Sem categoria



Jornal na Escola: oportunidade de ensinar e aprender com notícias

DIARIONAESCOLADM15O Diário na Escola está de volta com suas atividades anuais. Além da retomada do envio dos jornais para as instituições de ensino, no próximo mês a equipe do Programa já oferecerá o primeiro encontro de capacitação de 2014.

Para conhecer a forma de trabalho do Diário na Escola, cursos de formação, promoções culturais e todos os projetos para este ano, convidamos para um bate-papo a jornalista especialista em mídia e educação e coordenadora do Programa, Loiva Lopes.

1. O DIÁRIO NA ESCOLA: Qual a importância em trabalhar as mídias, em especial o jornal impresso, dentro de sala de aula?

LOIVA: O jornal traz vida à sala, traz energia. A nova geração quer uma escola mais dinâmica e interativa. Muito longe da geração de nossos pais, os alunos hoje questionam e gostam de opinar. O professor que se propõe a experimentar o uso da mídia impressa, além de contar com novas possibilidades para a construção do conhecimento, terá, certamente, alunos mais interessados e participativos. Entre muitos avanços, logo irá perceber que estão mais informados e críticos quanto às questões sociais, políticas e econômicas do dia a dia.

2.      Como funciona a didática de trabalho do Programa?

Os alunos recebem na escola o jornal do dia. Isso acontece uma vez por semana, facilitando o trabalho do educador que terá tempo para desenvolver a leitura das notícias junto à prática pedagógica.

3.      As atividades desenvolvidas em sala de aula com uso do jornal O Diário têm a possibilidade de serem divulgadas no impresso?

O Programa tem uma página dentro do Caderno de Cultura do Diário destinada à divulgação das ações educacionais e culturais dos municípios e instituições parceiras do Programa. Nosso compromisso é mostrar o que está sendo realizado em prol da educação e reconhecer o esforço dos profissionais comprometidos com este objetivo.

4.      Aos profissionais da educação participantes do Diário na Escola, o que é oferecido?

São oferecidos cursos presenciais com profissionais especialistas, mestres, e doutores na área. As oficinas, com carga horária de 4 horas, são momentos valorosos em que os educadores têm a oportunidade de falar diretamente com os ministrantes e também desenvolverem atividades práticas com o jornal. Em todas as capacitações os professores levam para casa o material do curso ministrado, para que tenham a possibilidade de aprofundar seus conhecimentos, e diversificar, ainda mais, o trabalho desenvolvido com os alunos.

5.      O Programa realiza todos os anos o Concurso de Frases e o Concurso de Gibi, em 2014 estas promoções culturais permanecem?

Sim, permanecem! Nosso objetivo é sempre reconhecer o trabalho de alunos e professores, os concursos auxiliam e estimulam o desenvolvimento do trabalho em sala. O Concurso do Gibi, por exemplo, oferece capacitação específica ao profissional da educação.

6.      Atualmente as crianças e os adolescentes estão cada vez mais conectados com o mundo virtual e as redes sociais. Além da página do Diário na Escola, no jornal impresso, vocês também trabalham com as mídias onlines?

Nossa Fanpage e o Blog no portal odiario.com promovem a troca de informações entre alunos, professores e público em geral com a equipe do Diário na Escola, como também, divulgação de atividades, novidades e oportunidades da área de educação e cultura, dicas de ortografia e eventos.

7.      Como funciona a visita monitorada na sede do grupo O Diário?

O Programa recebe durante o período escolar – na sede do Jornal O Diário do Norte do Paraná – visita de alunos (grupos de até 30) que têm a oportunidade de conhecer o processo de produção do jornal. Através do passeio monitorado por jornalista os visitantes conhecem o parque gráfico, redação, pré-impressão, sistema de distribuição do jornal, arquivo de exemplares e a rotina de trabalho dos profissionais destes setores.

8.      A concessionária de rodovias Viapar está subsidiando neste ano a participação de mais de 700 alunos no Programa. Como os interessados podem fazer inscrições para receber este patrocínio?

Os interessados devem entrar em contato com a equipe do Diário na Escola para participar do processo seletivo, também é importante ter uma pessoa previamente designada a acompanhar o calendário de atividades do Programa.

Sem categoria
Comente aqui


Promoção Dia das Crianças!

Dia das Crinaças

Livro também é Diversão!

No Dia das Crianças o Diário na Escola vai premiar a história mais divertida e criativa! Conte como você faz para estimular a leitura da criançada. Pode ser seu filho, neto, sobrinho ou aluno!

