a sua parte e pare de chorar e reclamar do mundo criatura.

    • Hudson 17 de julho de 2017 8:30

      Fui nos momentos que julgue importante, não fui porque a globo me chamou. Sentiu-se atingido pelo cometário, você deve ser da galera acéfala verde-nike, quando não tiver nada a dizer, não diga Zé mané.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.