Os homens de bem e o puteiro

Por Felipe Pena

Os homens de bem comemoram a prisão de Lula em um puteiro. No ritual macabro, o dono do bordel amarra uma funcionária, arranca sua calcinha e torce seu pescoço na frente de outros homens de bem que bebem a cerveja servida de graça pelo cafetão.

No alto da cena, como a ungir aquela entidade satânica, lá estão as fotos emolduras da presidente do STF e do juiz Sergio Moro. Duas fotos para um mesmo retrato. O retrato do país onde os homens de bem que aplaudem a tortura de prostitutas nuas em praça pública são os mesmos homens de bem que condenam a nudez de uma exposição de arte nas galerias de um museu.

Os homens de bem estão no puteiro da sala de casa, em frente à TV, berrando contra o personagem gay da novela e relativizando o assassinato da vereadora negra e favelada. Os homens de bem não querem a lei. Os homens de bem querem o cassetete, o tiro, a porrada, a bomba.

Os homens de bem não querem saber de provas. Querem condenar. Para os homens de bem, não importa se Lula é culpado ou inocente, não importa se o processo foi acelerado, não importa se a constituição foi rasgada.

Para os homens de bem, primeiro a gente tira a Dilma, depois…

Depois a gente tira o Temer, mas o congresso não deixou.

Depois a gente tira o Aécio, mas a Carmen Lúcia não deixou.

Depois a gente tira o Renan, mas o Gilmar não deixou.

Depois a gente tira o Alckimin, mas ele tem foro privilegiado, é outra história.

Pois é. O foro acabou, mas a procuradora não deixou. Mandou tudo para o TRE e retirou o processo da lava-jato.

Os homens de bem não se importam em ter uma justiça seletiva. Os homens de bem ignoram as malas do Rodrigo Temer Loures, as contas na Suíça do José Serra, os esquemas do João Dória, todos livres, leves e soltos. Os homens de bem são bem simples: eles só querem jogar Lula do avião.

E, se possível, jogam também a Gleise, a Manuela, o Boulos e todo aquele povo do nordeste que mama nas tetas do bolsa-família, com 85 reais por mês. São vagabundos, não são homens de bem para os homens de bem.

Para os homens de bem, a justiça é um puteiro. Mas não é um puteiro comum. É um puteiro supremo, com direito a suingue e chicotada, com tudo. E o que eles gostam não é de um simples ménage à trois, mas de um 6 a 5, bem gostoso, como nas melhores putarias.

Putarias do bem, é claro.

 .  Felipe Pena é jornalista, psicólogo, professor da UFF e  Doutor em literatura pela PUC-Rio, com pós-doutorado pela Sorbonne III.
Sem categoria

16 comentários sobre “Os homens de bem e o puteiro

  1. cabron 14 de abril de 2018 15:22

    Fernando Haddad foi financiado clandestinamente pela UTC, que repassou dinheiro de caixa dois à sua campanha, por meio de gráficas fantasmas.Um ano e meio atrás, o inquérito foi remetido por Celso de Mello à Justiça Eleitoral, que já livrou Fernando Haddad de uma condução coercitiva pedida pela PF na operação Cifra Oculta.Trata-se do mesmo peso e da mesma medida, portanto.

    • Júlio 15 de abril de 2018 7:19

      E o PSDB e o Paulo preto,?

  2. Jotinha 14 de abril de 2018 17:21

    Puts … o cara cursar pós doc na Sorbonne pra ir impor ideologia no Brasil? e barata, rasteira ainda? é uma vergonha … porque não cursou no Brasil mesmo onde tem matérias do tipo “alguma coisa sobre golpe” seria mais proveitoso … que perca de tempo, que desgaste atoa …

    • Júlio 15 de abril de 2018 7:18

      Se ele pode e quis cursar lá quem é o coxinha para dizer o que ele tem que fazer kkkkkkk. Muita xxxx xxxx

      • Jotinha 16 de abril de 2018 7:46

        não sou coxinha nem FDP de mortadela, mas o babaca que fica dando credito para um psicopata igual a esse é mais babaca ainda …

        • Joao Maria 16 de abril de 2018 13:29

          Ta zangado trouxinha. Com certeza voce se vestiu de marreco amarelo na reuniao de meia duzia aqui em Maringa. Aquela que os linguiçeiros tiveram que queimar as camisas por falta de quorum.

          • Jotinha 16 de abril de 2018 17:19

            Meu salario sou eu mesmo que faço, não tenho tempo de ficar gritando na rua, não, apesar de que acho importante ir mesmo, pra afrontar esses esquerdinas que não gostam de trabalhar …

  3. Wilson 14 de abril de 2018 18:27

    Brasil e o Mundo encontram-se perplexos e escandalizados com a continuada perseguição judicial, com clara motivação política, que setores do judiciário, da polícia federal, do ministério público e da mídia conservadora (especialmente da rede globo) movem contra Lula, o melhor Presidente da história deste país!

    O presidente Lula foi condenado SEM PROVAS pelo juiz Moro, arrogante, parcial e autoritário, sendo depois acompanhado pelos desembargadores do TRF4, sabidamente com ele alinhados.

    Denunciamos: O processo contra Lula é uma farsa e demonstra cabalmente que o mesmo não passa de mais uma fase do Golpeparlamentar/jurídico/midiático que destituiu uma Presidenta legítima (eleita por mais de 54 milhões de eleitores) e honesta, Dilma Rousseff, colocando no seu lugar um impostor, traidor e corrupto que, juntamente com seus aliados e ministros quadrilheiros, persegue cruelmente os trabalhadores, os aposentados e a juventude. Além disso, esses golpistas querem também entregar para as multinacionais (especialmente as norte-americanas), como lesa-pátria que são, parte significativa do patrimônio do povo brasileiro, como é o caso da Petrobras, do Banco do Brasil, da Eletrobrás, da Caixa Econômica Federal, entre outras estatais estratégicas… Não conseguirão!!!

