Mês: setembro 2012



Mural de Trabalhos

A partir da leitura e do trabalho com o jornal na sala de aula, o aluno Carlos Eduardo da Escola Municipal Vânia Maria Simões – Atalaia, e as alunas Vanessa e Osanas, da Escola Municipal Dr Eurico de J. D. Barros – Marialva, fizeram as seguintes produções com temáticas que envolvem a cidadania, as eleições e o uso de drogas.

Comente aqui


Formando novos leitores

O jornal impresso, como um dos mais influentes veículos de comunicação social, pode ser considerado um instrumento de estímulo à leitura. Por oferecer atualidade e contexto tem potencial para ser usado em sala de aula como instrumento pedagógico, através de programas específicos ou não, contribuindo para a formação de leitores mais críticos e conscientes da realidade social e política que os cerca.

Ao usar o jornal como material didático, o professor estará aproximando a escola do mundo. Apenas em praticar o manuseio típico de um leitor de jornal, o aluno está aprendendo a fazer escolhas críticas em relação ao que quer e quando quer ler. Ele elege areportagem, seção ou coluna que mais desperta seu interesse naquele momento. E esta seleção, já implica em posicionamento crítico, participativo, denotando liberdade de escolha. Além disso, o livro didático não mantém a instantaneidade da notícia de um jornal, pois ele não é publicado no dia seguinte ao fato.

Comente aqui


Prefeitura realiza evento sobre o trânsito em Maringá

Em comemoração à Semana Nacional do Trânsito a prefeitura de Maringá promoveu um evento com o objetivo de conscientizar a população, inclusive as crianças, sobre as leis e regras a serem seguidas no trânsito, tanto para os pedestres quanto para os motoristas. A Secretaria de Transportes (Setran) realizou teatro sobre o trânsito para os alunos das escolas municipais, que também participaram de atividades em uma mini pista montada na praça Raposo Tavares, no Centro da cidade.

Comente aqui
  

Dia Nacional do Trânsito

O trânsito é o espaço onde acontece o movimento de pessoas, veículos e animais, tanto em ruas quanto em estradas. É um espaço coletivo, por isso todos têm direitos e deveres. E por ser tão importante na sociedade, o trânsito tem um dia só dele, que é comemorado hoje (25).

Em casa, na família ou na comunidade todos têm regras para cumprir, como por exemplo, o horário das refeições, o horário para dormir e assim por diante, cada pessoa tem sua função. Os pais geralmente trabalham fora, os irmãos mais velhos cuidam dos mais novos, enfim, cada um tem seu papel. Essas regras têm que ser seguidas e respeitadas para que haja uma convivência tranquila. Até mesmo na sala de aula e na escola existem regras, por exemplo, para ir de um lugar ao outro, os alunos não podem subir nas cadeiras, nem pular em cima das mesas.

No trânsito também existem regras e leis, que devem ser cumpridas para que haja organização e para que tudo funcione direito. Quando as pessoas esquecem disso ou desrespeitam as normas, é aí que acontecem os acidentes.

É muito importante que todos conheçam quais são as formas corretas de se comportar no trânsito, respeitando as outras pessoas que também convivem no mesmo espaço. Assim, fica fácil evitar os acidentes, preservar  nossa vida e a vida das outras pessoas.

Quem é quem no trânsito?

Pedestre

O pedestre é quem circula a pé. Todas as pessoas são pedestres no trânsito, porém nem todas são motoristas, porque não tem carro ou ainda não tem a idade adequada para dirigir ou não são ciclistas, porque não tem bicicleta ou não sabem andar. Mas todas as pessoas são pedestres e tem que cumprir os direitos e deveres, assim como os demais agentes que participam do trânsito.

Ciclista

Ciclista é quem circula de bicicleta nas ruas e estradas, ele também precisa respeitar a sinalização e as leis. Quem acha que pode andar de bicicleta na contra-mão, está enganado. O ciclista deve andar no sentido dos veículos e quando estiver em grupo, devem pedalar em fila única, um atrás do outro.

Motorista      

Motorista é quem dirige um veículo, que pode ser um carro, ônibus, caminhão, etc. Para poder dirigir, as pessoas têm que ter a idade mínima de 18 anos e tirar a sua carteira nacional de habilitação. Para ter a carteira, também conhecida como CNH, as pessoas fazem um curso e no final, passam por um teste, para saber se aprenderam tudo direitinho. Os motoristas precisam saber e conhecer as regras e leis de trânsito para respeitá-las e evitar os acidentes. Muitas pessoas esquecem disso, esquecem que temos que respeitar para sermos respeitados. É muito importante que além de respeitar as regras, as leis e  os sinais, que os motoristas respeitem os pedestres, os ciclistas, motociclistas e os outros motoristas também. Assim, é possível que o trânsito seja um ambiente onde as pessoas possam conviver em plena harmonia.

Motociclista

As pessoas que andam de moto pelas ruas, no trânsito, são chamadas de motociclistas. Para andar de moto também é necessário ter a carteira nacional de habilitação. Além disso, é preciso usar o capacete e o mais importante, é preciso pilotar a moto com muita atenção e cuidado. Você sabia que crianças menores de sete anos não podem andar na moto, de jeito nenhum? Nem na garupa!

