Minha história de Leitora

Brotei de uma família humilde, na infância não tive acesso aos livros.
Cresci na prática com bola e brinquedos de menino na rua sem asfalto, rodeada de casas de madeira.
Com o passar do tempo, os gibis chegavam em minhas mãos depois as revistas e finalmente os livros.
A mãe de cultura imensa, mas semianalfabeta, já tinha decorado a frase: “que tanto estuda, essa menina? O que tem que fazer é casar logo, igual todas da família”.
Com o tempo eu percebi nas leituras que eu não era igual a todo mundo, e desde então casei com os livros. Neles encontrei principalmente as perguntas que me deixam no desassossego. Chego a dizer que as letras me salvaram do terapeuta e das armadilhas do mundo lá fora. Nas viagens nas entrelinhas, eu me penso no subliminar e escapo num viés de poesia.
Afinal, quem garante que o livro que escrevo, não é minha vida escrita por Deus e a realidade um mundo transcendental?
Das metas que tenho, só não andei de bicicleta nas muralhas da China e nem abracei um panda, mas eu chego lá!
Mas a neve que eu tanto queria sentir, caiu na pele e dela quase fiz uma raspadinha.
Sou leitora formada na vida e na faculdade, os livros descansam no criado mudo – que de mudo não tem nada. Sei mais dos personagens do que da vida real, de tanto ler vários livros ao mesmo tempo, não me recordo ao certo quem disse, quando, nem onde, mas a mensagem! Essas eu sei e transmito a quem quiser ouvir.
Sou hoje leitora transcendental com a função de semear sonhos e formar escritores.

prosa poetica

2 comentários sobre “Minha história de Leitora

  1. Maria elena 29 de março de 2018 19:04

    Parabéns pela buscar por conhecimento que vc tem é me contagiou amo livros fui sua aluna é amiga hoje estou fazendo especialização em Hebraico bíblico

Deixe uma resposta para Maria elena Cancelar resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.