4 comentários sobre “Como seria bom!

  1. Nadir Encilia 13 de agosto de 2017 12:42

    Interessante Messias falar do modelo americano para a punição de evolução de patrimônio. Pque vc não falar de outros modelos americanos que realmente funcionam?

    Seria somente pque se contrapõem à sua ideologia esquerdista Messias?

    Por exemplo, o modelo americano de relações trabalhistas, que vocês da esquerda são seletivamente contrários porque combate o modelo sindical obsoleto que existe no Brasil e que só serve para se prestar como braço político da esquerda, funciona de modo eficaz e harmônico com o desenvolvimento econômico dos EUA e que serve de parâmetro a ser adotado aqui no Brasil.

    Mas vocês da esquerda não querem meramente porque se choca com os interesses do modelo econômico antiquado que a esquerda defende.

    Messias quer utilizar os Estados Unidos como exemplo pra uma determinada coisa mas não para outras tanto quanto necessárias para o Brasil. Lá bandido bom é bandido morto, aqui no Brasil vcs da esquerda lançam mãos dos direitos dos manos para peotegê-los.

    Vá entender a cabeça desse povo.

    • João 15 de agosto de 2017 14:56

      Lembrando também da influência histórica do Estado na economia dos EUA. Até a segunda guerra só foram intervencionistas. E guerra é das maiores intervenções. Terrorismo fizeram e fazem bastante também.

  2. Messias Mendes 13 de agosto de 2017 15:25

    Antes de mais nada, Nadir, obrigado por acessar o blog. Mas lamento que faça uma leitura tão equivocada e tão fora de contexto como essa.

  3. Valdir 13 de agosto de 2017 21:43

    Sou obrigado a concordar com Nadir. Tenho amigos que vivem e trabalham nos EUA e afirmam que lá não existe nem de longe esse protecionismo sindicalista que existe aqui no Brasil. Mas eles devem estar errados, né? Afinal, é um paizinho que vive sob regime ditatorial. E quanto ao contexto, quem lança os assuntos é você. O pitaco só se aproveita da situação pra poder manifestar uma idéia.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.