Atletismo



Pista de atletismo do Estádio Willie Davids recebe melhorias

Pista de atletismo do Estádio Willie Davids

Orlando Gonzalez

Equipe de servidores da Secretaria de Esportes e Lazer de Maringá trabalha neste momento para recuperar alguns pontos da pista de atletismo do Estádio Willie Davids, em Maringá.

Os atletas maringaenses treinam diariamente na pista. Além das atividades diárias, competições estaduais e nacionais ocorrem anualmente no local. E aí surge o  desgaste natural da pista. As melhorias não atrapalham as atividades dos atletas da Cidade Canção.

Comente aqui


José Eraldo é Maringá no pódio da Maratona Run Disney 2019

Atleta de Maringá é bronze nos Estados Unidos

Orlando Gonzalez

Um fim de semana com mais uma medalha no peito, a de bronze. Quem ainda comemora a conquista é o atleta maringaense José Eraldo de Lima, do Clube Ingá, que chegou em terceiro na 26ª Maratona Internacional da Disney, realizada no domingo (13), na Flórida (EUA).

O atleta disse que a partir de agora vai buscar algo maior na carreira, e não se esqueceu de valorizar os seus apoiadores nas disputas de eventos em território nacional e no exterior.

 

A Rádio Jovem Pan acompanhou o evento na Flórida. Confira a entrevista com José Eraldo.

Comente aqui


Atleta Rebeca Oliveira deseja Feliz Natal e um próspero 2019

A atleta Rebeca Oliveira, sempre medalhista por Maringá em competições estaduais, na modalidade de salto com vara, também passa pelo blog para desejar Feliz Natal e um ótimo 2019 para todos!

ESPORTE no Portal da Rádio Maringá

Comente aqui


Maringaense é prata nos Jogos Escolares Sul-Americanos em Arequipa

Atleta de Maringá é prata em competição no Peru

Orlando Gonzalez

O atleta Renan Correa de Lima Gallina, que defende as cores de Maringá na categoria Sub-16, conquistou na quarta-feira (5), medalha de prata na prova do salto em altura dos Jogos Escolares Sul-Americanos, em Arequipa, no Peru.

Atleta de Maringá na competição Sul-Americana

Em disputa única, na Escola Militar Francisco Bolognesi, Gallina saltou 1,82 metros e encerrou a prova na segunda posição. O vencedor foi o chileno Felipe Alonso Torres Cifuentes, com 1,91 metros. Em terceiro ficou Andrés David Romeno Pazmiño, do Equador, com a marca de 1,76 metros.

Comente aqui


Maratona Pare de Fumar Correndo torna-se lei municipal em solenidade na UEM

Solenidade de sanção da lei ocorreu no prédio da reitoria

A partir de 2019, a Maratona de Revezamento Vanderlei Cordeiro de Lima (Prova Pare de Fumar Correndo), promovida pelo Mudi (Museu Dinâmico Interdisciplinar) da UEM (Universidade Estadual de Maringá), passa a fazer parte do calendário oficial da cidade. A solenidade de sanção da Lei Nº 10.773/2018 ocorreu na quarta-feira (5), às 10 horas, no prédio da reitoria.

 

A lei foi sancionada pelo prefeito de Maringá, Ulisses Maia, e assinada pelo secretário de esportes do município, Valmir Augusto Fassina, pelo reitor da UEM, Julio César Damasceno, pelo representante dos vereadores autores do projeto, Onivaldo Barris, e pelo coordenador do projeto na Universidade, Celso Conegero.

 

Ulisses Maia ressaltou que, além de reconhecer a maratona, a lei transforma o projeto em política de Estado e garante a continuidade e independência da ação. O prefeito afirmou que os benefícios que a ação trouxe para muitas pessoas ao longo dos 15 anos de existência fez do evento um sucesso que deve ser apoiado oficialmente pela legislativo e executivo em parceria com a academia.

