9 comentários sobre “Como perguntar não ofende…

  1. Hugo 12 de julho de 2018 1:23

    Com toda certeza…

    Apesar das discordâncias nesse blog, nunca vi ninguém defendendo psdebistas.

    Não vejo isso em redes sociais tbm.

    Além do fato que i atavismo político e a burrada feita pelo desembargador petista foi grotesca!

  2. Joaquim Maria 12 de julho de 2018 6:28

    Com certeza nao, e a imprensa velha daria espaço, com direito a entrevista e materia no fantastico. Menosprezam a capacidade de raciocinio do cidadao brasileiro.

  3. Eloir de Paula 12 de julho de 2018 8:45

    Te respondo com outra pergunta.

    Será que você estaria perguntando o mesmo ou defendendo o cara se o desembargador tivesse tentado soltar um tucano?

  4. José Paulo 12 de julho de 2018 9:13

    Se tivesse cometido a mesma sandice, com toda certeza que sim.

  5. Joaquim Maria 12 de julho de 2018 9:20

    Fabio Doc Comaparato, um dos maiores juristas do Brasil, alega que moro agiu fora da lei. Quem sabe ele nao entende nada de lei, ou e Petista tambem.

  6. Xhiko 12 de julho de 2018 9:22

    Claro que não Messias. É só ver quem soltou a mulher do Eduardo Cunha, que fazia aulas de tênis em Miami e gastava em shoppings na Europa milhões, tudo com o dinheiro que Cunha conseguia com suas chantagens e falcatruas. Ela em sua defesa disse não saber que o dinheiro de Cunha vinha de forma ilícita, bastou isso para não um juiz não aceitar a denuncia contra ela. Já imaginou se ela fosse uma simpatizante petista.

  7. Joaquim Maria 12 de julho de 2018 9:22

    Com toda certeza se fosse um tucano no lugar de Lula, PT e seus aceclas estariam querendo as vísceras do desembargador, ou seja, estaria sendo massacrado da mesma maneira pela cagada de soltar um bandido sem ter competência para isso!

  8. angelo 12 de julho de 2018 9:23

    se fosse um tucano certamente ele nao se arriscaria a pedir um habeas corpus tao fora da lei

  9. augusto faria 12 de julho de 2018 15:22

    Não !

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.