Mês: outubro 2011



O dia de Drummond

Um evento que intenciona incentivar o público a ler (ainda mais) as poesias de Carlos Drummond de Andrade. Hoje, dia 31 de outubro de 2011, Drummond de Andrade, faria 109 anos, em comemoração, o Instituto Moreira Salles, a entidade que cuida do precioso acervo do poeta, criou o Dia D – Dia Drummond. A data passa a fazer parte do calendário cultural do País.
Um dos curadores, Flávio Moura, disse que “não queríamos que um material tão rico ficasse limitado aos muros do instituto”. A ideia é envolver o maior número possível de admiradores do poeta e fazer com que ele se mantenha vivo por meio de seus textos. O Diário na Escola também aderiu ao “Dia D” e posta aqui “Infância”, leia e se deixe levar!

INFÂNCIA

Meu pai montava a cavalo, ia para o campo.
Minha mãe ficava sentada cosendo.
Meu irmão pequeno dormia.
Eu sozinho menino entre mangueiras
lia a história de Robinson Crusoé,
comprida história que não acaba mais.
No meio-dia branco de luz uma voz que aprendeu
a ninar nos longes da senzala – e nunca se esqueceu
chamava para o café.
Café preto que nem a preta velha
café gostoso
café bom.
Minha mãe ficava sentada cosendo
olhando para mim:
– Psiu… Não acorde o menino.
Para o berço onde pousou um mosquito.
E dava um suspiro… que fundo!
Lá longe meu pai campeava
no mato sem fim da fazenda.
E eu não sabia que minha história
era mais bonita que a de Robinson Crusoé.

3 Comentários


Hoje é o Dia Nacional do Livro

 

Em 29 de outubro de 1810, a Real Biblioteca Portuguesa foi transferida para o Brasil, fundou-se então a Biblioteca Nacional e a data foi escolhida para o DIA NACIONAL DO LIVRO.

O Brasil passou a editar livros a partir de 1808 quando D.João VI fundou a Imprensa Régia e o primeiro livro editado foi “MARÍLIA DE DIRCEU”, de Tomás Antônio Gonzaga.

Comemore também!

Comemore o dia do livro: lendo; presenteando com livro, ou, escrevendo uma frase!!!!!!!!!!!

Fonte: Pró-Livro

Comente aqui


LBV arrecada alimentos neste sábado

Solidariedade no fim de semana!

Atiradores do Tiro de Guerra e voluntários da Legião da Boa Vontade (LBV) realizam neste sábado (29), a partir das 9 horas, um mutirão para arrecadar alimentos não perecíveis para a Campanha Natal Permanente da LBV – Jesus, O Pão Nosso de cada dia. A mobilização ocorre no Jardim Alvorada e conta com o apoio da Empresa de Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC).

O objetivo é arrecadar 500 toneladas de alimentos em todo Brasil, que serão distribuídas para as famílias atendidas ao longo do ano pela Instituição.

Qualquer pessoa pode contribuir com a iniciativa, doando um quilo de alimento para os participantes da mobilização ou no veículo de apoio que estará no bairro recolhendo as doações. Outras informações podem ser obtidas por meio do telefone (44) 3263-2316.

Comente aqui


Promoção cultural premia vencedores

Aconteceu agora há pouco a premiação de alunos e professores vencedores da Promoção Cultural Semana Nacional do Trânsito, uma iniciativa do Diário na Escola em parceria com a Concessionária Viapar.
As sete melhores frases, entre as mais de 600 recebidas, foram publicadas durante a Semana Nacional de Trânsito, de 18 a 25 de setembro, no jornal O Diário. O principal objetivo da Promoção é promover a reflexão sobre o trânsito, fazendo das crianças as multiplicadoras de atitudes cidadãs.

Abaixo as fotos do evento que contou com um Coffee Break especial promovido pela Viapar, na sede da concessionária, aos vencedores.

1 Comentário
 

Mandaguaçu realiza Mostra de Artes

O Departamento de Educação e Cultura de Mandaguaçu realiza a partir de quinta-feira, dia 27, a II Mostra da Educação Infantil. A exposição acontece no Centro Cultural Domingos Lançoni, das 8h às 11h e das 13h às 16h. Os trabalhos dos alunos estarão expostos na quinta e sexta-feira. Haverá vendas de livros a partir de R$1,00 e a escolas precisam agendar a visita e o transporte. Informações podem ser obtidas pelo telefone (44) 3245-5588.

1 Comentário


Repórter vira fiscal do ENEM

As críticas  – os escândalos – ao Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) continuam. A reportagem abaixo foi extraída do site do Programa Jornal e Educação (PJE), da Associação Nacional de Jornais (ANJ). É o símbolo da pura bárbarie. Confiram:

 

Apesar de o Ministério da Educação afirmar que o Enem tem uma equipe de fiscais cadastrados e previamente treinados, a realização do primeiro dia do exame contou com “voluntários” escolhidos sem critério, na porta do local do exame.