A melhor história irá ganhar SEIS LIVROS INFANTO JUVENIS. Acesse o Regulamento pelo endereço: http://blogs.odiario.com/odiarionaescola/regulamento-promocoes-culturais-instantaneas-diario-escola/

Para participar preencha corretamente o formulário abaixo.

 

Caso tenha alguma dúvida entre em contato pelo fone: (44)3221-6050

Participe!!

Acompanhe a promoção em nossa fanpage O Diário na Escola

Promoção Jornal O Diário do Norte do Paraná

Apoio: Livrarias Curitiba

Sem categoria
Comente aqui


Mural de Trabalhos

Depois das apresentações do “Jornal Falado” em Ivatuba, chegou o momento de se expressarem por meio de palavras e desenhos. Entregamos uma folha sulfite em formato de camiseta e pedimos que de forma individual os alunos passassem naquele papel alguma mensagem da notícia que tinham lido e apresentado no telejornal. Confira alguns resultados:

O aluno Lucas Eduardo Souza dos Reis, leu a matéria do jornal O Diário publicada no dia 15/09/2012 com a seguinte manchete “Polícia liberta idosa e apreende combustível”.

A aluna Lívia Furlan adorou a ideia de aparecer na TV, por isso escolheu a matéria “Novos Talentos abre inscrições” publicada no dia 23/09/2012 em O Diário

Victória, do 5º ano, ficou comovida com a matéria sobre o “Bombeirinho” e fez uma camiseta dando apoio ao menino

Como a maioria dos meninos, Vitor ama futebol. Por isso escolheu ler e apresentar uma matéria da sessão de esportes do jornal O Diário, lembrando a importância dessa prática para uma vida saudável

Sem categoria
Comente aqui


Escola Especial promove Pedágio Educativo

A Escola Especial Tânia Regina juntamente com os palhaços do trânsito da Setran, de Maringá, realizará hoje a partir das 14 horas Pedágio Educativo para colar adesivos nos carros ressaltando a importância da educação no trânsito e a acessibilidade. Os alunos são portadores de necessidades especiais e há uma faixa de pedestre defronte a escola – Av. Dr. Luiz Teixeira Mendes n° 1370 – mas devido à falta de conscientização da comunidade não há segurança. Contamos com o apoio de toda a população!

Sem categoria
Comente aqui


Voz para a Educação!

Secretária de Educação de Cruzeiro do Sul, Silvelaine Lopes

“O jornal impresso em sala de aula como material didático é muito importante, pois traz centenas de textos que  incentivam a leitura, auxiliam na interpretação e ajudam muito a enriquecer a escrita. É um veículo de transmissão de ideias e de análises profundas. O aluno interage com a informação que é instantânea de uma forma mais concentrada e mais qualificada.”

 

 

 

 

 

 

 

Secretário de Educação de Flórida, João Nivaldo da Silva

“O uso do jornal impresso na sala de aula é uma recurso didático importante, porquanto, dispõe de assuntos que permitem uma reflexão sobre acontecimentos do momento, expõe a vida real acontecendo, além de ser um meio de desenvolvimento da leitura, escrita e oralidade, contribuindo para o conhecimento social e cultural, proporcionando um maior entendimento da sociedade globalizada.”

 

 

 

 

 

 

 

Secretária da Educação de Atalaia, Solange Cezani Ruffo

“Não há como desconsiderar as inúmeras vantagens do uso do jornal como material didático, pois este possibilita o acesso à cultura, à informação atualizada, além de que, formaliza uma leitura dinâmica, pois é um meio de comunicação com vários tipos de informações de diferentes gêneros textuais, cada qual com uma função específica, atendendo ao currículo escolar de uma maneira prazerosa e eficaz.”

Comente aqui


A tecnologia está auxiliando ou distraindo os alunos na sala de aula?

A distração dos alunos não vem de hoje, os bilhetinhos e as conversas paralelas já faziam parte da sala de aula antes dos aparelhos tecnológicos. A dificuldade encontrada atualmente está no fato da tecnologia ser algo atraente, com um bom celular os alunos acessam e-mail e redes sociais ao invés de prestar atenção no quadro negro, no giz e no livro didático.
Antes dos celulares se tornarem presentes na sala de aula os alunos utilizavam os bilhetes para manter os colegas informados, hoje os papéis foram trocados pelo envio de SMS. O interessante é o educador conseguir instruir o aluno na forma com que se deve usar o celular, a tecnologia deve estar aliada à educação aproximando o professor e o educando.

