orlando gonzalez



Em casa, líder Maringá / Famma / Amavolei recebe o Colombo pelo Paranaense de Vôlei feminino

Milla

Orlando Gonzalez

O Maringá / Famma / Amavolei, atual campeão estadual e líder da temporada 2017, estreia, neste sábado, no segundo turno do Campeonato Paranaense de Vôlei feminino adulto. O jogo será contra o Colombo, a partir das 15h, no Ginásio Chico Neto, em Maringá. A partida faz parte da rodada dupla com o handebol feminino da Prefeitura de Maringá / Unimed / Unicesumar, que joga às 17h, contra o Concórdia, pela Liga Nacional de Handebol feminino. A entrada é franca para ambos os jogos. No domingo, às 10h, Maringá / Famma e Colombo voltam a se enfrentar no Chico Neto, no encerramento da primeira rodada do returno.

 

O time de voleibol da Cidade Canção, comandado pelo técnico Valdemar Silva (Dema) segue invicto na temporada 2017. São oito vitórias consecutivas e sem perder um set sequer. A equipe tem 24 pontos, e pensa em nova vitória contra o rival. Vale lembrar que pela segunda rodada da competição, em Colombo, as garotas do Maringá / Famma / Amavolei venceram e iniciaram a caminhada para a ótima campanha no estadual.

 

A levantadora Milla diz que é preciso ter paciência na partida de hoje, já que o time adversário tem atletas experientes em quadra. “O objetivo que colocamos no início do campeonato foi alcançado: a liderança. Agora vai começar o returno e isso só significa que a caminhada continua. O jogo contra Colombo exige o máximo de atenção e paciência, pois a equipe conta com jogadoras bastante experientes. Temos que impor o nosso jogo e eliminar ao máximo os nossos erros. Esperamos conseguir subir mais um degrau no campeonato”.

Carla

A ponteira Carla acredita que o Maringá / Famma / Amavolei evoluiu em relação à estreia no campeonato, mas entende que a partida será difícil contra o Colombo. “Bem, acredito que vai ser um jogo melhor em relação à primeira partida que fizemos em Colombo. Ambas as equipes já se conhecem. A nossa equipe evoluiu tecnicamente, assim como elas, e creio que será uma partida equilibrada. Um bom espetáculo a nossa torcida”, frisou.

 

A equipe de Maringá participa do campeonato como as atletas Fernanda, Débora, Carla Moreira, Bruna, Carla, Mayara, Bianca, Cássia, Milla, Amanda, Beatriz, Amanda Braga, Ana Paula e Amanda Fontes. Técnico: Valdemar Silva (Dema).

Comente aqui


Handebol masculino de Colorado comemora a prata nos JAPs em União da Vitória

Orlando Gonzalez

Uma medalha de prata com o brilho do ouro. É assim que comissão técnica e atletas assimilaram a segunda posição na classificação final dos Jogos Abertos do Paraná (JAPs), da divisão B, em União da Vitória. A equipe da região noroeste realizou ótima campanha na competição da Secretaria de Estado do Esportes e Turismo (SEET), e chegou até a grande final. O jogo decisivo foi diante do Bom Sucesso, no ginásio de esportes da UNIUV.

 

Na partida final, um jogo de ótima qualidade técnica aconteceu diante do Bom Sucesso. Na etapa inicial, Colorado encerrou com seis gols atrás no placar ( 9 a 15), e acabou sofrendo o revés em dez gols (19 a 29).

 

Mas o resultado adverso não foi frustrante. É que a trajetória até alcançar a grande final, que já valeu o acesso à divisão A dos JAPs, não foi dos mais fáceis. Oorreu com muita aplicação, apesar das adversidades, mas as vitórias vieram – com o acesso à divisão A e o vice-campeonato -, que coloca a equipe como a segunda melhor do Estado.

 

O atleta da equipe e professor Diego Júnior Forza não esconde o contentamento, e relembra a trajetória da equipe até a fase final dos JAPs em União da Vitória.

