Já não se faz Seleção como antigamente

Antigamente havia uma disputa (saudável) para saber qual time mais cederia jogadores para a Seleção Brasileira. Santos, Botafogo, Corinthians , Pauleiras, São Paulo, Flamengo,Cruzeiro. Hoje a torcida vê a base do time que vai à Copa com atletas do Real Madri, Paris Saind Germain,, Manchester City,Shakhtar Donetsk…

Seria isso o motivo pelo qual a Seleção está tão distante do torcedor e dessa Copa da Rússia estar despertando pouco interesse no país? O canal Esporte Interativo mostrou a chegada das estrelas de Tite chegando ao hotel onde  se hospedam em Viena entrando pelos fundos para a frustração de centenas de torcedores que esperavam ver o desembarque da delegação.

Sem categoria
6 Comentários


O PSDB rifa Alckmin

A Folha de São Paulo especulou e a coluna Radar, da Veja, arrematou: A candidatura Geraldo Alckmin à presidência da república foi pros quiabos.  João Dória lançou-se para governador de São Paulo, mas já pensando na rasteira que iria dar no seu pai político. O problema é queAlckmin não sai dos 5% na pesquisa e o tucanato não vê nenhuma possibilidade dele decolar. Acham os tucanos de bico grande que só João Dória pode desbancar Bolsonaro da sua posição de  anti-Lula e anti-esquerda.

A trama para substituir o “Picolé de Chuchu” teria surgido em Nova York durante a famosa festa de homenagem ao juiz Sérgio Moro, que posou para foto com João Dória. Se ocorrer mesmo a troca, esperem que vamos ter uma briga boa entre o “mauricinho” da paulicéia e o “rei do gatilho” da Barra da Tijuca.

 

Sem categoria
3 Comentários


Sem tempo para governar

Desde que assumiu há dois meses  a governadora Cida Borgheti pouco fica no Palácio Iguaçu. Não sai do interior, visitando municípios pequenos e distribuindo recursos aos prefeitos, dos quais espera apoio à sua reeleição. Resta saber de que tempo ela dispõe para administrar o Estado.

Cida ganhou um mandato de 9 meses com a saída do titular Beto Richa para disputar o Senado. Certamente passará para a história do Paraná, como a que foi sem nunca ter sido. Até a eleição, estará totalmente envolvida na campanha. Após o pleito, cansada da jornada eleitoral, deverá tirar merecidas férias. Quando voltar, a caneta  estará totalmente vazia, e então, ela se limitará a cumprir tabela, esperando a hora de entregar o cargo ao sucessor, que só em hipótese remotíssima, será ela mesma.

Sem categoria
1 Comentário


Minhas desculpas

Alguns leitores, que  frequentemente comentam aqui com nomes de outros que também dão pitacos  no blog, estão me criando constrangimentos com os biombos que usam para esconder a verdadeira identidade. Peço desculpas aos que comentam com os nomes verdadeiros e que volta e meia se deparam  com homônimos dizendo o que eles não diriam. Confesso que tenho dificuldades de administrar isso, mas estou tentando melhorar o meu filtro pessoal . Quero me desculpar, particularmente, com o senhor Reinaldo Juvêncio, umas das vítimas desse tipo de clone. Tirar os comentários já postados não sei como faz (reconheço minha ignorância digital), mas vou ficar mais atento para excluí-los na origem.

Sem categoria
8 Comentários


Vira esta arma pra lá, companheiros!

A insistência do PT em manter a candidatura Lula e no caso de impedimento definitivo, achar o plano B dentro do próprio partido, fragmenta mais ainda o campo progressista e tira de Ciro Gomes a possibilidade de construir uma aliança forte com outros partidos de esquerda e centro-esquerda. Esse quadro é altamente favorável à direita, que bate cabeça por enquanto, mas na hora da onça beber água vai se unir, crescer e tornar viável um candidato, que pode ser Alckmin (ainda sem conseguir sequer taxiar), porque o baronato também teme Bolsonaro, chaveiro de Trump e cópia mal feita de Collor.

Lula mandou um recado para os companheiros que se reuniram ontem em Minas para lançar simbolicamente a sua candidatura. “Façam um pacto de não agressão com Ciro, porque podemos estar juntos no segundo turno”, ordenou. Mesmo que o pacto venha a ser celebrado, o que eu duvido, porque a natureza dos petistas orgânicos não permitirá, a divisão do campo progressista é inevitável, como é inevitável a abertura de flancos para o crescimento da direita e da ultra-direita.