Pelo menos foi assim na manhã deste sábado na Unip da Água Funda, zona oeste de São Paulo, onde cerca de 30 pessoas foram selecionadas em uma repescagem em que o único critério foi apresentar o documento original de identificação.Eu fui um dos que, com RG na mão, entrei na fila e garanti uma vaga para a fiscalização. No local, havia 8 mil candidatos inscritos.

Por volta de 8 horas as portas da universidade já estavam cheias. Muitos estavam lá a pedido de amigos, primos, tias e conhecidos que trabalhariam ou trabalharam na organização da prova. Elas receberam e-mail com recomendações sobre horários e tipo de vestuário: camisa branca e, caso estivesse frio, agasalho branco ou preto – o que pouca gente respeitou.

Primeiro entrou quem já tinha nome para a fiscalização. Quase meia hora depois, os organizadores da unidade voltaram para a portaria e recrutaram os não cadastrados e desconhecidos.

Um segurança anotou nomes e documentos. Alguns diziam que haviam tentado se cadastrar sem obter sucesso. Para mim, só perguntaram se eu tinha o nome na lista. Disse que não e fui prontamente contratado. Por cada dia de trabalho, os fiscais recebem R$ 65, além de alimentação com suco, mini goiabada e um salgado de presunto e queijo – muito criticado ontem na Unip.

Fomos levados às pressas para o anfiteatro, onde o treinamento já havia começado. Faltavam menos de duas horas para a abertura dos portões e centenas de fiscais deveriam dominar como aplicar a prova.

No palco, uma coordenadora detalhou como se portar em caso de cola, o que é ou não é permitido na sala, na mesa, embaixo da cadeira, a cor da caneta.

Depois da palestra, respondeu a dúvidas e mostrou um filme com orientações sobre os procedimentos de entrega das provas, com informações como onde assinar os cadernos, o que orientar ao inscrito, como distribuir as provas. Apesar da qualidade do vídeo, via ao meu lado rostos de dúvidas tão agudas quanto as minhas. Era de fato muita informação.

Embriagados
Antes de indicar quem seriam os responsáveis por cada sala, a palestrante fez uma advertência importante. “Pessoal, já chegaram cinco fiscais embriagados. Se tiver alguém que foi para balada, que não está bem, por favor avise.”

Muitos dos chamados não apareceram e assim que todos os pré-selecionados presentes tomaram seus postos, a coordenadora apontou uma pessoa da primeira fileira. Perguntou se ela tinha experiência em aplicação de concursos ou vestibulares. A mulher disse que não e, questionado, eu também confirmei minha inexperiência. A coordenadora fez mais duas tentativas, voltou a me apontar e disse “vai você. Sala 563, bloco B”. Parti.

A 563B tinha 76 inscritos, por isso eram três fiscais – apenas 49 fizeram o exame. Ali, apenas um dos três havia atuado em edições anteriores. Eu e outra fiscal nunca havíamos atuado em provas.

Continue lendo aqui

4 Comentários


Bolsas para quem estuda a promoção da paz

A International Peace Research Association Foundation (IPRA) abriu inscrições para o Programa de Bolsas Dorothy Marchus Senesh na área de estudos de Paz e Desenvolvimento. Podem participar mulheres de países em desenvolvimento que estejam inscritas em cursos de pós-graduação, cujo foco de estudos seja relacionado aos temas de interesse do IPRA: comunicação, defesa e desarmamento, segurança ambiental, segurança alimentar, direitos humanos e desenvolvimento, resolução de conflitos internos, resolução de conflitos internacionais, não-violência, construção da paz em zonas de crise, educação para a paz, movimentos pacifistas, refugiados, conflitos religiosos e mulheres e paz.

A bolsa oferecida é de US 5.000,00 por ano, pelo período de dois anos. Para participar, basta preencher o formulário no site da Ipra Foundation. E enviar para:

Linda M. Johnston, Ph.D., Executive Director
Siegel Institute for Leadership, Ethics & Character – Kennesaw State University
1000 Chastain Road, #9114, TP, Room 215
Kennesaw, GA 30144-5591 USA

Fonte: Andi

Comente aqui


Eleições movimentam Colégio Olavo Bilac

A semana passada foi agitada no Colégio Estadual Olavo Bilac, de Sarandi. Na quinta-feira, ocorreram as eleições do Grêmio Estudantil, reunindo propostas de seis chapas e mobilizando a comunidade escolar em torno dos interesses da escola. A chapa 3, do Grupo “Nossa Força, Nossa Voz” consagrou-se como a grande vencedora. Entre as propostas que convenceram os estudantes estão a reativação da rádio estudantil e a conscientização da necessidade de viver em comunidade e em harmonia. “O Grêmio é o órgão máximo de representação dos estudantes na escola, atuando nele, você defende os seus direitos e interesses e brincando de política você aprende muito sobre ética e cidadania na prática”, ressaltou a presidente da chapa Mayara Monteiro.

1 Comentário


Práticas de Educação para a Mídia

Resolvi compartilhar um dos textos do Confibercom – I Congresso Mundial de Comunicação Ibero-Americana – que aconteceu entre os dias 31/07 e 04/08, em São Paulo-SP. Achei interesse o ponto de vista trazido pela Lígia Beatriz de Almeida. Depois vocês me contam o que acharam!!

2 Comentários