 

“Colorado iniciou sua campanha nos Jogos Abertos de 2017 na cidade de Floraí, na fase final, na tentativa de defender o título de 2016, e a equipe ficou com o título contra o forte Floraí. E a partir daí veio a vaga para a final dos JAPs B”, relembrou.

 

Em União da Vitória, nada passou em branco. “No início da competição vencemos a grande equipe de Dois Vizinhos e perdemos para Guaratuba e Bom Sucesso, e avançamos a equipe como a segunda colocada do grupo. Aí enfrentamos uma das equipes favoritas, Goioerê, e conseguimos, com muita garra e determinação, vencer, e avançamos às semifinais.  Contra Santa Helena, novamente vencemos, com muita força de vontade, e asseguramos a tão sonhada vaga para a fase final A dos Jogos Abertos do Paraná. A final em União da Vitória foi contra o Bom Sucesso, que jogou muito, e perdemos. O título não veio, mas saímos de cabeça erguida e com dever cumprido. O nosso objetivo era conquistar a vaga para a fase final A. O nosso time é jovem, mas tem um poder de superação enorme, “comentou.

 

Colorado conquistou o vice-campeonato com o seguinte elenco: Leandro Cândido Bezerra, João Vitor Athanazio Venceslau, Diego Junior Força, Ricardo Mussio Thomé, João Paulo de Souza Reis, Taymon dos Santos Demeterko, Fabrício Bezerra de Aquino, Rafael Rosseto, Mauro Lima de Souza Júnior, Eduardo Damaceno Souza, Gustavo Andrade Dal Bianco, Aurélio Frangiotti Valêncio, José Paulo Soares Frohlich,  Marcos Paulo Rosa da Silva, Leonardo Pereira Rodrigues e Leonardo Charlo da Silva. Técnica: Cecília Midori Taho.

 

CAMPANHA DE COLORADO

 

16/9 – Colorado 32 x 31 Dois Vizinhos

17/9 – Colorado 20 x 23 Bom Sucesso

18/9 – Colorado 26 x 27 Guaratuba

19/9 – Colorado 28 x 25 Goioerê

20/9 – Colorado 27 x 23 Santa Helena

FINAL

21/9 – Colorado 19 x 29 Bom Sucesso

 

 

Os Jogos Abertos do Paraná são promovidos pelo Governo do Estado, por meio das Secretarias do Esporte e Turismo e da Educação, com apoio do município de União da Vitória.

 

COM/JEPS

Orlando Gonzalez

(44) 9 9903-6304

[email protected]

 

 

Jogos Abertos do Paraná , , , , ,
Comente aqui


Paraná é bicampeão dos Jogos Escolares da Juventude para alunos-atletas de 12 a 14 anos

Foto: Vinicius Xavier/SEET

O esporte paranaense conseguiu um feito histórico: com as últimas medalhas conquistadas por seus representantes nas modalidades coletivas, o Paraná se isolou na liderança do quadro de medalhas dos Jogos Escolares da Juventude, disputados em Curitiba entre os dias 12 e 21 de setembro. Com o resultado o Estado pode se considerar bicampeão do evento organizado pelo Comitê Olímpico do Brasil, para alunos-atletas de 12 a 14 anos, afinal já havia liderado o quadro de medalhas na edição 2016 da competição, realizada em João Pessoa, Paraíba.

Das 13 modalidades em disputa na capital paranaense, a delegação do Estado do Paraná conquistou medalhas em 11, sendo 8 individuais e 3 coletivas. Já o total de medalhas foi um show dos meninos e meninas da delegação paranaense. Com um total de 32 medalhas de ouro, o Paraná obteve cinco a mais que o segundo colocado, São Paulo. Para ter uma ideia do domínio da delegação em 2017, os paranaenses conseguiram mais medalhas douradas do que o 3º, 4º e 5º colocados juntos, respectivamente, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

 

O número também representa um aumento de 60% de medalhas de ouro, se comparado ao título obtido pelos paranaenses na edição de 2016, em João Pessoa (PB). Na ocasião, foram 20 medalhas que garantiram a liderança do quadro. Mas não foi apenas esta estatística que cresceu: se no ano passado o Paraná conquistou um total de 50 medalhas, incluindo as de ouro, prata e bronze, desta vez foram 64, quase 30% a mais do que na edição anterior dos Jogos Escolares da Juventude.

