esporte do paraná



Confira o desempenho dos 8 times do Paraná na rodada do fim de semana dos Campeonatos Brasileiros

Foto: Coritiba

Orlando Gonzalez

O futebol do Paraná tem oito representantes nos Campeonatos Brasileiros das séries A, B, C e D. Neste fim de semana todos os times estiveram em campo, e o Estado acumulou três vitórias, dois empates e três derrotas nos nacionais. +ESPORTE

 

As vitórias vieram na Série B com Coritiba e Londrina. No Estádio Couto Pereira, o Coxa derrotou o Criciúma por 2 a 1. Já o Londrina teve tarefa mais difícil. No Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, derrotou a Ponte Preta por 1 a 0. A terceira vitória, pelo Brasileiro da Série C, com o Operário Ferroviário, de Ponta Grossa. No Estádio Mário Helênico, em Juiz de Fora/MG, o Operário faturou o resultado pela contagem mínima.

 

Os empates ocorreram nas séries A , com Atlético/PR 0 x 0 Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador; e na D, entre Cianorte e Ferroviária, de Araraquara/SP, no Estádio Albino Turbay, em Cianorte. Os times também empataram de 0 a 0.

 

As três derrotas nas séries A e D. O Paraná Clube perdeu de 2 a 1 para o Sport, na Vila Capanema, em Curitiba. E pela Quarta Divisão, o Maringá FC sofreu revés de 1 a 0 para o Linense, no Estádio Gilberto Lopes, em Lins. O Prudentópolis acabou derrotado de 2 a 0 pelo Brusque/SC, no Estádio Augusto Bauer em Brusque/SC.

 

CAMPANHA DOS PARANAENSES

 

NA SÉRIE A

O Atlético tem 5 pontos em 3 jogos e está entre os melhores. Foram duas vitórias e uma derrota. Já o Paraná Clube ainda não pontuou em três jogos, e ocupa a lanterna do Brasileiro.

 

NA SÉRIE B

O Londrina ocupa a sétima posição, com seis pontos, em três jogos disputados. O Coritiba é o oitavo, com a mesma pontuação e número de jogos. Ambos têm duas vitórias e uma derrota.

 

NA SÉRIE C

O Operário Ferroviário é o terceiro colocado no Grupo B, com seis pontos. Em três jogos, foram duas vitórias e uma derrota.

 

NA SÉRIE D

O Maringá FC é o terceiro colocado do Grupo A14, com um ponto. Em dois jogos, o time acumula um empate e uma derrota.

 

No Grupo A16, o Cianorte é o último colocado, com um ponto e dois jogos, com um empate e uma derrota.

 

No Grupo A17, o Prudentópolis ocupa o terceiro lugar, com três pontos. A equipe tem uma vitória e uma derrota no campeonato.

Danilo Gonzalez – Email: [email protected] Celular – (44) 9843-4677

Comente aqui


BOM DE BOLA – Itaguajé e Alto Paraná ´fecham´ colégios classificados à etapa decisiva

Orlando Gonzalez

O município de Alto Paraná finalizou, neste sábado, e com grande sucesso a fase macrorregional do Bom de Bola, que envolveu a participação das melhores equipes dos Núcleos Regionais de Educação (NREs) de Paranavaí, Cianorte, Loanda e Umuarama. E, nesta reunião de campeões, ocorreram confrontos para se estabelecer os melhores dos NREs, que agora estão assegurados na grande final da competição, programada para a cidade de Goioerê. Os últimos dois classificados foram conhecidos no último dia de competição.

 

No Estádio Vereador Oswaldo França, palco dos jogos, pelo masculino da Classe A (15 a 17 anos), o time da casa, representado pelo Colégio Rainha da Paz, confirmou vaga na fase decisiva ao empatar de 0 a 0 com o Colégio Costa e Silva, de Cidade Gaúcha. Alto Paraná acumulou duas vitórias, um empate e uma derrota.