 

O reitor da UEM, Julio Damasceno, destacou que o fato de a prova ser em modalidade de revezamento motiva muitas pessoas a participarem e mobilizou a população maringaense para a realização de esportes. De acordo com Damsceno, “a maratona afeta positivamente a vida das pessoas”.

 

Onivaldo Barris lembrou que os créditos devem ser dados ao professor Celso Conegero e a toda equipe do projeto e parceiros. “Não haveria outro local para sancionar esta lei do que a própria UEM, local em que nasceu a ideia da maratona contra o tabagismo com o grande benefício de salvar vidas”.

 

O secretário de esportes, Valmir Augusto Fassina, enfatizou que a lei é o reconhecimento de um trabalho de longa data que tem como foco o esporte e a qualidade de vida da comunidade. Em sua fala ressaltou também a importância da aproximação entre a Universidade e a Prefeitura em benefício da sociedade.

 

O professor Conegero agradeceu ao legislativo que, segundo ele, de forma espontânea propôs a criação da lei. “É uma satisfação muito grande a criação dessa lei. O projeto não é meramente uma corrida de rua, mas envolve uma série de ações para prevenção e tratamento do tabagismo”.

 

O projeto de lei é de autoria dos vereadores Onivaldo Barris, Alex Chaves, Mário Hossokawa, Mario Verri e Altamir da Lotérica. Participaram também da cerimônia, integrantes do Lions Clube de Maringa Cristal e os representantes da gestão da UEM.

 

Pare de Fumar Correndo 2018

A 15ª edição da Maratona de Revezamento Vanderlei Cordeiro de Lima (Prova Pare de Fumar Correndo) foi realizada no dia 26 de agosto. O percurso de pouco mais de 42 mil metros foi percorrido em circuito e na forma de revezamento por equipes nas categorias masculina e feminina. Inscreveram-se para esta edição, 317 equipes, cada uma composta por oito atletas, totalizando assim 2.536 competidores.

 

A prova comemora o dia Nacional de Combate ao Fumo (29 de agosto) e motiva a população em busca de uma melhor qualidade de vida.

 

Projeto Tabagismo

O professor Conegero foi surpreendido pelo comunicado da sanção da lei. Segundo ele, o convite chegou dias antes da cerimônia pública. Essa espontaneidade da ação do legislativo e do executivo reflete o relevante papel que a maratona ocupa na cidade de Maringá.

 

A maratona faz parte do Projeto Tabagismo, que trabalha em duas frentes, a prevenção e o tratamento. Todo o trabalho é gratuito. De acordo com o professor, mais de mil pessoas já pararam de fumar com auxílio das ações.

 

Prevenção

A prevenção é o carro-chefe do projeto. A principal atividade de prevenção é a Maratona de Revezamento Vanderlei Cordeiro de Lima (Prova Pare de Fumar Correndo). Durante a realização das provas, a equipe em parceria com diversas entidades, promove ações de saúde. Cadastro de pessoas que querem parar de fumar, aferição de pressão, análise de glicemia, recreação e diversas outras atividades.

 

As últimas edições contam também com mostra científica, momento em que pesquisadores, professores e estudantes apresentam projetos de pesquisa relacionados ao tema.

 

O Projeto Tabagismo realiza também atividades em escolas, empresas e entidades públicas e privadas. Qualquer instituição pode entrar em contato com a equipe e agendar palestras, cursos e capacitações.

 

Nas escolas, o trabalho é executado com base em um cronograma que atende todas as turmas. A atividade tem em torno de 30 minutos e aborda a questão do tabaco e do narguile. Posteriormente à apresentação da equipe, os gestores da escola organizam um concurso de desenhos ou de frases. Os melhores desenhos de cada categoria ganham brindes e uma exposição no Mudi, além da mostra organizada na própria escola. As melhores frases ganham brindes e são confeccionadas faixas que serão utilizadas em eventos, como as corridas.

 

Tratamento

O tratamento é oferecido em grupos de 15 pessoas por um período que pode variar de 30 a 60 dias. A turma diurna se encontra duas vezes por semana durante um mês. Já a turma que é atendida no período noturno tem um encontro semanal por um período maior, dois meses.

