Consciência Negra

Fafiman e UEM promovem Semana Afro-brasileira

O ensino da história e cultura afro-brasileira já é obrigatório nas escolas brasileiras desde 2003, mas muitos educadores admitem que têm dificuldade em trabalhar o conteúdo dentro do currículo escolar. Com a aproximação do Dia da Consciência Negra, dia 20, é hora dos professores se inspirarem para o trabalho de qualidade e para isso podem participar da V Semana Afro-brasileira, realizada pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) em parceria com a Fundação Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Mandaguari (Fafiman). O evento conta com exposição de fotografia, mesa redonda, minicursos, palestras e exibição de filmes de 21 a 25 deste mês, ora na UEM, ora na Fafiman. Informações sobre a semana podem ser obtidas pelo telefone (44) 3011-4288.

Veja o cronograma de atividades:

Continue lendo

Comente aqui

Reflexão racial

Os livros de História e os veículos de comunicação têm, hoje, algo em comum. Trazem à tona a história de Zumbi dos Palmares, lembrado oficialmente no Dia da Consciência Negra. A data comemorativa,  feriado em diversas cidades brasileiras, prevê a reflexão sobre iúmeros fatores que envolvem a população afro, entre eles o preconceito racial. Muitos dizem que o racismo não existe no Brasil devido a miscigenação, entretanto, sabe-se através de pesquisas do Instituto Ethos e do Ibope Inteligência que assim como as mulheres e os deficientes, os negros ainda são minoria nas empresas no país. A canção ‘Quem planta preconceito’, da banda de reggae Natiruts discute o racismo de maneira ampla e profunda.

Imagem de Amostra do You Tube

Continue lendo

2 Comentários