promoções culturais



Sete nominados, todos vencedores!

Olá pessoal!

Nós estamos super orgulhosos da participação dos municípios no concurso cultural sobre consciência no trânsito! Nas edições de setembro do Diário, não se fala em outra coisa!

E em meio a toda essa festa, os professores Ricardo Pastoreli e Alethéia Braga continuam levando mais conhecimento aos profissionais da Educação que participam do Programa O Diário na Escola!

Oficinas Pedagógicas

Até a chegada da Prova Brasil, estamos trabalhando com conteúdos que ajudem os professores a preparem os alunos para uma prova tranquila.

Astorga

E na edição do dia 12, os alunos da professora Valéria de Nunes de Jesus, da Escola Municipal Alfredo Sofientini, foram jornalistas por um dia e atingiram um resultado maravilhoso! Parabéns meninos!

Incentivo à leitura

Na mesma edição, nossa coluninha “Bom de Ler” trouxe como sugestão o livro A Árvore que dava dinheiro. O livro fez parte da infância da jornalista Taís Nakakura, repórter do site ODiário.com.

 

Abração!

Equipe O Diário na escola

PS – Para ficar sempre por dentro das nossas ações e enviar sugestões vocês podem acessar o nossa página do Facebook

 

Comente aqui


Confira o Regulamento da Promoção Cultural Semana Nacional de Trânsito

Começa amanhã a nona Promoção Cultural Semana Nacional de Trânsito, em parceria com a Viapar, que vai até o dia 28 deste mês; período em que os alunos participantes do Diário na Escola  produzirão frases de impacto sobre o trânsito, com base no tema: “Minha escolha faz a diferença”. Os estudantes autores das sete melhores frases e seus professores serão premiados e terão suas produções publicadas no Diário na Semana Nacional de Trânsito, de 18 a 25 de setembro. Confira o regulamento e participe!

 

REGULAMENTO – 9ª Promoção Cultural Semana Nacional de Trânsito 2017

1 – Todo aluno cadastrado no Programa Educacional O Diário na Escola poderá participar da Promoção Cultural Semana Nacional de Trânsito, que acontecerá entre os dias 04 de agosto a 28 de agosto de 2017. 2 – O participante deverá escrever uma frase criativa sobre o tema proposto neste ano: “Minha escolha faz a diferença no trânsito”  – no período de vigência dessa promoção. 3 – Serão analisadas pela comissão julgadora a originalidade e a criatividade do aluno, bem como aspectos relacionados à Língua Portuguesa (coerência, coesão, ortografia etc). 4A frase não poderá  ultrapassar o limite de 140 caracteres (contando espaço e pontuação). 5 – O participante deverá utilizar a Folha Oficial de Produção para sua Versão Definitiva.  6 – O supervisor e/ou coordenador pedagógico, de cada estabelecimento educacional, deverá selecionar no máximo até 03 (TRÊS) frases de cada turma participante, preencher os dados cadastrais do aluno (nome, idade, série/ano), da instituição (nome e cidade) e nome do professor; e enviar para O Diário, no seguinte endereço: Av. Mauá, 1988 – 87050-020 – Maringá – Programa Educacional O Diário na Escola. 7 – Haverá premiação para os alunos autores das sete melhores frases e seus respectivos professores. 8 – As frases serão consideradas válidas de acordo com a data de postagem (até 28/08/2017), conforme carimbo dos correios, ou da portaria desse jornal. 9 – As frases que não apresentarem os dados corretos dos alunos; não forem entregues na data estabelecida; apresentarem problemas relacionados à Língua Portuguesa e/ou estiverem rasuradas, ilegíveis ou consideradas plágio, estarão automaticamente desclassificadas. 10 – Cada participante poderá concorrer com apenas 1(uma) frase, atendendo aos itens prescritos. 11 – A seleção dos trabalhos será acompanhada por todos os membros da comissão julgadora, formada por profissionais ligados às áreas de Educação e Comunicação. 12 – Os ganhadores serão informados e convocados para retirarem seus respectivos prêmios conforme data e local a serem determinados pela organização, acompanhados de um de seus representantes legais ou do professor. 13 – Não haverá revisão de trabalho em hipótese alguma. 14 – O prêmio é pessoal e intransferível. 15 – A distribuição dos prêmios é gratuita, não cabendo nenhum ônus aos contemplados. 16 – O ganhador concorda em autorizar o uso de sua imagem em conteúdo jornalístico e nas redes sociais.

