proerd



Criança fala sobre as drogas

O debate sobre bebidas alcoólicas, cigarros e outras drogas está sempre em foco. Campanhas de conscientização utilizam os meios de comunicação para divulgarem que bebida e direção não combinam, que dizer não às drogas é o caminho e que a maior de todas as lições é o exemplo.Os educadores têm unido forças com a família a fim de advertir as crianças e os adolescentes sobre os riscos do uso e/ou do abuso de tais substâncias.

Além das duas instituições, a família e a escola, desde 2001 o Paraná conta com o apoio da polícia militar para (in) formar os jovens sobre as drogas. O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) trabalha em escolas de ensino fundamental e tem policiais preparados para utilizar o lúdico na conscientização.

Com duração de seis meses, o objetivo é promover a valorização da vida, o que demanda o distanciamento de entorpecentes. Mais do que formar alunos conscientes, o Programa, em parceria com as escolas, consegue ao final extrair opiniões e atitudes críticas frente ao assunto. A aluna Bruna Paiva Salomão, da 4ªsérie, da Escola Municipal Tancredo Neves, de Nova Esperança, expõe sua opinião.

Comente aqui


Ivatuba forma através do Proerd

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência formou, neste mês, 42 alunos de 4ª Série da Escola Municipal Afrânio Peixoto, de Ivatuba. Para a diretora Maria Luiza Macedo da Silva, as discussões e as aulas são uma oportunidade para que os alunos sejam orientados a ficarem longe dos problemas sociais. “Acreditamos que através da reflexão da realidade, os estudantes vão dizer não às drogas e à violência”, explica. 

2 Comentários