liga nacional de handebol



Atleta de Maringá vai para o maior clube de handebol do Brasil

Orlando Gonzalez

Agora é oficial. O armador direito Arthur William Pereira, 22 anos, que defendeu o handebol de Maringá nos últimos cinco anos, vai atuar pelo maior clube de handebol do Brasil, o Pinheiros/SP. Um time que invariavelmente é campeão da Liga Nacional de Handebol e que na última temporada conquistou a tríplice coroa. Foi campeão Paulista, Nacional e Panamericano. O jogador inicia em 5 de fevereiro os treinamentos no time paulistano.

 

A ida de Pereira para o Pinheiros não é comemorada apenas pelo jogador. Amigos, companheiros de equipe e rivais de handebol estadual também valorizam a transferência. É que a transferência demonstra que o handebol de Maringá e do Paraná é de qualidade, e que os grandes clubes estão de olho no Campeonato Paranaense.

O momento é ´mágico´. Na maioria das histórias dos jogadores, tem o sonho de um dia atuar pelo Pinheiros e de defender a Seleção Brasileira. Pereira vive essa euforia, mas ele relembra que seu início no handebol maringaense foi complicado. Ele sofreu uma séria lesão – dois fragmentos ósseos do fêmur direito se soltaram – e aí foram 11 meses de extremo empenho para voltar às quadras. O período foi difícil. Quatro meses sem colocar o pé no chão, e depois mais sete meses de fisioterapia. Nessa fase conheceu pessoas que o auxiliaram no momento difícil e veio a recuperação, e junto dois feitos inéditos para o handebol maringaense.

 

“Defender Maringá foi uma grande hora. Tive uma lesão muito séria logo que cheguei, mas consegui me fortalecer física e psicologicamente. Conheci grandes pessoas neste período, como o dr. Gilson Kuroda e toda a equipe do grupo SportFisio, liderada pelo Eduardo Ruhling. Já recuperado, fiz parte de duas conquistas inéditas do handebol de Maringá. Ficamos em terceiro lugar na Liga Nacional de 2014 e me tornei o artilheiro da Liga de 2016, com 69 gols”.

O armador canhoteiro, considerado hoje um dos principais atletas do Brasil, enaltece o apoio recebido na Cidade Canção. “Sou apaixonado pela cidade. Sou muito grato por esse período que fiquei no time e por todos que estão envolvidos com o handebol maringaense: dirigentes, técnicos (Leonardo Bortolini e Valmir Fassina). Todos que passaram pela equipe, amigos e torcida. Essas pessoas ficarão para sempre marcadas em minha carreira”.

 

Sobre a nova equipe, Pereira diz que será outro grande desafio. “Sigo agora para um novo desafio. Ter a oportunidade de vestir a camisa do maior clube do país vai ser incrível. Também terei a honra de trabalhar com um grande técnico, o Sérgio Hortelan. O grande objetivo é conseguir ajudar o Pinheiros a buscar mais títulos. Vou me dedicar ao máximo e espero ser tão feliz lá como fui aqui” finalizou.

Contato – (44) 9843-4677 – Email: [email protected]

Comente aqui


Edney Silva Oliveira, o melhor do handebol de Maringá em 2017

Orlando Gonzalez

Aplicação tática e boa desenvoltura em jogadas individuais foram alguns pontos fortes do pivô Edney Silva Oliveira, escolhido o melhor atleta do handebol masculino de Maringá em 2017. A avaliação é do presidente da Associação Maringaense de Handebol (AMB), Rafael Fondazzi.

 

O atleta foi peça importante no time de Maringá, campeão do Campeonato Paranaense, vice-campeão dos Jogos Abertos do Paraná (JAPs), e também esteve em quadra por Maringá na Liga Nacional de Handebol. O time não realizou uma boa campanha e acabou eliminado na primeira fase. Mas encerrou a sua participação com vitória de um gol sobre Londrina no Ginásio Chico Neto (30 a 29).

Edney Silva Oliveira ainda disputou quatro campeonatos internacionais em equipes de base da Seleção Brasileira. Foi campeão Pan-Americano Sub-21 no Paraguai, vice-campeão Pan-Americano Sub-19 no Chile, e ganhou em experiência participando do Mundial Juvenil da Geórgia. O Brasil fechou na décima oitava posição, e ainda participou do Mundial Júnior na Argélia. A seleção encerrou no décimo nono lugar.

Contato – (44) 9843-4677 – Email: [email protected]

Comente aqui


O DIÁRIO AO VIVO – Maringá vence Londrina por 30 a 29 pela Liga Nacional de Handebol

Maringá vence Londrina por 30 a 29 pela Liga Nacional de Handebol masculino. Jogo foi válido pela última rodada da fase de classificação. Maringá conseguiu três vitórias, mas não avançou à segunda fase. Partida aconteceu na noite desta segunda-feira, no Ginásio Chico Neto, em Maringá.