 

Comente aqui


Circo: uma verdadeira escola

Foto Abre

O circo nunca perde o seu encanto. Quer uma prova? Pergunte a qualquer menina ou menino atendido pela Legião da Boa Vontade (LBV) em Maringá. Recentemente, os participantes do programa “Criança: Futuro no Presente!” conheceram e vivenciaram o incrível mundo circense durante a oficina “Corpo e Movimento”.

Com o objetivo de desenvolver nas crianças, através de atividades lúdicas e pedagógicas, o desejo de conhecer e valorizar a arte circense, diversas atividades foram realizadas. Além de aguçar o imaginário dos pequenos, o projeto ainda teve foco no respeito e nas diferenças de todas as pessoas, povos e linguagens seja ela corporal, musical, plástica ou oral, levando a criança a expressar suas ideias, sentimentos, necessidades e desejos e, com isso, avançando o seu processo de aprendizagem.

A educadora social, Soraia Camila de Andrade Jardim conta que o tema foi apresentado às crianças por meio de uma dinâmica que consistia em uma brincadeira de adivinhação para que aos poucos elas conseguissem descobrir qual era a atividade proposta. Após o tema ser revelado, a educadora apresentou a história do surgimento do circo no mundo e no Brasil.

A participação dos pequenos, contudo, não se resumiu a história do Circo. Eles participaram ativamente do projeto colaborando inclusive na confecção dos materiais usados no espetáculo. Durante a oficina prática, as crianças conheceram a fundo sobre o malabarismo, para isso, elas confeccionaram bolinhas e utilizando garrafas pets e cabo de vassoura, produziram as claves de malabares.

Em seguida, com tinta facial e roupas coloridas, os atendidos se caracterizaram de palhaços e compartilharam a alegria que esses personagens transmitem em seus espetáculos. A acrobacia também foi tema das atividades. Trabalhando o equilibro, as crianças andaram sobre a corda segurando um cabo de vassoura na mão. Além disso, com um palito de churrasco aprenderam a equilibrar um prato descartável.

“A atividade das figuras acrobáticas foi bem dinâmica, um trabalho em equipe. Se um desiquilibra o restante do grupo não consegue montar a figura. Com paciência foi possível fazer várias. Eu adorei”, enfatiza a pequena, Júlia Vitória de Souza Rodrigues.

“Confeccionamos equipamentos e materiais para aplicar a atividade sempre atentos à segurança e proteção. Essa oficina proporcionou nas crianças a relação entre a arte e a atividade física, e em poucas horas muitas emoções e sentimentos foram compartilhados. Elas foram estimuladas à criatividade que oportunizou grandes descobertas”, aponta Soraia.

Ao final do projeto os atendidos da LBV participaram do espetáculo “O Mundo Mágico do Circo”, onde meninos e meninas foram os protagonistas e apresentaram a seus colegas tudo o que aprenderam sobre a arte circense.

“Através do brincar a criança desenvolve as áreas do conhecimento, além de estimular a curiosidade, a autoconfiança e a autonomia, pois os instrumentos que foram utilizados como suporte para a oficina, ajudaram no aspecto físico, social, intelectual ou emocional, buscando proporcionar assim o seu desenvolvimento integral”, ressalta assessora da LBV, Vania Carla de Melo Barros.

Comente aqui


Por um trânsito mais seguro

concurso transitoO Diário na Escola em parceria com a concessionária de rodovias Viapar está promovendo a 8ª Promoção Cultural Semana Nacional do Trânsito, que este ano tem como tema “Década Mundial de Ações para a Segurança do Trânsito – 2011/2020: Seja você a mudança no trânsito”.