Eu até acho que nesse quadro confuso (para os dois lados) sobra campo fértil para o avanço da candidatura Álvaro Dias, que não se coloca nem na esquerda e nem na direita, embora ele tenha que trombar com o perfil idêntico de Marina Silva, de densidade eleitoral reconhecidamente maior, bem maior, aliás.

É curioso como os dos viés ideológicos alimentam um ponto em comum: o medo de Jair Bolsonaro. Não por acaso, Alckmin chamou para a briga o segundo das pesquisas (primeiro no cenário sem Lula) e Ciro Gomes não se cansa em criticar Bolsonaro, naquilo que ele tem de mais vulnerável: sua capacidade intelectual.

De fato, é um risco que o Brasil corre. Ter Bolsonaro como presidente da república seria um retrocesso gigantesco, que faria o Brasil retroagir , no mínimo, ao século XIX. Na segurança pública, por exemplo, viajaríamos no tempo até, pelo menos, o velho oeste americano.

Enfim, estamos diante da crônica do atraso anunciado. Podem achar que não, mas a bola está com o PT, neste momento em que o dedo do partido está no gatilho e o revólver, apontado para o próprio pé.

Sem categoria
1 Comentário


Fina ironia

A professora da UEM, Martha Bellini, postou em sua página do Facebook um comentário da mais fina ironia sobre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso,  acusado de pedir diretamente, propina  a Marcelo Odebrecht :

“O ex presidente da empreiteira mais famosa do Brasil descobriu que caiu na malha fina. Alvo de vários escândalos, Marcelo preferiu não se pronunciar, mas fontes seguras afirmam que isso aconteceu porque ele esqueceu de declarar FHC como seu dependente. Como Fernando Henrique já está há bastante tempo recluso em seu apartamento em Higienópolis, Odebrecht esqueceu completamente que ele existia.

Após a correção, Marcelo será declarado o empresário com maior número de dependentes no país”.

 

 

Sem categoria
6 Comentários


Um de cada lado. Seu Silvino aprovaria?

Fico pensando como será o relacionamento dos irmãos Álvaro e Osmar Dias, que estarão em trincheiras diferentes nas próximas eleições. Osmar vai disputar o governo estadual pelo PDT, com apoio de Requião, que tenta ser candidato a presidente mas sairá mesmo é para o Senado. O candidato a presidente de Osmar é Ciro Gomes, o que significa dizer que Osmar não poderá apoiar o irmão Álvaro, que vai de Ratinho Júnior. Quem conhece razoavelmente a história política dos manos, sabe que o pai deles, o respeitável Silvino Dias (+), jamais aceitaria que os dois filhos ficassem um contra o outro em uma disputa política. Claro que, em respeito à memória do patriarca, Álvaro e Osmar não deverão se alfinetar ao longo da campanha. Mas nem sempre o embate eleitoral é guiado pela racionalidade.

Sem categoria
2 Comentários


Quem quer dinheiro?

Ruth Bolognese postou hoje no blog Contraponto, do Celso Nascimento, a seguinte nota:

“A Agência Estadual de Notícias dá em manchete que a governadora-candidata, Cida Borghetti, já distribuiu R$2.5 bilhões aos municípios paranaenses nos 60 dias de gestão.

Prova que não existe mais prefeito pobre no Paraná. E que se alegrem porque vem muito mais.

Enquanto a sucessora entrega chequinhos no Palácio Iguaçu, como se nunca tivesse pertencido ao governo anterior, o Homem do Colete Cinza se debate tentando justificar o injustificável e xingando o ex-amigo, Maurício Fanini, de tudo quanto é nome”.

Sem categoria
1 Comentário
 

Beto Richa desqualifica delatores, mas pelo jeito, caiu do cavalo

Do ex-amigo de Beto Richa e hoje seu desafeto,  Tony Garcia : 

“Saindo em defesa de sua “honra” Beto trilha um caminho perigoso. Incide no mesmo erro dos delatados, tenta desesperadamente desqualificar o delator, e mesmo diante de tantas evidências, chama-os de bandidos e réus confessos de crimes praticados.

Esquece, porém, que estes faziam parte de seu círculo intimo de amizades, e como tal, foram trazidos por ele para dentro da administração pública”.

. Do blog do Cícero Catani

Sem categoria
3 Comentários