astorga



O fato que inspira

Hoje vamos conhecer mais uma vencedora do Concurso “Notícias em Versos”. A poesia foi inspirada na notícia com a manchete ‘Morte de onça após cerimônia da tocha repercute até no Oriente Médio’ publicado no jornal O Diário do Norte do Paraná. A aluna premiada é Marisol Nietto Ribeiro que estuda na Escola Municipal Professora Maria Celestina Machado, em Astorga, e foi orientada pela educadora Paula Morgana Lopes.

Foto Abre“Quando li a matéria fiquei bastante triste. Ao meu ver, a onça foi morta de forma injusta. Não havia necessidade de tirar a vida de uma animal criado de maneira tão dócil. Para mostrar a minha comoção com o fato, escolhi a notícia para ser base do meu poema e consegui alcançar meus objetivos, o de ganhar o prêmio e o de mostrar a mais pessoas o valor da vida daquela onça”, enfatiza Marisol.

A professora Paula conta que as etapas que antecederam a produção da poesia foram bastante trabalhosas, “começamos lendo o impresso, separando as reportagens que os alunos consideravam mais interessantes, pesquisamos mais conteúdos no jornal online, entrevistamos os pais sobre a polêmica da morte da onça Juma, para só depois irmos efetivamente para a escrita”, diz.

A premiação de Marisol e Paula foi uma verdadeira comemoração na Escola em Astorga. “Trabalhamos diariamente em busca do melhor ensino. Nossa comunidade é carente e por isso nosso comprometimento com o desenvolvimento escolar das crianças é ainda maior. Este foi um ano de muitas lutas, mas as conquistas já estão sendo colhidas. Receber a notícia de que nossa aluna e professora foram uma das vencedoras do Concurso Notícias em Versos, o qual teve mais de dez mil participantes, nos dá mais garra para continuar evoluindo”, comenta a diretora, Andréa Cristina Verri.

Os pais de Marisol, Vilson Ribeiro e Aparecida de Fátima Nietto, não se continham de emoção pela filha. “É uma menina brilhante, dedicada em tudo o que faz. Mesmo em casa está estudando, ela merece o reconhecimento, é o nosso orgulho!”

“Sou apaixonada pela educação, momentos como esse nos dão ainda mais forças para sempre darmos o nosso melhor em sala de aula. Receber o prêmio é gratificante e me renova, todo o trabalho vale a pena”, aponta a professora, Paula.

A secretária da educação de Astorga, Neuza Maria Julião Fortunato destaca que a parceria com o Diário na Escola é algo fundamental para o município. “Posso dizer que é o programa mais importante que temos em relação a motivação da leitura e da aprendizagem através da pesquisa. Recebo esse prêmio hoje com a mesma alegria das vencedoras. Todo o trabalho que realizamos tem sido reconhecido, isso é uma grande alegria.”

 

Conheça abaixo o poema produzido pela aluna Marisol Nietto Ribeiro que foi uma das ganhadoras do Concurso Notícias em Versos. Parabéns, Marisol!

 

Uma agressão à natureza

 

Pela tocha olímpica Manaus foi visitada,

Mas pagou com a vida Juma, a onça pintada

Por uma arma de fogo foi alvejada

 

O mundo inteiro comovido ficou

Porque a pobre onça

Com o fogo da tocha se assustou

 

As olimpíadas ainda vão acontecer,

Mas a vida de Juma

Ninguém vai devolver

 

A notícia se espalhou por toda nação

Deixando todos

Em forte comoção.

Comente aqui


Escolas de Astorga no clima da Copa

Em junho, nenhum assunto no Brasil vai ser mais importante do que a tão aguardada Copa do Mundo. E não é para menos, estamos a caminho do hexa, título jamais alcançado por alguma seleção. Na escola, o evento costuma provocar uma alteração no comportamento da garotada e de muitos professores – ninguém consegue falar de outra coisa. Conscientes dessa “febre”, as equipes pedagógicas das instituições de ensino têm entrado no clima dos jogos decorando as salas de aula e preparado atividades sobre a temática. Algo que pode ser visto, por exemplo, nos ambientes escolares do município de Astorga.

Na Escola Municipal João Daniel Machado Benetti, está sendo desenvolvido o projeto Copa do Nosso Mundo. Diretoria, coordenação e professores estão engajados para mostrar aos alunos que o evento é mais do que futebol, é também uma oportunidade de mostrar aos estrangeiros as qualidades do nosso país. “Repassamos às crianças que devemos respeitar as seleções que estarão nos visitando e deixar claro que ter espírito esportivo é competir, participar, e não necessariamente vencer”, conta a professora Fátima dos Santos Herrera.

No cronograma de atividades propostas durante este período de festividades, os estudantes vão conhecer as culturas dos países envolvidos no campeonato mundial; a história de outras Copas; confecção de cartazes para torcida; bandeiras, bolas e uniformes produzidos com materiais recicláveis que pretendem despertar o interesse pelo aprendizado.

“Algo que nós temos discutido nas aulas é o tema ‘paz’, seja nos lugares onde as pessoas irão assistir aos jogos ou mesmo dentro do campo. E isso tem gerado bons resultados, inclusive, na convivência dentro da escola com sentimentos de coletividade e parceria uns com os outros, pois destacamos que mesmo o futebol sendo uma disputa, os jogadores trabalham em união na busca do melhor resultado”, ressalta a coordenadora Edilaine Piva.