O desafio do Concurso é a produção de uma frase criativa e de efeito com no máximo 140 caracteres a partir do tema, “Seja você a mudança no trânsito”. Para isso, os alunos poderão utilizar as notícias e imagens publicadas em O Diário como ferramenta de pesquisa que auxiliarão no momento da escrita.

Os professores também terão a oportunidade de trabalhar com um assunto que é destaque na mídia e nas ruas das cidades. Dentro do ambiente escolar será possível debater os conteúdos e orientar as crianças dos cuidados necessários no trânsito.

“Como coordenadora pedagógica da Escola João Freire de Carvalho, de Astorga, oriento as professoras a dar maior ênfase nas questões relacionadas ao bom comportamento no trânsito, pois de que adianta formarmos médicos, engenheiros ou advogados, se a chance de estes perderem a vida em um acidente é grande, por conta da falta de responsabilidade de alguns motoristas”, conta Berivalda Prado Sachi.

As fichas de inscrição e regulamento da Promoção já foram enviadas para as instituições de ensino parceiras do Diário na Escola. O prazo para recebimento das três melhores produções, por turma, vai até 28 de agosto. Fique atento!

Lembrando que a premiação será para as sete melhores frases. Ganha o aluno que produziu o conteúdo, como também o professor que orientou o trabalho.

Berivalda lembra que, no ano passado ela e a aluna Adriana Rabi Mendes foram uma das vencedoras do Concurso de Frases da Semana Nacional do Trânsito. “Algo que nos deixou infinitamente felizes, pois pudemos ver o reconhecimento do nosso trabalho por meio da premiação. Para este ano, as expectativas são bem grandes!”

Comportamental

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) definiu o tema com o objetivo de mostrar a população que a redução de acidentes depende da mudança de comportamento de cada um. Sejam pedestres, ciclistas, passageiros ou condutores.

A Semana Nacional de Trânsito é comemorada entre os dias 18 e 25 de setembro, e de acordo com o Contran tem a proposta de conscientizar a sociedade a contribuir para a criação de um ambiente favorável a valorização da vida, focando no desenvolvimento de valores, posturas e atitudes que garantam o direito de ir e vir dos cidadãos.

“A Viapar prima pela formação de pedestres e de futuros condutores responsáveis. A Oficina de Trânsito é uma das nossas ações nesse sentido. É nossa parcela de contribuição para uma sociedade melhor”, destaca o presidente da concessionária de rodovias, Camilo Carvalho.

 

FIQUE ATENTO!

Se a sua escola faz parte do Programa e esta semana não recebeu as fichas de inscrição e o regulamento para o Concurso, entre em contato com nossa equipe: (44) 3221-6050.

Comente aqui


Jovens poetas são premiados

O primeiro concurso de poesias promovido pelo Diário na Escola teve grande adesão dos participantes do Programa. Foram recebidas cerca de 600 produções de alunos das redes municipais de ensino de Maringá e mais 14 cidades da região.

As crianças foram desafiadas a criarem uma poesia a partir de qualquer notícia publicada no jornal O Diário do Norte do Paraná. Em sala de aula, os estudantes receberam orientações sobre o gênero textual a ser produzido e deixaram a imaginação fluir no momento da escrita. Cada professor selecionou as três melhores obras de sua turma, e enviou para a equipe do Programa.

11822840_1122616377752612_3288407699000780417_nA escolha dos poemas vencedores foi realizada pelas escritoras maringaenses, Angela Ramalho, Maria Cristina Vieira e Vera Lúcia Margutti. Cada aluno ganhador levou para casa uma bicicleta novinha, e o professor que orientou a produção, também foi premiado.