Comente aqui
 

Mural de Trabalhos

“Menino de 10 anos é internado por uso de crack em Maringá”, esta foi a manchete que chamou a atenção da aluna Milena Biliato, da Escola Municipal São Jorge, em São Jorge do Ivaí. Na atividade abaixo a estudante fez uma produção textual expressando sua opinião sobre o uso de drogas e a notícia que foi veiculada no jornal “O Diário”. Confira!

Comente aqui


Semana Nacional do Trânsito

A frase vencedora publicada em O Diário de hoje, referente à Promoção Cultural Semana Nacional de Trânsito, é do aluno Ozéias Felício Barreto, do 5º ano, da Escola Municipal Santo Carraro de Mandaguaçu, sob a orientação da professora Maria Navarrete Rickli. Refletir sobre o trânsito é uma atitude cidadã. Parabéns ao Ozéias e sua professora!

Comente aqui


Dia da Árvore

O Dia da Árvore é celebrado em todo o mundo, mas em datas diferentes. No Brasil, é comemorado hoje devido à véspera da chegada da primavera, estação responsável pelo grande aparecimento de flores e por simbolizar a continuação da vida. Esse dia está relacionado à cultura indígena, que cultua o respeito e a valorização da árvore, representante de nossa imensa riqueza natural.

Cada região brasileira escolheu uma árvore típica como seu símbolo. A região Norte, a castanheira, a região Nordeste, a carnaúba, a Centro-Oeste, o ipê-amarelo, a Sudeste, o pau-brasil, e a Sul, o pinheiro-do-paraná, também conhecida como araucária.

As árvores são plantas que possuem um caule lenhoso e são constituídas além do caule, por raiz, folha, flor, fruto e sementes. São elas que nos fornecem o ar que respiramos, além das frutas e outros tipos de alimentos; a madeira para construção de móveis, casas, objetos decorativos, cercas; também fornecem remédios; e a celulose, matéria-prima para a fabricação de papel.

Devido as necessidades dos homens em construir novas moradias e melhorar suas condições de vida, as árvores acabaram sendo alvo de destruição, pois grandes áreas foram desmatadas para a construção das cidades.

O contrabando de madeiras também fez com que grandes áreas fossem destruídas, principalmente na floresta amazônica, onde o acesso a outros países é mais fácil e próximo. Os prejuízos seriam menores se fossem plantadas novas árvores nos lugares das devastações, mas o tempo que levam para crescer é muito grande.

O homem precisa ter consciência de que as plantas também são seres vivos e que levam tempo para se desenvolverem. Uma árvore leva longos anos para ficar bem desenvolvida e algumas são tão velhas que são tombadas como patrimônio histórico, devendo ser preservadas.

Essenciais para a vida, as árvores não só embelezam o planeta, como mantêm a umidade do ar. Além disso, ajudam a diminuir a poluição, porque dissolvem o gás carbônico durante a queima de combustível. Produzem oxigênio, mudam a direção dos ventos, firmam o solo das encostas e também as margens dos rios.

 Preservação:

A metade das árvores cortadas no planeta é destinada à fabricação de papel. Usar menos papel é uma ótima maneira de ajudar a salvar as florestas.
Então, precisamos criar os seguintes hábitos:
• Escreva nos dois lados de cada folha de papel e tente usar papel de rascunho ou metades de folha quando possível. Recicle todo papel quando você terminar de usá-lo;
• Coloque um guardanapo de tecido em sua mochila, bolsa ou lancheira e use-o ao invés de guardanapos de papel;
• Quando comprar papel em uma loja, tente comprar papel reciclado com 100% pós-consumo, ou seja, depois dele ter sido usado por alguém. Isso significa que ele foi feito com papel que já foi usado e colocado numa cesta de lixo para ser reciclado. Assim, nenhuma árvore precisou ser derrubada para esse papel ser produzido;
• Não compre qualquer madeira que seja originária de árvores em perigo de extinção;

• Cada cidadão tem o dever de proteger o verde em seu bairro. Por isso, fique de olho! Nenhuma árvore, da área pública ou privada, pode ser abatida sem autorização da prefeitura. Esta autorização só é concedida se a árvore estiver doente ou for um obstáculo à abertura de avenidas e ruas. E ainda os moradores têm o direito de se opor à derrubada desde que justifiquem os seus motivos;
• As árvores localizadas às margens de rios, córregos, nascentes, represas, topos de morros, montanhas, serras e áreas em declive são de preservação permanente. Não podem ser cortadas. Ajude a preservá-las;
• Você pode reivindicar mais áreas verdes no seu bairro. Este é um direito seu;
• Também é permitido plantar árvores defronte de sua casa e nos canteiros de avenidas e ruas;
• Aumente seu conhecimento: fale com pessoas que entendam de jardinagem e descubra como cuidar das plantas;
• Divulgue informações sobre a preservação do verde na escola, em casa e no seu bairro.

Comente aqui