O título simbólico do evento ficou com o favorito Colégio Lourdes A. Melo, de Itaguajé, que inclusive entrou em campo já garantido na grande final, e que tinha como propósito garantir a primeira posição no geral. E isso de fato ocorreu com a vitória de 3 a 0 contra o Colégio Santos Dumont, de Santa Cruz do Monte Castelo, após 1 a 0 na etapa inicial. A equipe acumulou três vitórias e um empate no torneio.

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL

MASCULINO A

1 – Colégio Lourdes A. Melo de Itaguajé (classificado)

2 – Colégio Rainha da Paz de Alto Paraná (classificado)

3 – Colégio Costa e Silva de Cidade Gaúcha

4 – Colégio Santos Dumont de Santa Cruz do Monte Castelo

5 – Colégio Ana Neri de Perobal

MASCULINO B

1 – Colégio Estadual de Paraíso do Norte (classificado)

2 – Colégio Antônio Costa de Icaraíma (classificado)

3 – Colégio Reynaldo Massi de Diamante do Norte

4 – Colégio Emilio de Menezes de Japurá

 

FEMININO A

1 – Colégio Rui Barbosa de Japurá (classificado)

2 – Colégio Papa João XXIII de Alto Piquiri (classificado)

3 – Colégio Constantino Marochi de Santa Cruz do Monte Castelo

4 –  Colégio Nobel Cayuá de Paranava

 

FEMININO B

1 – Colégio Reynaldo Massi – Diamante do Norte (classificado)

2 – Colégio Carlos Gomes – São João do Caiuá (classificado)

3 – Colégio Arnaldo Busato – Guaporema

4 – Colégio Antônio Costa – Icaraíma

Comente aqui
 

Maringá sedia as finais do Campeonato Paranaense de Handebol Sub-18

Orlando Gonzalez

Após três etapas realizadas nas cidades de Toledo, Cascavel e Campo Mourão, a partir deste sábado tem início a fase final do Campeonato Paranaense de Handebol Sub-18 da Chave Ouro, no feminino e masculino. E a definição dos melhores da temporada 2017 será no Ginásio Chico Neto, em Maringá. As semifinais, neste sábado, a partir das 14h30 e finais no domingo, às 9h, serão com entrada franca.

 

A programação semifinal de sábado começa com o jogo feminino entre Prefeitura de Alto Paraná/DDC e Prefeitura de Toledo, às 14h30. Na sequência, às 16h, jogam Prefeitura de Maringá/Unimed/Unicesumar e Jussara, no masculino. O terceiro confronto será feminino, com Santa Maria/Unioeste/JADA/Cascavel e Prefeitura de Maringá/Unimed/Unicesumar, às 17h30. O encerramento das semifinais ocorre, às 19h, com a partida envolvendo as equipes da FECAM/Campo Mourão e Prefeitura Municipal de Colorado, no masculino.

 

Pela programação, as disputas de terceiros lugares começam às 9h de domingo, e as finais às 13h30.

 

A  etapa final do Campeonato Paranaense de Handebol Sub-18/Juvenil da Chave Ouro é promovida pela Liga de Handebol do Paraná (LHPR), e tem o apoio da Prefeitura de Maringá, através da Secretaria de Esportes e Lazer de Maringá, Federação Internacional de Handebol (IHF), Confederação Brasileira de Handebol, Secretaria do Estado do Esporte e do Turismo (SEET), Associação Paranaense de Árbitros de Handebol (APAH), CREF9/PR, Taluana Sports e Caio Eventos.

Comente aqui


Kickboxing de Maringá fatura o título geral dos Jogos Abertos do Paraná 2017

O kickboxing de Maringá brilhou na fase final da Divisão B dos Jogos Abertos do Paraná (JAPs), em União da Vitória. As equipes, feminina e masculina, fecharam a competição na primeira posição. As garotas conseguiram 29 pontos, seguidas pelas equipes de Cascavel, Castro e Carambeí, que ficaram empatadas na segunda posição, com 13 pontos. Os rapazes asseguraram 18 pontos à frente de União da Vitória, segunda colocada. Carambeí conquistou o terceiro lugar, com 19 pontos. As disputas ocorreram no ringue montado no ginásio de esportes do Sesi.