 

Durante as reuniões, os integrantes recebem informações e compartilham vivências. A ação é realizada em parceria com o Sistema Único de Saúde e oferece encaminhamento para tratamento em unidades básicas do município, em que profissionais médicos podem indicar medicação quando necessário.

 

As reuniões ocorrem no Mudi e já têm fila de espera para o próximo ano. Os interessados podem obter mais informações sobre a inscrição no telefone (44) 3011-5988, ou ainda no site www.tabagismo.uem.br e Facebook (ASCOM/UEM)

1 Comentário


Pâmela Norraila e Richel Baltazar vencem a Corrida Rústica de Iguatemi

Pâmela Norraila da Silva faturou o ouro na categoria adulto. Foto: reprodução facebook pessoal

Orlando Gonzalez

A Corrida Rústica de Iguatemi “Pare de Fumar Correndo” de 2018, realizada na última quinta-feira (15) e com 934 participantes em percurso de 5km, teve como campeões na categoria Pâmela Norraila da Silva, no feminino, com o tempo de 21min50s e Richel Baltazar, no masculino, com o tempo de 16min42s.

 

O pódio feminino foi preenchido por Glenda Lislie Maciel Alves, segunda colocada, com 24min36s e Luana Montefusco Baio Santi, terceira colorada, com 26min11s. No masculino, Maicon Vinícius Rodrigues, segundo colocado, com 17min e Gilfredo Santos a Cruz, terceiro colocado, com 17min04s.

 

A corrida, também válida pela quarta etapa do terceiro Circuito Maringaense de Corridas de Rua, desenvolveu-se em 10 categorias, desde estudantes-atletas a partir de 8 anos a atletas experientes, acima de 60 anos. Confira todos os campeões AQUI!

Comente aqui


Maringá conquista medalha de ouro no Campeonato Brasileiro Caixa de Atletismo Sub-16 em Fortaleza

Orlando Gonzalez

O atletismo de Maringá iniciou bem a sua participação no Campeonato Brasileiro Caixa de Atletismo Sub-16, em disputa no Centro de Formação Olímpica do Nordeste, em Fortaleza/CE. Tudo porque o atleta Israel Bonanni Turci saltou mais alto que todos, 3,30m, e faturou a medalha de ouro na prova do salto com vara. + ESPORTE no Portal da Rádio Maringá

Atleta de Maringá recebe premiação

A equipe de Maringá ainda teve na mesma prova o atleta Pedro Henrique Araújo, quarto colocado, com a marca de 2,50m. A técnica Sandra Regina Crul acompanha os atletas de Maringá.

 

A competição prossegue até o domingo (30), e tem a participação de 702 atletas de 116 clubes, que representam 21 Estados e o Distrito Federal.

 

O 9º Campeonato Brasileiro Caixa Sub-16 é uma realização da CBAt e da Federação Cearense de Atletismo (FCAt), com apoio do Governo do Ceará, por meio da Secretaria Estadual de Esporte. + ESPORTE no Portal da Rádio Maringá

Comente aqui


Em Maringá, Parque do Ingá vai ganhar pista emborrachada

A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), finalizou projeto de revitalização do entorno do Parque do Ingá, que prevê uma nova pista de caminhada emborrachada, iluminação em LED e novas áreas de convivência e lazer. O custo da obra é estimado em R$ 6,2 milhões. + ESPORTE no Portal da Rádio Maringá

O custo da obra é estimado em R$ 6,2 milhões

A pista de caminhada atual será toda demolida, para então receber uma camada emborrachada (semelhante a pistas de atletismo) de 7 centímetros em 12,9 mil metros quadrados na extensão do entorno do parque (3,5 mil metros). Segundo pesquisas da Semob, a pista com essas características e extensão seria inédita no país.