A campanha paranaense confirma a excelência do trabalho realizado no esporte escolar, unindo a formação de alunos nas esferas esportiva e educacional, no que se reflete os Jogos Escolares do Paraná (JEPs), nada mais do que a maior competição esportiva a nível estadual em todo o Brasil.

 

O evento, que neste ano completou sua 64ª edição, é promovido pelo Governo do Paraná por meio da Secretaria do Esporte e Turismo, da Secretaria da Educação e com o apoio de diversos municípios que sediam as fases regionais, macrorregionais e finais, reunindo milhares de participantes em todos os cantos do Estado. A relevância dos JEPs se torna ainda maior quando se nota que os alunos-atletas paranaenses foram, em sua maioria, os campeões estaduais da atual temporada, chegando para competir em altíssimo nível nos Jogos Escolares da Juventude, e é claro, conquistando pódios e medalhas!

Uma vitória maiúscula da fortíssima equipe moldada e desenvolvida nas competições escolares do Paraná, um sinal que a nova safra de talentos paranaenses tem tudo para continuar se destacando no esporte nos próximos anos. O Estado do Paraná já pode ser considerado uma potência na formação de alunos-atletas, e esta condição tende a crescer ainda mais nos próximos anos.

O próximo desafio serão os Jogos Escolares da Juventude, mas dessa vez, para alunos-atletas de 15 a 17 anos. A competição vai acontecer em Brasília, entre os dias 16 e 25 de Novembro, e a meta é continuar a busca pelo pódio na Capital Federal, e se possível, repetir o feito obtido em casa, com um aumento exponencial no número de medalhas conquistadas.

Comente aqui


Encerrada a maior edição dos Jogos Escolares da Juventude, com 4 mil alunos de 1.400 escolas de todo o Brasil

Foto: SEET

A maior competição estudantil já realizada no país chega ao fim nesta quinta-feira. Organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), a etapa de 12 a 14 anos dos Jogos Escolares da Juventude movimentou Curitiba (PR), levando esporte e cidadania para 4 mil atletas/alunos de todos os estados do Brasil. Após as disputas em 13 modalidades (atletismo, handebol, badminton, basquete, ciclismo, futsal, judô, ginástica rítmica, luta olímpica, natação, tênis de mesa, xadrez e vôlei), nesta quinta foram realizadas as finais e premiações dos torneios coletivos. Momentos que se tornarão inesquecíveis na vida dos futuros astros do esporte brasileiro.

 

Os números alcançados na capital paranaense bateram todos os recordes em 13 anos de realização dos Jogos Escolares. No total, 3.983 alunos-atletas de 1.401 escolas de todo o Brasil (515 escolas estaduais, 334 municipais e 552 escolas privadas) participaram do evento. Ao todo, 475 cidades brasileiras tiveram representantes em Curitiba, o que corresponde a cerca de 10% dos municípios brasileiros.

 

“Esta é a maior edição dos Jogos desde quando iniciamos o projeto, em 2005, superando todos os números de inscritos com a participação de todo o país. Isso significa que estamos alcançando mais cidades e escolas do país. Outro ponto importante é que mais da metade das escolas participantes vieram da rede pública, escolas municipais, estaduais ou federais”, disse Edgar Hubner, gerente de Juventude do COB e diretor geral do evento. “Além disso, notamos claramente da evolução das equipes nesta edição. Todos os estados estão se preparando melhor para o evento, aumentando o nível do esporte de base do país a cada ano”, completou Edgar.

 

Os Jogos Escolares da Juventude revelam, a cada ano, novos talentos para o esporte brasileiro. Da delegação composta por 465 atletas do Time Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, um total de 52 já haviam participado dos Jogos Escolares, entre eles Mayra Aguiar e Sarah Menezes, do judô, e Hugo Calderano, do tênis de mesa. Até uma medalhista em Jogos Paralímpicos – Bruna Alexandre, também do tênis de mesa – já passou pelos Jogos Escolares da Juventude.