 

A Cidade Canção conquistou três medalhas de ouro, no lowkicks feminino 56 kg, com Jackeline de Oliveira de Paula. Nos 63,500 kg masculino, com Danilo Rodrigues; na categoria 67 kg, com João P. D. Miquelin. Duas pratas com Mariana L. Teixeira e Lucas J. B., na categoria 71 kg; e duas medalhas de bronze, com Alisson R. Ferracini, na categoria 75 kg e Fábio Reis, na categoria 81kg.

 

“Foi uma conquista importante para o kickboxing de Maringá. Estamos acompanhando a delegação aqui em União da Vitória e pudemos observar o empenho e dedicação desses atletas. Eles foram muito bem nas lutas e merecidamente encerraram na primeira posição, valorizando a força de Maringá nesta modalidade”, comentou Valdemar Silva (Dema), diretor de Esportes da Secretaria de Esportes e Lazer de Maringá (SESP), que acompanha a delegação maringaense em União da Vitória.

Quem também comemorou a conquista da medalha de ouro foi Danilo Rodrigues, na categoria 63.500 kg. Ele superou na grande final Rafael Glenn, de Santa Helena. “Uma luta bastante complicada. O meu adversário mostrou força e qualidade, mas consegui o resultado”, comentou.

 

João P. da Silva Miquelin foi outro atleta que colocou o ouro no peito e ajudou Maringá na classificação geral. No confronto decisivo da categoria 67, Miquelin, que já havia conquistado vitória no primeiro round, voltou a repetir o desempenho diante de Anderson Cardoso, de Campo Mourão. Após uma série de golpes, o maringaense teve a vitória técnica confirmada ainda no início da luta.

 

“Viemos para colocar Maringá nos primeiros lugares. O kickboxing em Maringá é competitivo e estamos aqui para comprovar isso. A vitória é sempre importante. Treinamos forte e conseguimos desenvolver bem a nossa luta nos Jogos Abertos do Paraná”, frisou.

 

OS MELHORES

FEMININO

56 kg

1 – Jackeline de Oliveira de Paula – de Maringá

 

60 kg

1 – Marília Krakhecke – Cascavel

 

65 kg

1 – Gisiele N. da Silva – Castro

2 – Franciele V. Godarki – Pato Branco

3 – Natália G. da Silva – Marechal Cândido Rondon

4 – Franchely A. Calegari – Maringá

 

Acima de 65 kg

1 – Valdirene A. M. Stanski – Carambeí

2 – Mariana L. Teixeira – Maringá

3 – Flávia G. Geisler – União da Vitória

4 – Raine C. de O. Martins – Campo Mourão

 

MASCULINO

63,500 kg

1 – Danilo L. Rodrigues – Maringá

2 – Rafael Glenn – Santa Helena

3 – David M. M. de Lara – Castro

4 – Valdair Martins – Palmas

5 – Onofre F. de Oliveira – São José dos Pinhais

6 – David Borges – União da Vitória

 

67 kg

1 – João P. Miquelin – Maringá

2 – Anderson L. Cardoso – Campo Mourão

3 – Jonathan W. K. Natário – União da Vitória

4 – Natanael Coldibele – Carambeí

5 – Wesley de O. Ribeiro – São José dos Pinhais

6 – Lucas da S. Lima – Castro

 

71 kg

1 – Jhonatan Teodoro – Carambeí

2 – Lucas J. B – Maringá

3 – Valdecir A. dos Santos – Palmas

4 – Sávio L. V. Cueva – São José dos Pinhais

5 – Reginaldo L. da Silva – Marechal Cândido Rondon

6 – Felipe C. Huk – União da Vitória

7 – Lucas da S. Soares – Castro

 

75 kg

1 – Alessandro da S. Fortuso – Pato Branco

2 – Willian J. Pereira – União da Vitória

3 – Alisson R. Ferracini – Maringá

4 – João V. G. da Silva – Cascavel

 