“Como tivemos que escolher apenas três, decidimos pelas poesias que nos passaram maior encantamento logo na primeira lida, pois o poema estava ali se mostrando através de figuras de linguagens que a criança mesmo sem conhecer soube expressar. Poesia é isso, é arte por excelência, é a expressão subjetiva por meio da linguagem, das palavras que humanizam e que reagem sensivelmente a todas as manifestações e ações”, destaca, Vera.

A escritora comenta que alguns alunos até a surpreenderam pela capacidade de poetizar se inspirando em notícias tristes, duras e frias, abstraindo dali alguma inspiração para a produção de um poema.

A cerimônia de premiação foi realizada na sede do grupo O Diário e contou com a presença dos alunos e professores vencedores, pais, representante das escolas ganhadoras e as escritoras juradas do concurso. Os três melhores poemas foram reproduzidos em banners que serão expostos no pátio das instituições de ensino que tiveram seus estudantes premiados.

“Não esperava ser uma das ganhadoras. Quando recebi a notícia, eu nem acreditei, perguntei duas ou três vezes para a professora se era a minha poesia mesmo que tinha sido escolhida”, brinca a aluna vencedora, Caroliny Vitoria Farias dos Santos.

A educadora premiada, de Maringá, Suely Martins Gomes de Oliveira que leciona para o vencedor, Lucas Eduardo Custodio Rossetti conta que desde que recebeu a proposta do concurso achou desafiador, mas o que auxiliou o trabalho é que o gênero em estudo do bimestre era justamente, o poema. “Para um bom resultado sugeri às crianças leituras de poesias, deveres de casa e produções sobre alguns temas antes de fazer a que seria enviada ao Diário na Escola. Hoje, com a premiação, reafirmei a certeza do quanto o esforço diário em ensinar nossos alunos é recompensador.”

O pai, Fernando José da Silva é só elogios para a filha Maria Eduarda, “essa menina é meu orgulho, sempre estudiosa, adora escrever e em casa tem como momento de lazer, em boa parte do tempo, a leitura. Ela fez por merecer esse prêmio.”

“Nosso objetivo foi criar um Concurso que trouxesse uma reflexão nova acerca da leitura do jornal, despertar um olhar diferente do aluno sobre os acontecimentos diários, com a intenção de sensibilizá-los. Ficamos muito satisfeitos com o resultado, embora a proposta tenha sido um desafio para os educadores, todos se sentiram motivados a enviarem as produções dos estudantes. No próximo ano, pensamos em incluir no calendário uma oficina específica para trabalharmos os gêneros Notícia e Poesia”, enfatiza a coordenadora do Diário na Escola, Loiva Lopes.

CONCURSO DE POEMAS O DIÁRIO NA ESCOLA anuncio 29,7 x 18,5

 

Comente aqui


Notícias vão virar poemas

Imagem - AbreOs alunos participantes do Programa Educacional O Diário na Escola foram desafiados a criarem poesias a partir das notícias publicadas no jornal. Em sua primeira edição, o Concurso está movimentando os corredores das instituições de ensino. “Meus alunos já estão se preparando, a tarefa de casa do final de semana foi ler o Diário e escolher a notícia que mais se identificasse, para assim, começarmos as produções”, conta a professora da Escola Municipal Rocha Pombo, de Ourizona, Cícera Aparecida Tassoli.

A escritora maringaense, Angela Ramalho fala sobre a importância do Concurso. “É algo que vem ao encontro do que penso sobre a poesia hoje, ou seja, que ela não deve distanciar-se da realidade, da criticidade, da proposição de reflexões e mudanças. Através da poesia explora-se o real e o imaginário e ao lidar com essas diferentes percepções, os estudantes são levados a comparar e a contextualizar os fatos, levando-os a expressarem opiniões e a elaborarem novos conceitos.”