 

“Essa já é uma tradição dos Jogos Escolares. Por aqui tem já passaram medalhistas olímpicos e pan-americanos como Sarah Menezes, bicampeã dos Jogos Escolares. Tivemos a satisfação de identificar um crescimento considerável na participação dos atletas que disputaram os Jogos Olímpicos da Juventude. Em Nanquim 2014, 72% dos atletas que participaram da competição passaram pelos Jogos Escolares. No mundial de judô sub-18 desse ano, por exemplo, todos os participantes competiram nos Escolares”, lembrou Hubner.

 

A fábrica de talentos segue aberta. Em Curitiba foram batidos 16 recordes de campeonato, incluindo um recorde nacional. No total, foram 12 recordes na natação e quatro no atletismo. Destaque para a nadadora Fernanda Celidônio, do Colégio La Salle, de Brasília, que marcou o seu nome na história do evento com três novas marcas. No atletismo foram batidos quatro novos recordes de campeonato, um deles que já durava 12 anos. A paulista Taimara Pereira de Melo, da Escola Estadual Professora Graziela Malheiro, de São Joaquim da Barra (SP), venceu os 250m rasos feminino com o tempo de 32s87. A marca anterior era de Bianca Santos, com 33s05, obtida nos Jogos Escolares de Brasília 2005.

 

Além da disputa por medalhas e recordes, o Programa Educativo e Cultural ofereceu ações para os alunos atletas e para alunos das escolas da cidade sede. Os objetivos do programa são: promover a integração entre os atletas participantes, envolver os alunos das escolas da cidade sede no evento e promover os Valores Olímpicos: amizade, excelência e respeito.

 

“O principal objetivo dos Jogos desde o início é criar oportunidades para essas crianças de conhecerem novas cidades e culturas, contribuindo para a inserção social e o fortalecimento da cidadania de todos eles”, explicou Edgar Hubner.

 

No Centro de Convivência montado no ginásio do Tarumã, os jovens contaram com uma programação recreativa especial. Antes e depois das refeições, interagiram num espaço criado só pra eles. O espaço contou com: lan house, biblioteca, exposição de medalhas, troféus, Tocha Olímpica e uniforme do Time Brasil, uma atração interativa denominada “Formando campeões”, clínica de dança, um painel interativo de LED, estandes da Agência Brasileira de  Controle de Dopagem (ABCD), com ações sobre o jogo limpo, da ONU mulher, da Rede Globo, e um espaço com mesas de totó e uma mesa de tênis de mesa.

 

A programação incluiu também duas clínicas esportivas, de modalidades fora do programa dos Jogos Escolares da Juventude: o basquete 3 x 3 e a esgrima. Sempre com o apoio de profissionais e ex-atletas indicados pelas próprias confederações olímpicas brasileiras.

 

O evento reuniu 11 ídolos do esporte nacional, os Embaixadores dos Jogos.  Além da presença nas competições, eles entraram em contato com a garotada, passando dicas e conselhos para a vida, dentro e fora do esporte. Entre os embaixadores para a etapa de Curitiba, quase todos tiveram passagens pelos Jogos Olímpicos ou Pan-americanos. Destaque para Emanuel Rego, maior jogador de vôlei de praia da história; Sheilla Castro, bicampeã olímpica de vôlei; o judoca Tiago Camilo, medalhista de prata nos Jogos Olímpicos Sydney 2000 e bronze em Pequim 2008 e presidente da atual Comissão de Atletas do COB. Fabiana Murer, medalhista pan-americana e campeã mundial indoor do salto com vara; Etiene Medeiros, melhor nadadora brasileira da atualidade. Também foram embaixadores na capital paranaense: Gideoni Monteiro (ciclismo), Jéssica Maier (ginástica rítmica), Aline Silva (lutas), Ligia Silva (tênis de mesa), Iziane Marques (basquete) e Silvia Helena Pereira (handebol).

