A proposta de reforma da previdência de Bolsonaro é mais perversa que a de Temer

A reforma da previdência proposta pelo super-ministro Paulo Guedes cria  um mecanismo que , ao alterar o tempo de transição para a aposentadoria do trabalhador da iniciativa privada, estabelece um pedágio, que vai crescendo gradativamente, até chegar à idade mínima de 65 anos para homem e 63 anos para mulher. Eu não ousaria tentar explicar, porque é muito complicado, mas segundo simplificação feita pela jornalista Ana Estela de Souza Pinto, do UOL, a nova proposta acelera esse processo , para que a  Previdência possa duplicar o valor economizado a cada ano. Em contrapartida, o tempo de contribuição também é esticado, podendo chegar a mais 10 anos para quem já estaria entrando com o processo de aposentadoria pelas regras atuais.

Vamos aguardar o detalhamento oficial da proposta, mas pelo discurso do governo feito até agora, não consta qualquer intenção de cobrar a dívida monstruosa que grandes grupos econômicos , inclusive bancos, têm para com a seguridade social. No final das contas, o relho vai mesmo é descer no lombo do trabalhador e da trabalhadora. Porque também não há nenhum indicativo de que vão mexer nas aposentadorias e benefícios de castas do setor público, como políticos , juízes, promotores e militares.

Como dá pra perceber  já no sétimo, está aberto o saco de maldades da era Bolsonaro.

 

Sem categoria

10 comentários sobre “A proposta de reforma da previdência de Bolsonaro é mais perversa que a de Temer

  1. Thiago 8 de janeiro de 2019 9:48

    Presentinho do Bozo para os mocorongos eleitores do Bozo.

  2. ademir 8 de janeiro de 2019 10:44

    sendo bem curto e rapido.
    a esquerda teve quatorze anos para arrumar o Brasil- piorou- roubou- agigantou estado.
    estado este que nao tem um tostao, e tudo dinheiro meu, teu de todos nos. quanto mais o estado cresce, mais eu pago e menos tenho. esquece, nao vai concertar em um ou dois anos o estrago feito. essa conta de cobranca tambem nao fizeram, muito pelo contrario, ampliaram beneficios, quebraram estado e a conta agora esta ai. todos vamos pagar a conta ideologica esquerdista – partido forte. Italia e Alemanha foram por esse caminho e pagaram caro. so que especialmente na Alemanha ha uma politica e politicos mais honesto que aki. com seu braco de ferro Margareth tchater concertou Inglaterra, sem ufanismo. falei demais, nao vale a pena.

  3. Matheus 8 de janeiro de 2019 12:54

    Que a bancada evangélica do Malafaia e seus seguidores que endossaram o bozo, se aposentem com a idade de Abraão.

  4. Dona Maria 8 de janeiro de 2019 13:06

    engraçado é que o bolsonaro bateu tanto na questão de corrupção. ele não fala das empresas que deve para previdenca. dos ladroes dos politicos que robou a previdencia. agora o cara quer tirar do povo brasileiro, o mesmo que fez sua campanha. esse cara é um lobo. ja fizeram levantamento a previdenciária não tem deficit. so mudaram o saco. os bandidos são os mesmos. esse guedes gosta de banqueiro. vai ferar com o povo. vc não ver ele falar em baixar juro. so fala em previdencia. o itau. bradesco. e outros sugadores do povo. vão comer gordo com esse paulo guedes. bolsonaro prometeu em campanha que não iria mexer com previdencia dos mais pobres. mentiroso.

  5. Kaka 8 de janeiro de 2019 13:30

    O BOZO VEM PARA ARREBENTAR COM O POVO BRASILEIRO, ELE É UM CARNICEIRO QUE VAI MATAR O POVO DE FOME, O BOZO É TRASTE QUE NÃO VALE NADA.

  6. Getulio 8 de janeiro de 2019 13:58

    Bolsonaro quer ferrar o povo mas ele se aposentou de forma irregular aos 33 anos de idade, o STF deve entrar com uma representação e exigir que Bolsonaro devolva o dinheiro que ele recebeu todos estes anos de formula irregular.

    • Lucio 8 de janeiro de 2019 22:08

      O charlatão do Bolsonaro se aposentou do Exército com atestado de insanidade mental, o sujeito é um vigarista.

  7. Décio 8 de janeiro de 2019 16:03

    Este Coiso ruim, trem fuçado, tinhoso do Bozo quer que o trabalhador brasileiro morra sem aposentar, tremendo bandido e cara de pau este Bozo…..

  8. Hudson 8 de janeiro de 2019 17:28

    O Bozo disse que a previdência vai quebrar, Quebra nada ! Comissão do Senado Federal concluiu que se a Previdência recebesse dos maiores devedores (bancos, municípios, estados, times de futebol e grandes empresas, etc.) haveria superavit., o Bozo é um grande mentiroso e salafrário.

  9. Irineu 8 de janeiro de 2019 18:42

    O jornal Le Monde que chegou às bancas nesta segunda-feira (7) trouxe em sua capa uma foto do novo presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, que oscila entre iniciativas radicais e hesitações políticas, segundo o diário. “O início tumultuoso de Bolsonaro”, diz o título da matéria de capa, que fala “do ataque aos direitos dos povos indígenas e da comunidade LGBTov e não apresenta nenhuma proposta para acabar com o desemprego e aquecer a economia, para o jornal, Bolsonaro será um governo fraco com chances reais de não terminar o mandato, para o jornal o governo Bolsonaro será um governo de corruptos, iniciando com seu filho e sua mulher ”.

    “Dois dias após sua posse, Bolsonaro teve o cuidado, no dia 3 de janeiro, de retirar as cadeiras vermelhas do Palácio Presidencial da Alvorada, em Brasília”, diz o jornal, lembrando que a cor é associada ao comunismo pelos membros do partido Partido Social Liberal (PSL), que preferem o azul, visto como “mais de direita”.

    Enquanto alguns veem apenas um detalhe, outros enxergam um verdadeiro símbolo da obsessão de um governo dedicado a procurar “inimigos imaginários”, no lugar de propor um verdadeiro programa político, ressalta Le Monde. A marca de Bolsonaro, para o jornal, é a de um poder “que mistura agressividade e improvisação”.

    http://br.rfi.fr/brasil/20190107-le-monde-primeiros-dias-bolsonaro-demonstram-agressividade-improvisacao

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.