Racismo, não

O estudante Hugo Amaral aconselha: “Como somos o país sede, temos que fazer a diferença! Em alguns campeonatos, a torcida comete bullying contra os jogadores, e, na maioria dos casos, por racismo. Isso é algo que não podemos deixar acontecer na nossa Copa.”

Maria Eduarda do Carmo, também aluna da Escola João Daniel, explica que durante as aulas sobre o evento mundial, tem aprendido assuntos novos. “Estudamos sobre a alimentação e o uso de drogas. Os jogadores para terem boa disposição precisam comer frutas e verduras diariamente, e aqueles que não quiserem ser punidos no exame antidoping não podem usar anabolizantes antes das partidas, aliás, o correto é nunca usar, pois isso é algo muito prejudicial à saúde.”

Fátima, a professora da turma, está realizada com o envolvimento das crianças. “Quando fui decorar a sala de aula pedi para que viessem no contraturno me ajudar. Não imaginei que teria grande participação, mas quando cheguei na escola fiquei surpresa. Estavam todos aqui, prontos a colaborar. Este comprometimento deles é que me motiva a buscar uma educação de qualidade, sempre!”, diz.

Foto abre 01

DISPOSIÇÃO. Estudantes da Escola João Daniel se reuniram no contraturno para decorar a sala de aula e entrar no clima de Copa

Comente aqui


A mídia na educação

 “O Diário na Escola se traduz numa das melhores parcerias que o departamento de educação de Astorga desenvolve nas escolas municipais. Há comprometimento do professor e grande interesse nas capacitações ofertadas. Percebe-se também que esta ferramenta pedagógica atinge os objetivos dos trabalhos desenvolvidos em sala de aula, principalmente nas ações que contribuem para formar o pensar e o modo de agir das crianças. A atividade com o jornal estimula a leitura da realidade, ajuda na ortografia, fornece conhecimento, e forma cidadãos mais críticos, além de despertar no aluno a curiosidade e o desejo de aprender. Tem fornecido aos professores inúmeras possibilidades de atividades: debate de assuntos que estabelecem relações entre o indivíduo e o mundo que o cerca, diferentes interpretações de um mesmo assunto, estudo dos recursos expressivos e das modalidades de textos próprios da linguagem jornalística, formas de inserir o discurso do outro, discutir a opinião do próprio jornal, e produção de textos específicos desse veículo de comunicação, tais como notícias, entrevistas e reportagens”. – Neuza Maria Julião Fortunato, secretária de educação de Astorga.

Comente aqui


Instituto Federal do Paraná oferece cursos em Astorga

Cursos GRATUITOS oferecidos por meio do Pronatec – Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego. Últimas vagas com previsão de início das aulas dia 05 de agosto.

Maiores informações e inscrições para os cursos:

Centro de Capacitação Profissional de Astorga. Telefone: (44) 3234-6282
Cras I. Telefone: (44) 3234-3101
Cras II. Telefone: (44) 3234- 6632
Agência do Trabalhador. Telefone: (44) 3234-2193

Comente aqui


Começa hoje, em Astorga, a fase final dos Jogos Escolares Bom de Bola*

A abertura acontece hoje (dia 07), às 19h30 no Complexo Esportivo Municipal

Este fim de semana acontece em Astorga a fase final dos Jogos Escolares do Paraná Bom de Bola. Mais de 1.500 atletas de 48 municípios disputam titulo no Futebol de Campo masculino e feminino. A abertura está marcada para sexta-feira, 19h30 no Complexo Esportivo Municipal.

Ao todo, 64 equipes estarão disputando as finais. São, 34 no masculino, sendo 17 na Divisão A e outras 17 na Divisão B. Já no feminino, 32 equipes, com 16 em cada divisão, sendo A e B.

Astorga participa da competição com 4 equipes, sendo 2 no masculino e 2 no feminino nas categorias A e B. os atletas são dos Colégios Adolpho de Oliveira Franco e Serafim França. “Nossa expectativa é estar entre os quatro primeiros, sabemos do desafio, pois a fase final reúne as melhores equipes do Paraná, mas estamos otimistas”, comenta o técnico Ademir Spagnol, que dirigi as equipes masculinas de Astorga.

Os times femininos de Astorga são treinados pelos técnicos Rodrigo Constantino e Márcio Carvalho.

LOCAIS DE COMPETIÇÃO

Complexo Esportivo Municipal

Estádio Orlando Pinto – Avenida Rio De Janeiro / Campo Do Verelena – Rua Fortaleza

Campo Distrito Do Içara – Rua Mato Grosso – (Próximo Ao Clube do Distrito)
Campo Distrito de Tupinambá – Avenida Maringá – (Na Entrada de Tupinambá)

 * Assessoria de Comunicação de Astorga
Comente aqui


É amanhã!

 

Amanhã à tarde os professores da rede municipal de Astorga vão receber a oficina “Imagens, elementos jornalísticos e o trabalho pedagógico”, ministrada pelo coordenador do Diário na Escola, Ricardo Pastoreli. A oportunidade vai ser de reflexão em torno das imagens jornalísticas e da estrutura do jornal composta por diversos gêneros textuais como artigos, notícias, crônicas, legendas etc. O segundo momento vai ser hora de desenvolver atividades voltadas para estes elementos, a fim de que ocorra a familiarização com o jornal e a aproximação de uma leitura mais crítica e atenta.

 

 

 

Comente aqui