 

“Disputei os Jogos Escolares de 2005 a 2008, competições muito importantes na minha carreira. Foram experiências incríveis que ajudaram muito a me tornar uma atleta de alto rendimento. Esse contato com a garotada, olhar nos olhos deles e ver a paixão que eles têm pelo esporte é muito bom”, disse Etiene Medeiros, que representou os colégios CPI e Boa Viagem, de Recife, nos Jogos Escolares.

 

“Eu também comecei na escola, mas na minha época era bem diferente do que é hoje. As disputas eram entre seleções estaduais e não equipes e representantes de cada escola. Isso fez com que a competição crescesse e se tornasse esse evento grandioso que é hoje”, disse Emanuel Rego, três vezes medalhista olímpico de vôlei de praia (ouro em Atenas 2004, prata em Londres 2012 e bronze em Pequim 2008).

 

O melhor de um evento tão importante como esse é saber que daqui a pouco tem mais. Entre os dias 16 e 25 de novembro, será a vez de Brasília (DF) receber a etapa dos Jogos Escolares da Juventude para atletas de 15 a 17 anos.

 

Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Grupo Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio da Estácio, da Prefeitura de Curitiba e do Governo do Estado do Paraná.

 

Comente aqui


Umuarama e Londrina fecham os JAPs da divisão B com o ouro no peito

As equipes de futsal masculino de Umuarama e feminino de Londrina encerraram como campeãs, na quinta-feira, a participação na fase final da divisão B dos Jogos Abertos do Paraná (JAPs), em União da Vitória. E, como esperado, as decisões foram tensas, e o público mais uma vez prestigiou os confrontos realizados nos ginásios Benedito Albino e da UNIUV.

 

A decisão do título masculino ocorreu no Ginásio da UNIUV. Umuarama e Quedas do Iguaçu, já garantidos na divisão A, mediram forças em busca do troféu e medalhas de ouro da competição da Secretaria de Estado do Esporte e Turismo do Paraná (SEET). Nos primeiros 20 minutos, Umuarama conseguiu abrir vantagem, e marcou 2 a 0. Na etapa complementar, Quedas do Iguaçu balançou as redes em uma ocasião, e o placar final ficou em 2 a 1 para o Umuarama.

A decisão feminina, entre Londrina e Ouro Verde do Oeste, também garantidos na divisão A, aconteceu no Ginásio Benedito Albino. Partida bastante equilibrada e de bom nível técnico. Ambos os times agradaram a torcida no ginásio. No primeiro tempo, apesar de Ouro Verde do Oeste ter inaugurado o marcador, Londrina virou e fechou com 2 a 1 no marcador. Na etapa final, a média de gols se repetiu: Londrina anotou mais dois, contra um do adversário, e o resultado foi de 4 a 2 para a equipe londrinense.

 

TERCEIROS LUGARES

Os jogos valendo a medalha de bronze ocorreram no Ginásio Benedito Albino. No masculino, Matelândia ganhou de 6 a 3 de Siqueira Campos, após 4 a 2 no primeiro tempo. No feminino, Vera Cruz do Oeste fez 6 a 2 em Faxinal, depois de 4 a 0 no primeiro tempo.

 

NA DIVISÃO A

As equipes que participaram das disputas de terceiros e primeiros lugares conquistaram o acesso à divisão A da competição, que terá a sua final de 2017 no município de Apucarana.

 

 

Acompanhe a fanpage dos JAPs:

https://www.facebook.com/jogosabertospr/ 

 

Os Jogos Abertos do Paraná são promovidos pelo Governo do Estado, por meio das Secretarias do Esporte e Turismo e da Educação, com apoio do município de União da Vitória.

 

COM/JEPS

Orlando Gonzalez

(44) 9 9903-6304

[email protected]

Jogos Abertos do Paraná , , ,
Comente aqui


Handebol feminino de Maringá é superado pelo Blumenau/SC pela Liga Nacional

Foto: Wellington Carvalho

Orlando Gonzalez

A Prefeitura de Maringá / Unimed / Unicesumar realizou na noite de quinta-feira a sexta apresentação na Liga Nacional de Handebol feminino. A partida diante do forte Blumenau/SC aconteceu no Ginásio Chico Neto, e o adversário acabou conquistando a vitória, por 33 a 22.