Sem categoria
2 Comentários


LBV incentiva a permanência de crianças na escola

Lugar de criança é na escola. Parece óbvio, mas existem ainda no Brasil mais de três milhões sem acesso à educação. Os dados são do movimento Todos pela Educação (TPE).

A meta do TPE, de toda criança estar alfabetizada até os 8 anos de idade, não foi atingida. Mas como nem tudo está perdido, a proposta de todo jovem brasileiro concluir o ensino fundamental até 16 anos é uma realidade e o ensino médio até os 19 anos é uma meta superada.

A Legião da Boa Vontade (LBV) está com uma campanha de permanência das crianças na escola e como incentivo, os coordenadores da instituição vão entregar kits completos de material escolar. Vamos apoiar esta ideia que remete à inclusão educacional e ao desenvolvimento das crianças.

Comente aqui


UEM realiza mesa redonda sobre o ECA

O Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPI), da Universidade Estadual de Maringá (UEM), convida para a mesa redonda Desafios na Implementação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), com a presença do professor da PUC/SP, Edson Passetti, e do promotor de Justiça da Vara da Infância e da Juventude de Maringá, Robertson Fonseca de Azevedo.

O evento, que ocorre no próximo dia 19 (segunda-feira), às 19 horas, no auditório do bloco I 12, discutirá a importância do ECA na construção de uma nova política de proteção da infância e da adolescência, além de debater as possibilidades e dificuldades na implementação do Estatuto.

O professor Passetti fala sobre Dilemas e desafios na implementação do ECA e o promotor Azevedo, sobre O significado do ECA na construção de uma nova política de proteção da infância e da adolescência.

As inscrições podem ser feitas até o dia do evento, na secretaria do PPI, que fica no Bloco 10, sala 10. O investimento é de R$ 10,00 e a carga horária de 4 horas.

 

Fonte: UEM

 

1 Comentário


Dicas de como fazer um bom estudo

A Revista Nova Escola de novembro deste ano abordou, em sua reportagem principal, as cinco estratégias de estudo. De acordo com o texto, estudar também deve ser uma habilidade que se aprende na escola. É preciso que os alunos aprendam procedimentos que os auxiliem nos estudos não apenas na sala de aula, ou somente quando terão avaliações, mas que a aprendizagem seja um processo contínuo dentro e fora da escola.

Veja as dicas da revista para facilitar os seus estudos:

Eleger informações – Consiste em selecionar as informações principais que melhor sintetizam o conteúdo e descartar as secundárias no momento da leitura. Isso pode ser feito através de grifos.

Resumir – Atenção para esse item: resumir não significa copiar partes do texto. É preciso eleger os aspectos mais relevantes, no momento da leitura, a fim de “organizar e facilitar a compreensão do conteúdo.”

Tomar notas – “É fazer anotações das informações consideradas importantes durante uma aula, palestra ou apresentação oral para retomar posteriormente o conteúdo ouvido e visto.”

Esquematizar – É fazer uma síntese dos principais conceitos estudados e suas relações através da representação gráfica de um tema.

Rever cálculos – A partir do que o aluno ainda não compreendeu, é preciso estabelecer procedimentos de estudos em que ele “possa resolver problemas, analisá-los, construir estratégias matemática, comunicá-las e confrontá-las com outras, identificar as questões e refletir sobre esses processos.”

 

 

Sem categoria
Comente aqui


Porque criança precisa se mexer

Ah! as brincadeiras de infância! Quem não tem saudade!? O Educar para Crescer separou uma dicas ótimas para pais que querem ver os filhos saudáveis e felizes. Chega de ficar em frente ao computador por horas ou com o joystick nas mãos até dar cãibras nos dedos:

 

Confesse: às vezes é mais fácil deixar seu filho quietinho, hipnotizado em frente à TV, do que estimulá-lo a dar uma volta. Os pequenos, porém, podem descobrir grandes diversões em uma simples volta na área de lazer do prédio, na pracinha, no parque ou no jardim da casa do amigo. Dê uma bola na mão deles e veja o resultado.

“As crianças gostam e sempre gostaram de brincadeiras que envolvem movimento, corrida e bola. O que falta hoje é o estímulo por parte dos adultos”, observa Ana Célia Osso, coordenadora do CAD -Centro de Aprendizado Desportivo do Esporte Clube Pinheiros, de São Paulo. “Além disso, elas gostam do básico, o que nem sempre passa pela nossa cabeça”, completa Ana Célia, lembrando que bola e boneca ainda são capazes de deixar qualquer criança entretida e feliz.

Leia a matéria na íntegra aqui

1 Comentário