Ao vivo Maringá 30 x 29 Londrina pela Liga Nacional de Handebol

Publicado por O Diário do Norte do Paraná em Segunda, 6 de novembro de 2017

Comente aqui


Handebol de Maringá enfrenta o Londrina, às 20h, no Chico Neto pela Liga Nacional

Orlando Gonzalez

A equipe de handebol da Prefeitura de Maringá / Unimed / Unicesumar finaliza na noite desta segunda-feira a sua participação na primeira fase da Liga Nacional de Handebol. O jogo começa às 20h, e será diante do Londrina, no Ginásio Chico Neto, em Maringá. A entrada é franca.

 

No campeonato, a equipe maringaense, que acumula duas vitórias e sete derrotas, não tem mais chance de passar à segunda fase. Já o Londrina, garantido na etapa seguinte, tem cinco vitórias, um empate e três derrotas.

Comente aqui


Handebol de Maringá treina no Chico Neto para pegar o Londrina pela Liga Nacional

Handebol masculino de Maringá treina no Chico Neto para o jogo do próximo dia 6 contra Londrina pela Liga Nacional.

Handebol masculino de Maringá treina no Chico Neto para o jogo do próximo dia 6 contra Londrina pela Liga Nacional

A post shared by Orlando Gonzalez – Assessoria (@orlandomgonzalez) on

Comente aqui


Handebol de Maringá tem jogo adiado na Liga Nacional

Orlando Gonzalez

A equipe da Prefeitura de Maringá / Unimed / Unicesumar iria se despedir neste fim de semana da Liga Nacional de Handebol. É que o jogo contra o Londrina, inicialmente programado para este sábado, às 16h, no Ginásio Chico Neto, foi adiado para o próximo dia 6 de novembro, no mesmo local. A partida vai fechar a fase de classificação da Liga Nacional.

 

A mudança ocorre em razão de conflito de modalidades, já que o Ginásio Chico Neto tem jogo programado pela Superliga masculina. Desta maneira, a Confederação Brasileira de Handebol confirmou a alteração de data para o jogo.

Comente aqui


Maringá se despede da Liga Nacional de handebol contra o Londrina

Já desclassificado, Prefeitura de Maringá / Unimed / UniCesumar tem “Clássico do Café” na última rodada da Liga Nacional de Handebol. A partida será às 16h deste sábado (28), no ginásio Chico Neto

 

O time masculino da Prefeitura de Maringá / Unimed / UniCesumar se despede, de fato, da Liga Nacional de handebol às 16h deste sábado (28). Já desclassificada, a equipe enfrenta o Londrina, no Ginásio Chico Neto, pela última rodada da fase de classificação Liga Nacional.

 

Porém, mesmo sem chances de classificação, o time de Maringá entrará motivado em quadra. Como a tabela sofreu algumas alterações durante a competição, quis o destino que o “Clássico do Café” do segundo turno da Liga fosse realizado, justamente, na última rodada.

 

“O fato de jogar um clássico contra o Londrina sempre dá uma motivação extra, independentemente da competição que estamos jogando. Além disso, é sempre um jogo de alto nível, o que nos ajuda a evoluir individualmente e como equipe”, revela o goleiro do Maringá, Joelber Romano.

 

E para começar bem o planejamento do próximo ano, nada melhor do que se despedir da Liga com uma vitória sobre o Londrina.

Comente aqui


Handebol masculino de Maringá é superado pelo Pinheiros na Liga Nacional

Orlando Gonzalez

A Prefeitura de Maringá / Unimed / Unicesumar realizou no sábado a penúltima apresentação na primeira fase da Liga Nacional de Handebol. Em jogo realizado no Ginásio Henrique Vilaboim, em São Paulo, a equipe foi superada pelo Pinheiros/SP, por 32 a 25. Na etapa inicial, o time paulistano encerrou com placar favorável de 18 a 12, e Felipe Braz, do Pinheiros, com oito gols, o artilheiro do confronto.

 

Com duas vitorias na competição, o time maringaense agora duela contra o Londrina, no fechamento da primeira fase. A partida será no próximo dia 28, no Ginásio Chico Neto, em Maringá.

Comente aqui


Handebol de Maringá precisa da vitória nesta quarta-feira contra o Taubaté na Vila Olímpica

Orlando Gonzalez

A Prefeitura de Maringá / Unimed / Unicesumar realiza na noite desta quarta-feira a sua sétima apresentação na Liga Nacional de Handebol masculino. E a vitória é imprescindível na partida diante do Taubaté/SP, a partir das 20h, no Ginásio Valdir Pinheiro, na Vila Olímpica. A entrada é franca.