Em suas experiências, Angela tem trabalhado a poesia com estudantes nas bibliotecas públicas e conta que tem sido tarefa das mais gratificantes. “As obras devem ser apresentadas de forma criativa. Nas vezes em que produzimos poesias com as crianças, levamos até eles um poema de Sergio Capparelli “O buraco do tatu”, onde o bichinho cava buracos e através deles chega a várias cidades brasileiras. Desafiamos os alunos a continuarem o poema, trazendo o tatu para Maringá. Todos conseguiram realizar a atividade, e o melhor de tudo é que fizemos com que eles se descobrissem autores, exercitando novas linguagens, atuando no campo da descoberta, da invenção e da fantasia.”

A comissão julgadora do Concurso irá analisar a originalidade e criatividade do aluno, bem como aspectos relacionados à língua portuguesa (coerência, coesão e ortografia). Supervisores e coordenadores pedagógicos, fiquem atentos! Junto com o professor vocês devem selecionar no máximo três das melhores produções de cada turma, preencher os dados cadastrais e enviar para o Diário até o dia 10 de junho.

Os alunos autores das melhores poesias vão ganhar uma bicicleta novinha! E para os educadores que orientarem os estudantes vencedores, terá premiação também. Participem!

1 Comentário


XXI Festa Cultural de Atalaia

CARTAZ  atalaiaA já tradicional Festa Cultural Escola Vânia volta a ser realizada na próxima sexta e sábado. Toda a equipe da instituição está trabalhando para apresentar aos visitantes o tema “OS QUATRO ELEMENTOS DA NATUREZA: ÁGUA, TERRA, FOGO E AR”. Assim, busca conscientizar a população sobre a importância da preservação e o consumo dos recursos naturais. Todos os conteúdos já foram apresentados aos alunos em sala de aula, de forma interdisciplinar, buscando o melhor entendimento do assunto.

A Festa que será realizada nos dias 13 e 14 de março, a partir das 20 horas terá apresentação de danças culturais retratando cada um dos elementos da natureza, sorteio de brindes, bingo de prêmios e show com o Musical Novo Stylo.

O evento conta com o apoio da Associação de Pais, Mestres e Funcionários (APMF), Conselho Escolar, Prefeitura Municipal, Secretaria da Educação, patrocinadores e colaboradores da cidade e região.

Comente aqui


7ª edição do Concurso de Frases

Foto AbreA promoção cultural que já é tradição do Programa irá premiar as sete melhores frases sobre o tema: “Década mundial de ações para a segurança no trânsito – 2011/2020: cidade para as pessoas, proteção e prioridade ao pedestre”. O concurso da Semana Nacional de Trânsito (SNT) é uma realização do Diário na Escola, Viapar e Cooper Card, com o objetivo de conscientizar os estudantes a respeito do cuidado que se deve ter nas ruas, seja como motorista, ou não.

“A parceria com o Programa é um investimento na formação de nossas crianças. E esse concurso é mais uma etapa desse processo. Ficamos felizes em apoiar essa promoção”, destaca o diretor presidente da Viapar, Marcelo Stachow Machado.

Esta é a terceira vez que o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) define os pedestres como tema da SNT. No ano de 2000 o tema escolhido foi “Faixa de Pedestre, a vida pede passagem”, já em 2005 o tema foi “No Trânsito Somos Todos Pedestres”.

“É em pequenos atos que começamos a mudar o mundo. E o Concurso de Frases representa um estímulo para conscientização de nossas crianças sobre a segurança no trânsito”, ressalta o assessor de comunicação da Viapar, Marcelo Bulgarelli.

A Semana Nacional de Trânsito que tem abrangência nacional é um convite à participação de toda a população no esforço para a redução de acidentes. Comemorada entre os dias 18 e 25 de setembro, tem a finalidade de conscientizar a sociedade para que contribua na criação de um ambiente favorável à valorização da vida focando o desenvolvimento de valores, posturas e atitudes, no sentido de garantir o direito de ir e vir dos cidadãos.

Sendo assim, dentro do ambiente escolar a ideia é que, após a discussão e reflexão de notícias e imagens, sejam produzidas frases criativas com no máximo 140 caracteres sobre a temática da SNT. As fichas de inscrição já foram enviadas para as instituições de ensino parceiras do Diário na Escola. O prazo para recebimento das três melhores produções, por turma, vai até 03 de setembro. Neste ano, cada aluno vencedor será contemplado com uma bicicleta.