 

No primeiro tempo, o início maringaense não foi dos melhores, mas a equipe conseguiu reagir e diminuir a diferença para o Blumenau, que terminou com 15 a 14 no placar. No segundo tempo, a Prefeitura de Maringá / Unimed / Unicesumar abusou nos erros de passes, e, nos contra-ataques, o Blumenau conseguiu abrir vantagem e garantiu a vitória por 11 gols.

Segundo o técnico Valmir Fassina, “o primeiro tempo nosso foi ruim. Mas a equipe conseguiu entrar no jogo e recuperou seis gols. Mas no segundo tempo entregamos muitas bolas e levamos contra-ataques. Aí o jogo abriu. Agora temos vamos tentar cumprir um bom jogo contra o Concórdia, que também é outra equipe forte, que investe pesado na modalidade em casa”.

 

O time da Cidade Canção, que soma três pontos – uma vitória, um empate e quatro derrotas na competição -, volta a jogar no sábado, às 17h, novamente no Ginásio Chico Neto, contra o Concórdia/SC. Esse jogo vai fazer parte da rodada dupla com o voleibol feminino do Maringá / Famma / Amavolei, que tem jogo programado para as 15h, contra o Colombo. O voleibol feminino lidera o campeonato estadual com oito vitórias. A entrada para a rodada dupla é franca.

A Prefeitura de Maringá/Unimed/Unicesumar disputa a Liga Nacional com as atletas Geise Lucena Araújo, Rita Caroline Cezar Silva, Jennyfer Beatriz Custódio, Luany Bulla Vitali, Gabriela Maciel de Souza, Keila Oliveira Alves, Larissa Suelen de Brito, Geisa de Souza Amoreira, Caroline Duarte Costa, Evellyn Cristine Tofanello, Fernanda Lucchese Molina, Gisele Carina da Costa, Rebecca Bornia Dias de Souza, Renata Bornia Dias de Souza, Rosária da Silva, Mariana Borges de Souza e Mariana Merlin de Oliveira. Técnicos: Valmir Fassina e Sebastião Fernandes Lopes Neto.

Comente aqui


Maringá FC tem novidades para jogo de domingo em Cascavel pela Taça FPF

Foto: Rodrigo Araújo/Maringá FC

Orlando Gonzalez

O Maringá Futebol Clube encerra no domingo, às 11h, a sua participação na primeira fase da Taça FPF, contra o Cascavel, no estádio Arnaldo Busato, em Cascavel. E para o compromisso, o técnico Fernando Marchiori tem três reforços, já prontos para jogar: o goleiro Valdemar, o lateral Gabriel e o volante Pedro.

 

No compromisso, a vitória é fundamental, já que o Maringá FC ganhará a vantagem de decidir sempre em casa, a partir da segunda fase, que será sempre no mata-mata.

 

O objetivo da equipe da Cidade Canção é faturar o título da competição da Federação Paranaense de Futebol (FPF) e conquistar a única vaga em jogo para o Campeonato Brasileiro da Série D de 2018.

Comente aqui


DAQUI A POUCO, às 9h10, o Pan News, na Rádio Jovem Pan

Acompanhe daqui a pouco, às 9h10, o Pan News, na Rádio Jovem Pan de Maringá. Os principais destaques de Maringá e região. E tem esporte também. Com Paulo Caetano, Ângelo Rigon, Orlando Gonzalez e Agnaldo Vieira.

 

Notícia com credibilidade.

 

OUÇA AQUI

 

E também aqui!

