Depoimento de Lula deverá neutralizar delação-bomba de Funaro

A deleção de  Lúcio Funaro que já se sabe, foi um dos transportadores do dinheiro encontrado em um apartamento de Salvador, até agora só produziu efeito de traque.  Mas o assunto promete, porque entre  outras coisas o doleiro disse que “ as entregas aconteciam na sala VIP do hangar da Aerostar, no aeroporto de Salvador (BA). Que, pelo menos duas vezes, fez paradas rápidas na cidade para deixar malas ou sacolas de dinheiro com Gedel”

Funaro era operador do chamado grupo “PMDB da Câmara”, composto por Gedel Vieira Lima, Eduardo Cunha, Henrique Eduardo Alves, Eliseu Padilha, Moreira Franco e Michel Temer. Mas a mídia estará focada no depoimento de Lula a Sérgio Moro , dia 13 em Curitiba. O governo e a mídia continuarão se valendo de Paloci e do depoimento de Lula,  para neutralizar o efeito a nitroglicerina da delação do doleiro.

Sem categoria

4 comentários sobre “Depoimento de Lula deverá neutralizar delação-bomba de Funaro

  1. Valdir 9 de setembro de 2017 13:13

    Prende todos. Prende e joga a chave fora. Bando de vagabundos inúteis. Não servem pra nada. Só sabem roubar, reclamar, dizer que a culpa é do outro e que ninguém sabia de nada!

  2. Sergio 9 de setembro de 2017 19:36

    É uma armação violenta contra o Lula.

  3. Domingos Aparecido 9 de setembro de 2017 19:44

    DELAÇÃO PREMIADA? TUDO COMEÇOU AQUI!
    A primeira vítima de delação premiada foi o Apóstolo Paulo. O Imperador Romano Nero, no ano 68, botou fogo em Roma e acusou os Cristãos, sobrou para Paulo que foi crucificado. No Brasil mais de 20 milhões de patrícios estão morando em favelas e cortiços, por conta de um sistema tributário concentrador de rendas. O Professor Marcos Cintra (FGV) idealizou um projeto de “reforma tributária” que acaba com o caixa dois. Compareça dia 12/09/17, às 18:30hs, na Câmara Municipal de Sarandi e participe do abaixo assinado para transformar o Brasil.
    Facebook: Associação Natureza Vibrante

  4. JOSÉ MARCOS BADDINI 12 de setembro de 2017 9:34

    É mesmo? Coitadinho dele… E contra o Temer, contra o Aécio, contra o Eduardo Cunha, contra o Gedel (mesmo com todo aquele dinheiro), contra o Joesley, é armação violenta também?

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.