atleta de Maringá



Vereadores de Maringá homenageiam campeão mundial com Brasão do Município

A Câmara de Maringá homenageou o atleta José Eraldo de Lima com a entrega do Brasão do Município e o título do Mérito Comunitário na sessão de quinta-feira (24). O atleta foi campeão da Wings For Life World Run, competição mundial, realizada neste mês. A homenagem foi proposta pelo vereador Mário Verri, vice-presidente do Legislativo.

 

O atleta agradeceu a homenagem e o reconhecimento da Câmara ao seu trabalho. “Fico muito honrado com essa homenagem é um estímulo para continuar buscando meus sonhos. Agradeço aos meus amigos e principalmente aos meus familiares.”

Ele destacou ainda que Maringá é uma das cidades do Paraná que têm mais adeptos da corrida. “Aqui há muitas pessoas que praticam esse esporte que ajuda na qualidade de vida e manutenção da saúde.” +ESPORTE

 

O vereador Mário Verri explicou que a corrida Wings For Life, realizada no Rio de Janeiro no dia 6 de maio, acontece simultaneamente em vários países. “O nosso atleta foi campeão enaltecendo o nome de Maringá”, ressaltou.

 

Verri informou ainda que José Eraldo é também gestor do Clube Ingá de Corrida, recordista paranaense dos 3 mil metros com obstáculos e foi campeão e recordista da maratona mais difícil do Brasil, realizada na Serra do Rio do Rastro em Santa Catarina.

Comente aqui


Bruna dos Santos, atleta da Amavolei, comemora aprovação nos vestibulares da UEM e Unifamma

Orlando Gonzalez

É campeã! É campeã! Por muitas vezes a central Bruna Paloma de Deus dos Santos, 17 anos, ouviu esse grito atuando pela Amavolei em competições do Governo do Paraná e da Federação Paranaense de Voleibol (FPV). Grito de conquista de título, de façanha coletiva. Desta vez foi diferente. Uma conquista que até ela desconhecia: um título individual. É que a dedicada Bruna dos Santos obteve aprovação dupla em vestibulares de universidades pública e particular: 1° lugar no curso de Educação Física, Licenciatura Integral, da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e no curso de Fisioterapia Noturno da Unifamma.

 

É inegável que se trata de uma terça-feira inesquecível para a jovem atleta. “Passei em 1° lugar na UEM e também na Unifamma! Estou muito feliz, meus pais também! Muita alegria, graças a Deus!”, comemora.

 

Bruna, inclusive, já definiu o curso que seguirá para a sua ´construção´ profissional. “São dois cursos que gosto muito, mas já escolhi a Educação Física”.

 

É luta em quadra, e fora dela também. Bruna reside em Sarandi, no bairro Independência III. E a sua rotina semanal, a de uma ´guerreira´. Às 6h30 embarca em ônibus com destino ao Colégio Anglo, em Maringá. A aula começa às 7h20 e se encerra às 12h15. ´Hora´ do almoço. Tira a marmita da mochila e almoça ali no Anglo mesmo. Às 14h, já está na Academia Elysium. Às 15h20, a última atividade diária. No Ginásio Valdir Pinheiro, na Vila Olímpica, para mais um dia de treinamentos da Amavolei. Às 18h30, ´pega´ ônibus para Sarandi. E quando tem competição do Governo do Paraná ou Federação Paranaense de Voleibol (FPV), o fim de semana é recheado de jogos.

 

Independentemente do desgaste físico, de treinamentos e competições, manteve o foco nos estudos, e veio a primeira grande recompensa. O acesso ao ´mundo universitário´.

 

Os pais Márcia da Silva e João de Deus são só alegria neste dia especial em ver a filha aprovada em dois vestibulares de universidades que são referência no Paraná. +ESPORTE

Contato – (44) 9843-4677 – Email: [email protected]

Comente aqui
 

Nadadoras gêmeas de Maringá são chamadas pela Seleção Brasileira

Foto: COB

Beatriz e Débora Borges Carneiro, gêmeas maringaenses da natação, foram convocadas para integrar a Seleção Brasileira de Natação Paralímpica que representará o País no Campeonato Alemão Internacional de natação. A competição é uma das cinco etapas do World Series, promovido pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla inglês).

Realizado em Berlim, na Alemanha, entre os dias 2 e 10 de julho, essa etapa do IDM será a primeira competição que as meninas disputarão fora do Brasil, o que, de acordo com o pai e representante das meninas, Eraldo Volpato Carneiro, pode ser um fator positivo. “O IDM faz parte de uma série de provas internacionais que reúnem competidores fortes e rápidos, o que nos força a treinar mais duro para chegar lá e competir em um nível ainda melhor.”

As atletas de Maringá têm o apoio da Unimed/Maringá.

Comente aqui