 

Comente aqui


Finais do futsal nos JAPs colocam frente a frente Umuarama x Quedas do Iguaçu e Londrina x Ouro Verde do Oeste

Orlando Gonzalez

A festa do futsal nos Jogos Abertos do Paraná (JAPs) da Divisão B termina nesta quinta-feira no município de União da Vitória, que ´respirou´ o futsal de maneira intensa durante uma semana. As praças esportivas – ginásios Benedito Albino e da UNIUV – premiaram o bom jogo, com bons públicos, que apoiaram tanto vencedores quanto perdedores. E agora é ´a hora da verdade´ para quatro equipes: Umuarama e Quedas do Iguaçu, no masculino e Londrina e Ouro Verde do Oeste, no feminino, que decidem os primeiros lugares do evento da Secretaria de Estado do Esporte e Turismo do Paraná (SEET), em parceria com o município de União da Vitória.

 

As decisões de terceiros e primeiros lugares ocorrem nesta quinta-feira. No Ginásio Benedito Albino, o primeiro jogo do dia está previsto para as 8h30, entre Siqueira Campos e Matelândia, valendo o bronze no masculino. Na sequência, às 9h45, Vera Cruz do Oeste e Faxinal jogam pelo bronze feminino. A terceira partida da manhã, às 11h, será válida pela disputa do ouro feminino, com o confronto entre Londrina e Ouro Verde do Oeste. No Ginásio da UNIUV, às 11h30, Umuarama encara Quedas do Iguaçu, em jogo que vale o troféu de ouro masculino.

 

SEMIFINAIS

Os finalistas saíram após os jogos semifinais realizados na noite de quarta-feira. No feminino, as garotas de Londrina atuaram no Ginásio Benedito Albino e ganharam de Faxinal, por 5 a 0, após 2 a 0 no primeiro tempo. Na outra partida, realizada na quadra da UNIUV, Ouro Verde do Oeste derrotou Vera Cruz do Oeste, por 4 a 1, depois de 2 a 0 nos primeiros 20 minutos.

 

Nas semifinais masculinas, Quedas do Iguaçu passou pelo Matelândia pelo placar de 5 a 2, após empate de 1 a 1 no primeiro tempo, em jogo disputado no Benedito Albino. No outro pega semifinal, Umuarama ganhou bem de Siqueira Campos, por 7 a 1. A vitória foi construída ainda no primeiro tempo, que apresentou placar de 5 a 0 para Umuarama.

 

Comente aqui


Handebol feminino de Maringá enfrenta Blumenau/SC nesta quinta no Chico Neto

Orlando Gonzalez

Com o propósito de conquistar a sua segunda vitória na Liga Nacional de Handebol feminino, a equipe da Prefeitura de Maringá/Unimed/Unicesumar entra em quadra hoje, a partir das 20h, no Ginásio Chico Neto, para atuar diante do forte time do Blumenau/SC. A entrada é franca.

 

Para o compromisso, o time de Maringá se condicionou física e tecnicamente no próprio Chico Neto e, por isso, a expectativa é de vitória.

 

“Temos uma equipe competitiva, mas não basta apenas isso para conquistar a vitória, principalmente contra um adversário de qualidade, como é o Blumenau. Temos que nos empenhar muito mais, até porque vamos jogar em casa, para alcançarmos o nosso objetivo, que é a segunda vitória no campeonato”, disse o técnico Valmir Fassina.

 

No campeonato, a Prefeitura de Maringá/Unimed/Unicesumar tem três pontos, em cinco jogos. O time acumula uma vitória, um empate e três derrotas.

 

A Prefeitura de Maringá/Unimed/Unicesumar disputa a Liga Nacional com as atletas Geise Lucena Araújo, Rita Caroline Cezar Silva, Jennyfer Beatriz Custódio, Luany Bulla Vitali, Gabriela Maciel de Souza, Keila Oliveira Alves, Larissa Suelen de Brito, Geisa de Souza Amoreira, Caroline Duarte Costa, Evellyn Cristine Tofanello, Fernanda Lucchese Molina, Gisele Carina da Costa, Rebecca Bornia Dias de Souza, Renata Bornia Dias de Souza, Rosária da Silva, Mariana Borges de Souza e Mariana Merlin de Oliveira. Técnicos: Valmir Fassina e Sebastião Fernandes Lopes Neto.

 

Comente aqui