81 kg

1 – Gabriel de F. Oliveira – Cascavel

2 – Wagner de C. Sepanhaki – União da Vitória

3 – Fábio Reis – Maringá

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL

POR EQUIPES

FEMININO

1 – Maringá – 29 pontos

2 – Cascavel – 13

2 – Castro – 13

2 – Carambeí – 13

5 – Pato Branco 10

6 – Marechal Cândido Rondon 8

6 – Campo Mourão 8

8 – União da Vitória 0

 

MASCULINO

1 – Maringá 52

2 – União da Vitória 34

3 – Carambeí 19

3 – Cascavel 19

5 – Palmas 14

6 – São José dos Pinhais 14

7 – Castro 13

8 – Pato Branco 13

9 – Campo Mourão 10

10 – Santa Helena 10

11 – Marechal Cândido Rondon 4

 

Comente aqui


AO VIVO Paranaguá x Antonina no handbeach dos JAPs em União da Vitória

JOGOS ABERTOS DO PARANÁ

Paranaguá x Antonina no handbeach dos JAPs em União da Vitória

Publicado por em Sábado, 16 de setembro de 2017

Comente aqui


Engajamento marca os 360 voluntários dos Jogos Escolares da Juventude Curitiba 2017

Antes dos mais de 4 mil alunos-atletas de todo o Brasil entrarem em cena, profissionais e estudantes de diversas áreas de formação iniciam o trabalho como voluntários dos Jogos Escolares da Juventude Curitiba 2017 – etapa para jovens entre 12 e 14 anos -, que acontecem na capital paranaense, de 12 a 21 de setembro. No total, 360 voluntários participarão do maior evento esportivo escolar nacional em diversas áreas, como credenciamento, premiação, competição, transporte, secretaria, operacional, almoxarifado, imprensa, web, imagens, atividades culturais e centro de convivência.

 

Fundamentais em eventos esportivos de grande porte, os voluntários participam de edições dos Jogos Escolares desde 2005. Em Curitiba, dos 360 voluntários selecionados, 80 são da área médica, entre enfermeiros e fisioterapeutas. A parceria com o Exército Brasileiro (EB) permanece e 80 militares vão trabalhar no setor de transportes. No grupo, também há estudantes de educação física, turismo, comunicação social, entre outros, escolhidos através de parcerias com as principais universidades locais – Universidade Federal do Paraná, Unicentro, UniBrasil, Tuiuti e Dom Bosco  – ou inscrição no site do COB.

 

O Programa de Voluntários dos Jogos Escolares da Juventude é coordenado pela gerente de Atividades Complementares do evento, Paula Hernandez. “O sucesso da competição depende muito do trabalho de cada um dos envolvidos e a participação do voluntário é fundamental. O mais interessante é que ao mesmo tempo em que eles contribuem para a realização do evento, recebem em troca uma experiência fantástica que vai ser muito útil para suas carreiras e vidas”, disse Paula, que participou dos Jogos Olímpicos Moscou 1980, quando a seleção brasileira feminina de vôlei estreou no maior evento esportivo do mundo.

 

Vale lembrar que, apesar de não serem remunerados, os voluntários recebem alimentação, uniforme, credencial, certificado com declaração de horas de atividades e auxílio transporte. Além, é claro, da experiência, amizade e muitas histórias para contar.

 

Os Jogos – Entre os dias 12 e 21 de setembro, mais de 4 mil jovens atletas entre 12 a 14 anos se reunirão na capital paranaense para a disputa de 13 modalidades: atletismo, badminton, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, xadrez, basquete, futsal, handebol e vôlei. Organizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), os Jogos Escolares da Juventude são o maior celeiro de atletas olímpicos do país, revelando, a cada ano, novos talentos para o esporte brasileiro.

 

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Grupo Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio da Estácio, da Prefeitura de Curitiba e do Governo do Estado do Paraná. (COB)

Comente aqui


AO VIVO Bandeirantes 0 x 0 Cornélio Procópio pelo Bom de Bola de São Sebastião da Amoreira

Bandeirantes 0 x 0 Cornélio Procópio pelo Bom de Bola de São Sebastião da Amoreira

Publicado por Jogos Escolares do Paraná em Sexta, 1 de setembro de 2017

Comente aqui