    Agora, dando sequência a perseguição política/midiática/judicial em curso – e para afastá-lo das próximas eleições presidenciais – o parcial e autoritário juiz Moro decretou a antecipação da prisão do ex-presidente Lula, não respeitando nem mesmo os prazos legais dos recursos da defesa.

    • Júlio 15 de abril de 2018 7:20

      Parabéns, disse tudo.

  4. Justiceiro 14 de abril de 2018 19:31

    Lula,
    Escrevo esta minha cartinha enviando solidariedade, um grande abraço e muito, muito agradecimento por ter sido, simplesmente, o melhor Presidente que o Brasil já teve.
    Escrevo de Londres, mas se pudesse estaria aí no Brasil, estaria em São Bernardo, em Curitiba, junto como o pessoal do MST para bradar um belo bom-dia todas as manhãs.
    Escrevo para o homem, o Luiz Inácio Lula da Silva, de carne e osso, e não para o mito. Porque o trabalho do ’mito’, como o sr. mesmo disse, está feito. As sementes já foram plantadas.
    Isso se vê com cada estudante que resistiu em sua escola. Com cada indígena e quilombola com doutorado que agora luta por sua comunidade. Com cada pessoa humilde de cabeça erguida, que não aceita mais um papel subserviente na sociedade.

    Pode ser que, neste momento, eles estejam por cima, mas é um momento passageiro.
    Estes velhos (ou velhos de coração) velhacos que tomaram conta do poder, por seus próprios preconceitos e insularidade social, foram incapazes de ver isso.
    Achavam que o Brasil de 2018 era o mesmo de 1968 ou de 1978. Não perceberam que foram justamente as políticas do seu governo, que mudaram o Brasil.
    Não se deram conta disso quando deram o golpe, pensaram que ia ser fácil.
    Era só tirar Dilma… e por Lula na cadeia tachado de corrupto… E… em 2018, Aécio, ou qualquer outro irrelevante, seria presidente!
    Mais não, estão como um Macbeth que, para se manter no poder, mais sangue precisam derramar.
    Por isso que eles, a cada dia, radicalizam ainda mais o golpe.
    Mas não se preocupe, meu Presidente Lula, nós venceremos. E venceremos porque novas bases foram assentadas e, mais cedo ou mais tarde, o povo Brasileiro saberá sair dessa.
    Portanto, deixo aqui a minha solidariedade e todo meu carinho ao homem, Lula, que está sendo indigna e injustamente tratado.
    O homem que, por ter se tornado o símbolo de seu povo, está fardado a levar todo o peso da nossa terrível história nos ombros, sinto muito por isso, Presidente.
    Meus pensamentos estão com o Sr. e com sua família, não posso conceber o sofrimento pelo qual vocês têm passado estes últimos anos.
    Saiba, também, que mesmo aqui de Londres estamos na luta.
    Um grupo de Brasileiros, cada vez maior, está fazendo de tudo para trazer o Brasil de novo à pauta.
    Digo que, depois do golpe, isto não é tarefa fácil – O Brasil se tornou simplesmente ‘mais uma má notícia’, entre as várias más notícias no mundo, uma injustiça a mais entre tantas outras. Porque se interessar pelo Brasil, quando há tragédias na Síria? No Iêmem?
    Nos mobilizamos em atos de rua, nos articulando com sindicatos, partidos políticos, artistas, acadêmicos e intelectuais. Tentando dar publicidade à cada violação de direitos ou retrocesso social que acontece no nosso país.
    Mas, sabemos também, que o trabalho que fazemos é de apoio e pressão, porque o verdadeiro trabalho é feito pelo povo brasileiro, no Brasil.
    Ninguém de fora nos salvará – e isso é algo que o Sr., Presidente Lula, compreendeu muito bem!
    Portanto, mais uma vez, deixo meu grande respeito e um caloroso abraço desta fria Londres.

    MARIANA T NOVIELLO

    • Júlio 15 de abril de 2018 7:21

      Emocionante.

    • Xhiko 16 de abril de 2018 11:44

      Parabens

  5. Airton Ribeiro 14 de abril de 2018 19:51

    Quem disse que homens de bem, agem assim, pensam assim? Quem determinou, quem é o homem de bem?

  6. Cidinho 15 de abril de 2018 9:43

    Felipe pena foi fantástico, disse realmente o que esta acontecendo no Brasil.

  7. Xhiko 15 de abril de 2018 10:09

    Sao esses “homens de bem” que estão deixando o Brasil desmoralizado, sempre usaram malas de dinheiro, tanto para dar golpes em governos populares, como para aumentarem seus patrimônios pessoal.
    A diferenca entre esquerda e direita é que a esquerda usa caixa dois para fazer política e a direita usa caixa dois para fazer política também mas usa caixa três, para enriquecerem, como fizeram e fazem os tucanos como Paulo Preto , Serra, Robson Marinho, todos com dinheiro em bancos de paraísos fiscal.

  8. Luís Roberto 15 de abril de 2018 11:10

    Seria cômico se não fosse tragicamente verdadeiro esse post. Quem seria capaz de prever há dois anos atrás que em tão pouco tempo o país chegaria há um nível de deterioração que chegou? Ninguém. O mais trágico e inacreditável, é que aquelas instituições que deveriam zelar pela concórdia, pela justiça e pela paz são exatamente aquelas em que não confiamos mais, quer por se omitirem ,quer por fazer o jogo dos entreguistas e golpistas que destroem a nação.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.