Cruzeiro do Sul enfatiza a importância da conscientização

Tendo em vista que o Brasil enfrentou a maior epidemia de dengue dos últimos anos e Cruzeiro do Sul, mesmo sendo um município pequeno teve vários casos comprovados, a equipe da Escola Municipal Professor Flávio Sarrão constatou a importância em desenvolver com os alunos um projeto que envolvesse a comunidade, visando conscientizá-los quanto à importância de prevenir a doença.

Entre os principais objetivos da campanha “Todos contra a dengue” destaca-se a identificação das causas da epidemia, a importância dos hábitos de limpeza em toda a cidade e fazer com que a teoria adquirida se torne uma prática diária.

Para isso, muitas atividades foram realizadas, entre elas: produção de cartazes, máscaras e bandeiras; exibição de documentários, dramatizações e pesquisas; além de palestras com profissionais da saúde e da vigilância sanitária do município.

Em sala, os professores estiveram atentos em discutir o assunto a partir da leitura das notícias publicadas em O Diário e levantamento de dados estatísticos para motivar os alunos a sair da escola e identificar possíveis focos espalhados pela cidade.

Durante as ações do projeto os alunos ainda tiveram a oportunidade de participar do Concurso de melhor redação e cartaz com a temática “dengue”, que terá a premiação na próxima quinta-feira.

“As crianças apreciaram muito a campanha que desenvolvemos, afinal muitos deles conheceram pessoas que foram picadas pelo mosquito. Com as ações eles se tornaram cidadãos mais conscientes e ativos. Na questão pedagógica em sala passaram a estar mais comprometidos”, destaca a diretora da escola, Esbelta Ferreira.

O professor de educação física, Roberto Carlos de Souza conta que uma das atividades que realizou foi levar os alunos para as ruas da cidade. “Cada criança foi responsável por instruir os moradores do quarteirão da casa em que moram, foi incrível a forma com que os pequenos estavam preocupados em alertar as pessoas e vistoriar os quintais para encontrar possíveis focos da dengue”.

Foi produzida também uma exposição de todo o material confeccionado pelos alunos nos murais dos departamentos públicos e comércios da cidade.

Como forma de avaliação, os professores observaram a participação e envolvimento das crianças nas atividades propostas e realizaram acompanhamento e análise do desenvolvimento dos alunos mediante a observação da postura de cada um.

“Essa campanha que a escola desenvolveu é muito importante, hoje eu ajudo o meu pai a limpar o quintal de casa uma ou duas vezes na semana, assim não acumula lixo, nem água parada, coisas que antes eu não sabia que eram importantes”, enfatiza o aluno do 5º ano, Marcos Gabriel Ortega.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.