 

A superfície será antiderrapante, permeável e flexível, reduzindo o impacto na corrida e caminhada, além de não contar com emendas e ser antichama, não tóxica e resistente aos raios UV. O acabamento será em grânulos (0,5 mm a 1,5 mm) de EPDM (Etileno-Propileno-Dieno). Para não confundir com o vermelho de uma ciclofaixa, será adotada a cor azul.

 

Será preservada área de vegetação rasteira junto ao alambrado para manter a permeabilização e a possibilidade de higiene de animais domésticos. Em alguns pontos a pista de caminhada serão instalados bancos, bebedouros, lixeiras e sinalização tátil (com no chão para pessoas com deficiência visual.

 

As intervenções contam também com a substituição e adequação de rampas de acesso. Na avenida São Paulo, os carrinhos de sucos e lanches serão recuados junto ao parque, evitando o conflito de clientes e de quem faz a prática esportiva. Também serão substituídas todas as bocas de lobo de modo a não interferir na instalação do piso emborrachado.

 

A iluminação em LED watts reforçará a segurança no entorno e não estará mais no meio da pista, dificultando as caminhadas. A base do poste será instalada na vegetação rasteira junto ao alambrado e ficará sobre a pista que também não terá um fio de vegetação separando duas porções da pista, evitando entorses nos pés, entre outras lesões. + ESPORTE no Portal da Rádio Maringá

 

Os recursos para a obra, no valor de R$ 6,2 milhões, serão viabilizados por meio de financiamento junto ao Banco do Brasil. As negociações estão na fase final e, na sequência, será realizada a licitação para execução da obra. (PMM)

1 Comentário


Técnico de Maringá é convocado pela CBAt para o Campeonato Sul-Americano de Atletismo do Equador

Orlando Gonzalez

O técnico Marcelo Augusto Ribeiro, da Associação de Atletismo de Maringá (AAM), que desenvolve atividades todas as tardes na pista de atletismo do Estádio Willie Davids, em Maringá, foi confirmado na manhã desta terça-feira (18) como um dos membros da comissão técnica da Seleção Brasileira no Campeonato Sul-Americano Sub-23 de Atletismo, que será de 29 a 30 de setembro, em Cuenca, no Equador. + ESPORTE no Portal da Rádio Maringá

Técnico Marcelo com atletas de Maringá na pista do Willie Davids

Além de Ribeiro, a Seleção Brasileira vai contar com mais seis técnicos e 33 atletas na competição, sendo 18 no masculino e 15 no feminino.

 

Na última edição do torneio, realizada em Lima, no Peru, em 2016, a Seleção Brasileira foi a campeã, com 307 pontos. + ESPORTE no Portal da Rádio Maringá

Comente aqui


Maringá não consegue medalhas no Campeonato Brasileiro Caixa de Atletismo

Orlando Gonzalez

No último fim de semana a Cidade Canção teve dois representantes no Troféu Brasil Caixa de Atletismo 2018, realizado no Estádio do Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo, em Bragança Paulista. Apesar do empenho, Luiz Henrique Dantas Santos e Wiliam Jhones dos Santos não conseguiram o pódio no evento. + ESPORTE no Portal da Rádio Maringá

Luiz Henrique obteve o sexto lugar na prova do decatlo

Luiz Henrique obteve o sexto lugar na prova do decatlo, com 6.887 pontos, enquanto William Jhones foi o nono colocado na prova dos 800 metros, com 1.52.95.

 

Os atletas foram orientados pelo técnico Marcelo Augusto Ribeiro, que analisou o de ambos na competição. + ESPORTE no Portal da Rádio Maringá

William Jhones foi o nono colocado na prova dos 800 metros

“O William, pelo seu desenvolvimento nos 800 metros, foi bem. Ele vem numa crescente e manteve a marca que o colocou no Troféu Brasil. O Luiz Henrique segurou a colocação no ranking, mas ele poderia ter chegado ao pódio se repetisse a marca conquistada no adulto do Campeonato Paranaense. É um atleta de qualidade, que também se prepara para o Campeonato Sul-Americano do Equador”, avaliou.

Comente aqui