Acredite, ele disse isso

“Exercerei a presidência sem ser contestado, principalmente

pelo judiciário. Eu não posso demitir ministros do Supremo. Então, assim que

assumir, nomearei mais 11 ministros, ficarão 22,terei sempre a maioria”.

Quem falou essa asneira? Adivinha? Ele mesmo, Boçalnaro, em entrevista à Mariana Goddoy , na Rede TV.

 

Sem categoria

8 comentários sobre “Acredite, ele disse isso

  1. Luís Roberto 12 de julho de 2018 6:46

    E os comedores de alfafa que votam nele ficam relinchando kkkk.

  2. Júlio 12 de julho de 2018 7:12

    Se é assim que ele vai arrumar o país, estamos ferrado. se é para diminuir a máquina administrativa, deve trabalhar para diminuir o número de deputados e senadores, diminuir os salários e mordomias dos tres poderes. se for aumentar o número de ministros, estará aumentando os gastos públicos nas costas do povo. Cada ministro custa uma fortuna para os cofres públicos.

  3. Tobias 12 de julho de 2018 7:27

    Vamos aumentar ainda mais o gasto público aumentando o número de ministros do STF? Ministros são os que têm os maiores salários, o que é garantido pela Constituição. Proposta péssima e completamente em desacordo com o momento econômico em que vivemos .

  4. maso 12 de julho de 2018 8:08

    Distorcendo as palavras de Bolsonaro, Messias. Ele diise que PRETENDE aumentar o numero de ministros do STF par 21, nao dobrar, para colocar ministros isentos, ministros com carreira no judiciario. Que o que esta ali mostra que nesses anos qualquermer…. pode ser juiz, desembargador, e ministro do STF.

    • Messias Mendes 12 de julho de 2018 17:55

      Ele disse exatamente o que disse e que você reafirma que ele disse. É uma sandice total. Ou você acha possível um presidente da república alterar a configuração da suprema corte por iniciativa própria? Só um um ignorante de pai e mãe poderia imaginar que isso fosse possível.

      • maso 12 de julho de 2018 20:00

        E possivel! Se entrar como interventor, e com poderes e garantias especiais, pode ate desfazer estas cortes de justica que sao meros aparelhos de quadrilhas. Faria isso sem precisar dar propina pro congresso ! Se com o apoio do exercito e parte do judiciario poderia sim. Isso ja aconteceu varias vezes no Brasil quando a zona se exaltou demais.

  5. José Paulo 12 de julho de 2018 9:28

    Não sou eleitor do Bolsonaro, esclareça-se, mas não podemos difundir fake news. Pelo que eu li na imprensa séria, ele disse que, se eleito, irá propor emenda constitucional (que só o congresso nacional pode aprovar ou não), visando aumentar o número de componentes do STF dos atuais 11 ministros para 21 (sempre a composição tem de ser em número ímpar). Com o aumento do número de Ministros, a possibilidade de erros diminui. Ė isso. Tudo o mais fica por conta dos tumultuadores.

    • Messias Mendes 12 de julho de 2018 17:58

      O Congresso aprovar uma sandice dessa? Uma emenda constitucional nesse sentido seria ridicularizada. Mas é bom lembrar que ele só fez referência ao Congresso quando a entrevistadora Mariana Godoy, mostrando perplexidade, questionou o absurdo. Aí ele tentou consertar, mas a emenda saiu pior do que o soneto.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.