Mais informações podem ser obtidas com a equipe do Diário na Escola, pelo telefone: (44) 3221-6050.

Comente aqui


Biblioteca de Santa Fé recebe Telecentro

Os Telecentros/Espaço Cidadão são centros de apoio que disponibilizam equipamentos de informática, e auxílio técnico, para capacitar pessoas interessadas em se integrar à tecnologia ou adquirir novos conhecimentos através das formações oferecidas. Santa Fé foi um dos municípios escolhidos pelo governo do Estado para receber uma dessas estruturas. “Com esta nova parceria vamos atender a comunidade proporcionando, além da inclusão digital, diversos cursos para todas as idades, de jovens a idosos”, afirma o prefeito Edson Palotta.

Foto Abre 02Localizado na Biblioteca Municipal, o Espaço Cidadão possui 10 computadores de alta tecnologia, todos conectados à internet. A monitora do Programa, Andréa Rego destaca que já há lista de espera para os cursos técnicos onlines que serão oferecidos. “É uma satisfação ver o interesse das pessoas em aproveitar esta oportunidade de aprendizado, tenho certeza que bons resultados estão por vir.” O prefeito Edson acrescenta, “nosso município recebeu um presente, e convidamos a todos para aproveitar a chance de receber capacitação sem precisar se deslocar para outros centros maiores.”

As crianças foram as primeiras a usufruir o espaço. Para conhecer a novidade da biblioteca, a professora do 4º ano, Jaqueline Thomazella Biazon levou os alunos para um passeio interativo. “Esta sala vai facilitar nosso trabalho de educador, os equipamentos nos darão subsídios para pesquisas e produções textuais. Outro fato, é que os pequenos adoram a tecnologia e, com isso, se interessam mais pelas propostas didáticas desenvolvidas em computadores”, relata.

Foto Abre 01A estudante Izabelly dos Santos Pereira não tem acesso à internet em casa e comenta que com o Telecentro será mais fácil e divertido fazer as tarefas escolares. “Antes eu tinha somente a opção de pesquisas em livros e era muito trabalhoso. Agora que posso usar os equipamentos do Espaço Cidadão, me sinto até mais motivada” e a colega Camile Vitória de Souza Cruz complementa, “não vejo a hora de poder voltar aqui, a partir de hoje a biblioteca é um dos meus lugares preferidos.”

Dirlene Viana Barbosa é a secretária de Assistência Social do município e enfatiza que a novidade não será transformada em lan house. “O entretenimento é importante sim, mas este local está destinado para o crescimento do indivíduo no que se refere à educação e mercado de trabalho. Nossa meta é oferecer cursos, palestras, conferências e atividades que deixem a nossa comunidade conectada, e o melhor, sem nenhum custo”.

“Temos como objetivo integrar as pessoas. Os idosos poderão participar de aulas de inclusão digital, os jovens serão capacitados para o primeiro emprego e as crianças terão uma alternativa ao trabalho de alfabetização e letramento”, ressalta o prefeito, Edson.

Comente aqui


Autores das melhores histórias em quadrinhos recebem prêmios

O tradicional Concurso do Gibi, promovido pelo Diário na Escola, finaliza sua 8ª edição. Na última terça-feira, alunos e professores finalistas da promoção cultural estiveram na sede do Grupo O Diário para a cerimônia de premiação.

“O Diário entende que os concursos culturais que realiza são importantes na descoberta de talentos, na motivação e inspiração dos participantes. Além de valorizar as melhores ideias”, destaca o diretor comercial, Cesar Carvalho.

O desafio do concurso é fazer com que a partir da leitura de uma notícia publicada em O Diário do Norte do Paraná, o aluno crie uma história em quadrinhos. E assim, estimular o desenvolvimento da leitura crítica em relação às matérias divulgadas no jornal.