 

Depois do insucesso na rodada de segunda-feira, contra o São Caetano/SP, Maringá acumula uma vitória e cinco derrotas no campeonato. Por isso, o resultado positivo na partida desta quarta servirá para manter o time na disputa por uma das vagas à segunda fase. E a tarefa não será fácil. É que além de ter que assegurar a segunda vitória, Maringá ainda terá que derrotar Uberaba/MG, Pinheiros/SP e Londrina.

 

“É claro que a situação ficou bem difícil, mas temos que confiar em nossa capacidade e acreditar na classificação enquanto houver chances”, declarou Rafael Fondazzi, goleiro e supervisor do time maringaense.

Comente aqui


Prefeitura de Maringá / Unimed / Unicesumar domina, mas perde no fim para o São Caetano pela Liga Nacional de Handebol

Orlando Gonzalez

Uma partida quase que perfeita. A equipe de handebol masculino da Prefeitura de Maringá/Unimed/Unicesumar foi superior ao São Caetano/SP na maior parte dos 60 minutos da partida disputada na noite de segunda-feira (2), no Ginásio Chico Neto, em Maringá, pela Liga Nacional de Handebol. Não foi uma grande vantagem, mas sim a diferença mínima possível que, inclusive, ´jogou´ a vitória para o lado do time paulista. No primeiro tempo, Maringá terminou com um gol de vantagem (10 a 9). E o resultado final da partida apresentou a mesma diferença em favor do São Caetano (21 a 20).

 

Na etapa inicial, o time maringaense conseguiu a vantagem. Mas não foi só por isso que o resultado foi conquistado diante do bom adversário. A marcação, as jogadas de velocidade, os lances livres, enfim, a equipe teve ótimo aproveitamento. E isso se repetiu no segundo tempo, até o vigésimo quinto minuto. Na sequência, São Caetano se aproximou no placar, empatou o jogo, e aí as jogadas de velocidade de Maringá pararam de funcionar, erros em sete metros e com o goleiro rival realizando ótimas defesas, a equipe acabou perdendo por um gol um jogo.

 

Arthur, atleta da Prefeitura de Maringá/Unimed/Unicesumar, lamentou o resultado. “A gente vem de uma sequência de derrotas. Vencemos no domingo, e a gente sabia que seria um jogo difícil contra o São Caetano. Jogo assim é decidido em detalhes. Erramos muitas finalizações. É triste, porque a gente treina todo dia, mas é do esporte, e hoje não foi o nosso dia. E na quarta-feira vamos tentar a vitória (contra o Taubaté). Está difícil a classificação para a segunda fase, mas a gente não vai desistir”.

 

O goleiro Joelber também esperava melhor sorte da equipe. “Acho que a gente teve várias chances de abrir três gols, e deixar o jogo um pouco mais fácil. Desperdiçamos  boas oportunidades e eles passaram. A nossa defesa até foi bem de uma maneira geral, mas não foi o suficiente”.

 

MELHOR EM QUADRA

Andre Guedes, do São Caetano, foi eleito o melhor do jogo. “Arrumamos a defesa no segundo tempo, e conseguimos a vitória. O prêmio de melhor, acho que todos merecem, porque todos ajudaram na marcação. Nosso elenco é reduzido, mas vamos buscar a melhor colocação no campeonato”, comentou.

 

A equipe de Maringá volta a jogar na quarta-feira, contra o Taubaté, em Sarandi. Será a sétima apresentação no campeonato. Até aqui, Maringá conquistou uma vitória e sofreu cinco derrotas.

 

EQUIPE

O time maringaense é formado pelos atletas Anderson Marson, Arthur William Pereira, Dennis Vasconcelos Farias, Edney Silva Oliveira, Emerson Santos Silva, Gabriel Reis de Oliveira, Gustavo Santos Heuko, Higor Da Silva Dos Santos, João Victor Cardoso da Silva, Joelber Romano Da Silva, Lorran André Nascimento, Luis Fernando Shoiti Murassaki, Luiz Vinicius Erculano, Matheus Panassolo, Miguel Luis Catanio, Murilo Augusto Coutinho Calvo, Octavio Augusto Paiva, Pedro Gaspar de Carvalho, Pedro Lucas Vilchenski, Leonardo De Oliveira Fabrício, Rafael Fondazzi, Rafael Humberto Canha, Rodrigo Prudente de Moraes. Técnico: Leonardo Luís Tezelli Bortolini,

Comente aqui