Flórida



1ª Mostra Cultural de Flórida

Apresentações de teatro, coral e street dance foram os destaques do primeiro evento cultural do município. Em comemoração ao Dia das Crianças os departamentos de cultura e educação de Flórida, com o apoio da prefeitura, se uniram para a realização de uma grande festa que proporcionou apreciação artística aos presentes.

O grupo de teatro “Fazendo Arte”, coordenado pela professora Miriam Penha e formado por alunos do ensino fundamental e médio, apresentaram as peças: Alice no País das Maravilhas, O casamento da Dona Baratinha, a Morte e O Hermanoteu da Terra de Godá.

A professora, do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), Leia Bugareli fez apresentações musicais de voz e violão. Os corais, adulto e infantil, sob a orientação do professor Matheus Cruz emocionaram os participantes na noite de espetáculos. Outro destaque ficou por conta da performance de um grupo de street, do município de Marialva, que veio para agitar o evento.

“A mostra cultural era um sonho antigo. Desenvolvemos vários projetos com as crianças de canto, dança, aulas de violão e piano, e sempre tivemos vontade de mostrar isso a população”, conta Miriam.

O aluno da Escola Municipal Duque de Caxias, Carlos Eduardo Cesnik Gomes, foi ao evento e adorou o que viu. “Gosto muito de cantar, quem sabe na próxima edição da mostra eu possa estar lá me apresentando também!”.

Miriam destaca que por onde passa as pessoas elogiam e já perguntam quando terão outra mostra como esta. “O município é carente de ações culturais que envolvam toda a família, geralmente os teatros e danças se restringem ao espaço escolar, quero mudar isso e proporcionar mais entretenimento aos moradores”.

Alunos caracterizados como os gêmeos Tweedledee e Tweedledum, e o Chapeleiro Maluco (ao centro), personagens da peça Alice no País das Maravilhas

Alunos caracterizados como os gêmeos Tweedledee e Tweedledum, e o Chapeleiro Maluco (ao centro), personagens da peça Alice no País das Maravilhas

Comente aqui


A mídia na educação

elza“O Programa o Diário na Escola tem contribuído de forma relevante para o desenvolvimento de competências essenciais para o exercício da cidadania. Os alunos são instigados pela professora a contextualizar a notícia com os conteúdos ensinados em sala de aula, desta forma trabalha-se a interdisciplinaridade e desperta-se a reflexão das matérias inseridas num contexto atual. Esse  trabalho com o texto jornalístico é real porque há comprometimento e participação da equipe pedagógica da escola, professora e alunos”. – Elza Bernuci Crippa, secretária de educação de Flórida.

Comente aqui


Flórida renova parceria com Diário na Escola

A secretária de educação do município de Flórida, Elza Bernuci Crippa, esteve na sede do jornal O Diário para renovação da parceria com o Programa.

“Hoje, o mundo das crianças é muito virtual. Elas precisam ter mais contato com o jornal para sentirem o toque da leitura. Ao meu ver, o manuseio do material que estamos lendo é de extrema importância. O trabalho realizado na nossa escola junto ao Programa Educacional do Diário vem somando muito em benefícios para as nossas crianças”, conta a secretária Elza.

Comente aqui


Flórida revela três vencedores em Olimpíada de redação

A IV Olimpíada de Redação do Núcleo Regional de Educação de Maringá envolveu todas as escolas da cidade e da região e vai premiar, no mês de novembro, as melhores redações do 1º, 2º e 3º ano do Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). A aluna Rafaela Picinin, de 14 anos, do Colégio Estadual Denise Cardoso de Albuquerque, de Flórida, foi orientada pela professora de Língua Portuguesa, Adriana Favarin Marmentini, e conquistou o primeiro lugar na categoria ‘1º ano do Ensino Médio’. O tema da olimpíada foi ‘Causas e consequências das drogas no trânsito, na família e na sociedade’, cuja intenção foi de trabalhar a conscientização dos jovens sobre alguns problemas sociais.

Como prêmio, Rafaela ganha uma bolsa de estudos de língua estrangeira. Mais dois alunos do colégio também foram classificados, o segundo e o terceiro lugar da mesma categoria ficou com Natália Cesnik e Leonardo Del’Bianco Larocca, respectivamente. Na noite de ontem, na Igreja Matriz, o anúncio dos vencedores foi feito para os alunos, professores e a comunidade em geral.

Comente aqui


Alunos conhecem empresa de comunicação

Duas turmas de 4ª série da Escola Municipal Duque de Caxias, de Flórida, vieram, na última quarta-feira, conhecer O Diário e a rádio Cultura AM. O objetivo dos professores foi de apresentar às crianças uma empresa que exerça o papel de difundir informação. Durante o passeio, eles puderam compreender como funciona o processo de produção do jornal impresso e acompanhar ao vivo o Programa Cristiano Silva, da Cultura AM.

Comente aqui


Oficina aborda notícia, jornal escolar e HQs

É na tarde de hoje, no salão da terceira idade, em Flórida, que O Diário na Escola ministra a oficina

leitura crítica: interage o leitor com o jornal

‘Estudando com o jornal’. O objetivo do encontro é inspirar professores de Flórida e Ângulo, que também estarão presentes, a usar O Diário de forma educativa, a fim de democratizar a leitura de textos de circulação social e incentivar o hábito da ler. Serão, no total, 50 profissionais da educação que terão acesso ao conteúdo que se divide em três tópicos: notícia, jornal escolar e história em quadrinhos (HQs). O conteúdo da oficina vai de encontro às necessidades das duas cidades, que foram apontadas pela diretora da Escola Municipal Duque de Caxias, Adriana Favarim.

Os fatos reais são a base das atividades desenvolvidas com os professores. Do planejamento à exposição de conteúdo e à prática pedagógica, as notícias do Diário, de domingo, oito de agosto, são fonte de análise, leitura e discussão. A matéria ‘As histórias dos outros’, do Viva Maringá, é foco de leitura crítica. Através da atividade, os leitores conseguem identificar as técnicas jornalísticas utilizadas no texto e, também, criar hipóteses sobre as intenções e preferências do repórter. Uma leitura mais aprofundada que interage o leitor com o jornal. Em outro ponto, os participantes identificam o lead (as questões quem?, como?, onde? quando? por quê? e para quê?) da notícia, possibilitando maior entendimento do fato anunciado.

Continue lendo

Comente aqui


A escola de Paulo Freire

Na tarde hoje acontece em Flórida a oficina pedagógica ‘Estudando com o jornal’ e uma das principais referências bibliográficas do trabalho do Diário na Escola é, sem dúvida, Paulo Freire. O educador que transmitiu a ideia da sensibilidade na educação. O vídeo abaixo é, na verdade, a escola que todos desejamos, mas somente Paulo Freire conseguiu descrever:

1 Comentário