“Relacionar a notícia com a HQ é uma estratégia bastante interessante de ensino, pois oportuniza a leitura e possibilita que o estudante desenvolva aspectos lúdicos, críticos, estéticos, entre outros que a produção do gênero mobiliza”, enfatiza a professora doutoranda, Adélli Bazza.

PREMIO GIBIS_RS31Para selecionar as melhores produções foram avaliados originalidade, ortografia, enredo e criatividade. A banca de jurados foi composta pela equipe do Diário na Escola, o diretor comercial do Grupo O Diário – Cesar Carvalho, o editor chefe do jornal – Walter Tele, o editor de cultura – Jary Mércio e pelas professoras que ministraram as capacitações sobre HQ aos educadores participantes do Programa – Adélli Bazza e Maísa Cardoso.

Foram cerca de 600 produções enviadas ao Programa para a escolha dos três vencedores na categoria escolas da rede municipal de Maringá; três ganhadores das escolas da região e um premiado na categoria escolas subsidiadas pela concessionária de rodovias, VIAPAR.

Receberam prêmios tanto o estudante, quanto o professor que o auxiliou na produção da história em quadrinhos. As principais temáticas abordadas foram: meio ambiente, segurança no trânsito e violência.

“Os finalistas mostraram estilo próprio, bom aprendizado quanto ao aspecto não verbal e desenharam em vários planos. Percebi também boas histórias focadas dentro do tema escolhido. Desta forma é possível perceber que o professor mediou o trabalho com o aluno sem interferir na criação pessoal, o que é fundamental”, ressalta a professora mestre, Maísa Cardoso.

A professora Kelen Cristina Mansanno conquistou a terceira colocação na categoria escolas de Maringá e comemorou junto com o aluno Diego dos Santos Chagas. “Eu segui a risca as orientações que recebi no curso de capacitação, foi como ter uma receita para a criação da HQ. Estou muito contente com a vitória do Diego, este reconhecimento valoriza o nosso trabalho”.

O primeiro lugar das escolas da região foi conquistado pela aluna de Doutor Camargo, Gabriela Fusco dos Santos. Surpresa com a colocação Gabriela não conteve as lágrimas no momento de receber o prêmio. “É uma mistura de ansiedade com alegria. Saber que estava na final já era uma notícia muito boa, mas ouvir que o melhor trabalho é o meu, gera uma felicidade inexplicável”, celebra a estudante.

A mãe de Gabriela, Maria Cristina Fusco conta que a filha é dedicada em tudo o que faz. “Ela esteve realmente empenhada no período de produção da historinha. Concursos como este incentivam as crianças a buscarem o sucesso. Desejo que a parceria entre o Diário e a escola municipal continue, para que assim como a Gabriela, mais alunos possam ser beneficiados”.

PREMIO GIBIS_RS25A APAE de Itambé participa do Diário na Escola por meio do subsídio oferecido pela VIAPAR e levou o prêmio da categoria. “O trabalho de criação de história e desenho com alunos especiais é sempre um grande desafio, mas isso não nos fez desistir. Com a dedicação dos professores e o empenho dos alunos saímos vitoriosos”, festeja a diretora, Leila de Sousa Peres.

João Pedro dos Santos é estudante da APAE e vencedor do concurso. Há três anos no Programa o trabalho que começou com atividades manuais hoje deu espaço a leitura e interpretação textual. “Receber o prêmio é uma superação para mim! Espero que minha conquista sirva como motivação para que outras pessoas com necessidades especiais se dediquem e ganhem espaço na sociedade”.

Antes de serem anunciados os vencedores, os professores comentaram que alguns alunos não estavam dormindo direito, tamanha a ansiedade pela espera do resultado. “Isso mostra o quanto ações como essas estimulam, não somente o aluno, mas também o professor”. É muito agradável ouvir o educador dizer aqui, que ser finalista do Concurso este ano é o reconhecimento do trabalho de um ano inteiro.

 

Comente aqui